Amor de Cordel

Amor de Cordel Andrea Marques




Resenhas - Amor de Cordel


44 encontrados | exibindo 31 a 44
1 | 2 | 3


Gabriele Sachinski 18/07/2016

Resenha do Blog Entre páginas e Sonhos
Genteeee, quase achei que meu pâncreas não aguentaria produzir insulina pra combater tanto melodrama assim hahahaha. A história em si até que não é ruim, mas era muito mimimi para o meu gosto.
Carol acreditava ter a vida perfeita, pois tinha um marido bonito e sucesso profissional em sua carreira de terapeuta ocupacional. Até que sua vida vira de cabeça para baixo e seu marido pede o divórcio, pois tinha se apaixonado por outra.
Agora, quase aos 40 anos, Carol se via perdida. Aos poucos, ela vai reconstruindo sua vida e se acostumando com a ideia de ser sozinha. Isso até o destino resolver pregar outra peça e colocar na vida de Carol o charmoso arquiteto Alexandre Bastos. Desde o início os dois se sentem atraídos, mas há várias questões que os impedem de ficarem juntos. A maior delas, para Carol, é a diferença de idade entre eles, já que Alexandre tem apenas 27 anos.
Carol tem muito medo de se envolver nesse relacionamento, pois ela acredita que só irá se machucar ainda mais quando ele resolver ir embora - o que ela acha inevitável. Mas parece ser impossível resistir ao charme do belo arquiteto de olhos cor de jade.

“O fato é que a vida está para ser vivida intensamente, e mesmo que a gente reclame, ela não dá garantia de nada.” (pág.95)

Não sei o que Carol fez para o destino, mas parece que ele não está muito a favor dela. Para viverem realmente esse amor os dois terão que enfrentar muitos desafios, bem maiores que apenas a diferença de idade entre eles. Será que eles terão a coragem para isso? E será que apenas a coragem é suficiente? O amor é capaz de resistir a tantas provações?
A capa do livro está bem colorida e chamativa. As folhas são amareladas e cada capítulo tem um cordão de corações enfeitando a página. A revisão que deixou um pouco a desejar, pois há erros de pontuação e até mesmo de ortografia (o uso de mal quando o correto seria mau).
A autora passou grande parte do livro falando sobre a terapia ocupacional, talvez por ser essa a sua área de formação, e, na minha opinião, isso era desnecessário. Além disso, como eu já disse, as personagens são bem melosas (com cenas do tipo “se você morrer, eu me mato”). Pra quem gosta de melodramas, o livro é um prato cheio, mas para quem é meio descrente no amor (como eu) a leitura fica cansativa.
Agora vocês decidem se irão aventurar-se nessa história ou não.


site: http://www.entrepaginasesonhos.com.br/2016/07/resenha-do-livro-amor-de-cordel-de.html
comentários(0)comente



