Destinos

Destinos Aprilynne Pike




Resenhas - Destinos


24 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2


Neyme 23/05/2020

Uauuu
Um ótimo livro, só acho que merecia mais uns capitulinhos no final, foi bem corrido. No mais gostei bastante de toda trama e personagens.
comentários(0)comente



Tsukina 04/05/2020

Posso chorar?
Kkkkkkk manoooo, eu meio que esperava um final feliz, mas esse final... Me deixou com um quero mais e me lembrou muito o filme Castelo de Diamantes da Barbie, Pra Pempre Unidos!
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Iza 25/02/2020

Eletrizante
Não consegui deixar o livro de lado enquanto não terminei!
Finalmente a tal identidade de Klea é revelada....e seu plano a respeito de Avalon.
Só fiquei triste pelo trio, mas nem tudo é como a gente quer né?
comentários(0)comente



Bela 05/01/2018

Descobrir que Yuki é uma fada de inverno, a estação mais poderosa de Avalon, definitivamente foi uma grande surpresa, mas não a única revelação de Destinos. Graças a Shaar, Tamani e Laurel finalmente entenderam tudo o que estava acontecendo e quais eram os planos de Klea para Avalon e Yuki. Então, a única saída que lhes resta é correr para Avalon, de forma a avisarem Jamison e a rainha antes que Klea chegue com seu exército de trolls e elfos clonados. Acontece que Klea é Calista, uma fada de outono muito poderosa que foi banida após usar seus dons de maneira pouco ortodoxa.

"— Encontrei pouquíssimas sementes realmente ruins na minha vida. Mesmo as pessoas que se flagram agindo por inveja, ou ganância, ou orgulho egoísta, não perdem a capacidade de agir por amor."

Quando chegam até Avalon, Chelsea e David insistem para entrar e ajudar e, por incrível que pareça, eles se mostram tremendamente úteis e importantes na batalha contra Klea. Se há uma pessoa decepcionante nessa história é a rainha Marion, que se mostra uma fada tremendamente egoísta e covarde. Quando seu reino mais precisava de sua ajuda e liderança, ela se recolheu em seu palácio com uma porção de sentinelas para proteger a si mesma.

" - Quem está vindo? - perguntou a mãe de Laurel da metade da escada.
-David.
A mãe de Laurel suspirou, meio divertida, enquanto jogava uma camisa cinza limpa para Tamani.
- Vou dizer uma coisa: não sei o que esse menino diz para a mãe dele."

Os personagens foram muito bem desenvolvidos, e nesse livro tivemos a chance de conhecer um pouco mais o Jamison, bem como observei um maior foco na pessoa de Chelsea. A autora fez questão de nos explicar as motivações de Klea e como tudo aconteceu para que ela chegasse ao ponto em que chegou e também entendemos a história de Yuki. Laurel finalmente parece ter se habituado às suas habilidades de fada de outono, que inclusive foram muito úteis durante a batalha. Além disso, a autora trouxe respostas para algumas perguntas da série que ainda não haviam sido solucionadas, aparando todas as pontas que haviam ficado soltas.

"Mas nós sabemos a verdade..., sabemos que eles são reais. Que o mundo que vemos é apenas uma sombra do que realmente existe. Não sei como você consegue se controlar para não revelar, às vezes, a verdade aos gritos. Mas ambos sabemos aonde isso nos levaria e você nunca ficaria bem numa camisa de força. Nem eu."

O livro é repleto de ação e eu simplesmente não conseguia largá-lo. A guerra finalmente chega e nossos mocinhos não agem de forma diferente do esperado, eles dão tudo de si, mas isso não faz com as coisas sejam fáceis, apenas lhes dá esperança de que possam sair vivos dessa empreitada. O final foi satisfatório, eu apenas gostaria de ter encontrado um prólogo contando como as coisas ficaram em Avalon alguns anos depois dos acontecimentos narrados no livro, houve um prólogo, mas digamos que o foco estava em outro personagem do enredo. Obviamente, o triângulo amoroso se resolveu, mas ainda acredito que a autora não precisava ter estendido essa questão durante os quatro volumes da serie. Seja como for, eu fiquei satisfeita com a série como um todo e feliz com a forma como ela foi finalizada!

