Insensatez

Insensatez Tânia Lopes




Resenhas - Insensatez


22 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Jo 14/05/2014

Um livro viciante!
Acabei de ler pela segunda vez o livro "Insensatez". Foi no site LivrosOn que descobri esta autora (Tânia Lopes) e li seu primeiro livro: Fascínio. Fiquei totalmente alucinada com a história, tanto que não consegui parar a leitura, adentrando pela madrugada.
Quando soube pela fanpage da autora que já estava disponível para venda um segundo livro, tratei de comprar o quanto antes.

Uma palavra para descrever "Insensatez"? Maravilhoso!

A autora tem um tipo de escrita bem característico, é ágil e dinâmico. Parece que estamos acompanhando um filme! Este tipo de escrita me lembra muito os livros da Nora Roberts, por exemplo. A Tânia Lopes está trazendo para a literatura brasileira um tipo gostoso e mais solto de leitura. Mais focado nos sentimentos, no que está acontecendo...não se detém a detalhes ou fica preso a pensamentos e cenas repetitivas.

Patricia é uma jornalista bem corajosa e, como toda boa profissional desta área, encara qualquer coisa para conseguir um furo de reportagem. Por conta de sua obstinação (e uma pitada de teimosia) acaba sendo capturada por um grupo de criminosos.
Passa por torturas e muito pavor, até que o "chefe" da corja (um italiano - muito bem descrito, diga-se de passagem) a encontra. A partir daquele momento, ela se torna refém dele - apenas dele. Ninguém mais da gangue pode entrar em contato com ela, o "italiano" chamado Marco, a abriga em seu próprio quarto.
Uma trama muito interessante e instigante culmina a partir deste momento. Marco nunca a machuca, mas sempre impõe uma certa aura de respeito e medo ao seu redor.
Patricia, aos poucos, começa a infringir algumas normas, o que causa cenas, no mínimo, hilariantes e emocionantes.
Óbvio, os dois se envolvem! É muito interessante acompanhar o drama dela, afinal, está encantada por um homem que a mantém como refém e que é chefe de uma gangue muito influente e perigosa.

Muitas coisas se desenrolam a partir daí. Acho sem graça contar todos os detalhes, até porque o livro tem alguns mistérios bem intrigantes.

Só posso resumir que "Insensatez" é um livro delicioso para se ler. Você praticamente "engole" as páginas, e acaba por criar um vínculo emocional forte com os personagens. Uma característica muito bacana desta autora é que ela trabalha muito bem todas as personagens, há cenas muito boas e emocionantes que não envolvem diretamente os protagonistas. Ou seja, você não se apega apenas ao Marco e Patricia, mas a todos os familiares e outros.

Indicadíssimo para quem gosta de uma leitura leve e viciante!
Estou aguardando os próximos lançamentos da autora!!!



Tetê 14/05/2014minha estante
também amei, assim como amei o fascínio!!! parabéns Tânia Lopes!


Raianni 14/05/2014minha estante
Maravilhoso!! Assim como o FASCÍNIO... Tânia Lopes arrasando..


Adrieli 15/05/2014minha estante
muito bom, estou amando muito mesmo :D


Jaqueline 15/05/2014minha estante
um ótimo livro.


Adriane 16/06/2014minha estante
Muito BOM!
Livro maravilhoso recomendo à todos!
Parabéns Tânia!


Bee 29/08/2015minha estante
Realmente é perfeito!!!!




