O Livro Negro do Comunismo

O Livro Negro do Comunismo Stéphane Courtois




Resenhas - O Livro Negro do Comunismo


10 encontrados | exibindo 1 a 10


Evanir 15/02/2010

Documento histórico imperdível
Livro baseado em farta documentação, mormente aquela procedente dos arquivos abertos das ex-repúblicas sociéticas. este livro conta a história sangrenta do comunismo. Mostra que o resultado da implantação do comunismo foi, em TODOS os países, uma pilha de corpos e torturas. Esta obra irou os comuno-socialistas de tal forma que responderam com "O Livro negro do Capitalismo" onde, idiotamente, todas as mortes causadas nas guerras mundiais são atribuídas ao capitalismo (????!!!!!).
comentários(0)comente



Ramon 03/05/2017

Crimes, terror e repressão.
O nome do livro poderia facilmente ser: O grande rastro de sangue.
É impressionante que em pleno século XXI, ainda existam pessoas ingênuas ou ignorantes o suficiente para se declarar comunistas. O livro não deixa a menor dúvida, o comunismo foi a pior coisa que aconteceu na história do mundo. Esse livro, que é fruto de uma densa pesquisa no arquivos que permaneceram secretos por muitos anos na Rússia, expõe todo o reinado de terror, ódio e torturas que fizeram parte dos regimes comunistas em todo o mundo. Calcula-se mais de 100 milhões de mortos pelo mundo, fora outros tantos milhões que sofreram deportações forçadas, outros que desapareceram ou foram mutilados nas prisões soviéticas e que sofreram danos psicológicos.
O livro traz detalhes baseados em depoimentos de testemunhas, e documentos comunistas das terríveis torturas, dos planos de coletivização forçada que levou milhões a morrerem de fome e de inúmeros expurgos. (Pasme, muitos deles tinham cotas de assassinatos a cumprir.) O comunismo foi como um câncer que se espalhou pelo mundo, fez milhares de vítimas tb na ilha cubana, onde milhares foram mortos e presos, e onde inclusive havia campos de concentração para trabalhos forçados, e campos de reeducação para homossexuais.(Existem doentes que ainda defendem Che Guevara e Fidel)
Enfim, a história do comunismo faz o nazismo parecer um conto de ninar, Stalin, PolPot e Mao, fazem Hitler parecer uma menininha assustada, devido sua imensa crueldade. O comunismo foi indubitavelmente pior que o nazismo, em todos os graus.
Uma ideologia repressiva, assassina e que só trouxe o caos e morte.
Se você deseja conhecer mais sobre como essa ideologia assassina se espalhou e agiu pelo mundo, esse trabalho histórico é uma fonte excelente de pesquisa.

Ps: O livro contem algumas imagens e descrição de torturas que são fortes.
Mannu 11/05/2017minha estante
Compartilho da mesma indignação - como ainda reverenciam o comunismo e seus líderes?


Bruno Maurtas 19/08/2017minha estante
E o capitalismo? Lutar pela emancipação da humanidade não é simples. A maioria das pessoas são preconceituosas com qualquer mudança por não perceber o quanto são manipulados pela ideologia dominante. O feudalismo acabou e não vêem que o conceito de classe dominante não acabou mas se transformou.

Não foi porque o conceito foi distorcido algumas vezes que não era cientificamente correto. Mas se quiserem continuar sendo bons escravos, continuem lendo livros de antismo ao invés de se aprofundar no assunto.


lcm4693 13/10/2017minha estante
Bruno, existe uma diferença gritante entre assassinato massivo autorizado, e gerenciado, pelo estado com assassinatos cometidos por pessoa dentro do regime capitalista.
A emancipação da humanidade se dá lutando por liberdade e não por regimes que em seu seio são autoritários e tiram justamente aquilo que julgam defender: a liberdade.

