Soberana

Soberana Kássia Monteiro




Resenhas - Soberana


8 encontrados | exibindo 1 a 8


RUDY 08/05/2020

ANÁLISE CRÍTICA E DA AUTORA
Como boa ariana e tendo Marte como regente do meu signo, claro que me interesso pelo planeta, mesmo que na ficção. E a autora soube criar uma ficção muito bem elaborada.
O início do livro traz uma verdadeira aula de história sobre Marte, o que facilita um pouco o entendimento, já que tem muitas raças e personagens que fazem parte do enredo. E essa mesma diversidade possibilita uma aventura muito bem desenvolvida.
Mesmo sem gostar do tema: vingança e no começo achar que não gostaria muito da personagem principal por causa disso, pude ver que esse desejo, a tornou uma mulher forte que aprende como se defender e lutar e ao final, descobre que é melhor aproveitar o amor que se vingar.
Algo que me incomodou um pouco foi o fato de ser uma escrita corrida, o que isso quer dizer? Quer dizer que quando há diálogos, não tem marcação de travessão ou aspas, o que confunde um pouco toda a leitura.
De qualquer forma, o livro baseado em “Senhora” de José de Alencar, traz uma miscelânea de estilos: romance, ficção, aventura, romance que torna o livro nada enfadonho e carregado de reviravoltas inesperadas. Mesmo com todas as observações feitas.
Recomendo.

site: https://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com/2020/05/resenha-24-soberana-literatura-nacional.html
comentários(0)comente



Fab 19/11/2016

Um livro bem singular
Tudo começou quando recebi o e-mail da Editora Draco sobre a promoção “Ação de E-books da Draco na Amazon”. Sempre me interessei com o conteúdo da Editora, e vi na promoção a oportunidade de ler um livro interessante de um autor novo e o melhor: de graça. Sendo usuária do Kindle por muito tempo, achei que seria uma oportunidade perfeita para continuar na minha saga de leituras, que estava durando por todo o mês de agosto.

Bem, estamos em Novembro agora e somente hoje terminei de ler esse livro.

Devo admitir que foi difícil. Recusei-me a ler outros livros enquanto não terminasse esse, e preciso falar que foi uma montanha russa de altos e baixos. Não conhecia nada da Kássia Monteiro, mas entre os livros oferecidos na promoção, foi o que mais me interessou. Sou aficionada em Ficção Científica e achei que esse livro fosse acalmar minha incessante sede por mundos diferentes e histórias maravilhosas.

O início da leitura foi difícil, mas interessante. A história retrata a vida de Liarlinde, princesa de Arcádia, um reino poderoso em Marte. Seus pais estão muito doentes e ela só tem por companhia seu melhor amigo e prometido, Guer, que é apenas um pouco mais velho que ela, os criados e seu tutor, Empírico, que dá aulas incessantes e tediosas sobre a Bula Segregatus, que segundo ele, era a regra mais necessária de todo o mundo. Além dos humanos, outras raças habitam o planeta: Caracolianos, Estrelatos e Serpentinos. Essas três espécies são consideradas inferiores pela bula, então devem ser tratadas como escravos. Liarlinde cresceu escutando isso e, no momento de maior fragilidade, quando seus pais morrem acometidos pela doença, os rebeldes das raças inferiores atacam Arcádia e dominam o local, fazendo com que a princesa Liarlinde e Empírico tenham que fugir pelo deserto e quase morrer antes de serem encontrados por uma caravana de mercenários. A partir daí, Liarlinde é treinada pelo líder para ser uma guerreira, faz de Metvel, o filho do líder, seu melhor amigo, e amizade com vários membros de raças inferiores, ainda que Empírico constantemente a lembre que eles são melhores que as outras raças. Liarlinde tem um sonho de reaver Arcádia, e quando finalmente consegue, somente a sede de vingança domina seu coração. Empírico a convence de que Guer a abandonou, e que a única forma de vingar seus pais é implantar a bula segregatus em todo o planeta.

