A Montanha dos Mackenzie

A Montanha dos Mackenzie Linda Howard




Resenhas - A Montanha dos Mackenzie


38 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


CarlaC 15/02/2011

Selvaaaaagem!
A descrição física do Wolf é de deixar qualquer uma de cabeça virada.. kkk Um índio enooorme, com sangue escocês, olhos e cabelos negros como a noite, feições indubitavelmente indígenas e sangue muito, muito quente. A história começa desse jeito: "Ele precisava de uma mulher. Muito." rsrsrs Wolf é tb pai de um "menino" de 16 anos, que tem 1.90m e que herdou definitivamente os genes do pai.

Essa autêntica bomba sexual vai se apaixonar pela mais improvável das mocinhas. Uma professora recatada e virgem que chegou na cidade para mudar a vida de todo o mundo. Um patinho feio para quem nenhum homem jamais olhara duas vezes, mas que vai deixar Wolf completamente rendido. Mary descobre que o melhor aluno da escola havia abandonado os estudos, então ela decide subir até à montanha onde o garoto vive para tentar perceber por que ele deixou a escola e convencê-lo a voltar a estudar.

No meio do caminho o carro avaria e ela acaba conhecendo o pai do garoto, que é quem a resgata do meio da neve...

Isso é tudo o que eu vou contar para vocês. Se preparem para uma história que intercala momentos hot com a abordagem do preconceito racial. O casal é maravilhoso. A mocinha é decidida, lutadora e corajosa. E Wolf não fica atrás!
Cris Paiva 15/02/2011minha estante
Fala a verdade, vc não ficou morrendo de inveja da professora recatada, virgem e sem graça? To me mordendo até agora! Kkkkkkk


15/02/2011minha estante
Putz, não sei a Carla, mas eu fiquei mortinha de inveja! kkk Q homem!! Realmente, o sangue é muito muito muito quente, ferve nas veias. kkk

Esse livro é d+. Tem todos os ingredientes pra deixar a gente looooouuuuuca.

E Joe... ele não só herdou os genes, como melhorou. kkkk


Gisele Melo 15/02/2011minha estante
Gente, só de ler as resenhas já tá me dando um calooor.. nuuss... índio e ainda por cima com sangue escocês.. é como a Carla falou, uma BOMBA! :D
Vou ler já! Alias, que tonta eu sou.. ainda não tinha lido, mas nunca é tarde para sair do preju!


Dri 30/06/2011minha estante
Só tenho uma coisa a dizer(além de querer um Wolf Mackenzie para mim);inesquecível,inesquecível,inesquecível.*_*Inesquecííííívelllllll!!!!


Semiramis 27/09/2011minha estante
AMO, AMO, AMO, AMOOOOOOOOOO,kkkkkkkkkkkkkkkk
Esse livro é tuudoooooo,rsrrs
Tb lido diversas vezes,kkkkkkk


MI 27/04/2012minha estante
Minha nossa, Carla!Estou prestes a abrir este livro pra ler e diante de seu comentário no mínimo, fervoroso, deu até um friozinho na barriga...rsrsrsrs como sou uma moça corajosa respirarei findo e vou ver. Depois te falo... bjo




Cris Paiva 10/05/2012

O livro já me conquistou na primeira frase: "Ele precisava de uma mulher. Muito."

Papai Mackenzie é top em qualquer lista de homem gostoso que eu faça! O homem começa o livro desesperado por uma mulher. Ele tem um equipamento de primeira linha, em ótimo estado de conservação, mas está impedido de usá-lo! Oh dó, vem aqui gostosão que eu te dou uma mãozinha!! Kkkkk
E no meio desse desespero todo, aparece no alto da sua montanha, uma professorinha bem da sem-graça com o carro enguiçado, a procura de seu filho, que fugiu da escola, e o índio gostosão tem de carregá-la até a sua casa e descongelar a pobre. E é só os dois se conhecerem pra coisa pegar fogo! Gentem, o fogo desse homem não se apaga, e a pobre professorinha luta muito para conservar a sua honra intacta mas logo percebe que é uma batalha perdida e se entrega àquele homem abrasador. O homem é realmente uma coisa, capaz de deixar o seu útero em chamas! Leia somente no inverno e com o ar-condicionado ligado!