Quanto mais leio sobre o comunismo mais me alinho aos ideais capitalistas defendidos por Mises, Hayek, Adam Smith e etc. Não há justificativa plausível em defender comunismo quando vemos os desastres provocados em Cuba, Camboja, Vietnã, Laos, China, URSS, Romênia, Ucrânia, Polônia e etc. O comunismo não dá errado. Ele É errado!


Sidnei 25/06/2018minha estante
Resposta ao Bruno Maurtas.
Essa ideia de se livrar do tal autoritarismo só serviu de desculpa para todo tipo de barbaridade cometida pelos regimes socio-comunistas. O capitalismo não é perfeito, nunca se disse isso, é apenas o melhor disponível. O comunismo promete ser o paraíso na terra, mas até o momento só mostrou ser um inferno.
Aconselho a você se aprofundar no assunto, e desconfiar dessa desculpa de que não funcionou porque foi mal-aplicado.
Política não é religião, não deve ser vista como um caso de fé.




Albert 08/03/2017

Os crimes do comunismo esmiuçado
Essa monumental obra escrita por vários historiadores com a colaboração de pesquisadores relata em mais de 800 páginas os horrores que o comunismo perpetrou numa escala global. Os autores mergulharam e investigaram a ideologia quanto aos crimes, terrorismo e a repressão que o regime impôs. Contendo 32 páginas com fotografias e denso conteúdo, o leitor leigo pode sentir em certos momentos uma fluidez lenta. O conteúdo em si e em certas situações – mesmo para os que já possuem certo conhecimento sobre o tema – possui uma linguagem, digamos, complexa e não tão assimilável num primeiro momento. A publicação que reúne textos de diferentes autores, não traduz numa fluidez uniforme e a leitura fica lenta a partir da metade da obra, mas se recuperando próximo do final. Nada grave que comprometa a compreensão, mas exige uma leitura atenta visto que a densidade é uma característica do livro.

Os capítulos foram divididos entre os autores, cada um escreve sobre o comunismo em determinado local. A abordagem dos autores é enormemente abrangente – do sistema embrionário aterrador e repressivo da URSS às particularidades do regime no leste europeu; a complexidade do comunismo asiático e seus crimes ao projeto do socialismo na América Latina e parte da África. A obra demonstra os crimes políticos, os genocídios, as deportações, o terror e a repressão do regime em diferentes países. Paralelo aos horrores explícitos (há crimes de casos coletivos e individuais inimagináveis) os autores conduzem o leitor na compreensão do regime tanto no aspecto político como nos crimes no seu estado embrionário, o desenvolvimento, as particularidades e o estabelecimento da ditadura em vários países; especificamente na Ásia com o peculiar caso da China onde há uma forte cultura de reeducação do indivíduo e a centralização exacerbada ao partido comunista. O leitor compreende como o regime era moldado conforme o país, as perspectivas dos líderes dos partidos com a ideologia, os expurgos, o sistema utilizado para punir e assassinar e os efeitos na população.

Stéphane Courtois – um dos autores – comenta com clareza no final os motivos do comunismo ter se tornado uma ditadura sangrenta e criminosa e porque agia de forma violenta. A célebre frase atribuída a Maquiavel: Os fins justificam os meios fazem jus aos que os comunistas perpetraram onde os governantes devem estar sempre acima da ética e da moral dominante para o êxito nos objetivos. Conforme o comportamento do regime ao longo dos anos, Courtois analisa a atuação no contexto de fatos importantes da história mundial como as experiências da revolução francesa, a época dos czares na Rússia pré-revolução, etc. A obra é fundamental para entender a dimensão dos crimes do comunismo. Para os fãs do tema um livro indispensável.
Marco 09/03/2017minha estante
Sempre tive curiosidade em ler este livro, mas pensava que seria um tanto raso para aqueles que já cansaram de ler sobre o assunto. Pelo jeito me enganei.
Sua resenha faz-me de fato interessado agora.
Por causa dela, vou passar ao topo de prioridade.




Nah Sakura 09/08/2020

Chocante!
Quando me indicaram este livro, definitivamente, não estava preparada para o que estava por vir.