"- Eu amo você. E estou lhe pedindo... - Ela abriu a boca levemente e, com gentileza, raspou os dentes no lábio inferior dele, sentindo todo o seu corpo estremecer. - Não - corrigiu ela - , estou lhe implorando para vir e ficar comigo - E pressionou a boca contra a dele, murmurando em seus lábios - Para sempre".

site: http://www.sigolendo.com.br/
comentários(0)comente



Cabral 31/08/2017

Este com certeza foi o melhor dos quatro livros da série por diversos motivos...

Neste volume, diferente dos anteriores, Pike deixou em segundo plano o romance, o triângulo amoroso, dando total enfoque à batalha por salvar Avalon das garras da então inimiga Klea, amarrando todas as pontas da trama. Aqui surgem respostas de todas as perguntas desde o primeiro volume, como, por exemplo, como Laurel foi adotada.

PS: as últimas páginas trazem notas da autora e revelações que dividiram leitores entre amor e ódio pela série... Eu após muitas reflexões, entrei para o time dos amantes!
comentários(0)comente



Pri 28/05/2017

Conclusão perfeita
Já faz alguns anos que li pela primeira vez o primeiro livro da série e finalmente pude acompanhar o fim da história de Laurel, David, Tamani, Chelsea e do reino de Avalon. Estava tão ansiosa para ler logo esse livro e ainda estou abalada com o fim.

"Vá devagar, meu brotinho já não tão pequeno. As melhores, e mais duradouras mudanças, são aquelas que acontecem de forma gradual; para atingir grandes alturas, uma árvore deve primeiro criar raízes profundas."

Como eu havia imaginado, o livro anterior, Ilusões, serviu apenas como uma introdução para a história desse, o que até me fez gostar mais dele. rs
O final do terceiro livro é um tanto desesperador. Finalmente descobrimos que Yuki é uma fada de inverno e que ela estava trabalhando como espiã para Klea. As duas são extremamente poderosas e perigosas, e a maior preocupação de Laurel e Tamani é que elas estejam interessadas em descobrir a localização do portal para entrar em Avalon. Eles mantêm Yuki aprisionada na esperança de conseguir respostas, mas infelizmente esse plano não daria certo por muito tempo.

"— Nunca subestime o poder de uma situação na qual você mesmo se coloca."

Quando Klea aparece e todos descobrem que ela já tem a localização do portal e planeja invadir Avalon para iniciar uma sangrenta guerra, a única opção que resta a eles é correr até lá e tentar impedir que o pior aconteça. Com isso, Laurel, Tamani, David e Chelsea se dirigem até o terreno que pertence à Laurel, mesmo que não saibam se conseguirão entrar em Avalon.

"A visão da cabana, acomodada entre as enormes sequoias, lançou uma nova onda de tristeza sobre Laurel. A última vez que estivera ali fora com Tamani e tinha sido um dos dias mais maravilhosos de sua vida. Mesmo agora, a lembrança fez com que arrepios percorressem seu corpo. A vida, de repente, pareceu tão frágil e incerta; ela se perguntou se ela e Tamani iriam ter outro dia como aquele."

Finalmente chega o ponto decisivo da história dos quatro amigos. Eles precisarão lutar com toda garra, mostrar toda sua inteligência e coragem, usar suas melhores habilidades e conquistar a confiança das fadas e elfos, caso contrário, jamais conseguirão vencer a guerra contra Klea, Yuki e os trolls. Com uma batalha histórica prestes a acontecer em Avalon, todos precisarão escolher de que lado estão. E o momento de Laurel finalmente decidir a que mundo pertence e qual dos dois rapazes ela quer que fique ao seu lado, está se aproximando.