Para ver o resto da resenha, segue o link no blog Link Literário!

site: http://link-literario.tumblr.com/post/153365862078/soberana-a-ascens%C3%A3o-da-rainha-de-marte
Kássia Monteiro 28/12/2016minha estante
Oi, Fabrícia, só hoje vi sua resenha! Obrigada por ter lido! A falta de travessões foi um erro da editora, acredito que o ebook já foi corrigido e o livro físico, se tiver uma nova impressão, sairá com eles haha. A história ficou meio corrida mesmo, mas foi porque a ideia inicial era fazer uma novela, não um romance, e acabou saindo algo entre os dois. De qualquer forma, obrigada por ter persistido na leitura, apesar de ter achado o início complicado :)




Kira 30/09/2016

Um livro surpreendente!
Eu já conhecia o conto “Capeta” que é escrito também pela Kássia Monteiro no livro “Dragões” e por isso eu já sabia que ela tem grande talento, já que quando li Dragões fiquei toda feliz com o conto dela, mas fiquei realmente surpresa ao ler Soberana.

Os personagens tem forte personalidade e com a descrição de cenários e as anotações ao longo do livro, o leitor consegue facilmente mergulhar nas cenas e entender a forma de vida marciana, assim como rapidamente entrar no clima do livro e assim quase que lutar ao lado de Lia, que vai de princesinha assustada a uma grande guerreira.

Aviso logo para aqueles que estão com certo medo de ser só mais um livro cheio de clichês comuns em contos sobre Marte, que nesse livro vocês vão encontrar o oposto, faço questão de falar que aqui a criatividade da escritora provou ter grande valor (Faço questão porque sempre que leio algo desse tema tenho medo de o escritor se apoiar muito nesses clichês e esquecer do objetivo do livro) aqui vemos um planeta vermelho muito diferente do que estamos acostumados.

Eu fiz uma explicação no meu blog que ajuda a falar de forma resumida sobre o livro, então vou deixar um pedaço dela aqui:

“Logo no início o livro vem com uma verdadeira “Aula de história marciana” que explica como que chegamos a época onde o livro começa o conto que queremos conhecer, a partir desse ponto vemos os acontecimentos que levam a princesa Liarlinde de garota mimada de 6 anos marcianos para uma mulher determinada, nesse caminho muitos acontecimentos e a influencia de Empírico dão rumos inesperados ao destino da princesa.

Assim que mergulha nessa aventura o leitor pode sentir perfeitamente a tensão dos acontecimentos, o equilíbrio entre a aventura da guerreira com o coração congelado pelo seu destino cruel e os sonhos da jovem apaixonada com o coração partido, As batalhas sangrentas e sem a menor piedade, travadas por aqueles que desejam o melhor para seu povo em equilíbrio com cenas de um romance sofrido e os laços de amor, amizade e lealdade.”


Espero que minha resenha ajude, boa leitura.


site: http://www.dicasdakira.com.br/2016/09/resenha-soberana-ascensao-da-rainha-de.html
Kássia Monteiro 30/09/2016minha estante




Dhessy 14/09/2016

Soberana – A ascensão da rainha de Marte, me surpreendeu inicialmente por ser uma releitura do livro Senhora de José de Alencar, um clássico da literatura brasileira e segundo por se passar em nada mais nada menos que no planeta vermelho, Marte.
Para iniciar devo dizer que ainda não tive a oportunidade de ler Senhora, mas depois de finalizar a leitura de Soberana, devo dizer que minha vontade de correr para a biblioteca mais próxima para pegar o romance de José de Alencar, foi gigantesca.
O livro se inicia explicando algumas informações sobre a politica marciana que serão muito uteis no decorrer da história, como quem são as raças que o formam e um dos principais males que afligem os marcianos, a gripe.
Depois dessa parte, começamos a conhecer os personagens principais dessa história. Liarlinde é a princesa herdeira do reino de Arcádia, que após a morte de seus pais causados pela gripe, se vê tendo que subir ao trono.
Com essa mudança tão repentina, capaz de abalar da paz, os escravos rebeldes pedem por sua libertação ou pela guerra e seguindo o que parecia ser o correto, Liarlinde opta pela guerra. Em meio a toda a confusão da invasão seu melhor amigo e noivo é obrigado pelo seu pai a fugir e a abandoná-la quando a mesma corria risco de vida.
Junto de Empírico, seu tutor, Liarlinde consegue escapar da morte nas mãos dos rebeldes e também sua jornada que mais tarde a transformará na soberana de Marte.