19/07/2016

Resenha Luciana de Queiróz
Quando recebi o convite da assessoria da editora para resenhar esse livro, prontamente aceitei, porem pelo título achei que seria uma leitura meio complicada, com muitas rimas, trovoadas etc... e pensei:- 400 páginas assim será massante! Comecei a ler e pasmem, me apaixonei! Não tem nada a ver com o que esperava e fiquei ainda mais feliz! Daí em diante fui tomada pela história, pela personagem e não conseguia parar!!! É uma história linda, cheia de fases repletas de amor, ódio, determinação,preconceito, agressão e até mesmo realidade já que a autora Andrea Marques coloca a sua experiência profissional na personagem Carol de uma forma bem informativa, mas sem sair do contexto.
A narrativa é de uma mulher chamada Carolina de 39 anos, terapeuta ocupacional (TO), casada e super feliz. Logo no primeiro capítulo é traída por seu marido com quem é casada por 14 anos e abruptamente pede a separação para ficar com sua amante. Longe da família que mora no interior de São Paulo, teve que recomeçar sozinha e mesmo abalada foi à luta.
Claro, não pensava tão cedo arrumar um novo amor, queria trabalhar e conquistar seus sonhos, até que um lindo homem com olhos cor de jade foi seu paciente e já na primeira vez que o viu adentrar sua sala, apaixonou-se e foi recíproco. Mesmo sem conseguir tirá-lo da mente pensou na ética profissional e mais, pensou que era absurdo se apaixonar por um homem de 27 anos e rico. Preconceito? Carol com o tempo abriu-se ao amor de Alexandre e rendeu-se de corpo e alma a esse amor mesmo que muitos os vissem com aquele olhar torto por vários motivos. Mas Alexandre não se importava pois daria sua vida se preciso pela amada e a tratava como uma princesa, pasmem, nunca tinha se apaixonado antes... sim, Carol era seu primeiro amor!
Quando morava em seu novo apartamento conheceu um casal gay e fizeram uma amizade linda, mas viu o preconceito e até mesmo a agressão sobre eles e ficou chocada por isso acontecer nos tempos de hoje. Mas e o seu próprio preconceito em relação a idade e classe econômica? Conheceu também o pai e irmão de seu namorado que não simpatizaram com ela, fato que a deixava muito mal, mas como era muito educada e paciente, relevava.
Muito aconteceu nas páginas seguintes (mas deixarei vocês curiosos...rsss), num certo dia Carol fora sequestrada ao sair da sua aula de ballet (sim, ela estava realizando seu sonho de infância). Ao acordar estava num lugar escuro, fétido e com um homem e um garoto que se revezavam para "cuidar" dela. Até que descobrira e surpreendeu-se quando se defrontou com seu sequestrador e quase foi estuprada por ele. Não entendia o motivo dessa pessoa querer tanto seu mal e acabou fazendo amizade como menor que a olhava no cativeiro. Até que conseguiu fugir, mas foi perseguida por seu sequestrador e quando achava que o pior aconteceria, seu namorado aparece e de repente, um tiro... Carol fora baleada.
O que será que aconteceu daí em diante? Serei maldosa e deixarei você ler porque a "saga" continuará nessa trilogia.
MINHAS CONSIDERAÇÕES SOBRE O LIVRO:
Pontos positivos:
Apaixonei-me totalmente pela Carol que tem muito a ver comigo, na sua forma de agir, pensar... tenho certeza que ela é virginiana.... rssss... (meu signo). Sempre disposta a ajudar e crescer profissionalmente. Extremamente dedicada ao seu trabalho, não se importa com o dinheiro, mas com a ajuda ao próximo. A história foi muito bem elaborada, com muitos pontos para refletirmos, fatos que acontecem rotineiramente na vida real e as 400 páginas acabou sendo poucas... ainda bem que é uma trilogia. Já estou ansiosa para a continuação. O fato da autora usar seu trabalho pessoal inserido no livro de forma informativa sem ser invasiva, foi incrível. Parabéns!!!
Pontos negativos:
Achei o título nada a ver com a história abordada e a capa poderia ser diferente também, mais elaborada, pois a história dá essa liberdade. Encontrei erros de português, um em especial foi grotesco que deve ser revisado melhor pela editora.
Agradeço à assessoria e à Editora Pandorga pela oportunidade. Sou uma apaixonada por leitura e amo acrescer meus conhecimentos.

site: http://www.lucianadequeiroz.com/2016/07/resenha-amor-de-cordel.html
comentários(0)comente



Emilia.Trajano 10/10/2016

Melodramático!
O livro trata de uma história que mais parece aquelas que começam com era uma vez! apresentada por uma jovem mulher de 38 anos (Carol) dentro dos padrões sociais com todas as ‘necessidades’ atendidas, até ai tudo bem! , casamento feliz (pelo menos para ela) e é onde começa o que mais me afastou do livro, a história é única e exclusivamente sobre o ponto de vista da protagonista que é extremamente melodramática e minuciosa, parece mais um livro para neoleitores; com uma personalidade submissa, apesar de ser independente tinha no casamento com Miguel o seu ponto de equilíbrio, o que lhe faz desmoronar quando é surpreendida com o pedido de divórcio, fato que pelo descrito na história nem é tão surpresa assim.
Apesar de sua resignação e passividade ela tem o perfil perfeito para sua profissão, mas ao conhecer outros pontos de vista e horizontes ao ser arrancada da sua zona de conforto, começa a se sentir desconfortável quando o jovem arquiteto Alexandre desperta nela sentimentos que a farão repensar seus pré conceitos.
Por ser escrito em tempos de luta pelos direitos e liberdades sociais, a intenção da autora de demonstra-los foi satisfatória, pois além de levantar as desproporções entre os sistema público e privado de saúde, trouxe também as dificuldades em relação à homofobia, mas na minha opinião de maneira extremamente mascarada e sutil, além é claro do ponto principal que é a sua vivencia e de certa forma até seu preconceito em se envolver com um homem mais novo, pauta alias bem clichê.
Fiquei pensando apesar de todos os pontos levantados, que menos melodrama e mais força ou pelo menos uma postura menos conformada da protagonista poderia fazer toda a diferença no livro, MAS indico sim aos leitores romancistas de primeira viajem, como falei no início, o livro tem um perfil indicado para neoleitores; a fluência do texto é boa, apesar de alguns erros de português, os acontecimentos são coerentes e dinâmicos.
Ah! E eu ainda tô tentando entender qual a ligação do nome ‘Amor de Cordel’ com a história!!!
comentários(0)comente



Vanessa Meiser 14/10/2016

Quanto mais via este livro pela blogosfera, mais aumentava minha curiosidade com relação a ele, acredito que os principais fatores foram a capa caprichada, a sinopse que remete à um romance adulto mesclado com drama familiar e claro, as diversas opiniões favoráveis. Fiquei muito feliz com a possibilidade de leitura ofertada pela Lilian Comunica e, admito que iniciei a leitura com a certeza de que iria adorar a obra.