E não bastasse o homem ser aquela “coisa” o filho esta seguindo pelo mesmo caminho. O livro do Joe Mackenzie também é quente igual ao do pai. Mas também com um pai desses, queria o que?
Nana Mendes 25/01/2011minha estante
Maravilhosoooooooooooooooooo


Hester 08/09/2011minha estante
Nao gostei. Acho que esperava mais depois de tantos comentários. Mesmo as cenas dele com a mocinha nao achei nada excepcional.
Nesta questao ainda fico com o Rome Mathews :-)))
Questao de gosto!


Cristine 11/05/2012minha estante
papai Mackenzie é o cara!! e o Joe não deixa nada a desejar, se bem que o Zane tbm não...kkkkkk




Ly Cintra 26/06/2014

Wolf Mackenzie, nosso índio em questão, é perseguido por ter uma linhagem mestiça e desde que foi mandado para cadeia por conta disso, se recente até o último momento com qualquer morador da região e não faz nenhum esforço para tentar mudar o cenário, procurando se manter afastado dos olhos da vizinhança, criando seu único filho de um casamento fracassado em sua recolhida fazenda.

E os moradores de Ruth pareciam bem feliz com esse arranjo, até chegar a certinha professora do colegial, Mary Elizabeth, que não se conforma com o tratamento que é dispensado aos Mackenzie e decide abertamente estabelecer partido, desde que Joe, o filho de Wolf, resolveu abandonar a escola.

Wolf é um cabeça dura sem tamanho e tem uma enorme insistência de ficar lembrando a Mary que ela é uma “mulher branca” e ele um “mestiço”. E esse lenga lenga chegou até a tirar minha paciência por uns minutos, até eu tentar me colocar no lugar dele e perceber que não deve ser nada fácil ter uma cidade inteira lhe virando as costas.

Mary em sua vontade imensa de ajudar a resolver essa questão, só se mete em confusão! Mas adorei a coragem dela em defender o que acredita e me diverti bastante com suas tiradas inocentes... Mary não conseguia perceber o enorme interesse que fazia brotar em todo o ser de Wolf. Ela acabava ficando toda atrapalhada e ele cheio de desejo reprimido.
E quando esses dois entraram em combustão não fizeram feio não hein, (muitos risos)! Mesmo assim, os momentos mais quentes e picantes do livro não vendaram a minha percepção para as duras críticas que a autora fez sobre o preconceito contra os indígenas. E quando Wolf resolveu abrir seu coração e confessou a Mary os seus segredos mais íntimos, doeu até em meu próprio coração, foi uma abordagem brilhante do assunto.
Em meio a toda essa confusão, está a solta na pacata cidade de Ruth, um maníaco misterioso que está atacando as mocinhas inocentes do local e fazendo de tudo para que Wolf seja incriminado, mais uma vez... A curiosidade e o clima de suspense promete lhe fazer companhia em todo o percurso.

P.S.: Tia Ardith não aparece "presencialmente" na trama, mas deveria ser a autora de um manual de como as damas devem se comportar na sociedade, ri muito toda vez que a Mary citava sua Tia.
Nem preciso confessar que me derreti toda por esses Mackenzie's! Suspirei vezes de perder as contas :D E sim, eu não me enganei. É Mackenzie no plural, porque o livrinho aqui faz parte de uma série
*-* (Como eu #AMO isso).

Confiram:
A Montanha dos Mackenzie (Mackenzie’s Mountain)- Wolf Mackenzie e Mary Elizabeth Potter
Missão Mackenzie (Mackenzie’s Mission) - Joe Mackenzie e Caroline Evans
O Prazer de Mackenzie (Mackenzie’s Pleasure) - Zane Mackenzie e Barrie Lovejoy
O Encanto da Montanha (Mackenzie's Magic) - Maris Mackenzie e Alex MacNeil
Jogo do Acaso (A Game of Chance) - Chance Mackenzie e Sunny Miller

site: http://minhas-palavras-secretas.blogspot.com.br/2011/07/maratona-de-banca-julho.html
Rafa 21/02/2015minha estante
Parabéns, muito boa resenha!




Bibi 30/09/2009

hots

Adoro livro de ìndio e ìndio com pegada gosto mais ainda...kkkkkkk tudão esse livro!
comentários(0)comente



Gisele Melo 17/02/2011

Papai Mackenzie *-*
Gente, to em estado de graça! kkkk.. A Montanha Mackenzie entrou para o roll dos meus livros favoritos!

