Fat Chance, Charlie Vega

Fat Chance, Charlie Vega Crystal Maldonado




Resenhas - Fat Chance, Charlie Vega


4 encontrados | exibindo 1 a 4


Aninha | Estante de Instantes Blog 11/07/2021

Em busca do amor... próprio
Charlie é uma personagem com quem não me apeguei muito, pois está num momento de extrema insegurança com o corpo, se comparando (e ressentindo) com a melhor amiga. Mas sei que é um livro que pode ajudar muitas adolescentes fora dos padrões a se enxergarem com mais gentileza. A relação dela com a mãe foi o que mais me chamou atenção, pois é algo que tento não reproduzir com minha filha. Por mais que eu seja uma mulher gorda, ainda sofro com a gordofobia internalizada e preciso sempre medir as coisas que falo para não machucar outras pessoas, principalmente a minha filha.
comentários(0)comente



tória 03/07/2021

Vou ser sucinta porque quando me dei conta que os personagens eram adolescentes já desconfiei que não ia me agradar muito, dito e feito. Temos os típicos dramas adolescentes, insegurança, primeiros beijos, bullying, etc.
Talvez esse seja um pouco diferente pelo fato da protagonista ser gorda e aí ser alvo de gordofobia, ter dificuldades para encontrar roupas que lhe sirvam. Além também de não ter autoestima o suficiente para acreditar que as pessoas gostariam genuinamente dela. Daí a autora trabalha um pouco com a aceitação de seu corpo, o que até passa uma mensagem legal.
Uma coisinha só que me incomodou é que fala que ela é uma menina marrom, por causa do pai porto-riquenho, sendo que nessa capa eu só consigo enxergar uma pessoa branca quando fica um pouco queimada do sol. Ou seja, fica rosada.
Não tenho mais coisa pra comentar, realmente acho que é mais do mesmo quando se trata de história de adolescentes. O final é fofinho.
Carous 24/01/2022minha estante
Charlie é latina e birracial (filha de pai latino e mãe branca).




Layla l @bookdipity 01/04/2021

Eu achava que não ia gostar nadinha, mas me impressionei. Me deu uma vibe meio TATBILB, sabe?
Romance super fofinho!!!!!
comentários(0)comente



Rodolfo_Domingos 30/03/2021

Pontos fortes e fracos
O melhor do livro é que ele foi escrito com sentimentos verdadeiros de quem já viveu essa realidade. E isso pode fazer com que muitas meninas se identifiquem e reconheçam essas situações.

Porém, me incomoda que muitos elementos e personagens da história aparecem e não carregam a história pra lugar nenhum. Ficam lá só pra criar a expectativa de que eles sejam usados em algum momento. Tem ideias demais num livro que não precisava de tudo aquilo.

Além do mais, o livro se afasta tanto do plot inicial que eu simplesmente esqueci que as primeiras 50 páginas (ótimas, por sinal) tinham acontecido.
comentários(0)comente



4 encontrados | exibindo 1 a 4


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR