Meus Retalhos, Outras Histórias

Meus Retalhos, Outras Histórias Alana Gabriela




Resenhas - Histórias em Retalhos


16 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Priih 26/09/2017

Há aspectos a melhorar, mas tem potencial
Histórias em Retalhos é formado por duas partes, por assim dizer: contos e poemas. [...] De modo geral, eu acho que Histórias em Retalhos é uma série de desabafos que a autora decidiu dividir com o mundo. Infelizmente, notei que existem diversos erros de revisão e ortografia, e não posso negar: eles me incomodaram bastante durante a leitura. Acredito que uma revisão mais caprichada deixaria o livro mais coeso e “redondinho”. Quem sabe não rola uma nova edição no futuro?

Leia a resenha completa no link! =)

site: https://infinitasvidas.wordpress.com/2017/06/04/resenha-historias-em-retalhos-alana-gabriela/
comentários(0)comente



Ckel 05/08/2017

Resenha - Histórias em retalhos
O livro é recheado de contos que retratam experiências vividas por um grupo de pessoas. Situações comuns que podemos reconhecer no nosso cotidiano. O fim de uma paixão, solidão, perdas e etc.

O que me chamou a atenção foi a história "A Menina da Biblioteca". Tiago, um menino do sexto ano que não queria ser como os colegas de classe, que faziam coisas erradas e tinham atitudes bem infantis, decidiu então se afastar desse grupo. Passando a enxergar a biblioteca da escola e uma colega de classe que é frequentadora assídua do lugar. O que despertou seu interesse por aquela bolha de conhecimento.

Nesse meio tempo seu pai lhe dá um livro de presente, mas o problema é que nunca teve interesse na leitura e não consegue se concentrar por ser hiperativo. Nisso, se aproxima de Daniela que lhe ensina e motiva cada vez mais a prática da leitura. E os meses vão passando e Tiago fica grato por ter dado uma chance aos livros. O amor cresceu tanto pelos personagens e lições que aprendia a cada página, que influenciou seus amigos para esse vício maravilhoso. Só o final que me deixou um pouquinho triste. Já que imaginava algo bem diferente para eles, mas a vida tem disso, nos leva por caminhos inimagináveis.

Outra que gostei bastante foi "Rosas de Cabeceira". Laurie tem um câncer terminal e todos os dias sua mãe levava rosas para por ao seu lado. Cindy sentia que daquela maneira estaria demonstrando a filha o quanto a amava. Você via naquela mulher e mãe a dificuldade em expor seus sentimentos, até mesmo para seus familiares. E isso acontece muito comigo e quem sabe com você que está lendo. E esse relato nos mostra e ensina que nunca devemos deixar de dizer a quem amamos o bom e velho "eu te amo".

No final temos poemas feitos pela autora e algumas dicas de música. Adorei saber o motivo que a levou a escrever essas "histórias curtas" como denominou. Pois senti do início ao fim, a verdade e sensibilidade depositada a cada texto. Isso só pode acontecer pelo fato dela ter sido capaz de dividir com todos, um pouquinho da sua vivência nesse mundo.

Então se você gosta de livros bem reflexivos e que te faz querer mudar algo para melhor na sua vida, super recomendo. Ele vai te fazer deixar de reclamar, para agradecer mais. ❤

site: http://clickliterarioblog.blogspot.com.br/2017/05/resenha-historias-em-retalhos.html
comentários(0)comente



Nathália 14/09/2016

Simples e Tocante!

Histórias em Retalhos é uma coletânea de cinco contos e cinco poemas, escrita pela autora Alana Gabriela, parceira do blog, e que pode ser encontrada na Amazon no formato de ebook. Este foi mais um livro de contos que entrou na minha pequena lista destes, pois não tenho o costume de ler livros do gênero, mas a experiência está sendo ótima.

Além dos contos há os poemas! Todos muito bem escritos e que nos tocam de alguma forma. Meu favorito foi Manga Longa ou Manga Curta? No final do livro temos a playlist que Alana criou. Mostrando-nos como se inspirou nas músicas para escrever aqueles contos.