A Linda Howard acertou a mão bunito! A estória é interessante, os protagonistas são fortes e decididos, tem drama, ação, humor e muita, mas muita quentura minha gente!! *-*

Papai Mackenzie, é a tradução perfeita para o termo "macho-alpha", e faz a gente ferver em cada encontro dele com a Mary! Que solteirona virgem de sorte essa, hein.. ganha o amor incondicional de dois Mackenzies de uma vez só! humpf! ¬¬''

Por esse livro já dá pra ver que o Joe é uma cópia fiel do pai, né?! Que os céus me ajudem!!! hahahaha

Adorei o relacionamento entre pai e filho, tudo muito aberto! Ri muito de todas as vezes que o pobre do Joe atrapalhava o "serviço" do pai com a Mary.. e o melhor é que ele mesmo se repreendia.. " seu eu tivesse chegado uns 15 min depois" kkkkkkkk.. Isso é que é filho incentivador dos negócios do pai!!! hahaha

Se você, como eu, ainda estava no limbo do desconhecimento dessa pessoa que é Wolf Mackenzie, te aconselho querida, que mude de situação urgentemente, pois você não faz ideia do que está perdendo. O homem é uma coiiiiisssaaaa!
Cris Paiva 17/02/2011minha estante
O grande problema é que depois que a gente le o livro do papis, fica doida correndo atras do resto da familia! Kkkkk
Cata logo o livro do Joe pra ler, que vc não vai se arrepender. O homi é outra "coisa"!! Kkkk


CarlaC 17/02/2011minha estante
Tou muito curiosa para ler o livro do Joe. Tem quem ache que ele ainda é melhor que o paizão (será possível?).. rsrs


Gisele Melo 17/02/2011minha estante
Ain, Carla, tbm já ouvi o mesmo comentário.. assim tem que ser Mackenzies em doses homeopáticas!! kkkk


Lizzy 17/02/2011minha estante
Eu adorei esse livro, mas soube que a continuação não mantém o mesmo nível apesar de ser hot.


Dri 18/02/2011minha estante
Amora,quando eu li esse livro,simplesmente fiquei em estado de graça(se é que se pode chamar assim,rsrsrs),só sei que até hoje,eu só tenho uma coisa a declarar:
"EU QUERO UM WOLF MACHENZIE PRA MIM!!!"


Hester 08/09/2011minha estante
Eu acho que li outro livro com o mesmo nome :-)))).
Nao achei nada disso que vcs falam aqui lá.
Fiquei sim em estado de graca com o Rome, do Coracao Eterno.
O Wolf nao me fascinou.




Arissia 10/07/2016

Lindo.
Confesso que economizei páginas para o livro durar mais! O que que é isso? Lindo.
Este livro nos conta a história de Wolf e Mary, Wolf, um descendente de índios/escoceses e uma moça branca, Mary, a nova professora da cidade que se empenha e esforça-se por cada aluno e luta por Joe, o filho de Wolf que havia abandonado a escola! O que dizer dos personagens? Wolf um homem em todos os sentidos da palavra, honrado, protetor, possessivo e sexy! Mary; uma professora arretada e decidida, enfrenta tudo e todos para defender o que acredita! Cenas hots na medida certa! Amei, super recomendo!
comentários(0)comente



Quemlefazfilme 21/04/2011

A Montanha dos Mackenzie por www.quemlefazseufilme.com.br
A Montanha dos Mackenzie
Título Original:
Linda Howard
Harlequin Books

O livro já começa assim :
" Ele precisava de uma mulher. Muito.
Wolf Mackenzie teve uma noite irriquieta, a lua cheia lançando sua luz sobre o travesseiro vazio a seu lado. "

Wolf era uma mistura do sangue escocês e indígena. Alto, musculoso, viúvo e com um filho já adulto.
A sua descendência era motivo de muito preconceito na pequena cidade de Ruth no Wyoming - US. Quando foi acusado injustamente de estupro e acabou cumprindo uma pena de 2 anos na prisão, os rumores aumentaram. Ele foi inocentado, mas as marcas daquela acusação permaneceriam para sempre o rondando como fantasmas.
Ele se fechou e a cidade se fechou para ele. O mais engraçado é que ninguém se importava com a sua condição de mestiço quando o assunto era domar cavalos. Nisso ele era o melhor !

