A Causa Secreta e Outros Contos de Horror

A Causa Secreta e Outros Contos de Horror Machado de Assis...




Resenhas - A Causa Secreta e Outros Contos de Horror


16 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Julia Rodrigues 03/11/2020

Esperava mais
Comecei a ler o livro acreditando que iria dar de cara com histórias que, além de escabrosas, fossem bem escritas e prendessem a atenção.
Apenas dois contos conseguiram "dar um check" em todos os quesitos: o de Edgar Allan Poe e o de Machado de Assis.
Não sei se, por conta do momento em que li os outros, a minha atenção acabou sendo prejudicada, mas há chances.
É isso: "A Máscara da Morte Rubra" e "A Causa Secreta" são espetaculares!! Procurem os contos em separado!!
comentários(0)comente



@segredosd.leitora 04/10/2020

É um livro de contos bem interessante. Há contos mais legais e fluidos que outros, e alguns meio chatinhos, mas no geral é bom
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Gabriela 09/08/2020

Apenas leia! O livro conta com autores renomados e é uma excelente porta de entrada para o mundo do mistério e horror! E o principal: todos os contos são sensacionais!
comentários(0)comente



Camis Morket 09/06/2020

A causa secreta e outros contos de horror
A causa secreta e outros contos de horror, contém contos:
- A máscara da morte rubra, de Edgar Allan Poe.
- A causa secreta, de Machado de Assis.
- A selvagem, de Bram Stoker.
- A mão, de Guy de Maupassant.
- O rapa-carniça, de Robert Louis Stevenson.
- O cirurgião de Gaster Fell, de Arthur Conan Doyle.
É um livro bem curto, rápido de ler e que contém ótimas histórias, a maioria dos autores eu já tinha lido algo deles e o único que eu nunca tinha ouvido falar era o Guy de Maupassant.
Todos os contos são muito bons, mas o meu favorito é o “A selvagem”, de Bram Stoker, esse achei um pouco mais sinistro. Não tenho muito o que falar do livro pois os contos são bem curtos então posso acabar falando algo importante para alguma história que comprometa a leitura.

site: https://instagram.com/bibliotecadederry/
comentários(0)comente



Simone.GAndrade 01/05/2020

HORROR
Edgar Allan Poe (A máscara da Morte Rubra), Machado de Assis (A causa secreta), Bram Stoker (A selvagem), Guy de Maupassant (A mão), Robert Louis Stenson (O rapa-carniça) e Arthur Conan Doyle (O cirurgião de Gaster Fell), são os autores escolhidos para compor essa pequena obra. No início da leitura, temos um pequeno vislumbre entre as diferenças do terror e do horror, sendo que ambos são resultados de estágios de medo, como na definição da escritora Ann Radcliffe: "O terror e o horror possuem características tão claramente opostas que um dilata a alma e suscita uma atividade intensa de todas as nossas faculdades, enquanto o outro as contrai, congela-as e de alguma maneira as aniquila…" Todos os contos são interessantes, principalmente: A causa secreta de Machado de Assis que nos apresenta um personagem um tanto curioso: Fortunato com sua crueldade psicológica. Outro conto interessante que entra nos favoritos: O rapa-carniça do Robert Louis Stevenson, "Não façam perguntas, por amor à consciência", todos os contos são realmente incríveis sendo representados por não menos que especialistas do gênero.
comentários(0)comente



Paulo 22/11/2019

Bons Contos
O livro é curto. Um passatempo para quem gosta de contos e, também, para quem gosta de literatura de suspense/terror. Serve como uma amostra para quem pensa em se aprofundar nos autores deste livro. No meu caso, vai servir como porta de entrada para os livros de Edgar Allan Poe, que é o autor do primeiro conto.

O meu favorito deste livro, e sou suspeito para dizer isso, foi a releitura de "A Causa Secreta" do Machado de Assis - ele é o meu contista preferido, um gênio!
comentários(0)comente



Luisa 03/07/2018

Ótimos contos ... mas acredito que o de Machado foi meio que incluido sem contexto...não vi nada de terror ou mistério no conto.
Elomar 14/09/2019minha estante
Como não? Cheio de sadismo e perversão!




Thiago Barbosa Santos 27/02/2018

O primor do horror
"A Causa Secreta e Outros Contos de Horror" traz uma reunião de contos primorosos de terror e suspense, escritos por autores renomados. Podemos de fato classificar o livro como o primor do horror.

"A Causa Secreta" é o representante brasileiro desta seleção de alta qualidade feita pela Companhia das Letras. É de autoria do maior escritor brasileiro: Machado de Assis. No conto, mergulhamos na crueldade psicológica de Fortunato, personagem principal, que tortura um rato por puro sadismo. Com a convivência, aos poucos a esposa vai descobrindo o lado cruel do marido. Quando ela morre, um amigo do casal mostra um sofrimento profundo com o falecimento da moça, fica implícito que os dois tinham algo mais profundo que a amizade. Fortunato mostra um estanho prazer ao observar a tristeza do amigo à beira do caixão.

"Máscara da Morte Rubra" foi escrito por Edgar Allan Poe. "A Morte Rubra" foi uma pestilência que devastou todo um país, altamente contagiosa. A pessoa sangrava pelos poros e definhava até a morte. Quando descoberta a doença, o enfermo tinha que ser urgentemente isolado do convívio de todos. O príncipe Próspero vivia no seu mundo de luxo e riqueza, totalmente alheio e seguramente protegido desta dura realidade. Um dia, ele resolveu entreter os amigos em um baile de máscaras no palácio. Até que a Morte Rubra aparece de penetra na festa, infelizmente, não era uma fantasia de mau gosto. A praga estendeu seu domínio ilimitado sobre tudo.

"A Selvagem" foi escrito por Bram Stoker, autor de Drácula. No início do livro, uma cena intrigante. Um homem, meio que acidentalmente, meio que de propósito, mata esmagado um filhotinho de gato. A mãe do animal, uma gata de olhos vivos, pelagem escura, fica bastante agitada com o acontecido e fixa um olhar de ódio em direção ao assassino. A gata não tira o olhar indignado dele. Tenta, sem sucesso, atacá-lo. O tempo passa e este homem morre triturado dentro de uma máquina. A gata aparece em cima do equipamento, como se fosse ela mesma que operasse a vingança.

"A Mão" é o conto do francês Guy de Maupassant, que narra as estranhas circunstâncias de um assassinato, um crime absurdo pelas leis da razão. Um homem tinha uma mão dissecada exposta na parede da sala. Segundo ele, o membro pertencia a um desafeto. Tempos depois ele morre estrangulado e a mão some, fazendo com que cheguemos a uma conclusão macabra sobre o fato.

Robert Louis Stevenson escreveu o "Rapa-Carniça", que conta a história macabra de estudantes de medicina que trabalham como assistentes do professor preparando cadáveres para as aulas de anatomia. Os conflitos começam quando aparecem cadáveres de pessoas conhecidas, como o de uma moça que no dia anterior gozava de perfeita saúde. De onde vêm esses corpos? Qual o preço que paga quem descobrir a resposta? Um dos que descobriram esse mistério virou cadáver. Os colegas tiveram que suportar calados aquele fato, para não serem os próximos. Tempos depois, eles são convocados a buscar o cadáver de uma mulher recém-falecida e se deparam com algo diferente.

"O Cirurgião de Gaster Fell" é o conto que fecha o livro, escrito pelo criador do célebre detetive Sherlock Holmes, o Arthur Conan Doyle. Um homem resolve se isolar em uma região "quase" deserta para se dedicar aos estudos. Mas encontra por lá uma dupla muito estranha. Um senhor e um rapaz mais novo. Os dois o visitam e recomendam que ele tome cuidado, tranque as portas de noite porque o local é perigoso. O protagonista fica intrigado com o alerta e vai investigar os vizinhos, descobre que eles vivem de maneira muito estranha. O rapaz prende o senhor em uma gaiola. A personagem principal passa a se sentir insegura. Outros episódios bizarros acontecem, ele sofre um atentado e, muito tempo depois, a verdade sobre aquela dupla é revelada. Os dois são pai e filho. O pai não goza de perfeita saúde mental. Em suas crises, poderia atentar contra a vida de qualquer pessoa, justamente por isso viviam isolados. Só não contavam ganhar um vizinho. Por isso o filho se cercou de cuidados para que o novo morador da região não sofresse nenhum ataque do pai louco.

comentários(0)comente



Gladston Mamede 16/11/2017

Leitura agradável, por vezes fascinante, em textos de Machado de Assis, Edgar Allan Poe, Bram Stroker, Robert Louiz Stevenson, Guy de Maupassant e Arthur Conan Doyle. Gostei muito de alguns, menos de outros. Mas, no geral, bons textos e leitura prazerosa.
comentários(0)comente



Kelly Oliveira Barbosa 19/01/2017

(A natureza humana e...) A causa secreta e outros contos de horror
É incrível como alguns livros chegam até nós. Se eu passasse os olhos em um título como esse "A causa secreta e outros contos de horror" numa prateleira de livraria ou biblioteca, eu jamais escolheria tal livro para ler [nem pra dar uma folheada]. Entretanto, por causa de um escritor importante da literatura brasileira, o Sr. Machado de Assis [que não lia já há muito tempo], ocorreu de um conto chamado "A causa secreta" datado de 1885 despertar minha curiosidade - em primeiro lugar por ser escrito por ele e depois pelo seu título provocativo. Procurei e encontrei o conto. Só que numa coletânea de outros contos, pensei "vou ler só o do Machado" [rs. ledo engano].