"— Um verdadeiro herói coloca os outros em primeiro lugar — disse ela, engasgando.— Um verdadeiro herói sabe que o amor é mais forte que o ódio."

Laurel, Tamani, David e Chelsea estão mais próximos do que nunca, mas ao mesmo tempo existe muita tensão entre eles. Tanto por causa dos complicados romances, quanto pelo perigo que estão prestes a enfrentar e as coisas que têm precisado fazer desde que prenderam Yuki. O crescimento de todos é perceptível. Laurel finalmente revela seu verdadeiro eu como Misturadora, finalmente se conecta com o seu talento natural, assim como consegue manter a humanidade que conquistou fora de Avalon. Tamani é um guerreiro maravilhoso e continua sendo perfeito como sempre, capaz de dar sua vida para proteger o seu amor. David foi o personagem que mais me surpreendeu nessa história. Mostrou uma força, coragem e determinação que eu não imaginava que tivesse. Apesar de ser humano, foi uma peça crucial na guerra. Eu quase fiquei triste por torcer desde o primeiro livro para que Laurel ficasse com Tamani, porque David se mostrou muito mais do que apenas a ponta sem graça de um triângulo amoroso. Chelsea, que sempre foi uma amiga fiel e forte, também ganhou um merecido destaque nesse livro, mas eu ainda queria que ela tivesse uma importância maior. Jamison, o sábio elfo de inverno, conquistou totalmente minha confiança e admiração, e deixei de ficar com o pé atrás como sempre ficava em relação a ele. Os personagens foram bem explorados e até Yuki conseguiu um pouco da minha simpatia. Mesmo Klea foi compreensível, e fiquei com medo de concordar demais com seus ideais.

"— Encontrei pouquíssimas sementes realmente ruins na minha vida. Mesmo as pessoas que se flagram agindo por inveja, ou ganância, ou orgulho egoísta, não perdem a capacidade de agir por amor."

Sempre fiquei fascinada com a mitologia criada por Aprilynne e esse livro não deixou a desejar em nada. O enredo é pura ação do início ao fim. Praticamente se passa apenas um dia durante as quase 300 páginas e os personagens não param um minuto. Minha vontade era de não pausar a leitura até chegar ao final, porque não tinha nenhum momento tranquilo para que eu pudesse respirar um pouco. Estava acostumada com a escrita leve e o ritmo calmo da autora, então me surpreendi um pouco com um livro cheio de adrenalina e cenas de ação perfeitamente descritas. Era possível visualizar muito bem tudo que estava acontecendo.
A narrativa é em terceira pessoa e, assim como o livro anterior, os pontos de vista de Laurel e Tamani se revezam. Isso contribui com o suspense em certos momentos. A diagramação está excelente, não encontrei erros de digitação, a leitura é bem confortável, com letras em bom tamanho e folhas amareladas. Eu gosto das capas dessa série, mesmo sendo simples, transmitem a leveza da história, apesar de ter achado essa a menos bonita das quatro.
E o que dizer sobre a conclusão da saga? O final foi perfeito, apesar de também ser um pouco triste. Aconteceram coisas que eu esperava que acontecessem, o que me deixou muito satisfeita, mas ao mesmo tempo fiquei chateada pela forma como acabou. Depois do que a gente acredita ser o fim, tem uma nota da autora, e então vem uma carta que conta o real final da história, anos após o acontecido. Valeu a pena ter lido aquilo, mas ao mesmo tempo estragou um pouco a beleza de tudo. É como se a história pudesse ter um final diferente se preferirmos somente imaginar, mas a autora já escreveu o final ideal para ela. Não vou falar muito para não dar spoiler, mas eu preciso desabafar com alguém que leu. rs Apesar disso, eu gostei muito, muito do livro. E queria muito, muito que tivesse mais!

"— A vida de uma pessoa jamais deveria ser definida por um único propósito, principalmente um propósito que não foi ela que escolheu."