Mary Elisabeth Potter é uma professora dedicada que trocou Savannah pelo frio de Wyoming. Ela se sentia uma magnólia transplantada que ainda se adaptava ao novo clima.
Ao assumir seu novo cargo, Mary não se conformava que o melhor aluno houvesse desistido de estudar. E assim, a senhorita Potter parte rumo a Montanha dos Mackenzie para tentar trazer Joe Mackenzia de volta para a escola.

O caminho era longo, suas roupas e calçados eram inadequados e o carro não colaborou e acabou pifando na subida da montanha e no meio da neve. A determinação falava mais alto que o frio e Mary enfim consegue chegar a Montanha dos Mackenzie. Embora que congelada. Embora que completamente hipnotizada pelo seu salvador que também coincidentemente era o pai de seu aluno fujão. Wolf, para tirar Mary do primeiro estágio de hipotermia, utiliza um ritual estranho e sedutor. Mary se aquece rapidamente, seu coração acelera e outras sensações a invadem.

Um jogo de inexperiência e sedução toma conta dos dois. Wolf se vê envolvido por aquela professorinha sem atrativos e Mary é tomada pelos pensamentos mais devassos que uma donzela poderia se permitir.

A razão de tudo aquilo era Joe. Mary não desiste fácil e consegue convencê-lo a acreditar em seu potencial e seu sonho. Ela se dispõe a dar aulas particulares e ajudá-lo a conseguir uma indicação para a Força Aérea Americana. Sim, Joe sonhava com aviões !

Só sei caros leitores, que nessa de ajudar o filho de Wolf e ao mesmo tempo fazer com que a cidade os respeitasse devidamente, muitos momentos de luxuria tomam conta de Wolf e Mary.

*** Resenha completa em :
http://www.quemlefazseufilme.com.br/2011/04/montanha-dos-mackenzie.html
comentários(0)comente



Leninha Sempre Romântica 18/12/2009

Esse é o 1° livro da série família mackenzie, que nos mostra com prazer um lindo romance.
Wolf é simplesmente o sonho de consumo de muitas mulheres, forte, destemido, viril, másculo e outros adjetivos mais que nem preciso citar.
A química entre os personagens do livro nos deixa com calor, suando frio, pois o livro é hot, muito hot mesmo!
Toda a magia da montanha , todo o encanto dos romances que falam sobre a luta entre brancos e índios, numa época que se diz civilizada, mas onde o preconceito é palpável.
A história da professorinha séria que se envolve com um mestiço e ex- presidiário, que deixa o fogo e a sensualidade mudar sua vida, e mudar a opinião de uma cidade inteira.
Vale muito a pena ler e se "deliciar" com o paizão mackenzie.
comentários(0)comente



Suelen Mattos 02/01/2011

Quero um Mackenzie pra chamar de MEU!!!!

Eu estou simplesmente a-pai-xo-na-da pelos Mackenzie. Wolf sofreu muito, sendo acusado de coisas que não cometeu e sofrendo com a rejeição das pessoas. Mary é muito decidida, e está disposta não só a ver Joe, filho de Wolf, de volta à escola como também ver pai e filho aceitos pela sociedade. Aliás, que povo preconceituoso. Me dava uma coisa toda vez que "via" alguém chamá-los de indígena, como se esse fosse o pior insulto do mundo. Ah, e sobre o criminoso.... bom, ele nunca me enganou. Logo desconfiei dele.

Papai Mackenzie é maravilhoso, e faz cada coisa com Mary que pelo-amor-de-Deus. Aliás, até sem a Mary ele era bom, hehe. Vou dar um destaque especial aqui para Clay Armstrong, o ajudante do xerife da cidade de Ruth. Apesar de inicialmente também ter aquele preconceito em relação aos Mackenzie, ele logo fez o que era certo ao enxergar a verdade. Adoraria ler um livro sobre ele, mas isso infelizmente não vai acontecer.

Está aí mais uma série que já entrou para as minhas favoritas. E Joe, que aos 16 anos sonhava em entrar para a Academia da Força Aérea, já deu sinal que será tão bom quanto o pai, rs... O próximo livro é com ele (Missão Mackenzie), já com seus 35 anos.

Super recomendado!!!