Nossa protagonista é Carol, uma bonita mulher de 38 anos, casada há mais de uma década com Miguel. Seu casamento seguia uma rotina tranquila e acomodada e não havia indícios de que Miguel pudesse ter outra mulher e desejasse a separação, mas seu castelo de areia desaba no dia em que ele chega em casa após o trabalho e solta a bomba para Carol que, fica desolada com a notícia.

Carol precisa lidar com o fato de que foi trocada e que seu marido não a ama mais, este processo leva um tempo e envolve crítica da família, principalmente da mãe que acha um absurdo a filha não lutar pelo marido, troca de apartamento, retorno à vida social, solidão... Mas, aos poucos a nova rotina de Carol vai se assentando e ela começa a perceber que seu casamento já havia enfraquecido há um tempo e que o amor que ela sentia pelo marido havia se transformado em amizade, perdendo o brilho da paixão dos primeiros anos juntos. A mágoa começou a desaparecer depois desta constatação.

Ao mesmo tempo em que a vida volta aos eixos, seu coração começa a bater mais forte por um novo paciente, este é Alexandre, um jovem executivo de 27 anos que começa a fazer terapia com Carol e também se mostra interessado nela, na verdade, Alexandre é bem direto nas abordagens e não disfarça o interesse, Carol é que fica na defensiva pois, além dele ser muitos anos mais novo, é seu paciente e integrante da alta sociedade, motivos suficientes para que ela evite a aproximação do rapaz.

Mas será que Carol conseguirá se manter imparcial e negar para si mesma o sentimento que cresce dentro dela? Afinal, Alexandre está determinado a conquistar a sua terapeuta e não vais desistir tão facilmente.
A trama foi muito bem elaborada e repleta de acontecimentos marcantes. Se durante o casamento, sua vida com Miguel era baseada na rotina, o mesmo não se pode dizer da fase pós separação, rotina passa longe de seu dia-a-dia.

Enfim, eu sou apaixonada por livros de romance e não resisto mesmo quando um livro do gênero cai nas minhas mãos. Estava muito ansiosa pela leitura e desde as primeiras páginas foi possível perceber que o livro seria exatamente o que eu estava esperando. Carol é uma grande personagem e como ela, existem muitas mulheres por aí, este foi um dos principais pontos que me fez adorar o livro. Amo livros cujas tramas aproximam-se muito das histórias da vida real.

site: http://balaiodelivros.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Blog com V 28/02/2017

Resenha – Amor de Cordel
Amor de cordel é um livro de romance e principalmente de superação, escrito pela talentosa autora Andrea Marques.

Carolina é a personagem principal da história, uma mulher que um pouco insegura, tímida e também, ao meu ver, corajosa. É casada com Miguel há um bom tempo acredita que está tendo a vida perfeita mesmo que ainda não seja mãe, porém, ela tem uma surpresa quando seu marido pede o divórcio. É agora que para mim ela demonstrou ter a qualidade dita acima, Carol enfrenta o divórcio de maneira civilizada e cabeça erguida, ela chorou como qualquer outra mulher choraria, mas se ergueu e não baixou a cabeça. Não se humilhou, nem implorou para não acontecer aquilo – apesar de ter sentido vontade -, e para mim foi o ponto que mais me agradou em toda a história.

Continua em...

site: https://blogcomv.wordpress.com/2017/02/28/amor-de-cordel/
comentários(0)comente



Gil 28/12/2016

Amor de Cordel é um livro nacional e conta a história de Carolina e Alexandre. Após a separação dolorosa, Carol ficou bem desconfiada para os homens, desacreditada no amor, ela é terapeuta ocupacional com 39 anos, morando só e não quer saber de outro relacionamento. Mas tudo muda quando conhece Alexandre, um rapaz bem mais novo que ela e apesar dele demonstrar interesse, insistência, ela não acredita em suas intenções, afinal ele é bem mais novo e muito bonito. Já Alexandre é um rapaz vivo, sempre querendo o máximo de tudo. A autora trabalhou muito bem na construção deste personagem, pois ele é muito carismático, atencioso, gentil, resumindo, apaixonante, impossível não gostar dele, o jeito como ele trata a Carol... não sério, muito amorzinho!

Só não gostei muito da capa e não entendi do porquê desse título, mas isso não implica em nadada história. Eu estava meio devagar com as leituras, o enredo mais história me capturou desde a segunda página, a leitura fluiu muito bem pra mim, ansiava pelas cenas de Carol e Alexandre, principalmente durante a conquista. A leitura foi bem rápida, leve, cativante e confesso que foi uma surpresa, pois não achei que iria gostar tanto quanto gostei e quando acabou fiquei com gosto de quero mais.
comentários(0)comente



Teaandbooks_s2 28/01/2017

Você seguiria enfrente com um amor que parece não ser o ideal?
"- Lembre-se que depois da tempestade vem a bonança, mas isso não quer dizer que as águas vão permanecer sempre tranquilas e você terá que escolher entre a sua vida e a de outros, mas isso pode significar a sua salvação."