Carolina DC 14/05/2014

Narrado em terceira pessoa "Insensatez" apresenta aos leitores Patrícia, uma jornalista de 25 anos que trabalha no jornal da cidade. Noiva de Leandro e funcionária de Vicente, a jovem não concorda com o modo do seu chefe em ocultar as principais informações sobre o crime organizado da cidade. Vicente, afirmando que não quer se tornar um alvo e que o jornal é apenas um passatempo para ele, determina que Patrícia não pode publicar nada a respeito. Inconformada, a jovem investiga por conta própria (e com a ajuda do amigo Carlos) os rumores de que um novo chefão, um misterioso italiano, montou a sede dos seus negócios em um casarão na cidade. Infelizmente, a investigação particular de Patricia não dá muito certo e ela se vê refém de um homem arrebatador.....
A premissa do livro é muito interessante e desperta o interesse do leitor. Infelizmente a protagonista não agrada muito, graças a sua personalidade incoerente e muitas vezes atitudes infantis e imaturas. A imaturidade de Patrícia deixa o leitor um pouco irritado e a falta de um "faro investigativo" deixa claro que a mocinha está na profissão errada. Durante a leitura fica claro que muitos detalhes apresentados indicam diversos tipos de corrupção e situações suspeitas e apenas a jornalista não percebe que existe algo errado.
Apesar da química entre os protagonistas ser bem delineada, a necessidade de afirmar que está apaixonada por Marco é precoce. Passam-se apenas poucos dias e Patrícia caí de amores pelo italiano. Alguns leitores podem falar sobre o aspecto psicológico de ser mantida em cativeiro, mas mesmo assim a impressão que passa é de que é tudo muito precoce, pois não há muito da personalidade de Marco para Patrícia se apaixonar.
Marco é um personagem mais bem construído pois tem um segredo em sua história que permite ao leitor conhecer um pouco mais sobre a sua vida com o avançar das páginas. Mesmo assim se engana quem pensa que ele é um príncipe encantado: sua personalidade forte indica um indivíduo extremamente teimoso e irredutível.
A dinâmica familiar de Patricia também é um pouco arrastada. Para uma jovem de 25 anos que se acha independente e está noiva, quase construindo uma vida a dois, ela é muito dependente dos pais, que a tratam como uma criança, fazendo proibições e não a ouvindo. É compreensível essa dinâmica visto que os jovens tardam mais para sair das casas dos pais nos dias de hoje, mas o modo como a família atua, principalmente o pai, é um pouco exagerada.
Em relação à revisão, diagramação e layout a editora realizou um ótimo trabalho. A capa é muito bonita e chama a atenção.

"- Desde a minha adolescência, eu a ouvia dizer que as mulheres não conseguiam me segurar porque faziam de tutto para me agradar e que isso só teria fim quando eu conhecesse alguém como você, bambina... Atrevida! - concluiu ao estender o braço num recado mudo para que ela se aproximasse". (p. 243)
Tetê 14/05/2014minha estante
não concordo com você e sua resenha Carolina, pois esse romance esta muito bem escrito.


Carolina DC 14/05/2014minha estante
Oi Tetê, tudo bem?
Na resenha que escrevi está o meu ponto de vista em relação ao livro. Toda obra publicada terá aqueles que gostam do trabalho, aqueles que não gostam e aqueles que gostam de partes.
Bjkas


Clea 15/05/2014minha estante
Bom, a gente as vezes, ou quase sempre se identifica com uma música, um filme, uma novela etc. Bom, ao ler a sua sinopse, me surpreendi como aparecem tantas vezes a palavra precoce. Então, meu relacionamento amoroso foi precoce, conheci meu marido e em três meses estávamos subindo o altar. Pois é, precoce não? e isso foi no ano de 1998, ou seja.... 16 anos. Amor de uns dias não existe? o meu descoberto em 90 dias, dura 16 anos. E príncipe encantado???? quem disse que os príncipes encantam, mulher é doida por lobo mal... Esse livro é apaixonante, e só quem vive um amor assim (descoberto em dias), com uma pessoa de temperamento forte, imperfeito, mas amigo, companheiro e amante sabe do que estou falando!!!!