Quer ler a resenha completa? Então visite o blog ROMANTIC GIRL:

http://su-romanticgirl.blogspot.com/2011/01/linda-howard-serie-mackenzie-01.html



comentários(0)comente



Iara Paula 05/07/2011

Tudo de Bom!
Passei um longo tempo procurando por este livro.Procurei em bancas,sebos virtuais,em sites de trocas...etc.Por fim tive a sorte de achá-lo no site Estante Virtual.E só posso dizer que todo o tempo e esforço empreendidos que passei atrás dele valeu mais do que a pena.
Que livro é esse?ou melhor que homem é esse?
A história é sem sombra de dúvida encantadora,mas Wolf no papel de "garanhão" é de tirar o folego.E certamente não existe resenha que descreva a sensação que se tem ao ler o livro,portanto pra quem gosta deste tipo de leitura é imprescindível não deixá-lo passar batido.
Tá mais do que recomendado.Amei!
comentários(0)comente



Luísa Nolasco 27/08/2016

Que livro maravilhoso!
Estou encantada com a Linda Howard, gosto muito dos livros dela, mas esse realmente é de tirar o fôlego e deixar a gente de queixo caído!
Me encantei com a personalidade de ambos os personagens, o Wolf é sensacional, com uma personalidade forte, um homem bruto, mas ao mesmo tempo, derrete nossos corações com as atitudes de coragem dele.
Não tenho nem como expressar como o casal tem química, adorei os dois juntos, as cenas são lindas e muito bem escritas.
A Mary é uma mulher maravilhosa, inteligente, que não se conhece como mulher, mas descobre nos braços do Wolf. Ele falando que ela é a mulher dele é uma das cenas mais lindas pra mim, haha.
Tive que dar 5 estrelas, e se pudesse, daria mais, porque a história me prendeu do começo ao fim, Linda Howard me encantou e emocionou com esse livro, uma pena ser tão pequeno!
comentários(0)comente



24/01/2011

Q CALOR!!!!!!!!!!!
Não tenho palavras pra definir Wolf...

Ele é simplesmente Magnífico!!! Q mulher sensata e minimamente romântica não sonha com um HOMEM como WOLF?

EU QUERO ELE PRA MIM. INTEIRO, SÓ PRA MIM!!!!

KKKKK

Q inveja de Mary!!! Q mulher de sorte!!
Mary é maravilhosa! Ela realmente provou q merece tudo q Wolf tem pra oferecer.

Mary é a melhor mocinha q já conheci. Determinada, corajosa, sincera, se entrega de corpo e alma... Também, só uma estúpida não se entregaria a Wolf, e suas múltiplas habilidades... kkkk Q calor!!!

A trama é M A R A V I L H O S A!!! Mto bem escrita. Me tornei fã incondicional de LH. Além do senso de humor estupendo q ela tem, cria personagens inesquecíveis, mesmo o q só são citados na trama, como tia Ardith. Ela me pareceu ótima!!! Figuraça!

E é lindo como Mary luta contra o preconceito, com tanta garra, como ela ajuda a despertar a consciência na cabecinha do povinho de Ruth.

E Wolf... Wolf... Ai, Wolf... Q homem!!! Q virilidade!!!W O L F...
Já disse, não há palavras no mundo q possam definir o HOMEM q Wolf é.
M A G N Í F I C O !!

E o melhor, ele já tem uma cópia dele por aí. Uma cópia com lindos olhos azuis. Moreno, alto, forte, olhos azuis, e já deu uma prova q tem muita pegada!! kkkk Pam q o diga! Joe Mackenzie!! Provavelmente tão bom qto o pai. Creio q melhor seja impossível... Mas se for melhor... Ai, Meu Deus!!!!! Puro Extâse!! Q calor!!!

LEIAM, RELEIAM, E MORRAM DE CALOR!!!
O LIVRO É TUDO DE BOM!!!
MUITO MAIS DO Q MEGA RECOMENDADO.
Fogui 25/01/2011minha estante
Fico sem palavras, o que posso dizer... Má, vc é terrível com as palavras, para variar tem toda a razão... Wolf é inexplicável...




Fogui 31/01/2011

A Saga dos Mackenzie 01

Antes de qualquer coisa devo dizer que este livro é daqueles que você tem que ter na tua prateleira, para tê-lo em mãos, para poder ler quando ficar com vontade de se reencontrar com a estória e seus personagens de vez em quando.

Eu, por exemplo, já perdi a conta de quantas vezes já o li. A primeira vez foi com uma tradução mecânica tenebrosa e mesmo assim me apaixonei pela estória. E principalmente por Wolf, Joe e a Mary.