Eu pensava que já sabia tudo sobre os terrores do Nazismo, mas essa obra mostra um lado muito mais abrangente da maldade humana.

Não se limita apenas a uma determinada região, e sim a todos os países que foram regidos pelo comunismo.

E, sem eufemismos, os autores nos lançam em rosto todas as atrocidades cometidas por seus líderes. É terrível imaginar que isso aconteceu, e em alguns lugares continua acontecendo.

Não é uma leitura fácil, você vai abrir os olhos para um momento obscuro da história.
comentários(0)comente



Andraws 20/03/2020

Espetacular! Maravilhoso!!!
comentários(0)comente



não vou revelar 12/12/2016

BROXEI....
Leitura muito complexa pra cabeça de um leitor iniciante somando com + quase mil páginas me fez desistir . Mas algum dia ( um dia ) , quando eu estiver adaptado a livros grandes e difíceis eu tento novamente :(
lcm4693 13/10/2017minha estante
Realmente um livro de quase 900 páginas é pesado pra quem tá começando a ler. Quer entender um pouco sobre socialismo em uma linguagem bacana? Mises! Mentalidade anticapitalista dá uma pincelada no tema.


Beatriz Gaudio 14/06/2018minha estante
Uma sugestão para encarar livros grandes: faça pequenas metas diárias.
Como sei que este livro é bem seco (não é uma ficção que você lê com fluidez) onde você tem que analisar cada dado para compreendê-lo bem, coloco como meta 10 pág. por dia.
Como sei que vou demorar para terminá-lo, leio as 10 páginas e depois leio outro livro curto e fluído (para ter aquela sensação boa de que você está conseguindo finalizar livros).
Torço para que no desista de ler esse livro. Todo mundo deveria lê-lo.


não vou revelar 14/06/2018minha estante
Obrigado pelas dicas ,eu fiz um esquema parecido com outros livros maiores e mais difíceis,atualmente estou terminando outro ( História da vida privada, vol. 1) e durante esse tempo li dois ou três outros livros. Agora quanto ao do comunismo ainda vou tentar futuramente.




Alessandro 23/08/2020

Ideias são mais perigosas do que se pode imaginar...
Livro obrigatório aos que ainda tem coragem de apoiar esse tipo de ideologia e sequer conhecem o terror, sofrimento e degradação pela qual o ser humano passou na implantação dessa "ideia". Livro histórico e pesado na leitura com diversos relatos das monstruosidades vividas pelas vítimas dessa política. Recomendo a todos, principalmente aqueles que querem conhecer a história e evitar que ideiáis assim crescem e perdurem em nossa sociedade. Ideias nascem e crescem, tomam proporção gigantes e as ruins, são mais perigosas do que nos imaginamos.
comentários(0)comente



carlospaiva 19/07/2018

Baixe em pdf
Baixe gratis em pdf
http://lelivros.love/book/download-o-livro-negro-do-comunismo-stephane-courtois-epub-mobi-pdf/
Pati 06/05/2019minha estante
http://www.blogdaeditorarecord.com.br/2016/01/27/pirataria-digital-combatendo-o-compartilhamento-ilegal-de-livros-na-internet/
Olá, você se certificou de que não é pirata? Leia a matéria e veja se a obra está para download mas autorizado ou foi pirateado.




Luis Carlos 07/09/2020

Melhor trabalho historiográfico sobre o socialismo/comunismo
O livro relata, em detalhes, a maior tragédia do século XX (sim, um caos maior do que o nazifascismo): a tragédia do socialismo/comunismo.

Estima-se que em torno de 100 milhões de pessoas morreram em virtude do socialismo/comunismo implantado em países.

Na obra, relata-se ainda os deslocamentos populacionais forçados, campos de concentração de trabalho forçado e extermínio (gulag, laogai etc), torturas, genocídios e outros horrores.

Sem dúvida, esse livro deveria ser lido por todos, para que a história dessas vítimas seja conhecida pela população em geral.
comentários(0)comente



10 encontrados | exibindo 1 a 10