Como ser lembrado

Como ser lembrado Michael Thompson




Resenhas - Como ser lembrado


21 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2


Ju Bairrada 11/06/2024

Livro leve e gostoso de ler
Um livro leve e bem gostoso de ler, leitura fluida e que dá um quentinho no coração. Senti que em alguns momentos no meio do livro a história fica repetitiva e alguns pontos são falados de forma muito superficial.
De forma geral vale a pena a leitura se você está esperando algo leve!
comentários(0)comente



helozmss 06/06/2024

Comecei a ler como indicação da livresenhas sem esperar muita coisa, acreditando que por mais que fosse o tipo "addie larue" não me pegaria muito.
e sério, que livro bom!!!! de alguma forma, mesmo com todos os anos com o tommy tendo que se reapresentar pras pessoas e começar do 0, a leitura nunca fica entendiante e te deixa pensando a cada reinicialização "nossa, mas como ele vai recuperar isso?"
recomendo muito
comentários(0)comente



Isabella.Forzani 04/06/2024

Esperava mais
Que livro razinho tão sem sal mais tão superficial de 300 paginas sem se aprofundar em nada não me conectei com nenhuma das personagens, o romance principal não foi bem desenvolvido. me venderam esse livro com a comparação com o da addie larue e não; sinto que o autor queria algo que não conseguiu se aprofundar
comentários(0)comente



Ellen Rayane 31/05/2024

Como eu gostei dessa história...
Eu amei muito toda a narrativa, me angustiei em alguns momentos e me peguei ansiosa pra voltar para a história quando estava trabalhando ou fazendo alguma outra obrigação.
Recomendo demais essa leitura
comentários(0)comente



cecis 29/05/2024

Digerível
é um livro legal. tem reflexões legais, o personagem principal é legal e a escrita também, a mensagem é muito bonita, mas nao consegui sentir clareza em muitos pontos da história, que simplesmente pareceram ser ?fillers? ou repetitivos demais, além disso gostaria de ver um desdobramento melhor da relação de tommy com os pais. acabei gostando do casal principal, mas a química é meio que zero, ainda da pra se emocionar com o final e pipipipopopo, mas bem mamão com açúcar, por causa das comparações com addie larue eu esperava algo mais uauu e recebi algo bem mehh. se um livro uau é o que vc ta procurando, eu recomendo procurar em outro lugar, mas talvez um passatempo seja cabível aqui.
comentários(0)comente



Flávia 28/05/2024

Todo o ano, quando o protagonista faz aniversário o resto do mundo se esquece dele e sua existência é apagada. Por conta disso ele é comparado a Adie Larue, mas a semelhança para por aí. Achei algumas escolhas de diálogo e cenas desnecessárias, mas para um livro de estreia ele me trouxe reflexões acima da média e sinto que, por conta disso, vai me marcar por um bom tempo. O final é de deixar o coração quentinho ?
comentários(0)comente



Kamilla Vanessa 28/05/2024

Bom
Decidi ler pois prometia agradar a quem gostou de A Vida Invisível de Addie Larue e A Biblioteca da Meia Noite; Achei bom, não tão cansativo quanto A Vida Invisível de Addie Larue, mas também não tão bom quanto A Biblioteca da Meia Noite, e na verdade não carrega quase nenhuma semelhança a este.
comentários(0)comente



Caroline Z. 20/05/2024

Levinho
Gostei deste livrinho. Eu não esperava muito, mas foi uma boa companhia. É leve. Literatura farofinha de puro entretenimento. E era exatamente o que eu estava precisando neste momento: algo que não exigisse muito raciocínio, que eu pudesse só relaxar.
.
Só achei o meio do livro um pouco repetitivo e arrastado, mas não foi cansativo. E eu adorei este personagem principal. Sentirei falta dele.
.
Recomendo o livro sim. Inclusive para conhecer um pouco da literatura australiana. Não costumamos ver muita coisa de lá por aqui.
comentários(0)comente



bellsreading 18/05/2024

Crise existencial um pouco de choro e muita identificação
A sensibilidade de ter um protagonista masculino em um livro sobre algo tão delicado me pegou muito, questionei tanta coisa com esse livro e definitivamente entrou pra minha lista de queridinhos
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Gleissa.Pereira 26/04/2024

Perfeito
Dizem que tem um a vibe de igual a vida invisível de Addie LaRue , não li o outro mas amei ler o livro com conversas fluídas , escrita sem enrolação .