“Amor de Cordel” conta a história da minha xará Carolina. Carol é uma moça chegando à casa dos quarente, bem resolvida, casada, com um trabalho ótimo (como terapeuta ocupacional) e a sua única aflição é não conseguir engravidar. Única aflição até que seu marido, Miguel lhe conta que está apaixonado por outra.

A partir deste momento, a vida de Carol muda completamente. Entre encontrar um novo lar, novas amizades e se adaptar a ter uma vida sem Miguel, ela encontra-se com um paciente que atrapalha seus sentidos.

Alexandre é jovem, lindo e rico, e se não bastasse só isso, é paciente de Carol. Contudo, isso não a impede se apaixonar. O que a impede de seguir em frente e embarcar nessa relação, são as barreiras que ela criou. Mas será que ela deixará tudo para trás para ficar com o galante Alexandre? E se sim, será que isso não trará consequências? Leia e descubra!

Confesso que dessa vez li a sinopse, porém foi como se não tivesse lido. Ela não me preparou para as surpresas (boas) que tive no decorrer da leitura. Com uma escrita fácil, a autora nos trouxe uma quebra de preconceitos incrível.

Andrea (autora) fala sobre o preconceito com os gays, preconceito com os idosos, preconceito com as pessoas que possuem deficiência, preconceito com as pessoas de classe menos abastadas e o preconceito que às vezes temos com nós mesmos.

A personagem principal, Carol, sofreu muito disso. Ela era mais velha, de classe média-baixa, a médica. O homem que ela amava era mais novo, de classe super alta, o paciente. Ela o amava e se recusava a se entregar por se achar inferior. Se você ama e é amado, não se importe, se entregue!

Apesar de eu ser bem mais nova do que a personagem (17/38), me identifiquei muito com ela. E não apenas pelo nome não! Sua relação com os pais, a timidez, a insegurança (quem não tem às vezes, não é?), a vontade de fazer tudo certo, dar orgulho... Atrevo-me a dizer que somos duas “Carols” iguais pelo espírito.

O romance, além de trazer tudo o que já foi dito, reafirmou para mim que se tem amor deve-se ir até fim! E claro, sem esquecer que conheci uma profissão nova (reconheço, nunca tinha ouvido falar de terapia ocupacional antes). Profissão essa que agora passei a admirar, mesmo que de longe.

Falando sobre a diagramação, é bastante boa. A capa bem colorida chama a atenção de longe e apesar de não entender bem no começo, mais tarde com a passagem sobre a flor abstrata (leia e entenderá) eu compreendi e achei bastante condizente. A única ressalva foi o titulo, que apesar de gostar bastante não consegui encaixar na história.

Ao terminar a leitura tive uma percepção clara do valor que ela trouxe para minha vida. Seja por ser um romance contemporâneo cheio de reflexões, seja por trazer conhecimentos valiosos, seja por trazer uma personagem forte e independente, ou simplesmente por ser um ótimo livro.

Recomendo bastante, e adoraria saber se haverá um “sim” para um dos últimos pedidos de Alexandre (fica a dica para uma continuação)!

Deixo abaixo, para vocês, a minha seleção de trechos:

“- Uma vez alguém disse que as pessoas não se incomodam em ver guerra e violência na tevê, mas ficam ofendidas ao verem dois homossexuais juntos. Isso é realmente um absurdo!”

“- Minha querida, por mais que você tente fugir da dor evitando situações perigosas, isso não quer dizer que você não vai mais sofrer. Se não for por uma desilusão amorosa, pode ser por doença, por falta de dinheiro ou por qualquer outra razão. O fato é que a vida está ai para ser vivida intensamente, e mesmo que a gente reclame, ela não dá garantia de nada.”

“- Tem coisas que são inevitáveis... a morte é uma delas.”

comentários(0)comente



FanaticaPorLivro 30/01/2017

Amor de Cordel
Carolina aos 38 anos vive uma vida tranquila, com estabilidade financeira e emocional, porém quando ela achava que estava tudo bem é surpreendida pelo pedido de divórcio de seu marido, com quem estava casada há 12 anos.

Com isso ela tem que recomeçar sua vida, aprendendo a lidar com suas emoções, e a enfrentar novos desafios. Entretanto, ela passa a redescobrir novos prazeres e uma nova maneira de enxergar a vida.

Após se acostumar com seu novo cotidiano, a vida lhe prega uma peça, e ela se vê novamente apaixonada, e como se isso não bastasse, seu novo amor é Alexandre, seu paciente de apenas 27 anos e com uma classe superior a sua.

"Quando a porta se abriu, um rosto desconhecido apareceu. Era um jovem de, no máximo 30 anos, tinha um cabelo loiro escuro meio desalinhado, olhos verdes, nariz longo, mais em harmonia com o seu rosto, e lábios bem definidos. Confesso que fiquei alguns segundos sem saber o que falar, pois o rapaz na minha frente era lindo".

Mas para viver esse amor, ela vai ter que enfrentar esteriótipos impostos pela sociedade, mais além disso vai ter que superar suas próprias ideias preconcebidas. Aprendendo que a felicidade não está sob padrões, pelo contrário, ser feliz é se libertar de todos eles e não se importar com o que os outros pensam.