Histórias em Retalhos é uma ótima coletânea. Fácil e rápida de ser lida, sem falar do fato da escrita da autora ser leve e de rápido entendimento. Como são estórias curtas, lemos mais rapidamente ao mesmo tempo que absorvemos as lições. Este foi o ponto mais positivo, estórias simples, do cotidiano e com lições maravilhosas. Apesar de serem trágicas e melancólicas trazem seu brilho. Recomendo para quem quer embarcar na leitura de contos e é ótimo para ler depois de uma ressaca literária. Desejo meus parabéns a autora pela criatividade, talento e simplicidade.

RESENHA COMPLETA NO BLOG

site: www.livrosdagarotavermelha.com.br
comentários(0)comente



Mandy 09/07/2016

Histórias em Retalhos
Esse é um livro de contos e poemas da autora então temos várias histórias mas todas tratam de forma bem íntima as relações humanas e sentimentos.

Começamos o livro com o conto "Rosas de cabeceira" e eu já comecei chorando rios e me emocionando com esse conto. É a história de uma mãe e sua filha que tem uma doença e está morrendo, essa mãe sempre lê histórias para a filha e deixa rosas na cabeceira da cama, mas nunca diz "Eu te amo", sua forma de demonstrar esse amor é com as flores, ao longo do conto vamos entendendo os motivos da mãe agir dessa forma. O conto todo é lindo e delicado, a forma com a qual a autora vai narrando tudo que está se passando ali é muito profunda e mexe demais com o leitor, faz a gente pensar sobre a forma com qual demonstramos nossos sentimentos às pessoas que amamos, e que devemos usar essas três palavras sem medo; eu pensei muito sobre esse conto e o quão pouco eu falo "Eu te amo", acho que poderia fazê-lo mais, mas as vezes pensamos que demonstrando isso as pessoas sabem sobre o nosso amor, mas não custa nada reforçar isso vez ou outra.

"As rosas eram a forma de Cindy de dizer o quanto amava a filha, de mostrar que toda vez que colhia uma, estava pensando nela..." pág 11

O segundo conto é "Os filhos do meu pai", ele é feito em forma de carta de uma garota que está presa para seus meio-irmãos, através dessa carta vamos conhecendo como o relacionamento deles foi desenvolvendo, já que os irmãos são frutos de um relacionamento extra-conjugal do pai, e como a garota foi parar na prisão; nessa carta vemos todo o amor fraternal que alguém pode ter por um irmão, a necessidade de cuidar e estar perto para proteger, e também que esse amor pode levar a fazer coisas que parecem certas para estar sempre junto dos entes queridos; eu gostei bastante desse conto por ser tão verdadeiro no sentido da relação dos três, como o amor e o carinho foi conquistado aos poucos, e as várias fases desde o estranhamento e rejeição, até o amor incondicional, embora eu não tenha irmãos eu imagino que seja algo bem forte esse tipo de laço.

"Espero com muito fervor que esta carta chegue as suas mãos, queridos irmãos. Como também espero que me perdoem, que continuem a me amar..." pág 31

O terceiro conto "Querido Louis" também é feito em forma de cartas, mas dessa vez trocadas entre dois amigos, Mia e Louis, acompanhamos um pouco da relação dos dois e como ela foi modificada com o tempo e a separação, um amor não correspondido e o medo de expor os sentimentos mais profundos guardados a sete chaves pelo coração. Esse conto é muito bonito pela delicadeza da relação deles, é tão real que me senti sendo a personagem, e quem nunca teve um amor por algum amigo? E ao mesmo tempo é triste, porque você sente o tempo todo como vai ser o fim daquilo tudo, mas ainda sim é comovente e cativante, o alivio da personagem em por tudo aquilo para fora é o alivio do leitor, e isso deixou o conto muito íntimo para mim.