Acontece que o tal conto do Machado é muito bom. E com ele - depois com o prefácio - entendi a proposta dessa pequena obra. Sem entrar em muitos detalhes "A causa secreta" conta-nos algo no mínimo muito estranho sobre um homem comum/normal, que gera repulsa, medo, horror em homens comuns/normais. Parece simples, e é, a genialidade do autor está justamente aí. Por mais horrendo que seja o que Machado de Assis nos relata sobre Fortunado, ao ler - pode ser que alguém negue - sabemos que aquilo é muito possível ou que aquilo não é nada impossível à natureza humana. Claro que ali como é comum na literatura foi levado a um nível exagerado, mas ainda assim, como já disse não impossível. Em outras palavras, esse conto é dito de "horror" não por falar de fantasmas, monstros ou algo sobrenatural. É de horror por expor uma face pavorosa da natureza humana. O personagem Fortunato nos causa horror principalmente por ser um homem comum como outro qualquer.

Vamos alongar mais sobre o assunto: O que é horror? Se você olhar no dicionário vai encontrar algo mais ou menos assim:

Sensação de medo que faz arrepiar o cabelo e a pele; Repulsão (por aquilo que reputamos medonho ou horrendo); Coisa horrível; Espetáculo horroroso; Desgraças, calamidades.

Na definição do prefácio da obra: Horror é “... um sentimento de obscura incerteza em relação ao mal que tanto teme.”

Com isso em mente, esse conto do Machado de Assis e os outros cinco de vários autores que compõem essa coletânea, provocam horror por retratarem o que mais tememos: o mal humano ou o mal presente na natureza humana. E não é que tememos esse mal por “obscura incerteza” da sua existência por assim dizer, mas por obscura incerteza da sua extensão e profundidade nos outros e em nós.

“O Senhor viu que a perversidade do homem tinha aumentado na terra e que toda a inclinação dos pensamentos do seu coração era sempre e somente para o mal.” (Gênesis 6:5)

site: http://cafeebonslivros.blogspot.com.br/2017/01/a-natureza-humana-e-causa-secreta-e.html
Natalie 19/01/2017minha estante
Resenha maravilhosa! Já anotei pra ler.


Kelly Oliveira Barbosa 19/01/2017minha estante
Vou gostar de saber suas impressões Natalie...




Marcos Antonio 21/11/2016

Horror.
Quando vi o nome Machado de Assis em um conto de horror eu desejei ler, o livro não há erro as palavras rebuscada dos anos de 1890 até 1920 ajudam a pensar no momento que lemos o livro. Porém quando leio conto de horror eu espero horror. Mais já falei que preciso parar de ler livros com contos, pois acabo não gostando de alguns dos contos. Neste livro são 6 contos e eu só gostei da Morte Rubra.
comentários(0)comente



A Senhorita Dos Livros 11/09/2016

O melhor do horror
Excelente reunião de contos de horror, alguns mais chocantes do que outros, como por exemplo A causa secreta e A selvagem representam um estilo mais violento, mais detalhado, causando um horror também no sentido de aversão, diferentemente de outros que provocam mais suspense, medo.
O conto de Edgar Allan Poe, A máscara da morte rubra, é fantástico pela descrição do ambiente, dando uma atmosfera real de medo, mas na minha opinião o conto de Conan Doyle foi o melhor por mostrar um misterioso caso que juramos ser sobrenatural.
Concluindo, o livro é excelente, recomendo.
Claire Scorzi 11/09/2016minha estante
Eba! :D


A Senhorita Dos Livros 11/09/2016minha estante
:)




IvaldoRocha 30/11/2015

Seis contos muito bem escolhidos, incluindo um de Machado de Assis.
O único inconveniente é que se você for um apaixonado por contos, existe uma grande possibilidade de você ter alguns destes contos em alguma outra coletânea que você já possui ou leu, até pela expressão dos mesmos.
comentários(0)comente



16 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2