Crepúsculo

Crepúsculo Stephenie Meyer




Resenhas - Crepúsculo


1673 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


lipe2448 21/11/2017

Meh...
O que eu achei do tão aclamado e odiado Crepúsculo, que divide tanto a opinião das pessoas?
Sinceramente? Não é ruim. Mas podia ser bem melhor.
O livro conta a história de Bella Swan, uma tímida, anti-social e - às vezes - meio suicida adolescente. Ela morava com a mãe, mas se mudou para a casa do pai e conheceu Edward, um aluno misterioso que logo a atraiu. Mas as coisas vão ficando mais misteriosas até Bella descobrir que ele é um vampiro.
O livro, como já disse, poderia ser bem melhor. Há uma briga entre frios - ou vampiros - e os lobisomens - que têm um nome lá, mas eu não fiz muita questão de lembrar -, e Bella, se envolvendo com Edward, fica bem no meio.
O meu maior problema com o livro é justamente a Bella. Definitivamente, ela é a pior narradora da minha vida. Eu não li o livro todo, então vou falar até onde eu li. Edward vive dizendo à Bella que é perigoso se envolver com ele, o que, obviamente, atrai a retardada mais, por que não?
Outra coisa bem ridícula do livro é a história de que "vampiros" brilham. Eu não vejo problema em alterar algumas coisas, mas brilhar no sol? Sério? E eu não vejo problema em o vampiro ser "vegetariano". Os olhos mostram isso, e eu acho interessante.
Mas enfim. Essa é minha opinião do livro. Se concorda ou discorda, comente aqui. Minha nota final é de duas estrelas.
comentários(0)comente



Jaque 12/11/2017

Tem algo a mais
Algo que difere muito o livro do filme são as emoções, os sentimentos, como aquilo acontece nos pensamentos da protagonista. O roteiro do filme uma copia do livro, como se tivessem tirado xerox e entregado aos atores. Mas algo que Stephenie deixou muito bem registrado nesse livro são as emoções de Bella, bem dramática.
Sobre o casal, nem preciso comentar. O amor deles é muito convincente pelo fato de Edward estar sempre afirmando que tem vontade de mata-la mas não o faz, risos.
Só é difícil imaginar tanta beleza de Edward como é constantemente descrita por Bella, queria só ter uma ideia de como essa pessoa é linda e de como deve ser uma voz "aveludada".
comentários(0)comente



Samantha.Silva 16/10/2017

CREPUSCULO
O livro conta a historia de dois jovens chamados Edward Cullen e Bella Swan, uma historia de mistérios e fatos paranormais, pois Edward é um vampiro e Bella é uma menina da cidade. Eles vão ter que enfrentar muita coisa para terem um final feliz. Porque os voltuís que são os vampiros chefes não aceitam essa união.
Uma historia que vale a pena você conhecer.
Samantha 9º Magno 9º
comentários(0)comente



Juninho 08/10/2017

Filme
foi legal ler a origem da quadriologia da série da stephenie meyer
comentários(0)comente



smofck 07/10/2017

Uma estréia espetacular
Fiquei impressionado com que Stephenie Meyer conseguiu criar e desenvolver uma história que tinha tudo para se tornar monótona e entendiante. Ela transmitia em parágrafos sensações e sentimentos que, muitas vezes, são indescritíveis, com muita facilidade. Os momentos de fascinação de Bella por Edward e seu mundo a princípio me pareciam muito piegas, mas a autora sempre destacava uma nova sensação vinda da garota que mudava todo o aspecto da coisa que acontecia. Em alguns momentos me peguei pensando "Se eles tivessem transmitido essa ideia no filme, ele teria sido mais bem aceito pela crítica tão seletiva" (fico grato que o grande público não tenha sido assim tão exigente, mas apesar de tudo fizeram um bom trabalho cinematográfico com o que tinham a disposição). O que mais me fascina no romance de Bella e Edward é sua atemporalidade e todas as possibilidades que são advindas dessa ideia de eternidade, e Stephenie tratou disso com simplicidade e elegância, não transformando tudo em um emaranhado de estórias desconexas, mas seguiu um caminho muito bem estruturado e convincente para o leitor. Os grandes dilemas que rondavam o coração do vampiro Edward também é um ponto notável na trama, já que mesmo sendo um personagem extremamento - diga-se apaixonante - misterioso, também é complexo, pois seu amor incondicional por Bella o corroía por dentro de forma visceral, mesmo que algumas vezes parecendo doentio, tal amor era justificado pela sua intensidade tanto da parte de Bella que nunca amara antes (ou jamais amará alguém assim) quanto por parte de Edward que passou praticamente um século inteiro aguardando sua chegada. Por fim, Crepúsculo é com toda certeza uma das grandes promessas de se tornar um clássico do romance fantástico, não por sua mitologia que foi apenas revista pela autora, mas pela profundidade que ela deu a seus personagens que são extremamente cativantes.