Carolina DC 15/05/2014minha estante
Oi Clea, tudo bem?
Sim, eu usei a palavra precoce mais de uma vez no texto, e foi intencional, pois foi a sensação que o livro me passou. Em nenhum momento eu disse que "amor de uns dias" (como você mesma colocou em seu comentário) não existe. Eu disse que na situação elaborada (com ela em cativeiro, vendo pouquíssimas vezes Marco e quando o via a interação era na maioria da vezes impessoal)gerou um amor precoce. Ela poderia estar atraída por ele, por ele ser extremamente bonito? Sim. Eu acredito que é possível, agora amar em poucos dias a pessoa que a manteve cativa nessa situação? É menos provável, mas não é impossível.
Como eu ressaltei no comentário anterior, a resenha é a minha opinião. Destaquei o que achei os pontos fortes e os não tão fortes, mas tentei ser objetiva e impessoal.
Agora se você me permite uma observação, acredito que você está levando muito para o lado pessoal a resenha. Citando suas palavras: " Esse livro é apaixonante, e só quem vive um amor assim (descoberto em dias), com uma pessoa de temperamento forte, imperfeito, mas amigo, companheiro e amante sabe do que estou falando!!!!"
Gostaria que entendesse que o skoob é uma ferramenta para os leitores trocarem opiniões respeitosas, e que nem sempre os leitores terão a mesma visão da obra.
Seria interessante que você escrevesse a sua resenha e destacasse o que atraiu no livro, pois não posso deixar de perceber que o seu perfil é completamente nulo, sem livros adicionados ou comentários, mas você tem obviamente um ponto de vista definido e opinião forte que pode ser utilizado para defender os livros que estão entre os seus preferidos.
Bjkas


Patrícia 15/05/2014minha estante
Gostei do seu ponto de vista, Carol... Gosto quando leio uma critica onde podemos ver tanto os pontos fortes do livro, quanto os pontos em que autor precisa melhorar. Parabéns conseguiu me transmitir muito bem a ideia do livro e foi muito sensata em sua resenha.


Clea 15/05/2014minha estante
Oi Carolina, desculpe-me se não fui clara no meu comentário, não leve pro lado pessoal. Quanto ao meu perfil ser nulo, deixe-me explicá-la. Trabalho na Penitenciária Industrial de Joinville, como professora desde 2011. Tenho lá 3 turmas, 3 turnos, 60 horas aula e cada turma com 28 alunos. O Juiz de direito da 3ª vara criminal de Joinville, Dr. Jõao Marcos Buch faz a homologações das resenhas dos apenados e isso reverte a 4 dias remidos na pena. Essas resenhas são feitas mensalmente, então vc pode ter uma ideia de quantas resenhas passa pela minha mão, e a seriedade das mesmas. E você também sabe que para avaliar cada uma delas é preciso conhecer o livro. Então Carolina, sendo mãe, professora, esposa e filha, devo distribuir meu tempo. Poderia sim registrar aqui os mais de 800 livros e digitar algumas das minhas resenhas, mas isso levaria tempo. Tendo em vista que eu consegui me cadastrar aqui depois de quatro meses tentando, te digo que minha prioridade para meu tempo é outra. Abraço e mais uma vez desculpe-me.


Kari 15/05/2014minha estante
Gostei muito da sua opinião Carolina. Admiro aqueles que possuem entendimento para escrever coerentemente sem denegrir a imagem do autor ou soar falso. Visto tudo que colocou aqui percebo que teria uma opinião muito semelhante, pois realmente não é muito natural a afeição da personagem.. bom.. obrigada pela opinião. Este é um livro que certamente não me agradaria tanto. Eu acredito em amor.. paixão e etc. Mas a situação da personagem e a pouca convivência realmente não acho tão natural "brotar tal amor". Soa forçado e até mesmo precoce como colocou tão bem!
De qualquer maneira tentarei disponibilizar algum tempo para esta leitura em breve.


Pati 16/05/2014minha estante
Olá!
Eu gostei muito do liro do começo ao fim e estou divulgando muito! A autora escreve muito bem e ela merece sucesso e respeito, a história está bem amarrada, contada e escrita, o amor vem de diferentes maneiras, no caso deles foi rápido e arrebatador, enquanto a família e independência da personagem, acho bastante normal, tem tanta gente nessa situação, que é independente mas com a família é bem única e os pais rígidos, cansei de ver isso, por isso acho que tudo no livro tem sentido, eu fiquei viciada nele, me diverti muito com ele e passei momentos únicos! Nota máxima para ele e super recomendo para quem gosta de uma boa leitura nacional, apoio e leio os livros daqui porque valem a pena ;)
Bjs,

Pati




Tenda dos Livros 03/03/2015

Um livro surpreendente
Livros como Insensatez tem me feito repensar sobre a literatura adulta, confesso que matinha um certo distanciamento, mas agora permito-me beber de todas as possíveis fontes.
Tânia mostrou-me que é possível construir um enredo que tenha um ar erótico, mas que nada tenha de massante ou bobo, desde o primeiro momento a sinopse me fez desejar conhecer Insensatez.

Patrícia Gomes é uma jornalista cansada da rotina sem emoções em que trabalha, tudo que ela queria era sentir que poderia contribuir para algo real, algo que, de fato, fosse mudar alguma coisa e claro que com isso sua carreira estaria em jogo. Ao saber que a cidade estava em alvoroço por conta da chegada de um novo líder do tráfico, a garota resolveu propor ao seu chefe uma matéria exclusiva sobre tudo que estava acontecendo, mesmo com a negação do seu superior, Patrícia resolve embarcar nessa história, seu foco era apenas um furo de reportagem, em nenhum momento mediu as consequências de seus atos. 

Ao tentar investigar sobre quem seria esse homem misterioso que estava causando inúmeras mortes em nome do tráfico, Patricia acabou entrando em uma emboscada, foi rapitada justamente na propriedade do tal chefão, Marco. Desesperada com a situação, com o medo tomando conta do seu corpo, totalmente indefesa, ela imaginou por vezes que seria o seu fim. 

Uma trama repleta de surpresas, emoções e mistérios envolve a protagonista. Marco mostrou que aparências podem enganar sim e que Patrícia imaginava, mas não sabia absolutamente nada sobre ele. 

Fiz a leitura de Insensatez em uma noite, apesar das 348 páginas, tudo fluiu bem. O livro já começa com muita ação, fazendo com que o leitor queria a todo custo saber o que vem depois. Mesmo imaginando como seria o fim da história, fui devorando uma página atrás da outra, acredito que alguns clichês são necessários e em todo romance sempre vai existir.  

A narrativa acontece em terceira pessoa, mesmo assim não deixa nada a desejar com relação aos pensamentos e sentimentos da protagonista. A diagramação está bonita, não encontrei erros e só não gostei muito do tamanho das letras, acho que poderiam ser maiores, mas a divisão dos capítulos está perfeita.
Já falei isso em outras resenhas, mas preciso reforçar, a Novo Século está de parabéns, estão fazendo um belo trabalho com a literatura brasileira.
Indico essa leitura para aqueles que estão procurando algo leve e dinâmico para ler, a narrativa de Tânia Lopes é ótima, carregada de diálogos e sem descrições cansativas, é o tipo de livro para ler em um dia sem se dar conta, porque simplesmente flui.

- Daiana Ayalla

site: http://www.tendadoslivros.com.br/2015/03/resenha-livro-insensatez-tania-lopes.html
comentários(0)comente



Adriane 16/06/2014

Maravilhoso
O Livro é muito bom!
Adoro romances e esse é ótimo.
Parabéns Tânia!
Amei!
Amei!
comentários(0)comente

Tetê 16/06/2014minha estante


Tetê 16/06/2014minha estante


Tetê 16/06/2014minha estante




Leituranointervalo 01/03/2015

insensatez
Livro: Insensatez
Autor: Tânia Lopes
Editora: Novo Século
Pág.: 348

Gente, foi um prazer ler esse livro. Insensatez é tudo de bom, um livro delicioso de ler e me prendeu o tempo todo. Escritores brasileiros estão cada vez mais me supreendendo.
Tudo acontece quando Patrícia, uma jornalista bisbilhoteira e um amigo, invadem o reduto do italiano Marco, (um grande chefão do tráfico, que acabou de chegar à cidade), para assim, conseguir um furo de reportagem, pois ela está cansada de fazer notinhas insignificantes para o jornal no qual trabalha. Mas o que eles não esperavam eram ser capturados pelos capangas do italiano. Tornam-se então, prisioneiros do grande chefão. Depois de alguns dias no cativeiro, Marco a salva de ser violentada por um dos seus capangas, e começa a demonstrar certa preocupação com ela. Conforme o tempo passa, ela passa a nutrir um sentimento muito forte por ele, e esse sentimento é também correspondido por ele. Começa aí um romance sujeito a muitas risadas e lágrimas. Marco é um colírio aos olhos das mulheres. O que não faltou a esse personagem foi sensualidade, magnetismo e gostosura, kkk. Não tinha como Patricia ficar imune ao charme desse homem. Ela é muito doida, e se coloca muitas vezes em situações de risco, em nome do amor por Marco. A trama terá uma grande reviravolta, o casal passará por um perrengue danado, e isso vai aproximá-los ainda mais. A família de Patricia é uma comédia, principalmente seu pai. Chegou a me dar raiva dele kkk. Eita homem difícil sô!! Só posso dizer que adorei. O final eu já tinha imaginado, pois não podia ser diferente. Simplesmente perfeito!! Parabéns a Tânia, por essa grandiosa obra, e também por ser a pessoa talentosa, maravilhosa e humilde que é.
Gente, se vocês amam um romance bem gostoso de se ler, não percam a oportunidade e adquiram esse livro. Vale muito a pena. Vocês não irão se arrepender.
Bjs☺
Graça - @leituranointervalo
comentários(0)comente



Fran 02/03/2015

Loucura, insensatez, imprudência, falta de juízo... Paixão!
Patrícia é uma jornalista corajosa, talvez um pouco imprudente e impulsiva, mas é extremamente obstinada e vai fundo nos seus "furos". Quando fica sabendo que há um novo chefe do tráfico tomando de conta da sua cidade, vai ao "covil" do lobo tentar descobrir o nome dos políticos e empresários que irão participar do encontro com o italiano, porém, acaba sendo pega e aprisionada.

Marco é um italiano "esculpido em um dia de máxima inspiração". Apesar da sua fama de mau, ele protege Patrícia enquanto ela tá no seu covil, não deixando de impor o seu poder.

Patrícia cria um rótulo sobre ele, mas ela acaba caindo de amores e sente que esse amor, essa paixão e esses sentimentos que ela nutre por ele devem ser fruto do cativeiro. Quando o tempo passa, essa paixão vai se tornando cada vez mais intensa e insensata. Muitas coisas acontecem depois que eles se entregam a paixão e ao amor, mas não seria legal contar né? Que tal lerem?!

O livro apresenta três momentos, a parte do cativeiro, a parte da revelação e a parte final. Confesso que quando abri o livro, senti um arrepio... Incrível como ele chama nossa atenção. Criei um vinculo emocional com os personagens, eu ria com aquela cara de boba, me emocionava, ficava com raiva, indignada, e me sentia parte do livro. Eu devorava páginas mais páginas durante a madrugada e prometia pra mim "Só mais um capítulo", mas acabava lendo 2, 3, 4... Viciante!