"Nos últimos dias li um livro intrigante que me abriu os olhos. Uma frase me instigou: Você não finalizou as suas paixões. De alguma forma esta frase se incrustou em minha mente." pág 33

O quarto conto é "O inverno de Aurora" que narra a história de Aurora, uma personagem sozinha que depois de perder os pais, passa a rever a beleza das pequenas coisas e como o silêncio as vezes é prazeroso na vida, hábitos que com a correria da vida adulta ela havia perdido, mas que retornam com força e ajudam a passar por essa nova fase da sua vida. Acredito que esse seja um dos meus contos favoritos do livro, ele é lindo, emocionante, triste e encantador, a forma que a autora narra a história de Aurora, com lembranças que vão guiando ela pelo caminho até o fim da narrativa é lindo demais, você consegue sentir a personagem como alguém conhecido, e mesmo que não tenha passado pela mesma experiencia que ela, você sabe de alguma forma que a sensação é exatamente aquela.

"Agora ela costumava deitar-se na cama em dias de domingo, olhar para o céu nublado e contemplá-lo. Quieta. No sublime silêncio." pág 49

Além dos contos a autora também escreveu alguns poemas para essa coletânea, e bom, não entendo muito de poemas, mas posso dizer que adorei todos eles, a carga emocional deles é muito forte e todos são extremamente lindos e comoventes, acho que eles deram o toque especial do livro, a cereja no topo do bolo. Temos também uma playlist que a autora ouviu enquanto escrevia alguns dos contos, ainda não ouvi todas as músicas, mas é uma playlist linda de viver!

A diagramação do livro também é linda e delicada, todos os detalhes desde a escolha da fonte nos títulos, as ilustrações no começo de cada conto, tudo deixa o livro ainda mais encantador e fofo. Simplesmente amei a leitura desse livro, que foi uma leitura muito fluida mas muito emocionante, e acho que por isso eu demorei para fazer essa resenha, foi um período longo digerindo o livro e escolhendo as palavras certas para fazer jus a uma leitura tão maravilhosa.

site: http://www.pequenosvicios.com.br/2015/09/historias-em-retalhos-nina-b-prescott.html
comentários(0)comente



Nine 11/02/2016

Resenha - Histórias em Retalhos
Histórias em Retalhos é um livro que em poucas páginas exala de sentimentos e poesia, é um livro para se falar de amor. Ele reúne quatro contos e mais cinco poesias diferentes. Por isso irei contar bem pouco de cada conto e dos sentimentos que vivi ao ler a escrita da Alana, que me concedeu o livro, o qual eu li em poucas horas e cá estou para resenhar.

Hoje a resenha vai ser um pouco diferente e curta, pelo fato do livro ser uma reunião de historias diferentes, vou apenas dar um relance do conteúdo no qual o enfoque principal é o sentimento de amor.

"Ela olhou os detalhes para honrar a memória daqueles que amava e também por ela mesma."

Em poucas e curtas histórias, o livro trás um encantamento único em prosa. O conto inicial "Rosas de Cabeceira"se trata do amor engasgado, aquele que a gente nem sempre consegue falar, entendem? Me cativou a forma da escrita do sofrego deste. Eu realmente me emocionei com esse conto. Foi uma ótima escolha da autora para iniciar o livro. Os outros contos e poemas se trata do amor em família, amor não correspondido e a dor da perda.

O livro é formatado de um jeito simples, cada conto contem uma arte inicial e depois dos contos vem as poesias, playlist e nota da autora de como foi o desenvolvimento da escrita. Acho que o formato ficaria melhor se os contos e poemas fossem revesados, mas isso não trás muita diferença a leitura.

Bem, esse foi um livro bem leve e agradável de se ler, li em poucas horas e super indico! ;)

site: http://nineue.blogspot.com/2015/11/resenha-historias-em-retalhos.html
comentários(0)comente



Lilian 17/12/2015

Resenha do blog Leitoras Vorazes
Opinião: O livro traz vários contos que narram histórias diferentes, mas com lições importantes. São contos curtos e o livro em si é uma leitura rápida, porém intensa.

O primeiro conto, 'Rosas de Cabeceira', conta a história de uma mãe com uma filha doente e sua dificuldade em expressar verbalmente seu amor. Fiquei realmente angustiada ao ver que nós muitas vezes agimos do mesmo jeito e esquecemos que nada dura para sempre.

"As rosas eram suas palavras, mas Cindy não queria mais se privar delas."

O segundo conto, 'Os Filhos do Meu Pai' é uma carta escrita por uma filha para seus irmãos, filhos de seu pai com outra esposa. Ela narra a dificuldade encontrada ao descobrir que seu pai tinha outra família. Enfim, com este conto aprendemos que, por maior que seja a dificuldade, a mágoa e os ressentimentos, não devemos agir sem pensar em nossos atos, pois até aquele pensado somente em fazer o bem, às vezes pode criar um conflito maior do que imaginamos. Eu meio que me identifiquei um pouco, mesmo não tendo passado por algo muito parecido.

"Espero com muito fervor que esta carta chegue as suas mãos, queridos irmãos. Como também espero que me perdoem, que continuem a me amar. [...] Esse foi o preço de amar demais vocês."

O terceiro conto 'Querido Louis' traz cartas para lermos. Uma moça apaixonada por seu melhor amigo, mas que nunca teve coragem de se revelar e contar seus sentimentos. E do outro lado temos Louis, o amigo que já está em um relacionamento. Aprendemos ali que, por mais dolorido e vergonhoso seja demonstrar o que realmente sentimos, ainda é melhor do que nunca falar e depois ser tarde demais. Não é vergonha alguma amar, só é vergonhoso deixar aquilo passar e nunca mais voltar.

"Estou escrevendo porque acho que jamais teria coragem de falar. [...] Adeus Louis. Eu amei você."

O quarto conto 'Inverno da Aurora' traz a importância de valorizarmos as pequenas coisas da vida.

"Observe bem filho, preste bem atenção nas coisas simples e pequenas. É a grande diferença!"

Após isso temos uma série de poemas, particularmente não sou muito fã de poemas, mas li cada um deles e, simplesmente, são lindos. As palavras certas, os sentimentos repassados e por fim, terminamos o livro com aquela pontada de angustia e querendo remendar todos os erros que fizemos igual nas histórias.

Recomendo a leitura, é rápida, leve, sensível e nos traz uma percepção nova da vida. E para finalizar, a autora deixou uma playlist de músicas que ela se inspirou para escrever o livro, também super recomendo ouvir elas!

site: http://www.leitorasvorazes.com.br/
comentários(0)comente



Dayane 02/12/2015

[Resenha] Histórias em Retalhos - Alana Gabriela
Confesso que sempre tive um certo receio a leitura de contos: por serem curtos eu sempre acabava ficando com a impressão de que eles não teriam a oportunidade de realmente se aprofundar na história e em seus personagens, sabe? No entanto, a leitura de um livro de Agatha Christie "Poirot Sempre Espera & Outros Contos", (já resenhado por aqui!) me fez perceber que isso definitivamente não é uma regra. Existem autores tão incríveis que definitivamente conseguem passar tudo o que desejam, mesmo com histórias curtas...

E a Nina é uma dessas autoras. ♥

Comecei a leitura sem saber exatamente o que esperar, no entanto realmente me surpreendi: a escrita de Nina é sensível de uma forma que pode ser sentida logo nas primeiras páginas!
Com histórias de diferentes temáticas, mas sempre com a mesma carga emocional e sentimental, Nina nos leva a viver os dilemas e as situações apresentada em seus contos: desde a confissão de um primeiro amor, até a perda e o medo de dizer "Eu Te Amo".

De forma simples, mas cativante, vamos sendo conduzidos pelas curtas histórias e mesmo em um número limitado de páginas, ainda assim conseguimos nos envolver e torcer pelos personagens que Nina desenha, principalmente pela realidade que há neles. São pessoas com medos e que cometem erros, mas que como todos nós estão em uma caminhada em busca de ser algo melhor. Alguém melhor.

Afinal, os erros existem para aprendermos com eles, não é?!

Confesso que meus contos preferidos foram alguns dos primeiros: Rosas de Cabeceira e Querdo Louis! O primeiro porque me trouxe uma temática que sempre me faz pensar: o medo de dizer "Eu Te Amo'. Quantas vezes perdemos a oportunidade e as pessoas para quem deveríamos declarar isso todos os dias.
Querido Louis já me trouxe um sentimento totalmente diferente (e isso que mais gostei na histórias dela: cada uma nos trás algo novo!) a lembrança de quando nos apaixonamos e não temos coragem de dizer... e o quão libertador é quando finalmente temos coragem de fazê-lo.

Enfim, a leitura de Histórias em Retalhos foi super gostosa e eu definitivamente indico um livros com tal leveza e delicadeza: é impossível não ser tocado por essas histórias!

Então, é isso que achei de Histórias em Retalhos, gente! Mais uma vez quero agradecer a Nina pela confiança, e pelo pedaço do seu sonho que ela cedeu a mim

E vocês, o que esperam dessa leitura?
Deixem-me saber!

site: http://letraseternasdayane.blogspot.com.br/2015/11/resenha-historias-em-retalhos-nina-b.html
comentários(0)comente



Dri 28/10/2015

Histórias em Retalhos - Nina B. Prescott
Os contos e poemas que tive o prazer de ler nesse livro são variados e tenho certeza que eles podem agradar diversas pessoas.
Pode ser que uma pessoa comece a ler e ame todos, ou pode ser que goste apenas de alguns, mas com certeza um ou outro irá se encantar, motivar e emocionar, assim como aconteceu comigo.

O gênero dos contos não são variados, na maioria temos uma grande dose de drama, porém sua essência no texto é o que modifica.

"As rosas eram a forma de Cindy de dizer o quanto amava a filha, de mostrar que toda vez que colhia uma, estava pensando nela.(...)"

Assim que iniciei a leitura, me deparei com um conto que me pegou de surpresa, imaginei que iria terminar de uma forma, e fui totalmente surpreendida. Um autor que me surpreende em um texto já o considero excelente! A surpresa que sentimos na leitura, além da escrita, é o que nos prende, por mais que seja uma surpresa não tão agradável e que faça doer na alma.

Um livro muito rápido de ler, que me encantou com sua escrita envolvente, sua simplicidade e suas surpresas. Quando percebi já havia finalizado.

site: http://livrosleituraseleitores.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Bru - @umoceanodehistorias_ 25/10/2015

História em Retalhos é um pequeno livro de contos e poemas repletos de sentimentos.

“A vida é maravilhosa se não se tem medo dela.”Charles Chaplin disse, mas Lia retruca: Então sou uma tremenda covarde.

Por ser um livro de contos e poemas, ele não retrata uma única história, mas, sim, uma união de várias, formando, assim, uma História em Retalhos. Por conta disso, é extremamente difícil escrever uma resenha que fique concisa e coerente. Dessa forma, decidi falar um pouco de cada conto, os poemas deixarei para vocês se surpreenderem.

O primeiro conto chama-se Rosas de Cabeceira, ele retrata sobre uma menina que está muito doente – com câncer – mas não desanima, apesar da morte iminente. Sua mãe, todas as noites, leva uma rosa ora branca, ora vermelha, deixa na cabeceira de sua filha e lê um livro. Esse foi um dos contos que vai gostei, a Nina fez muito bem ao iniciar o livro com ele. Conclui esse conto com lágrimas nos olhos.

O segundo chama-se Os filhos de meu Pai. Nesse conto, Nina retrata, em uma carta, algo que uma moça fez com seus irmãos adotivos que acabou resultando em uma coisa ruim para todos. Esse foi o conto que menos me agradou, não é desmerecendo a escrita da autora, apenas não consegui sentir empatia por ele.

Querido Louis é o terceiro conto da coletânea. Ele consiste em cartas trocadas entre a Mia e o Louis. Mia sempre foi apaixonada pelo Louis, mas eles entraram na ‘friend zone’ e, com isso, jamais puderam ficar juntos. Gostei bastante desse conto, pois já passei por situações parecidas e compreendo o que Mia passou.

O inverno de Aurora, último conto, foi o que mais tocou meu coração. Ele conta sobre Aurora, uma moça que perdeu os pais e ficou sem rumo em sua vida. É uma história de superação. Um dos contos mais encantadores e lindos que já li.

No geral, estou extremamente encantada com a escrita da Nina, maravilhada, para dizer a verdade. Ao final dos contos, ela nos apresenta a alguns poemas que são igualmente lindos. Apesar de ela confessar que nunca pensava em escrever contos, poemas ou crônicas, por preferir uma história mais longa, ela fez isso com maestria e soube dar um início, meio e fim para cada um de seus contos, tornando a leitura bastante prazerosa. Super recomendo essa leitura.

site: http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Thami (Historiar) 24/10/2015

Histórias em Retalhos
"Histórias em Retalhos" é um livro curtinho, tem poucas páginas e é possível lê-lo em apenas algumas horas. Há uma boa variedade no conteúdo, há contos, crônicas e poesias. Nina B. Prescott, a autora, é parceira do blog forneceu o livro para que eu pudesse ler. Eu li. E cá estou eu, iniciando uma resenha sobre ele. Já adianto que será uma resenha curta, mas muito especial.

"Queria voar como os pássaros e poder correr sem sentir dor e perder o fôlego."

Este livro não aborda uma única história, como mencionei anteriormente, há um conteúdo bem diversificado aqui, mas que de modo geral, gira em torno do sentimento de amor. O primeiro capítulo, por exemplo, fala sobre o arrependimento, o quanto ele pode ser doloroso. Me senti extremamente tocada por este capítulo, ele me fez pensar sobre a minha situação, nas coisas que eu faço e nas coisas que eu deveria fazer. O poder do perdão e as consequências das atitudes que tomamos também são temas abordados singelamente por Nina neste livro.

Fiquei encantada com a forma com que a escrita da autora se desenvolve, me identifiquei muito com essa característica. Como o livro foi a minha primeira impressão, posso dizer que senti vontade de mais. De ler mais. Achei muito interessante as considerações finais feitas por Nina. Ela explica um pouquinho de cada história e saber que em cada uma delas há algo que de fato aconteceu, me deixou surpresa.

Por fim, é um livro que indico para aqueles que querem refletir um pouco. "Histórias em Retalhos" é leve, mas sério. É um livro que tem total capacidade de tocar seu coração de uma forma ou de outra. Se não tocar, certamente o fará refletir.


site: http://thamirisdondossola.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



nathy 12/10/2015

"...só posso dizer para vocês que o mesmo se resume em uma palavra: sensibilidade!"
Se você já me acompanha sabe que geralmente eu não leio contos e isso acontece não por achar ruim esse tipo de leitura, é só que não tenho o costume- assim como muitos brasileiros. Além disso, eu não sabia por onde começar. Eis que recebo um e-mail da querida Nina e acabamos firmando parceria em relação a essa coletânea de contos. Gente, eu li todos os contos de uma só vez e posso dizer para vocês , amei conhecer todas às histórias apresentadas pela autora.

Teve um conto em especial que acabei me identificando e acredito que várias meninas/mulheres se identificarão, que se chama Querido Louis. Neste conto, o eu-lírico feminino escreve uma carta para se despedir de um sentimento não correspondido pelo seu "objeto" de desejo, ou seja, a Mia escreve uma carta dizendo tudo o que sentia e ainda sente pelo Louis, que naquele momento estava longe dela e ainda por cima, namorava uma outra garota. Confesso que achei a ideia desse conto super bonita e saber a resposta do Louis também foi bem interessante.

Em Histórias em Retalhos a autora também nos mostra alguns poemas, o destaque vai para "A Morte Não Faz Exigências", que ela escreveu em uma época complicada da vida- que foi quando a sua avó morreu de câncer.

Enfim, poderia destacar muitas coisas positivas que me fizeram gostar dessa coletânea de contos, no entanto, só posso dizer para vocês que o mesmo se resume em uma palavra: sensibilidade!

Sensibilidade na escolha das palavras, sensibilidade na forma narrativa, sensibilidade na produção da capa e da diagramação da obra, e por fim, sensibilidade em falar sobre as diversas formas de amar.


site: http://ventoliterario.blogspot.com.br/2015/10/nova-parceria-e-espaco-nacional.html
comentários(0)comente



Ingrid Micthell 08/10/2015

Resenha Histórias em Retalhos
Historia em Retalhos se Resume em cinco contos e cinco poemas, apesar de Não fazer muito meu gênero, Nina soube me impressionar!Não apenas pelo fato de que amo poemas e sim por ter conseguido chega ao coração do Leitor, nestas Historias nos deparamos com casos que podemos usa-los como reflexão, como a vida de Laurie que mesmo Doente vivia com sorriso estampando no rosto, ou no caso de Lily que terminou se envolvendo demais em problemas Familiares(Me apaixonei perdidamente por este conto)E me diga você, quem nunca se apaixonou pelo Melhor amigo? acredito que a maioria (risos) na verdade não precisa ser o melhor amigo, pode ser aquele seu companheiro de infância que acabou surgindo um sentimento Inevitável por ele!Mas existi muito mais por trás de todas essas pessoas.
Na verdade se formos para pra pensar isso pode acontecer com todo mundo, e exatamente isso que essas Historias Representam!Me arrisco a dizer que pelo menos um conto ou até mesmo um dos poemas lhe trará Lembranças, pode ser Relacionado a você ou alguém que conheceu.As Vezes nos focamos em algo com tanta entrega que deixamos de viver como no Caso de Aurora, pode ser qualquer coisa, Não digo que Livro seria de auto ajuda pelo contrario ele nos mostra a vida como ela é! E que Há momentos que não sabemos Valoriza-la, aproveita-la e ate mesmo dizer o quanto você ama uma pessoa hoje que e importante pra você.
Confesso que Me identifiquei bastante com a Nina, Já vivi momentos que não soube me expressar, que me prendi tanto a algo que perdi momentos preciosos da vida, e já deixei de Valorizar momento tão pequenos mas tão importantes!Todas as Historia são Relacionadas a algo refente a autora, no final do livro temos alguma anotações e os poemas Repleto de significados, Não existe motivos para não se apaixona, Historia em Retalhos e algo que precisa ser lido!

"Em certos dias eu ficava quieta, olhando para o céu nublado, imaginando quando o veria de novo, qual seria a minha reação ou a sua. Certa vez, quando estávamos conversando por mensagem eu quase disse que era apaixonada por você, mas fiquei com medo. "

site: http://resenhaatual.blogspot.com.br/2015/10/resenha-historia-e-retalhos-parceria.html
comentários(0)comente



Bruna Eduarda 04/10/2015

Só posso dizer que aprendi algumas coisas muito interessantes com essa obra. Embora não goste de obras que tenham algo que me deixe melancólica pude tirar coisas proveitosas dessas Histórias em retalhos e acho que todos deveriam lê-las. Acredito que como eu outros podem aprender coisas novas e ver um mundo de maneira diferente.
comentários(0)comente



Silvana - Blog Prefácio 02/10/2015

Histórias em Retalhos é uma coletânea de contos e poemas que falam sobre amor, entre outros assuntos. Ao todo temos 4 contos e 5 poemas, além de alguns esclarecimentos da autora no final. E posso dizer que me identifiquei muito com suas palavras no final. Lá ela diz que nunca pensou em escrever contos, porque sempre preferiu "histórias grandes" e muito menos poemas. E acho que quase todo mundo que acompanha o blog sabe que não sou muito de ler contos, e o engraçado foi que uso essa mesma expressão, "histórias grandes" hehe.

Outra coisa que gostei de ver esclarecido, foi o titulo do livro. Eu sou dessas que escolho o que vou ler pela capa e pelo titulo do livro, e quando li "Histórias em Retalhos", fiquei tentando descobrir o porque desse nome. A autora esclareceu que se decidiu por esse nome, porque todos os textos são retalhos de histórias reais. E quanto a capa, amei a simplicidade. Ela é perfeita. Outra coisa que gostei foi da autora ter comentado o que sentiu e o que quis passar com cada conto e quando li o que ela escreveu, fiquei feliz, pois foi justamente o que eu havia sentindo quando li eles.