Um livro sobre persistência, sobre amor e amizade , mas acima de tudo de saber desistir na hora certa e sobre tomar o controle de sua própria vida .

Indico demais
comentários(0)comente



@estantederomance 24/04/2024

Esperava mais
Com as comparações de addie larue e biblioteca da meia noite, achei que fosse favoritar, mas não foi tudo isso. o livro é legal, mas durante toda a leitura esperei por uma explicação, algo mais elaborado e foi só ?o universo quis assim? achei meio triste o final que ele teve, apesar de ter sido um final feliz, se é que faz sentido. mas no geral, eu só achei que fosse ser melhor desenvolvido, e esperava mais, apesar disso, gostei do livro
comentários(0)comente



Rildo7 20/04/2024

Este livro é simplesmente maravilhoso e acolhedor. Eu me prendi em cada detalhe da história e me emocionei muito.

É tão intrigante a forma que o autor escreve a história de Tommy, um garoto que sempre em seu aniversário todos se esquecem dele. Ele nos faz sentir pena do garoto, nos faz questionar de onde surge aquilo, nos faz aventurar com o próprio Tommy a cada ano em busca de uma solução ou de tentar entender o porque aquilo acontecia.

E a aparição de dois personagens, Carey e logo depois o Josh, fazem com que o Tommy crie estratégias para que ele possa ser lembrado, ou ao menos ter algo que não seja esquecido.

Uma história cativante e que me fez chorar, vale muito a pena ler cada página. Agora o final poderia ter algo a mais, só senti falta disso ???
comentários(0)comente



juu.moreno 05/04/2024

Como ser lembrado
Esse livro foi muito fluido de ler e criar uma nova vida todos os dia 5 de janeiro junto com o Tommy foi uma experiência muito boa, de como o destino faz as pessoas certas se encontrarem em meio a incertezas
comentários(0)comente



mah :) 26/03/2024

Confesso que só fiquei curiosa para ler esse livro quando ouvi dizer que era feito para fãs de "a vida invisível de Addie LaRue" e "biblioteca da meia noite", que são dois dos meus livros favoritos. e por muito pouco não se tornou um favoritado também, mas com certeza foi um dos melhores que eu já li.

tem algo nesse livro que te prende do início ao fim. a escrita é muito simples, fluída e viciante. o plot principal começa desde o primeiro capítulo e é muito interessante ver o desenrolar de toda situação. acompanhar cada ano do Tommy e como ele aprendeu a conviver com todo esse esquecimento, acho que toda construção da história levou para um final muito surpreendente e interessante.

o ponto alto desse livro com certeza são os personagens; até os que aparecem pouco, todos eles acrescentaram algo especial nessa história, todos eles são capazes de emocionar ou fazer o leitor rir. e eu gosto demais disso! tudo parecia uma grande família que ia te abraçando aos poucos, e eu me apeguei demais a maioria deles. as vezes eles mal apareciam e ainda assim, o escritor teve o cuidado de desenvolver e colocar eles com um objetivo de verdade na vida do protagonista, o que se torna ainda mais fácil criar laços com esses secundários.

enfim, muitas coisas boas nesse livro mas tenho que apontar um dos defeitos que me deixou um pouquinho incomodada. o final foi com toda certeza surpreendente, mas essa surpresa não se limitou em ser apenas algo bom, teve detalhes desse final que eu senti que não seguiram a excelência de narrativa que vinha tendo até então. foi lindo e emocionante, mas existe a sensação de que faltou algo ou de que poderia ter tido um elemento surpresa ali.

bom, eu recomendo demais esse livro e com certeza é o tipo de leitura que eu vou levar para a vida. eu amei demais!
comentários(0)comente



21 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2