site: instagram.com/smofck
comentários(0)comente



CainA.Marques 01/10/2017

Mais amor que desenvolvimento
A história do livro é diferente da usual, ao dar novas características a seres a muito construidos no imaginário popular, no entanto, a trama é lenta, deixando personagens secundários com pouco aprofundamento. Mas em geral é uma boa leitura de romance adolescente para passar a tarde!
comentários(0)comente



Nick 28/09/2017

O vampiro que brilha no sol
É péssimo, a autora desconstrói muito lentamente os acontecimentos do livro de uma maneira quase que irritante. Não recomendo para os fãs de O Drácula.
comentários(0)comente



Sylvia 18/09/2017

Uma deliciosa e mal escrita história de amor e vampiros
A essa altura do campeonato, todos conhecem a história da saga. Minha opinião não pode ser imparcial, visto que amo sagas vampirescas, ainda que isso envolva brilhar ao sol. Um romance leve, adolescente, com escrita inexperiente, mas com história bem elaborada, em termos de nexo causal e temporal. Um livro despretensioso e sem malícia, considero uma "leitura de descanso".
Quote preferido: "De quantas formas um coração pode ser despedaçado e ainda continuar batendo?"
comentários(0)comente



Rita 13/09/2017

Gostei da história.
Curto histórias de vampiros e gostei da história de Crepúsculo. Apesar de muita gente dizer que são os piores vampiros já criados, acho que os autores em geral tem liberdade para desenvolver suas histórias do jeito que querem, e se a Stephanie Meyer quis fazer Edward e sua família assim, então tudo bem. Li e avaliei os vampiros no contexto dessa história, sem ficar fazendo comparações com outras obras (até pq uma não tem nada a ver com a outra e acaba sendo perda de tempo comparar), e gostei da história.
comentários(0)comente



Deisylaine 13/09/2017

Saga Crepúsculo
De forma geral, não é um livro ou nem mesmo uma saga extraordinária. É a típica história de um triângulo amoroso com uma abordagem diferente do mundo dos vampiros (o que na minha opinião é o único ponto que torna os livros interessantes). Quando um livro é bom existe a vontade de repetir a leitura, o que neste caso, eu não voltaria a fazer.
No entanto, foi esta saga que despertou o meu interesse pela leitura quando eu tinha 17 ou 18 anos. Vi os dois primeiros filmes (Crepúsculo e Lua Nova) e decidi ler os livros, sendo que, eu sempre disse não gostar de ler. O meu amor por esta saga prende-se exatamente por isso: foi o meu impulso para este mundo que hoje tanto amo.

Resumindo, é um livro juvenil e não dos melhores mas se és um/a adolescente apaixonado/a por vampiros e não gostas de ler, provavelmente não é má opção começar por uma leitura simples e, em certos momentos, cativante como esta.
comentários(0)comente



Taciana 31/08/2017

Resenha a série Crepúsculo Completa.
A série Crepúsculo é escrita por Stephenie Meyer , e composta por seis (7) livros ate agora,
foi publicada no Brasil pela editora Intrínseca.

Livro 1 – Crepúsculo. Narrado por Bella. Ano de Lançamento: 2005
Livro 2 – Lua Nova. Narrado por Bella. Ano de Lançamento: 2006
Livro 3 – Eclipse. Narrado por Bella. Ano de Lançamento: 2007
Livro 4 – Amanhecer. Narrado por Bella e Jacob. Ano de Lançamento: 2008
Livro 5 – A Breve Segunda Vida de Bree Tanner: Uma História de Eclipse.
Narrado por Bree Tanner. Lançamento: 2010
Livro 6 - Crepúsculo: Guia Oficial Ilustrado da Série. Enciclopédia da serie.
Lançamento: 2011 Editora: Edições Gailivro.
Livro 7 – Vida e Morte: Crepúsculo reimaginado. Em comemoração aos
dez anos da série Crepúsculo. Narrado por Beau. Lançamento: 2015.

