A Rainha da Primavera

A Rainha da Primavera Karen Soarele




Resenhas - A Rainha da Primavera


43 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


Comenta Livros 15/07/2019

Uma fantasia e aventura num mesmo livro
Vale a pena ler, é curtinho por isso não falo nada, vai lá no blog e veja o comentário completo.

site: http://comentalivros.com/a-rainha-da-primavera-pergaminhos-perdidos-de-myriade-livro-1-karen-soarele/
comentários(0)comente



Aninha de Tróia 19/08/2018

Amei o conto. Muito fofo. Estou gostando bastante dos livros da autora. Vou ler tudo o que encontrar.
comentários(0)comente



Aventura de aprender 29/11/2017

Esse pelo que entendi é quase como se fosse um mito histórico do universo de Myriade que se passou séculos antes da série principal.

site: https://aventuradeaprender.webs.com/apps/blog/show/45002926-livros-lidos-em-2015-parte-2
comentários(0)comente



Bells 12/02/2017

O e-book A Rainha da Primavera, escrito pela Karen Soarele, trás uma história que se passa no mesmo mundo da série de autoria de Karen, Crônicas de Myríade, porém em uma época diferente da série.
Na história somos apresentados a Flora, uma jovem que vive feliz, e ao mesmo tempo entediada, na remota ilha de Ashteria. Num dia como outro qualquer, dois homens aparecem na ilha onde mora Flora dizendo que vieram levá-la, e então parte de um mistério é revelado: Flora pode ser a princesa perdida do reino de Hynneldor, uma vez que ela anda com o medalhão pertencente a tal princesa; ela descobre ainda que esse reino está passando por conflitos que dependem da princesa para serem resolvidos, então acaba indo com eles.
O reino de Hynneldor está por um triz e somente a princesa junto de seu irmão serão capazes de restaurar a paz deste reino.
Em Hynneldor Flora enfrentará perigos, traições e provas de lealdade ao reino.
Uma aventura inovadora, recheada de mistérios e que dá vontade de ir correndo ler o Línguas de Fogo, primeiro livro da série escrita pela Karen ^^

site: http://attraverso-le-pagine.blogspot.com.br/2012/12/revisione-livro-rainha-da-primavera.html
comentários(0)comente



Marcos 11/08/2015

Uma fantasia nacional que merece ser lida
Em mais um dia chato e desinteressante como muitos outros, Flora está em seu quarto, entediada. Tudo que ela mais deseja é uma distração, uma agitação em seu país cheio de pessoas que adoram a calma e o cotidiano. Porém, quando ela menos espera, sua ilha é invadida. E a partir desse momento ela passa a querer não ter desejado uma agitação em seu mundo.

Se a agitação já era algo inesperado, a mensagem que os invasores trazem é mais incomum ainda. E o pior: mudará a vida de Flora para sempre. Ela que desejava aventuras certamente as encontrará, mas dificilmente do jeito que sonhou.

Karen Soarele conseguiu me surpreender em A Rainha da Primavera. Ao saber que era fantasia, esperava uma narração mais densa e arrastada, algo que é comum no gênero. Porém, a autora brinda o leitor com uma escrita leve e ágil, que aliado com o reduzido número de páginas da obra, torna a leitura do livro algo deliciosamente rápida.

“– Não tema os acasos do caminho. Siga seu coração, e ele lhe proverá a força necessária” (p. 21).

Outra diferença entre A Rainha da Primavera e os clássicos da fantasia é a construção dos personagens. Enquanto nestes os personagens geralmente são complexos, Karen opta por criá-los mais rasos. Há apenas o aprofundamento necessário para que possamos entender o enredo. Entretanto, o que poderia ser um defeito para alguns, é justificável devido ao público alvo do livro: adolescentes. Mas isso não afeta em nada a qualidade da obra, que é bem alta.

Aliás, eu adoraria ter lido A Rainha da Primavera quando adolescente. Tenho certeza que o livro teria me inserido no mundo literário bem antes e, com certeza, eu aproveitaria a leitura ainda mais do que agora. Afinal, qual adolescente não adora um bom livro com guerreiros medievais e belas princesas?

Não obstante a qualidade da obra, o leitor ainda é presenteado com uma linda diagramação. As ilustrações contidas no livro são incríveis, o que o torna ainda mais atraente. Além disso, esta edição também conta com uma capa bonita e que certamente cativará os leitores mais jovens.

“Quando deu por si, estava parada, sorrindo. Não importava o motivo, era bom ser importante para alguém” (p. 33).

Diante de todos esses aspectos, indico a obra a crianças e adolescentes. Adultos que procuram uma fantasia leve e curta também irão se deliciar. Se você se encaixa em alguns desses grupos, embarque nessa aventura. Você não irá se arrepender.

site: http://desbravadoresdelivros.blogspot.com.br/2015/05/resenha-rainha-da-primavera.html
comentários(0)comente



Vanessa Vieira 17/06/2015

Uma Grande Aventura
A Rainha da Primavera, nos conta a história de Flora, uma jovem Sollari que vivia reclamado sobre a calmaria da ilha Ashteria, local onde morava. Por muitas vezes a jovem sentia-se diferente e uma estranha em seu próprio lar, em seu coração buscava apenas um pouco mais de emoção, como nos diz o livro "algo que trouxesse um pouco de barulho àquele lugar"

Numa daquelas tardes "tediosas" a menina foi surpreendida por uma agitação abaixo de sua janela e então percebe que algo diferente começa a acontecer na ilha. Logo, a tranquilidade da cidade está abalada o povo e a menina são postos frente a frente com dois forasteiros. Um, chamado Dimitri, guerreiro corajoso do reino de Datillion e o outro, Nathair, um senhor de idade, conselheiro do Reino de Hynneldor.

Dimitri e Nathair chegam à Ilha de Ashteria em busca da herdeira do reino de Hynneldor e pelo medalhão que Flora utiliza logo é reconhecida. Fato que deixa a menina atordoada e diante de um grande enigma. Quem ela era? Quem eram seus verdadeiros pais? Como fora parar naquela ilha? Entre estes e vários outros questionamentos a menina se mostra corajosa e decide seguir viagem com os forasteiros em busca de sua identidade e é então, que começa a grande aventura tão esperada pela jovem menina.

O livro é escrito em terceira pessoa, um estilo de escrita que gosto bastante de apreciar. E,embora a obra tenha poucas páginas a autora nos situa de uma forma gostosa na história. De forma que tão logo a leitura é iniciada, já nos vemos envolvidos pelas inquietações e curiosidades que vão surgindo ao longo do caminho.

Eu diria que A Primavera da Rainha tem tudo que uma fantasia precisa, mas tem um gostinho especial. Algo mais... Não é uma história que entrega os pontos no início, nem no meio, você precisa ler até o fim porque as curvas são intensas e é necessário estar informado para entender o final.

Gostei muito da leitura e recomendo sem ressalvas. Estava ansiosa para ler o livro e confesso que ele atendeu às minhas expectativas de uma capa à outra e estou com a curiosidade em um nível elevadíssimo para conferir o que está por vir.

Tenho que dizer que me apaixonei pela capa do livro e que ela me deixou muito curiosa. Agora consigo olhá-la e gostar mais ainda. Foi uma escolha perfeita. Parabéns à Karen e ao ilustrador pelo trabalho lindo. Cinco estrelinhas brilhando.

site: http://www.pensamentosvalemouro.com.br/2015/06/resenha-primavera-da-rainha-karen.html
comentários(0)comente



Samantha 06/06/2015

"A Rainha da Primavera" é um Spin-off da série Crônicas de Myríade, mas pode ser lido de forma independente por ser uma história encantadora com começo, meio e fim.

Flora estava em sua casa, deitada e tranquila, aproveitando a vida na Ilha de Ashteria, onde vive o povo sollaris... De repente, tudo vira de ponta cabeça quando a ilha é invadida por dois humanos que estão atrás da princesa desaparecida, que deverá proteger o reino de Hinneldor dos inimigos. Os dois homens dizem que Flora é essa princesa e que vieram buscá-la.

De uma hora para outra, Flora descobre que sua vida inteira foi uma mentira, que ela não é filha de sangue de sua mãe e nem ao menos pertence ao povo sollaris. Depois de pensar por um tempo, ela aceita ir com os dois homens que invadiram a ilha: Dimitri e Nathair. Agora, muitas aventuras esperam por Flora.

"Não perca a chance! Vá conhecer o mundo além do Mar Eterno, ver as paisagens que jamais sonhou e descobrir quem é. Mas não se esqueça de nós. Esperamos pelo dia em que você regressará, cheia de histórias para contar."

Quando esse livro chegou aqui em casa, a primeira coisa que eu notei foi o desenho de um mapa nas primeiras páginas, eu acredito que os mapas deixam as histórias ainda melhores e mais interessantes, além de ajudarem a me localizar conforme os personagens vão se locomovendo na trama. Existem também algumas ilustrações muito legais, a diagramação está caprichada!

As cenas de ação desse livro são muito boas, inclusive suas descrições que narram cada movimento feito pelos personagens, eu adorei essas partes, foi super fácil de imaginar!

Meu personagem favorito foi o Dimitri, achei ele super esforçado em sua missão, sem falar que ele é um guerreiro muito ágil, esperto, bom e uma pessoa muito leal! Confesso que não curti muito a Flora no começo da história, mas depois ela foi ficando mais corajosa e percebi o quanto é uma jovem honesta e justa.

O livro tem poucas páginas e é bem rápido de ser lido, mas cada linha vale super a pena! A aventura é ótima e existem vários elementos para apenas 100 folhas! Queria que a história fosse maior e que mais aventuras ocorressem, eu estava tão entretida na leitura!

"A lealdade é a essência do homem. (...) a traição faz com que a alma apodreça aos poucos."

"A Rainha da Primavera" possui um enredo cheio de traições, lutas, sequestros e emoção, mal possso esperar para ler as outras obras dessa autora: "Línguas de Fogo" e "Tempestade de Areia", aposto que são ainda mais legais que esses e com muito mais aventura e ação.

site: Mais resenhas em: http://sopramenores.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Tony Ferr 05/06/2015

Resenha 35, A Rainha da Primavera autora Karen Soarele
Resenha

Antes de começar a falar algo sobre a leitura do livro, quero agradecer a autora pela parceria e cortesia da obra para o blog Dicas Literárias. Há um bom tempo eu vinha querendo ler os livros da Karen, mas não surgiam oportunidades para isso, porém, finalmente tive a chance de conseguir firmar parceria com a autora e A Rainha da Primavera é o primeiro livro resenhado da autora aqui no blog.
Vamos para a resenha?
Um livro pequeno, mas cheio de detalhes e emoção.
Li o livro em um dia. A história como já mencionei é rápida, mas rica em detalhes. Karen possui uma narrativa caprichada. A Rainha da Primavera conta a história de Flora uma jovem princesa que descobre pertencer a um reino distante e desconhecido. No início quando você começa a ler, você pensa: nossa deve ser mais um livro clichê, porém não é, para aqueles que me conhecem sabem que não costumo ler livros de fantasia, mas confesso que valeu a pena conhecer essa história tão linda da autora Karen Soarele.
O livro possui uma narrativa leve e isso é um bom ponto para a leitura de um livro. Não há interrupções no decorrer do enredo. Bem, sem mais enrolações, vamos conhecer um pouco mais sobre os personagens.
Quando Flora é levada para o seu reino de origem por dois homens guerreiros, Dimitri e Nathair eles embarcam numa aventura. Sem saber nada sobre ela mesma, Flora começa a se conhecer com a ajuda de Dimitri (que por sinal fica caídinho por ela), mas infelizmente traições, guerras e a luta pela vida entram em jogo. Flora pertence ao reino de Hynneldor onde a magia se faz presente, mas sofre uma desolação imensa. A construção dos personagens na história foi bem legal, até porque mesmo sendo um livro fino com apenas 128 páginas podemos conhecer vários momentos da personalidade dos personagens.
O que mais chamou minha atenção na diagramação do livro foram os desenhos de alguns momentos da história. São muitos bem feitos! (momento inveja).
Flora precisa lutar para salvar um reino que está prestes a ser destruído e com a ajuda e confiança que deposita em Dimitri ela reuni forças e conhece uma força interior tão imensa que é suficiente para salvar o reino de Hynneldor.
Bom, para não contar mais coisas, vou encerrar por aqui, porque você deve ler o livro!
A leitura do livro vale a pena, uma história bem construída que merece ser apostada por uma grande editora! Alôo editores publiquem esse livro e espalhem uma qualidade literária fantástica pelo Brasil e pelo mundo!

Até a próxima resenha!
Deixe o seu comentário!

site: http://dicassliterarias.blogspot.com.br/2015/06/resenhaarainhadaprimavera.html
comentários(0)comente



Carolina DC 31/05/2015

Muito bom!
O local: Reino de Astheria. Logo no início do livro, somos agraciados com um mapa detalhado do local. Inicialmente conhecemos as Ilhas Oscilantes e o povo sollaris, depois da jornada através do mar Eterno, somos levados à Hynneldor, com destino final Amitié, a capital.

Os personagens: Flora é jovem, um pouco impulsiva, mas também aventureira. Todas as mudanças súbitas em sua vida a deixam um pouco desnorteada, mas mesmo assim ela consegue ser forte para enfrentar essa nova jornada e os desafios em seu caminho.
Dimitri é um guerreiro acima de tudo. Ele tem um ar jovial, mas também atormentado. É o tipo de personagem que faz as leitoras suspirarem! É forte, leal e inteligente, mas também é um pouquinho (só um pouquinho) teimoso.
Nathair Tredbach é o Conselheiro do rei. É já um senhor e tem o aspecto de um familiar querido, trazendo conforto e segurança. É extremamente inteligente e carismático.

Enredo/ Trama/ Narrativa e História: O livro é composto de 11 capítulos + o epílogo + mensagem da autora. É narrado em terceira pessoa. Flora é uma jovem de 17 anos de idade que leva uma vida pacata nas Ilhas Oscilantes, junto com seus pais e mais oito irmãos. Ela é um pouco inquieta e deseja uma mudança na monotonia ao seu redor. Bom, cuidado com o que deseja Flora, pois pode se realizar!
Tudo irá mudar quando um barco à remo atraca, trazendo dois humanos à ilha: o guerreiro Dimitri e o Conselheiro do rei, Fausto. Flora irá descobrir que toda a sua vida foi de certa forma, uma mentira e que precisa acompanhar os dois estranhos para ajudar o povo de Hynneldor.
A narrativa é concisa e ao mesmo tempo envolvente. Existe uma delicadeza que envolve o enredo, permitindo ao leitor ler "A Rainha da Primavera" em um único fôlego. A trama é muito bem desenvolvida e coesa e a história foi muito bem construída.

A escrita da autora: É delicada e fluida. Existe uma certa sensibilidade na construção e desenvolvimento da história, assim como nos diálogos, que permite aos leitores realmente embarcar na fantasia e no mundo criado pela autora Karen Soarele.

Revisão/ Diagramação/Layout e Capa: Foi realizado uma ótima revisão e um excelente trabalho de diagramação. Outro fator que enriquece exponencialmente a obra é a existência dos desenhos internos. Além do mapa, já comentado anteriormente, existem outros desenhos que não apenas são belíssimos mas também nos fazem entender melhor como são os personagens. A capa combina perfeitamente com a história e deixa o leitor visualizar como são os protagonistas na visão da autora.

site: http://www.viajenaleitura.com.br/
comentários(0)comente



Anni | @dearmasen 19/05/2015

Resenha: A rainha da primavera
''A rainha da primavera'' foi um livro que me surpreendeu por completo. A história possui um enredo cativante que foi além das minhas expectativas, me vi presa - vocês provavelmente também irão- nas primeiras linhas. Juro!

Eu amo quando um livro não é desses que 'enrolam' para o fatos acontecerem, e amo mais ainda quando desenrola sem deixar pedaços para trás. Estou sendo clara? E Karen Soarele soube fazer isso perfeitamente. Tem aquela pitada ótima de suspense, mas os fatos vão seguindo sem delongas e isso vai te fazendo virar as páginas com animação.

Flora é a princesa herdeira que desapareceu há muitos anos, ela vive na ilha de Ashteria com pessoas que julga ser sua família e acredita nunca ter saído de lá. A ilha sempre fora um lugar calmo, ameno, sem grandes acontecimentos e novidades - e isso a deixava em uma ''angustiante sensação de inércia'', como a mesma bem cita.

Toda aquela calmaria lhe parecia tão entediante que às vezes ela se sentia uma estranha naquele meio, e não é que aquilo tem um fundo de verdade? Foi em um desses dias - que julgara ser mais um comum como outro qualquer- que dois novos visitantes aparecem em Asheteria e dizem que vieram buscá-la.