Devo dizer que comecei a leitura desconfiada, sem muita esperança de eu tinha ou não feito uma boa escolha, já que tive um pouco de dificuldade de mergulhar na história inicialmente, por causa de seu inicio um pouco arrastado.
Apesar disso, conforme a história começou a tomar corpo e a apresentar seus personagens, a leitura se tornou maravilhosa e me deixar tão sedenta por saber o destino de Liarlinde, que devorei o livro em pouco tempo.
Adorei a forma como a autora forja os acontecimentos nos fazendo olhar pelos olhos dos personagens, nos mostrando as inúmeras possibilidades que os mesmo poderiam tomar.
Para que gosta de aventura, o livro apresenta isso de forma maravilhosa a ponto de nós deixar sem ar em alguns momentos. Os personagens são bem construídos, com destaque para Liarlinde que passou da jovem inocente e sonhadora para uma guerreira de sangue frio e de personalidade forte.
Além disso, conforme a leitura avança nos vemos divididos entre odia-la por sua personalidade vingativa ou não, pois de certa forma vemos o sofrimento da personagem e o que a motivaram a se tornar uma pessoa com coração de pedra.
Para aqueles que procuram um livro que mistura aventura e romance, Soberana – A ascensão da rainha de Marte é uma boa pedida.
Se perca por entre as linhas dessa história e cuidado para não ser escravizado pela soberana rainha de Marte.
Kássia Monteiro 22/09/2016minha estante




Vanessa Sueroz 01/09/2016

Neste livro vamos conhecer Liarlinde, uma jovem princesa que vê os pais morrendo de gripe, sem ter muito o que fazer logo ela se torna a rainha. Os rebeldes escravos querem uma guerra ou a libertação e a jovem escolhe a guerra. No meio do alvoroço, seu noivo Guer acaba gravemente ferido enquanto tenta salvar a sua vida e ela acaba fugindo para o deserto com seu conselheiro quando Guer foge da batalha e a deixa sozinha para morrer.

No deserto e a beira da morte eles são encontrados por mercenários que os tornam escravos. Somente com o desejo de vingança em mente ela quer ser a melhor de todas, crescer e tomar seu reino de volta.

Neste meio tempo ela acaba se tornando uma ótima espadachim e amiga dos seu sequestradores, até que um dia surge a oportunidade de ter de volta o que é seu por direito e se vingar de todos aqueles que a fizeram sofrer.

Resenha completa:

site: http://blog.vanessasueroz.com.br/soberana/
comentários(0)comente



Fabio Brust 24/11/2015

"Soberana", de K?ssia Monteiro
Como a K?ssia ? minha amiga, era minha obriga??o como amigo comprar o livro, certo? Ent?o fui at? o Pavilh?o Verde da Bienal do Rio e procurei por ela, que tinha me dito que estava deitada no Cubovoxes. Detalhes ? parte, fiquei sabendo de um dos problemas mais percept?veis do livro - que depois eu acabei achando engra?ado por conta do que a pr?pria K?ssia me disse na ocasi?o: "Virei Saramaga sem querer".

Acontece que por alguma raz?o da diagrama??o do livro as falas simplesmente ficaram sem travess?es. Ent?o todas as falas come?am sem qualquer tipo de ind?cio de que seja uma fala efetivamente dita. Ao mesmo tempo em que ? estranho olhar para o livro sem saber onde tem uma fala ou n?o, ? bem f?cil de distinguir quando algu?m est? dizendo alguma coisa e quando se trata de uma narrativa. Claro que se n?o houvesse esse problema, seria melhor, mas n?o ? algo que prejudique a leitura. Fica at? interessante a maneira como voc? percebe facilmente a diferen?a.

De qualquer forma, "Soberana" ? uma releitura de "Senhora", de Jos? de Alencar, feita pela K?ssia. ? um projeto da Draco pra redescobrirmos os cl?ssicos da literatura nacional. Vou falar a verdade: eu n?o li "Senhora". O que n?o ? necessariamente uma coisa ruim, j? que eu conheci a hist?ria de "Soberana" do zero, sem saber o que vinha pela frente.