Por fim, se você ainda não conhecia essa série, leia! É uma fantasia diferente e maravilhosa! Se já leu algum livro, termine a série, não vai se arrepender (eu acho rs).

site: http://www.sigolendo.com.br/2017/05/resenha-destinos-4-serie-fadas.html
comentários(0)comente



Iara Bomfim 28/12/2016

Incrível, porém...
Destinos é o quarto e último livro da série Fadas, no primeiro livro eu confesso que não sabia muito o que esperar dessa história, afinal uma garota de 15 anos que descobre que é uma fada? Como assim? Porém a autora consegue te prender na história, principalmente pelo triangulo amoroso que em certos pontos te faz perder a noção de com quem será que Laurel vai ficar.

A série se desenrola com uma narrativa realmente curiosa e chamativa mas senti um certo cansaço no último livro, o leitor consegue se sentir parte da história e em alguns momentos parece que você esta vivendo toda a batalha e guerra que se passa em Avalon, mas eu acho que a autora fez essa parte ficar muito repetitiva sendo que ela poderia ter dado ênfase em outras partes da história. Algo que me incomodou muito também foi o fato de que desde de o começo Laurel não sabia quem ela realmente amava, David oi Tamani, mas nesse último livro o sentimento dela por um deles ficou muito mais explícito deixando o outro totalmente de lado, já era possível imaginar com quem ela ficaria e eu esperava mais suspense.

E o final de David, a carta me emocionou sim, realmente eu concordo que a autora quis ser realista e gostei da ideia dela de imaginar como os humanos se dariam com a presença de seres mágicos no mundo e David representou isso, mas eu não esperava um trauma tão forte da parte dele a ponto dele querer esquecer tudo...Enfim eu acredito que faltou um epílogo nessa história, aliás, eu queria saber como seria a vida de Laurel e Tamani depois, o que acontece em Avalon e até Chelsea ficou sumida do final, não mais, foi um ótimo livro, com uma ótima série e temos que concordar que o livro era rico em detalhes e fatos muito bem estudados. AMEI.
Pri 29/01/2017minha estante
Avise que tem spoiler na sua resenha. ;)




Barbara 01/12/2016

"Apesar de esta ser uma série sobre fadas, no fundo a questão que sempre impeliu a história é: Como um humano comum reagiria ao descobrir a presença de magia no mundo? E mais até do que Chelsea, essa questão esteve representada pelo personagem de David. Em certos aspectos, a história toda da série Asas é sobre ele."

Eu fiquei olhando pra essa nota da autora por uns minutos reprimindo minha vontade de gritar. COMO ELA OUSA? Ela tinha um universo fantástico nas mãos e o reduziu à isso? Os dois primeiros livros foram ótimos e ela reduziu o livro à uma narrativa cansativa e puro lenga lenga. POR QUE?
E o que dizer sobre a Laurel? Ela tinha a chance de fazer uma personagem forte, uma figura feminina que poderia ser marcante, e ela a reduziu à uma adolescentezinha presa num triângulo amoroso sem sentido. A autora não deu motivos plausíveis sobre confusão da Laurel entre boy A e B, fez ela parecer uma egoísta pretensiosa nesse final.

O que mais me irritou foi por mais uma vez a história estar com os holofotes em um macho, sendo que a protagonista tinha potencial de se destacar se a autora não tivesse cagado nela, a reduzindo apenas à ser uma ponta do triângulo, sem ter capacidade de decidir entre o macho 1 ou macho 2. Lamentável.

Batalha final fraca, desfecho fraco, decepcionante em vários aspectos.
comentários(0)comente



Milena 20/01/2016

Toda ação que foi poupada no anterior foi usada nesse. Mas algo na narração e a atitude de alguns personagens acabou diminuindo meu interesse na narrativa. A conclusão da série foi boa mas não surpreendente. E ah! Tam!
comentários(0)comente



Jully 19/02/2015

Este livro é quarto e ultimo livro da série, trazendo o tão aguardado desfecho de toda a história. Um final detalhadamente emocionante, com reviravoltas surpreendentes, grandes perdas e descobertas.