''Dizem que a ilha Oscilante julga as pessoas pelo seu coração.''


Posso dizer que é nesse ponto que as coisas começam. Esses dois visitantes, Dimitri e Nathair, aparecem para buscá-la e ela vai com eles. Não vou detalhar muito a respeito para não soltar spoilers, porém, fiquem cientes de que é bem desenvolvido, e tudo acontece por algum motivo.

Muitas coisas acontecem durante a jornada para levar a princesa até o reino de Hynneldor, claramente existem pessoas que estão mais interessadas em não vê-la chegar lá. Flora precisa ser protegida, mas parece que o perigo constante está rondando-a em todos os locais.

A autora utilizou de uma escrita leve, bem fácil de ser lida, você praticamente devora as páginas. A leitura torna-se rápida, o livro não possui muitas páginas e isso faz com que o leitor fique ansiando por mais. História boa faz isso, não é? haha

''Dimitri envolveu-a pela cintura e a trouxe para perto de si. Quando sentiu o coração dela junto ao seu, todas as dúvidas desapareceram no ar.''


Digamos que Flora carrega a prosperidade junto de si, isso explica bem o título do livro. A leitura é extremamente prazerosa, prende por completo sua atenção e faz com que você viaje junto com eles. Ah, e claaaaro, eu não poderia deixar de dar ênfase nas belíssimas ilustrações que compõem o livro.

Fiquei bem ansiosa e morrendo de vontade de ler outros livros da Karen, eles parecem ser tão fantásticos quanto este.

site: http://masenstale.blogspot.com.br/2015/05/resenha-rainha-da-primavera.html
comentários(0)comente



Kris Monneska - Conversas de Alcova 17/05/2015

Senti o gosto bom da infância de novo ♥
O Livro começa nos mostrando Flora, a protagonista, ela se deitando em sua cama entediada com a monotonia da ilha onde mora. Ashteria é uma ilha mágica que se mantém oculta, por isso nunca costuma acontecer nada que quebre a rotina, a ilha abriga os Sollaris um povo pacifico, caracterizado pela pele acinzentada, as orelhas pontudas e os longos cabelos vermelhos.
Enquanto divagava, Flora nem imaginava que tudo isso estaria prestes a mudar. Quase que simultaneamente a esses pensamentos, ela ouve um alvoroço pelas ruas do pacato local e corre em busca de informação sobre o que está abalando a paz local. E ao chegar na praia ela descobre que os causadores de toda a confusão são uma dupla de homens estranhos, o mais velho tem o rosto queimado e o mais jovem tem as mãos manchadas de sangue. Diferente dos outros sollaris, Flora não encara os invasores com temor e sim com curiosidade, mas isso muda quando o mais jovem, Dimitri, revela que eles estão ali para busca-la.
Então, Flora descobre que seus pais a haviam adotado e ela é na verdade uma humana, descobre que é a princesa de Hynneldor e herdeira da magia da Deusa Zyria, a única capaz de restaurar os dias de pais e fartura no reino e é assim que começa a aventura. E uma vez dentro de um mundo em guerra e sendo a única esperança de um povo Flora terá de lutar pela própria vida, será traída por alguém de confiança, terá de provar que é ela mesma e ainda terá de se conectar com a deusa para despertar a sua magia.

O Livro é curto, intenso e emocionante. Do tipo que dá pra ler de uma sentada, até porque depois que começamos é impossível larga-lo antes de acabar a leitura. A Leitura é super fluída, pois a história corre rápido e é cheia de aventura e emoções. Gostei muito da escrita da autora, é bem limpa (como eu gosto), ela é capaz de expressar o que quer de forma clara e coesa sem abandonar a formalidade e nem perder a modernidade.
Os personagens são super cativantes, apesar de guardarem um pouco de mistério, pois como a narrativa é curta a autora não se prendeu as descrições e partiu pra ação. As cenas de batalhas são muito legais, fortes, agitadas (daquele tipo que te faz dar soco no vento enquanto lê).
Outro ponto super forte no livro são as ilustrações que são lindas e nos fazem mergulhar mais fundo nesse universo. A diagramação do livro é ótima, cheia de detalhes lindos. As folhas são amareladas e ótimas de manusear (o cheiro das folhas é maravilhoso (: ). A revisão do livro está impecável.

O Mundo criado pela Karen é muito interessante, cercado por uma aura de magia e doçura. A humildade e o companheirismo presentes no povo de Myríade nos faz querer mudar pra lá. Terminei a leitura com os olhos cheios de água, emocionada com a força e a bravura de toda uma cidade (sou boba pra chorar, mesmo) e com uma vontade imensa de conhecer mais a fundo as histórias contidas nesse universo.
Outra coisa que me emocionou bastante na leitura, foi que ela conseguiu me transportar pra minha infância, quando eu me aventurava sentada no sofá de casa, abraçada aos primeiros livros que eu li. Uma aventura infantojuvenil capaz de trazer aquele gostinho de infância de volta a boca, o tipo de livro certo para despertar em crianças e pré-adolescentes (e em adultos também) o gosto pela leitura. Dinâmico, bem escrito, cheio de emoções, tudo o que essa geração precisa, guardarei meu exemplar com todo carinho para poder apresenta-lo para Alice daqui há uns anos.

Classifiquei 5/5. Simplesmente amei e recomendo a leitura sem dúvidas. ♥

site: http://www.conversasdealcova.com/2015/05/resenha-rainha-da-primavera-karen.html
comentários(0)comente



Sheila Lima 08/05/2015

Uma aventura épica leve, colorida e com boas mensagens!
Posso dizer com segurança que as fantasias épicas são o tipo de histórias que estão indiscutivelmente entre as minhas favoritas. Esta, em particular, é de ótima qualidade, já posso adiantar que a "balança literária" pendeu para o lado positivo.
"A Rainha da Primavera" é um romance curto (cheguei a pensar que era um conto, inclusive) narrado em terceira pessoa. Nele, conhecemos mais sobre Flora, uma jovem que, a princípio, vive uma vida pacata na idílica Ilha de Ashteria, onde ela se sente diferente de tudo e de todos, justo por não suportar o jeito paradão das coisas. Certo dia, porém, visitantes inesperados trazem consigo uma revelação bombástica, e Flora se vê obrigada a abandonar aqueles que ela ama para cumprir seu verdadeiro destino, pois ela pode ser a única esperança do reino de Hynneldor. Inicia-se, então, uma corajosa aventura em companhia do bravo Dimitri, príncipe de Datillion, e ela descobrirá que sua partida é apenas o começo de uma jornada de sacrifícios e bravas lutas.
A primeira coisa que notei ao começar a ler é que esta é uma narrativa bastante "colorida", coisa que admiro muito. Praticamente escorreguei nas páginas enquanto lia de tão agradável, juro. Gostei muito do tipo de fantasia que foi criada pela Karen, creio que esteja dosada do jeito certo, não posso negar que tem classe.
Os pontos principais que a autora quis ilustrar com a história, ao meu ver, estão relacionados principalmente à confiança — e como muitas vezes podemos ser enganados quando apenas julgamos as pessoas pela impressão superficial que temos delas; também fala sobre a força que um povo pode ter desde que tenha sua esperança alimentada (esse ponto me agradou bastante!); e, claro, o maravilhoso poder que o amor pode ter até mesmo contra as mais terríveis forças do mal.

Continue lendo a minha opinião no link abaixo:

site: http://www.docesonhoalado.com/2015/05/livro-rainha-da-primavera.html
comentários(0)comente



Jéssica 06/05/2015

A Rainha da Primavera(Karen Soarele)
Flora uma garota de 15 anos que vive uma vida monótona na ilha de Ashteria sempre se sentiu descocada e inquita sem conseguir viver de forma tranquilas como todos ao seu redor. A ilha é protegida por magia impedindo que povos de outras regiões a visite e quando dois homens chegam a ilha em busca de uma princesa perdida causam uma agitação incomum no povo de Ashteria.

"Apesar de, em alguns momentos, sentir-se uma estranha em Ashteria, aquele era seu lar, e ela gostava muito de sua família. Era estranho deixar tudo para trás." Página 23

Essa princesa perdida é nada menos que Flora, que descobre que seus pais e irmão mentiram para ela ou melhor omitiram a informação que ela não pertencia aquele lugar e aquele povo e isso a impulsiona a ir junto com os dois homens, Datillion e Nathair, em busca de respostas sobre a sua origem junto com o seu irmão rei Fausto do reino Hynneldor.