Eu ainda me pergunto: É possível se apaixonar por um personagem de livro?
comentários(0)comente



Sárem 11/08/2015

Un grande lavoro! (Um ótimo trabalho)
Um bom leitor reconhece quando um escritor faz um bom trabalho e com toda certeza posso afirmar que Tânia Lopes foi feliz com a escrita desse livro. O livro é bem envolvente e é escrito na terceira pessoa, o que eu particularmente acho ser bem mais interessante, porque dá pra ver os dois lados da história. Um dos aspectos negativos do livro são as pouquíssimas descrições dos personagens, mas o que faltou nisso a autora se superou na trama: tem romance, ação, drama. Final feliz? só lendo para descobrir! Mas garanto que vale a pena cada capítulo e o dinheiro também. Você vai se surpreender em cada página, sem falar nas palavras em italiano que aprendi com o livro. Como você pode conferir na sinopse um dos personagens principais do livro é um italiano. Já leu o livro? Então me diz o que você achou da leitura. Não leu ainda? Diz pra mim se ficou curiosa. BUONA LETTURA! ARRIVEDERCI!
Hugo 12/08/2015minha estante
Além de gatinha, uma Sra. crítica =*




Lari 30/06/2014

A escolha perfeita
Acredito que todo leitor já esteve navegando na Saraiva a busca de um novo título que o impactasse ou então uma oferta principalmente oferta até que eu encontrei Insensatez, a primeira coisa que me chamou atenção foi a capa, que vamos combinar é perfeita, né? E então eu li essa sinopse onde vi romance, aventura e muita ação, além de mafiosos que é um tema que eu adoro e por fim quando vi que era um livro nacional ele me convenceu totalmente. Fiquei ansiosa até entregarem e nesse meio tempo adicionei a autora no facebook e ela foi super simpática comigo, mas mesmo adorando ela, sou obrigada admitir que o livro é tenso e por isso muitas vezes queria mata-lá, risos.
Para ser jornalista é necessário possuir uma curiosidade sobre humana, sempre querer investigar a fonte do que está acontecendo e poder levar a informação até a população. Quando Patrícia descobre que haverá uma guerra entre mafiosos em sua cidade ela corre para pedir permissão ao seu chefe ele lhe nega sobe a alegação de que não quer correr riscos então ela, que é meio louca, chama seu amigo Carlos e juntos eles invadem a mansão de um mafioso. É claro que eles são apanhados, separados e presos. Patrícia fica em uma cela escura e suja até que capangas aparecem para tortura-lá e então ela vê Marco que vai salva-lá deles e aloja ela em uma suíte. Marco volta a salvar sua vida quando ela é quase estrupada por um capanga e então ele a aloja na própria suíte.

" Chocada, Patrícia constatou que não estava se importando por seu plano ter acabado de desmoronar, mas se importava - e muito - com o que via. A camisa de Marco estava desabotoada, deixando à mostra várias marcas de batom." - Página 67

Imagina conviver com um italiano boa pinta dormindo do seu lado na cama e não se apaixonar? É totalmente impossível, apesar de Patrícia ser noiva Marco obriga-a ligar para sua família e seu noivo contado que resolveu fugir da cidade junto com Carlos. Agora ela é obrigada a lidar com essa atração fatal por um homem que nem pisca para assassinar o outro e iniciou uma guerra em sua cidade.

Continue a ler no site.

site: http://penacomtinta.blogspot.com.br/2014/06/insensatez-tania-lopes.html
comentários(0)comente



aalinely 12/09/2015

Eu amei o livro.
Eu que eu tenho pra falar desse livro?
Perfeito,surpreendente,apaixonante, estigante, delicioso, tantas palavras bonitas e mesmo assim vai ser difícil de encontrar a palavra que descreva o que esse livro fez comigo.
E digo fiquei com ressaca literária, e quando fico assim e porque o livro é fodástico. Vou demorar a ler outro!
Cada situação que Marco e Pati passaram eu vivi com eles, me vi nos cenários e adrenalina correndo nas veias.
E quando chega na página e você olha bem no canto "Fine" me sinto com sentimento ter ficado em um dos quartos escuros.
Tânia você é simplesmente S E N S A C I O N A L, você merece todo o sucesso desse mundo e não é da boca pra fora. Em um livro eu fui capaz de perceber que você é uma das poucas escritoras que é completa.
E agora? Preciso de Marco, que italiano e esse?!
"Te amo,bambina" eu derretia, virei sócia de Pati.
Obrigada.
‪#‎EuIndicoDemais‬ ‪#‎MarcoÉMio‬ ‪#‎Insensatez‬
comentários(0)comente



Cath´s 03/10/2014

Resenha Insensatez.
Patrícia quer fazer uma reportagem sobre o novo traficante que chegou a cidade, então tem a brilhante ideia de pular o muro para entrar na mansão do homem.