Amor de Cordel é muito mais do que uma simples história. É um livro que nos faz parar para pensar sobre o quanto o preconceito pode destruir uma vida, e que o amor não se importa com sua opção sexual, nem com a idade e muito menos com o valor de sua conta bancária.

"Mais uma vez me questionei como as pessoas são capazes de julgar alguém por motivos tolos, como a opção sexual, a cor da pele ou as crenças religiosas, e lamentei o fato de o ser humano se apegar a aspectos tão banais, quando existem coisas muito mais importantes com que se preocupar".

A história é bem construída, com personagens que te envolvem de uma maneira surpreendente. Confesso que muitas vezes me alegrei com Carolina, mais também chorei com suas dores. E mais do que isso, me inspirei numa protagonista que apesar de todas as perdas e feridas não abaixou a cabeça em nenhum momento.

(5/5)
comentários(0)comente



Maníaca Literária 08/02/2017

"É preciso ter fé e acreditar que tudo tem um propósito,mesmo que nem sempre seja possível compreendê-lo"

Amor de cordel conta a estória de Carolina Borges 38 anos mais não aparenta ter essa idade por sempre se cuidar . Divorciada de Miguel que foram casados a 14 anos .
Miguel foi promovido e dês de então só chegava em casa tarde por causa de reuniões "EXTRAS" ela percebeu ele estranho mais ela imaginou que fosse o trabalho , até que um dia Miguel chega e conta a Carol que tinha se apaixonado por outra mulher , diante dá revelação Carol se manteve forte mesmo com o coração partido por saber que nesses 14 anos nunca fez Miguel voltar atrás nas suas opiniões não ia ser agora que ele dizia estar apaixonado por outra que iria mudar e acaba se culpando também por não realizar o sonho dá maternidade .
Os dois conversaram e resolveram vende a casa , com o dinheiro Carol comprou um apartamento no Brooklin. Ela não tinha amigos em quem confiar tinha só Miguel mais agora estava sozinha e com um buraco enorme no seu peito que só fazia crescer .
Diante dá situação ela se manteu forte, sabia que iria doer mais que a ferida ia cicatrizar ou com o tempo não doeria tanto se mantendo ocupada com o trabalho e as aulas de balé que tinha começado a fazer .
Carol tem dois empregos, pela manhã trabalha num hospital e pela tarde numa clínica particular como Terapeuta ocupacional, onde ela esqueci dos problemas .
Um dia seu chefe Vagner pede para Carol atender seu amigo Alexandre que fraturou o punho, sem nenhum problema ela marca as seções é quando tudo acontece quando um homem que aparenta ter 30 anos lindo de olhos verdes entra na sala de Carol e muda tudo, na primeira consulta já surge algo muito forte que emana dos dois lados mais logo quando Carol descobre a idade de Alexandre um arquiteto de 27 anos seu lado racional descarta esse envolvimento mais alguma coisa dês do início tenta unir os dois surgindo esse amor tão forte que acaba mudando tudo e Carol arisca e desse amor tão grande começa a acontecer várias coisas que abalam os dois completamente surgindo um sentimento que Carol tem medo onde ela não quer se machucar de novo .


A autora encaixa várias pautas no decorrer dá estória uma delas são as dificuldades nós hospitais o descaso com a população carente as realidades que vivemos hoje , as diferença entre as classes sociais que as vezes cria um preconceito por envolvimento entre ambas as partes sempre pensando que a interesse .
O preconceito também de várias formas exemplo a idade dos dois por Carol ser mais velha que Alexandre criando conflitos , caso de homofobia que é relatado através dos vizinhos e novos amigos dá Carolina que são gays o pensar no próximo, erros e muitas outras coisas que a autora deixa muito o que pensar e até melhorar .
Um livro viciante cheio de emoções , reviravoltas ,aventuras , altos e baixos , problemas familiares, perdas, traições, aflições e outras .
Amor de Cordel não é só um livro que conta a estória de amor, conta também sobre a força de uma mulher que sofre dês do íntimo que diante de tantas dificuldades , perdas, sofrimentos ainda se mantém de pé.
A autora é bem detalhista e as vezes cria um mistério fazendo querer saber mais e mais o que vai acontecer com a Carol que passa por muitas coisas para viver esse amor
comentários(0)comente



Quennick 10/02/2017

As palavras-chave desse livro é Fantástico, surpreendente e realista!! Vejam a resenha no blog (https://eurekamundobook.blogspot.com.br/2017/02/amor-de-cordel-andrea-marques.html?m=1).
O que dizer desse livro? Excelente! Muito bom, a narrativa é boa porém alguns capítulos são bem mais extensos que os outros mas por um bom motivo, são recheados de detalhes o que enriqueceu ainda mais a história. O fato de sempre está expondo como Carolina se sentia com seus "preconceitos" e inseguranças trouxe para o universo do livro as pintinhas de solução que não vi em muitos livros, explorar a cabeça e os sentimentos de uma mulher não é nada facil.

