Primeiro e Único

Primeiro e Único Lauren Sandler




PDF - Primeiro e Único


Os mitos e as verdades sobre ter – e ser – filho único.
A jornalista Lauren Sandler é filha única e tem um filho. Baseada em sua experiência pessoal ela investigou como é ter apenas um filho e como parar por aí. A resposta é uma conciliação entre maternidade e modernidade, um aprendizado sobre si mesma, e sobre a cultura em que vivemos. Lauren traz uma aguçada inteligência e paixão para a discussão sobre a ansiedade, a dúvida, a desinformação e a crítica sobre o que significa ser um filho único e ter apenas um filho.E se os pais não sentissem mais a necessidade de ter outros filhos para não mimar demais o primogênito? E se os livros nos disserem que uma criança não fica melhor – ou pior - com um irmão?
Primeiro e Único examina todas essas questões, explorando o que a ascensão da família de um único filho significa para nossa economia, nosso meio ambiente e nossa liberdade. Por meio desta viagem, Sandler pode ter descoberto o tal código de felicidade, demonstrando que ter apenas um filho pode ser o caminho para resolver nossas incontáveis lutas da vida adulta na idade moderna.





Primeiro e Único

O PDF do primeiro capítulo ainda não está disponível

O Skoob é a maior rede social para leitores do Brasil, temos como missão incentivar e compartilhar o hábito da leitura. Fornecemos, em parceira com as maiores editoras do país, os PDFs dos primeiros capítulos dos principais lançamentos editoriais.

Resenhas para Primeiro e Único (3)

ver mais
Resenha para o blog Books and Movies


Lauren Sandler é uma jornalista é filha única e tem apenas um único filho, diante de suas experiências ela resolve desmanchar o estigma que os filhos únicos carregam consigo. A autora tenta fazer com que o leitor entenda que nem todos os filhos únicos são solitários, egoístas, infelizes ou inteligentes demais, todos essas teorias que se tem em cima da criação de um único filho. Eu particularmente venho de uma família grande, tenho 4 irmãos e nossa relação foi sempre maravilhosa, não ...