Isabella Swan, a Bella como gosta de ser chamada uma adolescente de dezessete anos, filha de pais separados, volta a morar com seu pai, o xerife da pacata cidade de Forks. Em meio a todo o processo de adaptação da mudança, sua vida se transforma quando conhece o lindo e misterioso Edward Cullen e fica extremamente atraída por ele que ao principio, parece querer distância dela. Que por trás de toda a beleza e encantamento de Edward, vive um vampiro com poderes sobrenaturais, que sente sede por seu sangue e que está obcecado por ela.

_______________________________________________________________________

"De três coisas eu estava convicta. Primeira, Edward era um vampiro. Segunda, havia uma parte dele – e eu não sabia que poder essa parte teria – que tinha sede do meu sangue. E terceira, eu estava incondicional e irrevogavelmente apaixonada por ele.”
________________________________________________________________________


Eu não sabia da existência de Crepúsculo até uma prima minha me indicar o filme no começo do ano de 2009, que teve lançamento aqui no Brasil em 19 de Dezembro de 2008. Depois que assistir o filme procurei o livro 1 Crepúsculo, comprei e adorei ler o livro, pouco tempo depois fui comprando as continuações 2 Lua Nova, 3 Eclipse e 4 Amanhecer .

Sim uma linda história de “amor impossível, amor proibido”, e embora a mitologia vampiresca de Crepúsculo se difere da de outros autores a história é muito envolvente, não dá para parar de ler até chegar no ultimo livro e saber o que diz na última página do livro. A escrita da autora é bem simples e não encontrei nenhuma dificuldade em entender o que ela quis passar e na minha opinião ... é não desistir. Não desistir do que seja, lutar pelo que você quer, e é isso que Bella faz ela luta pelo seu amor proibido pra ficar com Edward do começo ao fim. E ainda temos o conto 5 A Breve Segunda Vida de Bree Tanner: Uma História de Eclipse. O livro conta a história de Bree Tanner, uma vampira que havia sido recém-criada por Riley (a pedido de Victoria) no terceiro livro, Eclipse. Foi escrito do ponto de vista de Bree. Um livro interessante que gostei bastante mostrando como tudo começou antes dos vampiros - vilões - atacar o bando dos Cullen no terceiro livro, Eclipse. Como Riley escolhia quem se transformaria, a personagem principal me cativou e não queria o final que teve, porem um livro que você não pode esperar um fim feliz (pois o titulo do livro já diz ( - A Breve Segunda Vida de Bree Tanner - ) por outro lado um livro interessante e bom.

Também tem 6 Crepúsculo: Guia Oficial Ilustrado da Série, O guia abrange toda a serie e traz o perfis dos personagens, árvores genealógicas, mapas e outras informações da série, além de mais de 100 imagens em cores de vários artistas. Fiquei muito feliz e ansiosa pela edição comemorativa, dos 10 anos de crepúsculo. Cheguei a pensar que era finalmente Midnight Sun finalizado. Fiquei um pouco chateada, no entanto, quando eu soube que essa edição comemorativa contaria a história do livro Crepúsculo 7 Vida e Morte – Crepúsculo reimaginado, com o gênero dos personagens trocados, ( " Bella agora é Beau, e Edward é Edythe. Com exceção de Reneé e Charlie, todos os personagens tiveram seus gêneros invertidos. A base da trama é exatamente a mesma: Beau fica extremamente envolvido pela garota Edythe, que esconde um segredo muito importante: é uma vampira . " ) achei que Stephenie estragaria a história, mais achei maravilhoso também.