Eu ainda não conhecia a escrita da Nina e posso dizer que me apaixonei logo no primeiro conto, que por sinal, foi o que eu mais gostei. Rosas de Cabeceira fala sobre a importância de expressarmos nossos sentimentos em voz alta. As vezes achamos que apenas demonstrando o que sentimos é o suficiente, mas aquelas três famosas palavrinhas, "Eu te amo", devem sim ser ditas com frequência, ou quando percebermos, já é tarde demais para dizê-las. Os outros contos e poemas também trazem cada um, uma mensagem especial. Tem um que fala sobre tentar fazer as coisas certas e acabar com consequências inesperadas, tem outro que fala sobre observarmos as pequenas coisas da vida e tem um poema lindo que foi escrito na ocasião da morte de sua avô.

Vou parar por aqui para não acabar soltando nenhum spoiler, pois como você podem ver, o livro é bem curtinho e dá para ser lido bem rapidinho, mas as mensagens que ele trás, vai continuar no meu coração por muito tempo ainda. Recomendo para você que gosta de contos e poemas bem escritos, e para você que assim como eu prefere "histórias grandes", leia e perceba que o tamanho de uma história não está na quantidade de páginas e sim na grandeza da mensagem que ela trás.

"As rosas eram as suas palavras, mas Cindy não queria mais se privar delas."

"Ela olhou os detalhes para honrar a memória daqueles que amava e também por ela mesma."


site: http://blogprefacio.blogspot.com.br/2015/09/resenha-historias-em-retalhos-nina-b.html
comentários(0)comente



Silviane 22/09/2015

Resenha: História em Retalhos | Nina B. Prescott
Eu tenho muita dificuldade com a resenha de contos. Se falar muito entrega toda a história e se ocultar os detalhes acaba não falando nada que desperte o interesse do leitor para a realização da leitura. Mas vou tentar da melhor forma possível falar sobre esses contos que a Nina da de presente aos seus leitores. Sim. História em Retalhos com certeza seria um livro que eu daria de presente para alguém especial. Suas histórias tão comuns e diferentes faz o leitor se identificar à partir dos detalhes. Vou falar dos meus favoritos.

Os Filhos de Meu Pai: Neste conto Nina nos mostra uma garota contando para seus irmãos sobre o seu amor. Querendo se justificar por algo que fez não apenas no passado distante mas também no passado recente. Gostei bastante desse conto pois ele nos mostra que o amor nos faz fazer loucuras, coisas sem pensar. Por causa dele deixamos as consequências de lado e nada mais importa. Se isso é certo ou errado? Bom, aí é outra história.

Querido Louis: Eu adoro um romance e quando é romance adolescente então eu me esbaldo. Ao ler Querido Louis eu já fiquei imaginando várias coisas que poderiam rechear está história para o leitor ter um livro YA em mãos. A carta da menina apaixonada a resposta de seu efeto e a decisão que irá mudar suas vidas. Relembrei um pouco da minha própria adolescência conforme Mia contava algumas coisas que fez ao guardar seus sentimentos. Com certeza trás um pouco de nostalgia.

Os outros contos também são ótimos mas não fizeram tanto efeito em mim, acredito que pela diversidade das histórias que Nina conta é muito fácil para o leitor se identificar pelo menos com um deles. Após os contos ela nos prestigia também com alguns poemas de sua própria autoria além de um texto explicando sobre o seu processo de escrita e um pouco das histórias que o livro contém. Gostei bastante desse detalhe pois muitas vezes ficamos curiosos com o que inspirou o autor para um livro, poema, conto e tal e nunca sabemos a resposta.

Fiquei bastante curiosa para conhecer mais de Nina, já que na verdade ela é autora de thrillers, livros de terror e policiais; Espero poder ler alguma obra dela em breve e sentir as diferenças.

site: http://estilhacandolivros.blogspot.com.br/2015/09/resenha-historia-em-retalhos-nina-b.html#more
comentários(0)comente



16 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2