Acontece que é pega, presa, e seria torturada se não fosse pela interrupção de Marcos, o chefão.

Só que ele não pode/não quer libertar Patrícia, então a prende na suíte dele. E ela vai se interessando pelo italiano de bela aparência.

Ao meio disso, tem uma guerra entre "gangues", a do Sanches, que domina a cidade, e a do Marcos, que acabou de chegar e quer tomar esse território.

Eu admito que o começo da obra me irritou, Patrícia pareceu bem frívola, e no decorrer do livro eu passei a achá-la criança, mimada e ciumenta, muitas vezes egoísta.

Marcos muda de humor mais rápido que você pode dizer "basilisco", mas a medida que o livro vai avançando mostra mais dele e se passa a entender suas atitudes.

Eu já esperava o desenrolar que teve a história, mas isso não tirou o gosto pela leitura. Os personagens me irritaram em muitos pontos? Com certeza. Mas eu adorei que esse é um romance que tem poucas cenas eróticas, elas estão lá, no contexto correto, sem exageros! A autora soube dosar exatamente para não ficar um livro pornográfico (o que a maioria dos autores atualmente não andam sabendo fazer).

Outro ponto positivo, é que o livro não se prende somente a esse enredo, esse é só o começo da história, depois vai crescendo e tomando seu rumo.

O que me incomodou foi como Patrícia mudava de ideia, em um momento chorava pelo amigo morto, em outro já desejava Marcos, num resolve ficar com ele, depois diz que não. A conclusão foi que a personagem empacou na adolescência.

Mas isso também pode ser culpa da família dela, que a trata em todos os momentos como criança.

O livro tem 352 páginas, e consegui ler em menos de um dia, pois a escrita da autora é ágil, não tem aquele momento de tédio, sempre está acontecendo algo.

Não gostei muito da capa, pois o homem não me lembrou o Marcos, imagino ele mais poderoso e sexy.

Como conclusão, posso dizer que é um romance com cenas eróticas leves e bem delineadas, que vai te irritar em alguns momentos, mas te fazer suspirar em outros.

site: http://www.some-fantastic-books.com/2014/09/resenha-insensatez.html
comentários(0)comente



Leidiane 20/11/2016

Insensatez
É um livro que você não vai dar nada por ele, vai dizer que é o mesmo de sempre até pode ser...
Mais eu garanto!!!
A reviravolta é grande...

Leiam e descubram...?
comentários(0)comente



sentilivros 03/12/2015

resenha de Insensatez
"Era estranho perceber que se sentia segura ao lado do homem que deveria ser considerado um completo inimigo."
Mais um livro nacional que me encantou.
O livro não tem apenas romance, mas um certo suspense também. Eu adorei o livro, mas não gostei tanto da Patrícia. Amei o Marco, a Ana, a família louca e super protetora da Patricia, mas por ela não tive tanta empatia.
Na sinopse descobrimos o começo do livro. E sim, a Patrícia é destemida, linda, desbocada e do "bem". Então imagine o dilema desta mulher ao ser aprisionada por um "bandido" e acabar se apaixonando por ele?
" Para isso, precisava fazer o possível para apagar da mente o drama que virara a sua vida. Necessitava esquecer de que estava dividindo a cama com um algoz que, num paradoxo, por duas vezes, salvara-lhe a vida."
Chegamos a acreditar que ela está sofrendo a síndrome de Estocolmo, onde a prisioneira acaba se apaixonando pelo seu carcereiro.
" A aflição que sentia era a comprovação de que sua vida jamais seria a mesma. Por Marco, seria capaz de deixar tudo para trás."
Entendo, que ela passou por muita coisa e isso a fragilizou e sei que muitas pessoas ao passar por dificuldades ao invés de se fortalecerem se enfraquecem. Talvez seja por isso que perdi a empatia por ela, pois ela enfraqueceu a meu ver :(.
Mas o Marco, o cara é o sonho de toda mulher. Não vou falar mais dele pois posso soltar spoillers.
" _ Você dominou meu coração, bambina. Roubou minha razão, fazendo-me agir com insensatez. Isso não podia acontecer! - vociferou ao afastar-se dando um murro no guarda-roupa."
Ana é amiga e médica de Marco. Uma mulher linda e decidida. E, sabe seu lugar.
A família de Patrícia é um show a parte. A mãe é Amor. O pai também, mas nos irrita um tanto. Seu irmão...arg! Ainda bem que não tenho irmão mais velho *-*. Mas, é a típica família que está junto para tudo.
Uma história linda! Cheia de ação e emoção. Que nos faz viver emoções diferenciadas, torcer pelo amor. E nos "surpreender" com tudo o que ele pode nos proporcionar.
"...O que não posso é continuar vendo a tristeza impregnada no olhar dela" Sei que não falei tanto do livro, mas você tem que ler para entender e descobrir toda a história *-*.

Tenho certeza de uma coisa...Quero ler mais livros da Tânia, pois a leitura Flui. Quando nos damos conta o livro terminou :(.

Eu Recomendo!

site: http://sentimentonoslivros.blogspot.com.br/2015/12/insensatez-tania-lopes.html
comentários(0)comente



Dri 27/06/2015

Que venham mais livros assim =D
"(...) Necessitava se esquecer de que estava dividindo a cama com um algoz que, num paradoxo, por duas vezes, salvara-lhe a vida."

Patrícia a protagonista da história é uma jovem jornalista que tem interesse em se destacar em sua profissão, assim como todo bom profissional da área, e para tal, pretende entrar na mansão de um novo chefão do trafico. E obter um furo de reportagem.
Ousada e corajosa ela se mostra muito esperta, porém algo sai errado e por conta de sua obstinação e teimosia ela acaba sendo capturada.

Após a fracassada tentativa de invasão a mansão, Patricia acaba passando por algumas torturas e se sente apavorada, achando que ali sua vida terá um fim.
Assim que ela é "descoberta pelo Marco, o "Italiano", ela se torna prisioneira dele, e somente dele.
Marco não a machuca e nem a tortura, porém o medo e o respeito que ele impõe fica bem explicito.

Em meio a todo esse caos, Patricia percebe que seu coração e seu corpo desejam o Italiano, ela se dá conta de que tem sentimentos que nem mesmo ela compreende por esse homem a quem ela teme, que tem defeitos que ela abomina, que é chefe de uma gangue, e um traficante muito perigoso e temido.

"Patricia o viu, em toda a sua magnitude, encostado com displicência no batente da porta, exibindo um sorriso arrasador. "Sim, chegava ao cúmulo de sonhar acordada", pensou, em total desatino, antes de gemer sentindo os joelhos bambearem."

E como é de se esperar Marco e Patricia se envolvem e não apenas se envolvem como também nos envolvem, em uma paixão cheia de perigos, segredos e surpresas maravilhosas.

Insensatez é uma história que só posso definir como maravilhosa!
Uma leitura gostosa que nos prende do inicio ao fim.

Em vários momentos da história há diálogos em italiano e o melhor de tudo é que no final do livro tem um dicionário de todas as falas.

Confesso que após a leitura concluída já fui buscar o livro na estante varias vezes para ler algumas partes novamente. Muito Bom!!!

Fui surpreendida com uma bela história, pois espera uma leitura boa, mas foi perfeita!
Tânia Lopes obrigada por me proporcionar esta leitura magnifica e nos proporcionar uma bela história.

site: livrosleituraseleitores.blogspot.com.br
comentários(0)comente



22 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2