A magia não está só no romance de Mary e Wolf que é lindo. Mas, nas lições e nas situações que são relatadas. Na capacidade de transformação, que o ser humano é capaz de realizar, quando acredita na inocência e no amor.

E pensar que este é o primeiro de uma série, é bom demais! Só pra lembrar, ainda tem: Joe, Zane, Maris e o maravilho Chance (é obvio que depois de Wolf, o meu preferido e o lindo do Chance, ou melhor, Dance para os íntimos, kkkkkkkkkkk...)

Bom, se você tiver a oportunidade de ter este livro, não perca tempo.

Pois, este é recomendadíssimo!!!!!!!!!!!!!

ADORO!!!
31/01/2011minha estante
Fog, q lindo isso: "A magia está... na capacidade de transformação, que o ser humano é capaz de realizar, quando acredita na inocência e no amor."

Vc captou a mensagem e se expressou de uma maneira ótima! Adorei esse jeito de descrever a trama.

As mocinhas de LH tem essa característica marcante: Acreditam na inocência do amor.

E inocência do amor somado com os Homens Mackenzie, dá um resultado Explosivo, Visceral, Viciante.

Muito Bom!


Fogui 31/01/2011minha estante
Má, a unica coisa que posso dizer é que tava inspirada... Kkkkkk.... Tô me achando... Que horror...




Nana 27/01/2011

PERFEITO!
Wolf é um dos personagens mais apaixonantes que já conheci. Um homem vibrante e poderoso com um passado marcado por dor, injustiça e ódio. Sua linhagem indígena é vista com um grande preconceito pelas pessoas da cidade, excluindo-o completamente do ciclo social.

Mas as coisas começam a mudar com a chegada de uma nova professora.

Mary é cativante, forte, determinada e de um coração enorme. A química entre ela e Wolf é perfeita, o que os torna um dos casais mais bem feitos de todos os livros que já li. Wolf pode ter a postura rígida e severa, ser um homem dominador e com princípios moldados pelas crenças do chauvinismo, mas Mary sabe contornar muito bem isso quando assume sua poderosa postura disciplinadora.

Quando Joe saí da escola, Mary se enche de indignação e arrisca-se a ir até a montanha dos Mackenzie, decidida a convencer o rapaz a retomar os estudos. É nessa posição, pronta para um duelo, que ela acaba conhecendo o pai do rapaz. O homem a qual todos temem e julgam levados pela própria hipocrisia.

As emoções explodem, transbordam, latejam. O romance começa a ser construído de modo encantador e delicioso, prendendo o leitor completamente com sua mágica de incrível sensualidade. Ambos vão se envolvendo cada vez mais, criando sentimentos e alimentando-os com sorrisos e toques. E Wolf se permite fazer algo que jamais pensou em ser capaz: A sonhar com o amor.

Então, os ataques começam. Gerando uma reviravolta e uma tempestade de fúria e terror nos moradores de Ruth. Rapidamente, as acusações são direcionadas a Wolf que as recebe com o mesmo desdém e indiferença que se tornaram suas grandes aliadas em sua vida... Mas, diferente da última vez, onde a acusação o levou a prisão, Wolf não estava sozinho. Mary iria ajudá-lo. Mas quando ela sofre um ataque, a estória começa a tomar um rumo ainda mais fascinante.

Leia a resenha completa: http://bellosromances.blogspot.com/2011/01/montanha-dos-mackenzie-linda-howard.html

comentários(0)comente



neli 09/05/2011

Maravilhoso!!!!
Eu já perdi as contas de quantas vezes li esse livro. Ele é maravilhoso.

Conta a estória de Mary uma professora solteirona que quando chega para dar aulas numa pequena cidade, vê que o melhor aluno do escola, simplesmente deixou de ir.
Ela pega seu carrinho e sobe a Montanha Mackenzie para descobrir o motivo da ausência. No caminho encontra o tudo de bom Wolf, pai do garoto.
Nossa, a química rola de cara entre os dois. As cenas de amor são super bem escritas e descritas,rsrs
O livro é lindo, vale muito a pena. Merecia ser lançado em uma edição melhor.
Cris Paiva 09/05/2011minha estante
To pra ver uma resenha que fala mal do Papis Mackenzie. Ja procurei, mas parece que todas as moçoilas são caidinhas por ele! Kkkkk
Tambem ja reli o livro varias vezes, e parece que ele sempre fica melhor!




38 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3