O Que O Amor Esconde

O Que O Amor Esconde Dorothy Koomson




Resenhas - O Que O Amor Esconde


16 encontrados | exibindo 16 a 16
1 | 2


Izabela 11/04/2015

Eu nunca fui muito fã de suspenses, pelo menos em livros. Sou a definição de ansiosa (tanto que sempre leio as últimas páginas de um livro antes de começá-lo, mas fiquei feliz de só ter lido a última linha desse, caso contrário, nada teria tido graça) e o fato de ter que encarar um mistério não era muito a minha cara. Tudo começou a mudar quando li Meia-noite na Austenlândia, mesmo não sendo um senhor mistério tem um traço de suspense e eu fiquei muito animada com isso. Foi por conta disso que decidi ler esse livro, mas demorou um pouco (muito) para o suspense verdadeiro prender minha atenção. Ok, no final eu gostei muito do tcham da história, mas até chegar lá foi complicado. Sem esquecer que o livro é (meio que) contado por três pessoas diferentes, ou seja, eu me confundi um pouco aqui ou ali. No geral, gostei bastante, mas dei quatro estrelas, afinal o começo me deu um pouco de preguiça. Acho que, por enquanto, vou continuar com apenas filmes de suspense, ou, que sabe, da próxima vez eu escolha um suspense com menos pessoas narrando a bagunça toda, rs.

"Você é ela? Você é aquela com quem ele está agora?

É por isso que você veio me procurar?" - Página 145

O livro conta a história de Libby, seu marido, Jack, e a ex-mulher dele, Eve. A última citada havia morrido de forma misteriosa alguns anos antes e, com isso, havia deixado várias pontas soltas na vida de todos que viviam com ela, principalmente o marido. Libby nunca tinha ligado muito para o passado da ex de seu marido, mas tudo começou a mudar quando os dois sofreram um acidente muito estranho de carro e só ela ficou gravemente ferida. Será que alguma coisa estava fora do comum? Com muito tempo livre e muitos pensamentos na cabeça, Libby, acabou achando alguns diários antigos em sua casa e todos pertenciam a Eve. No começo de tudo havia um pedido, não leia, apenas queime. Mas será possível queimar a única coisa que pode te ajudar a entender o que está acontecendo a sua volta? E a se a morte de Eve não foi um acidente? Será que Libby é a próxima? E, pior, será que o culpado está o tempo todo ao lado dela? Como lidar com a vida após um acidente e, ainda por cima, ligar os acontecimentos recentes com a morte nada comum de uma pessoa que, até pouco, estava em seu lugar? Será que tudo não passa de coincidências?



"Isso é apenas uma coincidência.

Apenas uma coincidência." - Página 342

O livro vai soltando várias pistas que, durante a história, dão abertura para várias interpretações. Eu podia jurar que sabia que estava por trás de tudo o tempo todo, mas estava errada (hehe). Muitos personagens novos vão aparecendo e no final eu estava me sentindo como me sinto em Pretty Little Liars, será que a culpada sou eu? rs Se você gosta de personagens densos, um suspense clássico e, claro, um mistério que precisa de um ponto final, precisa ler esse livro para ontem. Ele é bem grandinho, mas quando você finalmente entra no ritmo passa num estantinho. Ainda não sei qual a minha relação final com os suspenses da vida, mas quem sabe agora animo um pouco mais, fiquem de olho aqui no blog e comentem aqui em baixo se vocês querem ver mais livros assim por aqui!

site: http://www.brincandodeescritora.com/
comentários(0)comente



16 encontrados | exibindo 16 a 16
1 | 2