O Fundamento Último da Ciência Econômica

O Fundamento Último da Ciência Econômica Ludwig Von Mises




PDF - O Fundamento Último da Ciência Econômica


Este ensaio é o último que Ludwig von Mises escreveu, e aquele no qual ele se propõe, talvez mais energicamente do que nunca, a esclarecer de vez as principais questões acerca dos fundamentos da economia enquanto ciência.

É mesmo possível classificar a economia como uma ciência? Qual seria a base científica que fundamentaria o que é certo e o que é errado em economia? Não seria um campo inteiramente subjetivo, alheio ao método científico? Deve-se seguir, em economia, os cânones e procedimentos de outras ciências naturais, ou trata-se de um ramo independente no sistema das ciências?

Mises percebeu que, para responder a essas e outras perguntas, era necessário esclarecer antes certos problemas que transcendem o campo das questões econômicas e invadem a esfera da epistemologia, da teoria do conhecimento. Ao fazê-lo, ele também desvenda a influência nefanda do pensamento positivista e materialista, responsável pela incompreensão generalizada do caráter científico da economia.





O Fundamento Último da Ciência Econômica

O PDF do primeiro capítulo ainda não está disponível

O Skoob é a maior rede social para leitores do Brasil, temos como missão incentivar e compartilhar o hábito da leitura. Fornecemos, em parceira com as maiores editoras do país, os PDFs dos primeiros capítulos dos principais lançamentos editoriais.

Resenhas para O Fundamento Último da Ciência Econômica (2)

ver mais
Por trás da economia


Este é o último livro escrito por Mises. Não vi a mesma força avassaladora dos outros livros. Mas uma análise profunda de questões que ultrapassam a análise econômica padrão. Assim, para verificar a validade dos fundamentos econômicos, e seu grau de sua subjetividade, vai à uma análise da mente humana (capítulo 1), abordando sua estrutura lógica, a base ativista do conhecimento (capítulo 2), o que nos move (capitulo 3), explorando temas como livre-arbítrio, inevitabilidade e estatís...