E de fato a hist?ria ? muito interessante e excitante. ? uma narrativa ?pica, que retrata toda a ascens?o da rainha de Marte. Ela come?a como herdeira do reino de Arc?dia, com luxos diversos e uma mente extremamente fechada com rela??o ?s tr?s outras ra?as inteligentes do planeta, al?m dos humanos: os serpentinos, caracolianos e estrelatos. A Bula Segregatus, idealizada por Emp?rico, o tutor de Liarlinde, a protagonista, reduz essas tr?s ra?as a escravos sem almas ou consci?ncia. A garota vive uma vida tranquila ao lado de seus pais e seu melhor amigo Guer.

Quando os pais de Liarlinde morrem, entretanto, o reino ? tomado pelas "ra?as inferiores". A garota quase morre no ataque, quando Guer e seu pai, general do ex?rcito arcadiano, a deixam para tr?s. Mas ela ? salva por Emp?rico atrav?s de passagens secretas no pal?cio, e eles acabam no meio do deserto. A partir da?, eles precisam encontrar um meio de sobreviver e, acima disso, de se vingar.

A saga de Liarlinde ? muito interessante. Realmente n?o sei o quanto ela se relaciona com a hist?ria na qual a K?ssia se inspirou, mas eu adorei o enredo. Ele ? cativante e tem in?meros ganchos e situa?es controversas que nos fazem pensar a respeito das possibilidades que se apresentam aos personagens. H? muitas batalhas, viagens e conquistas, muita a??o e at? bastantes cenas perturbadoras. Quando Liarlinde deseja se vingar, ela realmente se vinga, e ? brutalmente. Para o leitor isso ? muito interessante. Mostra uma personagem feminina forte e de personalidade, capaz de tomar decis?es duras e fazer o impens?vel.

Uma das caracter?sticas mais legais do livro ? o humor que a K?ssia coloca na narrativa. A K?ssia ? uma pessoa engra?ada por natureza, sempre procurando a ironia nas situa?es e inserindo tiradas marcantes no seu texto. "Soberana" ? permeado por essas inser?es de humor, e ? algo que valoriza muito o livro. Ainda que seja um livro de aventura, essas passagens de breve e discreta com?dia s?o ?timas e incentivam o leitor a seguir em frente.

Se posso citar uma coisa negativa, ? o fato de o livro ser muito curto. S?o 150 p?ginas com muita coisa acontecendo. Com 50 p?ginas a mais, com toda certeza a autora teria mais espa?o para desenvolver todas as batalhas e a mir?ade de acontecimentos da hist?ria. ?s vezes em uma p?gina todo um reino foi tomado, invadido, escravizado e j? estamos partindo para o outro. Nessas passagens, um pouco mais de texto faria bem.

Ainda assim, "Soberana" ? um ?timo livro de uma autora nacional de muito talento, e deve ser lido sem medo de ser escravizado pela rainha de Marte. Com toda certeza me ati?ou a curiosidade para ler "Senhora", e talvez eu o fa?a em algum ponto do futuro pr?ximo. Quem sabe? Por enquanto, fico com "Soberana"!

site: http://juntandoasestantes.blogspot.com.br/
Fabio Brust 24/11/2015minha estante
Queria saber porque nenhum acento apareceu, e todos viraram pontos de interrogação :\


Pâm Possani 02/09/2016minha estante
Acho que foi bug do skoob na época viu




Virgínia 09/09/2015

Ótimo!
Um livro que tem como base o clássico Senhora com um baita de um toque original. Não é uma cópia e nem "envergonha" o original, apresentando personagens complexos e uma escrita empolgante. Tem um pouco de tudo: batalhas, romance e até uma pitada de "Guia do mochileiro das galáxias". Não deixem de ler! Aproveitem para conhecer uma nova autora: Kássia Monteiro.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
Kássia Monteiro 20/08/2015minha estante
Que bom que gostou, Sabrina! *_*




8 encontrados | exibindo 1 a 8