DAHRIA

DAHRIA Cheile Silva




Resenhas - DAHRIA


4 encontrados | exibindo 1 a 4


Quel 17/07/2015

Eu quero acreditar...
Logo de início a autora nos apresenta o trio de protagonistas dessa incrível e mágica aventura. Cataria Bigley, uma jovem de 15 anos inteligente, amorosa e órfã de mãe. Devido sua triste perda quando pequena a garota se viu obrigada a cuidar da família, deixou as brincadeiras de lado para dedicar-se aos irmãos mais novos, os gêmeos Natália e Pedro.

Ao contrário da irmã, os gêmeos eram crianças cheias de imaginação, acreditam nas mais diferentes histórias de fantasia que o avô os contava. Uma terra mágica, com paisagens exuberantes de tirar o folego habitada por seres fantásticos com poderes incríveis. Segundo o velho senhor Thomas Bigley esse lugar surreal existia realmente, não era apenas fruto de sua imaginação fértil, ele mesmo esteve em Dahria.

As crianças adoravam as fabulosas histórias do vovô, toda noite antes de dormir ouviam as incríveis façanhas e aventuras vividas naquela terra encantada. Mas apesar de gostar muito do avô, Catarina não acreditava nessas "historinhas para crianças", escutava-as de contragosto apenas para agradar o velho senhor.

E mesmo parecendo improvável, um dia as três crianças se vêem diante de um portal cujo destino era aquela terra de magia e encantos a qual o avô vivia a mencionar.
Dahria era mesmo um lugar fabuloso com seres ainda mais magníficos, fadas, elfos, duendes, sereias...era tudo do jeitinho como senhor Thomas descrevia em suas histórias. Lá eles conheceram seres muito amistosos como o anão Nosbor, a grande feiticeira rainha do palácio das luzes, Los e o jovem Oliver, um dos garotos que assim como os Bigley, também chegou atravessando um portal mágico.

***

Mesmo diante de tudo aquilo Catarina se recusava a acreditar, queria voltar para casa, pois não parava de se preocupar com o pai e o avô, seu lugar não era ali. Tudo era muito bonito, mas ela insistia em dizer que não passava de uma ilusão, um truque do avô.
Embora a jovem quisesse muito voltar para casa teria que esperar a próxima lua cheia para que o portal fosse aberto novamente. Para Catarina a espera era angustiante e ficava cada dia mais nervosa e indisposta, não colaborava com os demais e vivia discutindo com o pobre Oliver, que fazia de tudo para ajudar.

A garota se comportava como uma convidada mal agradecida e antipática, não aproveitava a beleza da situação a qual estava tendo a oportunidade de viver, enquanto seus irmãos, sempre prestativos e carismáticos, faziam muitas amizades e se apaixonavam mais e mais por Dahria.

Catarina sempre fora muito racional e explosiva que não curtia ser contrariada, mas apesar da sua marra ela tinha um bom coração, queria a felicidade de sua família e buscava por isso a qualquer custo.

***

Apesar dos pesares tudo estava tranquilo até os três irmãos descobrirem que além das maravilhas do local, algo sombrio ameaçava a felicidade dos habitantes. Seres malignos queriam destruir Dahria e tomar o poder. Uma profecia antiga anunciava que a chegada de 3 forasteiros, irmãos de sangue, sendo dois deles gêmeos poderiam ser a salvação de Dahria perante as trevas.
É claro que Catarina se opôs a qualquer tipo de ideia para ajudar Dahria o que deixou os irmãos decepcionados e cada dia mais distante da garota. Com a teimosia de Catarina os perigos foram se intensificando e um terrível acontecimento fez ela tomar uma importante decisão a qual mudaria o destino de todos: Ficar e ajudar Dahria ou trair seus amigos em prol da segurança e felicidade de sua família.

***

Quando recebi a obra da parceria com a queridíssima Cheile Silva logo me encantei com a capa...ela consegue fazer com que o leitor viaje, imagine mil e um possibilidades, além de ser simples e fofa. Outra coisa que senti ao olhar a capa foi saudade, sim saudade! Ela me fez voltar a dois anos atrás quando comecei a ler uma das séries literárias que mais me encantou nesses últimos tempos: 'Desventuras em Série'. Pode ser pura coincidência, mas lembra muito as capas dos livros da série, e essas três crianças então? É fiquei apaixonada pela capa, só por ela eu daria 5 estrelinhas

site: http://literaleitura2013.blogspot.com.br/2015/07/resenha-dahria.html
comentários(0)comente



Luana 04/01/2015

Resenha #23
Conta a história de Cataria,uma garota que perdeu a mãe com 9 anos e junto com ela sua inocência da infância,fazendo com que amadurecesse precocemente,pois para ela,era sua obrigação cuidar do pai e de seus dois irmãos Pedro e Natalia.
Todas as noites,seu avô contava histórias sobre um reino mágico,onde várias criaturas habitavam,das quais Catarina escutava por apelo de seus irmãos.
Quando,depois de 3 anos,ele terminou a história,disse que apenas crianças especiais poderiam ir para Dahria.Assim,no dia seguinte,eles descobrem que o garoto da história era na verdade seu avô e que eles estavam predestinados a viver uma grande aventura em Dahria,para salvá-la ou destruí-la.

Sinopse:Os Três irmãos Bigley ouviam toda noite histórias contadas por seu avô,sobre grandes aventuras vividas por alguns jovens em uma terra mágica chamada Dahria.Entre os três irmãos está Catarina Bigley,uma adolescente que se tornou adulta com rapidez quando a mãe morreu.Catarina sentia que não tinha mais tempo para histórias bobas e considerava a rotina uma coisa segura,mas com a ajuda de Oliver e o anão Nosbor,ela vai descobrir a verdadeira magia e aprender a acreditar em mais coisas do que seus olhos conseguem ver. Com ajuda do avô,os três irmãos irão para em Dahria.Uma profecia havia sido feita há centenas de anos,e os irmãos Bigley irão descobrir que estavam destinados a serem heróis e enfrentar magos perversos e poderosos,assim como criaturas perigosas nunca imaginadas.

site: http://cantinhodatitania.blogspot.com.br/2014/12/dahria-cheile-silva-23.html
comentários(0)comente



Dani sofe 17/11/2014

Surpreendente
A historia:Quando li a sinopse achei a historia meio fraquinha,meio infantil,mas mesmo assim me interessei pelo livro, e com certeza não me arrependo.A estoria é bem fascinante!
Logo no começo tem uma frase que diz: que nunca é tarde para acreditar na magia,o que eu adorei!
No começo também tive uma impressão de que se parecia muito com as cronicas de Narnia e logo pensei:"Nossa aposto que a estoria vai ser mega clichê" Mas foi ai que eu me enganei, a historia me surpreendeu bastante,é bem construída e te faz pensar que a magia realmente existes,porém não posso contar demais se não será spoiler...
Sobre os personagens:Eu confesso que só gostei da Catarina no final,por que ela é muito chata e não parava de reclamar.Os gêmeos Pedro e Natalia não apareceram tanto assim na historia.Mas em compensação o Oliver é muito amor!
Mas enfim acho que todos os personagens foram bem construídos e conseguiram me convencer de quem realmente eram.E isso é bem importante!



site: http://infinitoinesperado.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Jéssica 15/05/2014

Um estoria que nos mostra que sonha com o inimaginável deve estar sempre presente em todos.
Bom vamos começar pela estoria do livro, nela temos a nossa protagonista Catarina de 15 anos que tem dois irmãos que são gêmeos, Pedro e Natália de 12 anos que moram com seu pai e seu avo. Se avo sempre contou estoria para ela e seus irmão de um mundo magico onde existiam fadas, elfos, anões, sereias e muitos outros seres encantados, mas Catarina não acreditava mais em contos de fadas desde a morte de sua mãe quando ela tinha nove anos e foi "obrigada" a amadurecer muito rápido para cuidar de seu pai e seus irmão. Mas o que ela não esperava é que o reino das estorias que seu avo contava era real ela e seus irmão acabam indo para lá quando seu avo mostra o portal para esse novo mundo, DAHRIA, mesmo ela achando que esse portal seria um truque e não querendo passar por ele, depois de seus irmãos mais novos entrarem ela se ve "obrigada" a segui-los para protege-los.

No reino de Dahria os irmão Bigleys acabam conhecendo a bruxa branca Los que a "rainha" desse mundo que se mostra muito doce e gentil e os demais seres desse reino, mesmo apos conhecer esses seres Catarina só consegue imagina que esta em um sonho e que nada disso poderia ser real e que ela e seus irmão precisam voltar para casa mesmo eles não querendo. E ela a mais descrente e mal humorada dos irmão Bigleys é a que poderá salvar o reino de Dahria do Uerem, um mago que se voltou para as trevas e que pretende transformar toda Dahria em um lugar sem vida como Taver, a parte desse mundo que ele já corrompeu.

" Qualquer coisa é possível, o problema é que as pessoas de seu mundo são tão pessimistas ou desistem tão facilmente, que não conseguem pensar em nada alem do que elas veem." Página 21

Apesar do livro ser juvenil a estoria não chega a ser tosca nem nada parecido como alguns livros feito para crianças, ela te prende e te faz torce pelos personagens principais. Claro que por ele ser juvenil a linguagem é mais simples, mas nada que estrague a sua leitura e sim ela te envolve de um jeito que você vai acabar lendo o livro em uma tarde sem nem percebe e se cansar.

A diagramação do livro esta impecável e a capa remete perfeitamente a estoria oque deixa ela mais perfeita ainda, as letras estão em um ótimo tamanho que acaba não cansando a vista junto com suas folhas amarelas.

O que eu posso dizer eu amei o livro e o final dele deixou um gostinho de quero mais, tenho certeza de quem lê ele até o final fica querendo mais estorias sobre o reino de Dahria e sobre oque aconteceu com os irmãos Bigleys apos toda essa aventura. Mais um livro nacional que me conquistou e mais que mereceu as 5 estrelas de nota.

site: http://meumundo-meuestilo.blogspot.com.br/2014/05/resenha-dahria.html
comentários(0)comente



4 encontrados | exibindo 1 a 4