Na viagem ao reino de Hynneldor Flora descobre ser essencial para a sobrevivência do reino e da população que esta passando por uma época infértil e só ela trará prosperidade para as terras. Nesta viagem suas crenças são questionadas e ela descobrirá que muitos querem sua morte e impedirem que ela encontre seu irmão.

Uma grande aventura aguarda Flora neste livro, onde ela terá que lutar para sobreviver, aprender a confiar nas pessoas mais improvável e sofrerá traições de pessoas próximas que a pegaram de surpresa. Tudo isso prender o leitor da primeira a ultima pagina fazendo com que a leitura seja rápida, eu por exemplo li em um sentada, +/- uma hora e meia.

A escrita da autora é super leve e fluida e o livro trás uma narrativa em terceira pessoa foca em Flora que nos permite ter uma ampla visão dos acontecimento. Apesar do livro ser um Spin-off da Série Crônicas de Myríade você não precisa e nem sem falta de ler nenhum dos livro da serie para entender e entrar dentro do mundo criado pela autora.

A diagramação do livro esta impecável com folhas amareladas, fonte em tamanho padrão e com um bom espaçamento entre as linhas, além claro das diversas ilustrações do livro que inclusive trás um mapa logo no começo que ajuda a nós situar na viajem de Flora. A revisão também esta muito boa, eu não encontrei nenhum erro de digitação ou ortográfico em todo o texto.

Então se você gosta de um bom livro de aventura com uma narrativa leve e fluida este é uma indicação super valida para entrar na sua listinha de leitura.

site: http://meumundo-meuestilo.blogspot.com/2015/05/resenha-premiada-124-rainha-da-primavera.html
comentários(0)comente



Blog De Bem Com a Leitura 01/05/2015

Um livro cheio de surpresas
A Rainha da Primavera é um livro que me surpreendeu no decorrer da leitura, eu já sabia que era cheio de aventuras e que teriam surpresas, mas não esperava por algumas coisas que aconteceram, vou contar um pouco do livro sem spoiler, claro, é um livro curto, com quase 100 páginas, o que fica muito interessante pois dá pra ler rapidinho, eu comecei a ler e não larguei mais, só quando acabei, ficou um gostinho de quero mais!

A história começa com a jovem Flora de 17 anos, entediada por uma vida monótona do seu povoado, aliás de toda a Ilha de Ashteria, a ilha é protegida por uma magia que faz com que não possa ser encontrada, a jovem torcia por um pouco de emoção e barulho naquele lugar, mas jamais imaginou que seu desejo se tornaria realizado. Bem, a ilha não estava de fato sendo invadida, os invasores eram dois humanos em busca de uma pessoa, o que Flora não esperava é que a pessoa que buscavam era ela. Após fugir e se trancar em casa, a mãe de Flora tem uma conversa definitiva com ela, conta que não é sua mãe biológica e que não sabe nada à respeito de seus verdadeiros pais. Os dois homens, Dimitri, guerreiro, príncipe de Datillion e Nathair, um diplomata, eles contam à Flora que ela é uma princesa, herdeira do trono de Hynneldor, mas que seus pais morreram e seu irmão mais velho, Fausto, assumiu o trono, porém a magia dele não é forte o suficiente para proteger o reino dos inimigos vindos de Vulcannus. Após pensar ela decide ir com eles e se despede da família.
A partir daí começam grandes aventuras na vida da jovem, que apesar da pouca idade ela mostra uma grande força e até mesmo sabedoria. Decidida a chegar no reino, Flora não permitirá que nada a impeça, será que vai conseguir?
O livro tem um texto agradável é belas ilustrações ganham as páginas em alguns momentos, é cheio de aventura, batalhas sangrentas, uma traição que é uma apunhalada no coração e ainda tem um romance, que ficou para o final, mas dá pra se ter uma ideia que poderia surgir logo.

Enfim, para saber mais vocês terão que ler, é uma literatura fantástica e infanto juvenil, mas que não deixa à desejar em nada, a não ser claro, pelo fato que nos deixar com vontade de ler mais. Para quem está procurando uma leitura rápida e cativante indico A Rainha da Primavera.

site: http://vocedebemcomaleitura.blogspot.com.br/2015/04/resenha-rainha-da-primavera-de-karen.html
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



43 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3