Continue lendo no blog, cuidado pode conter SPOILER

site: http://comentandolivroslidos.blogspot.com.br/2014/01/1-de-2014-destinos.html
comentários(0)comente



MaywormIsa 04/09/2014

Ode à batalha de Klea x Avalon.
O desenrolar dessa trama magnífica não acompanha toda a obra que Aprilynne criou.É com o coração partido que informo que "Destinos" desestimula o leitor demasiadamente. Uma narrativa cansativa e redundante.

O começo de "Destinos" segue o ritmo dos demais livros da saga, porém não demora muito para o grande emaranhado de acontecimentos repetidos em sequencia. O que quero dizer é que a batalha, ou confronto que as personagens encaram é totalmente fraca. Embora a autora tenha utilizado outras histórias antigas como a de Rei Arthur e Excalibur enriquecendo sua obra, o desenrolar que a mesma desenvolveu não valeu a pena.

Páginas e mais páginas de muito banho de sangue com a narradora relatando o quanto as personagens estão cansadas etc ..
Isso pode ser considerado um ponto positivo com relação à escrita de Aprilynne, pois ela realmente consegue transmitir qualquer sentimento e sensação aos leitores, contudo não achei interessante sentir cansaço e desestímulo com relação à leitura desse livro que tinha tudo para ser o Grande desfecho da saga.

Apesar de tudo, muito no final, o que talvez tenha salvado a ultima obra, seja um pequeno capítulo nas palavras da personagem de "David". Suas palavras emocionaram e foram muito bem colocadas, um desfecho do desfecho que salvou parte da obra, na minha opinião. Então, se pudermos agradecer alguem pelo ultimo capítulo, precisamos agradecer à David que infelizmente, já não se lembra de mais nada.
kaka 23/11/2014minha estante
eu gostei,porem também achei a leitura cansativa,por horas não dava para entender como estava acontecendo a batalha.cansativo.


MaywormIsa 26/04/2015minha estante
Klayton, pois é, eu enrolei muito, parecia que eu estava sempre na mesma página. Amei essa saga com todo meu coração, porém esse livro me decepcionou um pouquinho. Inclusive, mesmo que a parte final de David tenha salvo alguma coisa, também foi de partir o coração mesmo eu sendo totalmente " Team" Tamani kkkk


Barbara 01/12/2016minha estante
Exatamente o que eu senti ao ler esse livro, foi uma pena o desenrolar da história ter dado no que deu, os dois primeiros livros prometiam tanto, mas o final foi decepcionante.




Mona A. 03/09/2014

Quis esperar até o final do último livro para escrever uma resenha, e digo, Destinos não me decepcionou.

Destinos é o quarto e último livro da série Fadas, série essa tão encantadora que se faz quase indispensável.

Este último livro já se inicia com urgência, quando finalmente se descobre a origem de Yuki, a fada selvagem que surge no terceiro volume da série. Rapidamente chegamos à grande batalha em Avalon, inevitável e aguardada desde o primeiro momento, e nela passamos praticamente todo o livro. É com uma riqueza tão grande de detalhes que Aprilynne descreve cada momento que o leitor se sente, durante todo o tempo, parte da luta.

O final, apesar de deixar pontas soltas que, tenho certeza, não só eu, mas todo leitor gostaria de participar mais é surpreendente, para meu deleite. A autora emprega em seu conto de fadas moderno uma boa dose de realidade em seu desfecho, o que particularmente na minha opinião torna a coisa toda ainda mais amável.

Resumindo, toda a série é um convite à imaginação e à fantasia. Nesse mundo maravilhoso criado por Aprilynne, a história de heróis consagrados se misturam tão bem ao mundo de fadas, elfos e outros seres encantados e com tanta leveza, que seria um desperdício não participar dele.

comentários(0)comente



24 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2