A história é um amor, pois contém tudo na medida certa, um romance contemporâneo, temas polêmicos e uma boa dose de realismo! O que deixa, com certeza, o livro ser tão atraente.

As inseguranças de Carolina são as mesmas inseguranças que nós mulheres temos. Já parou para pensar como seria sua vida depois de uma separação de um casamentos com mais de uma década? Tudo bem que ela acreditou na belíssima ilusão. Porém, e os seus tabus? Preconceito? Não. São os sentimentos de uma mulher que sofreu com a separação e com todos os seus anseios.

Não vou vim aqui dá spoilers, por isso recomendo que leiam o livro. Esse livro é de um teor sensacional com relação a história e digo mais é um título nacional!!
comentários(0)comente



Suka - Pensamentos & Opiniões 12/02/2017

Nesse livro iremos conhecer a Carolina, ela é terapeuta ocupacional, tem dois empregos, casada há 14 anos, se sentia uma mulher realizada apesar de não ter filhos, até que um dia seu marido Miguel se apaixona por outra e pede o divórcio, e a partir daí Carol terá sua vida modificada.
Iremos viver e conhecer os dilemas da Carol, toda a dor da separação e as formas que ela buscava para superar.
A autora é excelente na narrativa e nos detalhes, as explicações sobre o trabalho de uma T.O. e o carinho da Carol pelo seu trabalho me deixaram fascinadas.
Um dia a Carol conhece um rapaz que irá mexer com seus sentimentos e desestabilizá-la, entre a razão e a emoção, mais uma vez com a vida modificada ela terá receios e medos de se envolver com o Alexandre que é completamente diferente dela, tanto na classe social como na idade, só que ele é apaixonado loucamente por ela e em alguns momentos chegamos a achar que ela a ama mais do que ela o ama.
O livro trará questões como preconceito, homossexualismo, o trabalho de uma T.O. e outros pontos importantes que só fazem acrescentar essa bela história de amor.
Um amor capaz de quebrar barreiras e paradigmas.

site: www.suka-p.blogspot.com
comentários(0)comente



Gabi 20/02/2017

Resenha | Amor de Cordel – Andrea Marques
Carolina é uma terapeuta ocupacional de 40 anos, que certo dia vê seu marido pedir o divórcio porque se apaixonou por outra mulher, mais jovem e mais bonita. Tendo que viver sozinha, Carol compra um apartamento, começa a fazer aulas de balé, faz amigos novos. Ela começa a colocar sua vida de volta aos trilhos e quando tudo parece estar realmente bem, entra em seu consultório um homem jovem de olhos verdes. O homem que se chama Alexandre desperta sentimentos conflituosos e uma atração irresistível em Carol.
Percebendo que a cada sessão de terapia com o rapaz, ela fica mais encantada... mais apaixonada, Carol se desespera, afinal, ele era seu paciente e isso era falta de ética, sem contar que ela poderia perder o emprego. Mas não só isso, Alexandre tem vinte sete anos, ele era muito nova e mesmo que se interessasse por ela, não passaria de um passa tempo para ele. A classe social deles era completamente diferente, mesmo que não fosse pobre, Carol não tinha um terço do dinheiro que Alexandre e a família dele tinha. Nunca daria certo. Tudo estava contra um possível envolvimento entre eles e ela precisava resistir... Porém, resistir aos lindos olhos verdes e sorriso encantador, estava cada vez mais difícil, principalmente quando ele deixa claro que é apaixonado pela sua terapeuta ocupacional.

Amor de Cordel é um livro nacional da escritora Andrea Marques e sinceramente, não sei como começar esta resenha. Já tive um certo preconceito com a literatura brasileira, mas me surpreendi tanto com livros nacionais e com Amor de Cordel foi surreal. Eu esperava que o livro fosse bom, mas não esperava que fosse tanto!
A sinopse do Amor de Cordel não faz jus ao quão magnífico à história que contém em suas em páginas é. É muito difícil fazer uma crítica negativa, mas elogiar e fazer críticas positivas é muito mais difícil e estou descobrindo isso porque não consigo encontrar palavras boas o suficiente para falar de Amor de Cordel.

Já começando muito bem, me apaixonei pela protagonista desde o primeiro momento. Carol é uma personagem tão bem desenvolvida. Por ser uma protagonista mais velha já que ela tem 40 anos, eu tinha medo de que a autora a descrevesse como uma adolescente e esquecesse que ela é uma mulher madura. Falo que gosto dela desde o primeiro momento só pela forma como ela age quando o marido pede a separação por estar envolvido e apaixonado por outra mulher mais nova. Ela chora, ela está sofrendo, mas mesmo assim, consegue agir com superioridade e não vai ficar se rastejando por alguém que não a quer, não a ama mais. Ela segue em frente, refaz a sua vida e mesmo que possa estar sofrendo, ainda tem uma vida pela frente, mesmo que não seja mais uma adolescente. Ela precisa continuar e é isso que ela faz.
"Naquele momento, comecei a notar que eu poderia seguir em frente sem tê-lo ao meu lado. Talvez ainda sofresse um pouco, mas com certeza a ferida já não doía como antes."
Alexandre, no primeiro momento, acreditei que não fosse gostar dele. Quando Carol o vê pela primeira vez, descrevendo toda aquela perfeição, tive o receio de que fosse aqueles mocinhos sem graça que acho insuportável. Porém, ao contrário do que imaginei, me apaixonei por ele no primeiro diálogo dele. Alexandre, luta pelo que quer e mesmo que tenha muito dinheiro, não desfaz de ninguém. Com toda a sua beleza, teve várias mulheres na cama, mas nunca se apaixonou, entretanto, quando se apaixona, está disposto a fazer de tudo por essa paixão e não coloca obstáculos em seu caminho.
A escritora conseguiu desenvolver tão bem os personagens secundários que é impossível não amá-los ou talvez odiá-los com poucas cenas. Lucas e Gustavo são apaixonantes e divertidos desde o primeiro momento. Eu sinceramente, amo o Pedro com toda a sua alegria. A família da Carol, a família de Alexandre... todos os personagens são muito bem construídos e desenvolvidos e como disse, mesmo com poucas cenas, ela conseguiu desenvolver o papel de cada um muito bem sem deixar a desejar.
"Pedi a Deus que concedesse àquelas pessoas e todas as que se encontravam numa situação semelhante um pouco de amor e dignidade em um momento tão delicado das suas vidas, quando a morte parece ser a única amiga à espera de fazer uma visita."
A história é muito bem desenvolvida. Começando a falar pelo tema principal que é o romance, Amor de Cordel traz aquele romance gostoso que faz você sentir um friozinho na barriga pelas cenas do casal, sabem como é?, o melhor é que a autora não faz as coisas acontecerem de uma vez entre o casal, mas também não enrola, ela consegue chegar a um meio termo que deixa você com expectativa, mas não com tédio. Carol e Alexandre é aquele casal que tem química desde o primeiro momento e que juntos conseguem ficar melhor ainda. A paixão deles, mesmo contida, principalmente no início é tão instigante que é impossível parar de ler.
O que amei nesta história é que a escritora não precisou fazer algo drástico ou muito dramático para fazer uma forte crítica social a saúde pública do Brasil. Carol, sendo uma terapeuta ocupacional – eu realmente não tinha conhecimento sobre esta profissão e isso também é uma crítica ao nosso país que não divulga e não torna mais acessível um tratamento que pode ajudar e tornar a vida de muitas pessoas melhores –, ela trabalha em uma clínica particular e em um hospital público e quando compara os recursos de um e do outro, é impossível não ver a crítica à saúde precária do país. Pessoas que poderiam viver de forma bem mais digna e não podem porque não tem tratamento adequado, afinal, quando vão melhorar e investir mais na saúde pública do Brasil?
"Cabe à TO ensinar o encantamento pela vida, mesmo que a morte seja efetivamente a única coisa certa para todo ser.
O tema principal da história é o romance, eu sei disso, mas acredito que a história quis trazer o preconceito de diversas formas como um dos temas principais, se não o principal. A homofobia, já que a história se passa em 2010 e não era legalizado o casamento homossexual. Uma pessoa agredida verbal e fisicamente por sua orientação sexual, uma pessoa não aceita pela família pelo mesmo motivo. Isso foi mais uma crítica a nossa sociedade. Achei maravilhoso ela trazer um negro para a história e brevemente contar o quão difícil pode ter sido para ele chegar aonde chegou. Nas entrelinhas, mais uma crítica à tudo. E o mais importante, que é uma forma de preconceito nem tanto discutida: a idade. A protagonista tinha preconceito consigo mesma por ser mais velha e de uma classe social inferior à pessoa por quem estava apaixonada. As pessoas tinham esse preconceito. E mais uma atitude de preconceito era as pessoas acharem normal um homem se envolver com uma mulher mais jovem, mas errado uma mulher ter um relacionamento com um homem mais jovem... cadê a igualdade? Cadê os direitos iguais para ambos os gêneros? E as diferenças de classes sociais, a diferença da realidade de muito? O livro todo tem uma crítica social muito grande que nos faz pensar e refletir. No primeiro momento, parece que vamos ler um romance bobo, mas Amor de Cordel pode ser tudo, menos uma história boba.

Essa história também tem algo importante que é detalhe. Algo bem simples, como um simples aperto de mão no início da narrativa pode muito bem explicar atitudes que acontecem no fim. É aquela coisa, sempre esteve na cara, mas só temos a real certeza quando tudo acontece.
"É possível sorrir e esquecer um pouco das própria dores quando se olha para a felicidade de quem amamos."
O melhor de tudo é que tenho duas opiniões para o fim do livro e as duas são boas. Primeiramente, é bem óbvio que o livro tem muita coisa para contar que pode sim dar mais um ótimo livro, talvez até dois. Porém, se a escritora decidir realmente terminar esta história em apenas um livro, também será perfeito, afinal, com uma crítica social tão realista ao mundo, é importante que no final ela seja realista, não sabemos o que vai acontecer em um futuro e não existe um para sempre que realmente seja verdadeiro. Podemos imaginar como tudo acabou, mas sempre haverá outro dia, outras coisas.
,
Não preciso nem dizer que recomendo lerem este livro, porque acredito que todos devem lê-lo. Com uma história de romance que é instigante e apaixonante, com personagens tão bem desenvolvidos, com temas tão fortes sem serem impostos durante a história e sim tratados como algo normal, que com simplicidade vai te fazendo refletir, Amor de Cordel é aquele livro que você vai reler e reler, várias e várias vezes sem nunca se cansar. É aquele livro que não precisa dramatizar ou causar impacto para ter um significado importante. É aquele livro que vamos sempre olhar na estante com carinho e querer ler tudo novamente.
"Apesar de fazer parte desse mundo contemporâneo, ainda sonho com o amor perfeito e com o príncipe encantado. Talvez esse seja meu maior defeito, ou pelo menos o que me causa mais dor: atribuir ao outro a responsabilidade pela minha felicidade."

site: http://www.magiaesonhar.com.br/
comentários(0)comente



Luma.Lage 23/02/2017

Amor de cordel
Carolina tem uma vida bem tranquila, aos 38 tem estabilidade financeira, sua carreira profissional está boa e seu casamento de 12 anos está a mil maravilhas, começando inclusive a programar uma viagem a Europa. Ao menos era isso que ela achava, já que em uma bela tarde é surpreendia pelo marido que pede o divorcio, com a justificativa de estar apaixonado por outra mulher. Uma mulher mais nova e com quem ele vinha tendo um caso.

Tendo que recomeçar a vida a aprender a lidar com toda a situação, Carolina compra e decora seu novo apartamento, muda o visual, se aproxima ainda mais da família e foca em sua vida profissional. Tentando ao máximo se acostumar com seu novo cotidiano, até que seu chefe lhe pede um grande favor, para que ela cuide do tratamento de um velho amigo de infância. E quando seu novo paciente entra em sua sala, sua vida muda completamente.

"Quando a porta se abriu, um rosto desconhecido apareceu. Era um jovem de, no máximo 30 anos, tinha um cabelo loiro escuro meio desalinhado, olhos verdes, nariz longo, mais em harmonia com o seu rosto, e lábios bem definidos. Confesso que fiquei alguns segundos sem saber o que falar, pois o rapaz na minha frente era lindo". (pag 43)

Alexandre é um jovem arquiteto de 27 anos que fraturou o pulso e precisa freqüenta a Terapia Ocupacional duas vezes por semana durante cinco semanas e nesse meio tentam, Carol começa a se desesperar por sentir uma atração enorme pelo paciente.

Achando um verdadeiro absurdo se sentir desse jeito, Carol acha uma revista que contem uma matéria com Alexandre e sua família, ela descobre que o mesmo é filho de um grande empresário brasileiro, um homem muito rico e influente, e leva aquilo como se o destino estivesse lhe dizendo que mesmo que não fosse pela idade, a diferença de classe social ainda era real e que por serem de mundos diferentes não poderiam ficar juntos.

"É possível sorrir e esquecer um pouco das própria dores quando se olha para a felicidade de quem amamos."

Mas as coisas mudam de figura quando Alexandre também se mostra interessado e aos poucos ela cede a paixão que está sentindo e se vê disposta a enfrentar os estereótipos impostos pela sociedade e aos próprios preconceitos. Querendo apenas ser feliz ao lado do homem que ama.

Em paralelo a essa historia, temos os vizinhos de Carol, Lucas e Gustavo, um casal homossexual que enfrenta diariamente o preconceito por sua opção sexual. Amor de cordel é livro para você desconstruir seus preconceitos e aprender a aceitar as pessoas e suas escolhas independentes de quais sejam.
"Mais uma vez me questionei como as pessoas são capazes de julgar alguém por motivos tolos, como a opção sexual, a cor da pele ou as crenças religiosas, e lamentei o fato de o ser humano se apegar a aspectos tão banais, quando existem coisas muito mais importantes com que se preocupar". (pag 63)

site: http://www.sobminhaperspectiva.com.br/
comentários(0)comente



Simeia Silva 20/05/2016

Apaixonante
Sou uma leitora composta por fases, em cada época estou com uma vibe diferente. Tem fase que quero ler somente romances, em outra somente Chick-lits, depois clássicos, policiais e por aí vai. Por agora, estou naquela fase em que a mesclagem está funcionando melhor comigo e as leituras estão rendendo mais. Com isso resolvi ler todos os livros New Adults que tenho na estante e esse primeiro vídeo é a TBR dos primeiros escolhidos para leituras e resenhas. Bora ver?

site: www.sentaaileitor.com.br
comentários(0)comente



44 encontrados | exibindo 31 a 44
1 | 2 | 3