E o nada concreto Midnight Sun. (Um livro de Stephenie Meyer que reconta os fatos do livro Crepúsculo sob o ponto de vista do personagem Edward Cullen. Foi ilegalmente disponibilizado na internet uma cópia do rascunho original do livro que está incompleto e a cópia ilegal vai até o décimo segundo 12 capítulo.)
comentários(0)comente



Mamamorato 30/08/2017

Maravilhoso!!!
Trilogia perfeita!
comentários(0)comente



Tammy 30/08/2017

Classico
Foi com esse livro que tive o gosto pela leitura. Agradeço imensamente a uma vizinha por me emprestar. e de primeira apaixonar pela historia. Mesmo passando 10 anos, eu nunca vou me esquecer das emoções de ter lido a trilogia, e vivenciando a historia no cinema. Marcou muito a minha adolescência.
comentários(0)comente



Evi 21/08/2017

É...
O livro é bom mas eu esperava mais dele. Li esse livro quando ele era modinha e só vim comentar hoje hahahaha
comentários(0)comente



ntampinha 15/08/2017

Gostei da capa. A maçã contrastando com o braço pálido e o fundo preto ficou bastante atraente, essa foi à primeira coisa que me chamou a atenção quando vi o livro pela primeira vez. Confesso que não entendi a mensagem que a capa queria passar ao leitor, mas pelas minhas pesquisas na internet descobri que:
“A maçã na capa representa o fruto proibida no livro do Gênesis. Simboliza o amor entre a Bella e Edward, que é proibido. Também representa o que a Bella entende por bem e o mal, e a escolha que ela tem em morder ou não o ‘fruto proibido’ = Edward” [Editora Intrínseca].
O significado da capa casou perfeitamente com a história contada no livro, isso me deixou satisfeita e ainda mais receptiva ao enredo. Achei a escrita simples e a leitura bem fácil, ideal para os momentos em que não tem nada para fazer e quer um bom passatempo.

Em Crepúsculo, somos apresentados à Bella Swan, ao vampiro Edward e, rapidamente, ao seu amigo de infância, Jacob. Descobrimos que os Cullen são vampiros "vegetarianos", mas que também existem vampiros que gostam mesmo de sangue humano.

A história da mocinha desengonçada e pouco bonita, que fica intrigada com o mocinho perfeito, lindo e misterioso é bastante clichê, mas num mundo entupido de filmes, livros e novelas, é realmente difícil não esbarrar nos clichês, é difícil ser 100% original. Eu não tenho nada contra clichês, o que me interessa de verdade é o que o(a) autor(a) fará para deixar a ideia comum verdadeiramente interessante, e adivinhem? Fiquei muito satisfeita com o resultado.

Todo aquele lance de Bella descobrir que Edward é um vampiro foi algo muito interessante e prendeu bastante minha atenção e para melhorar o que já estava bom, Stephenie Meyer colocou o vilão James para fechar o livro com muita adrenalina, como uma cerejinha final do bolo.

Apesar de ter gostado do livro como um todo, quero fazer três ressalvas: (1) achei engraçadamente tosco o momento em que Edward brilha quando os raios solares o atingem, hahahaha, a primeira coisa que me veio a cabeça foi que os vampiros desta saga serão os únicos seres do planeta a virarem purpurina quando morrerem. Me perdoem fãs, hahaha. Sei que cada escritor(a) desenvolve seus personagens a sua própria maneira, mas realmente senti falta de algumas características dos vampiros antigos e não consegui conter as risadas nesta parte da história; (2) não gostei muito da composição da personagem Bella. Meyer colocou inseguranças demais na personagem e a transformou na "mulher sexo frágil", que não consegue fazer nada sem precisar que um garoto venha ajudá-la, que abandona suas ambições e planos por causa de homem. Qual é, mulheres/garotas são mais do que cabecinhas vazias que gravitam ao redor de homens, nós temos personalidade, gostos e ambições caramba; (3) um homem esperar uma mulher passar, numa via pública, para poder vê-la de novo eu até aceito (meu vôzinho fazia isso com minha vó hihihi), mas invadir o quarto de alguém é um pouco exagerado né, tia Steph? Se um estranho invadisse o meu quarto "porque está interessado em mim e quer me ver de novo" eu chamaria a polícia, no mínimo, porque isso é doentio!

>>> Opinião Final: Apesar das ressalvas, é um bom entretenimento, vale a pena ser lido mais de uma vez. Recomendo!
comentários(0)comente



1673 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |