Jardim dos Famintos

Jardim dos Famintos Adams Pinto




Resenhas - Jardim dos Famintos


29 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Lucas 10/05/2018

Surpreendente...
Não porque a capa não recomende (porque a arte é sensacional), mas porque a trama se desenrola de uma maneira fascinante. Um mundo repleto de cor e cheio de horrores se revela a medida que conhecemos Mahedra e seus habitantes. Qual o motivo da loucura que se abate sobre os seres de la quando o sangue toca o solo? Quem são os hérois e os vilões e porque(m) lutam? E o mais importante: o que é aquele brilho se aproximando em alta velocidade em meio a uma nuvem de poeira?
comentários(0)comente



Alef.CarlAto 30/04/2018

Bastante promissor e com um excelente potencial para franquia!
É um bom livro, se considerar que é o primeiro do autor, se torna mais louvável ainda. Gostei muito do começo até os 40%, não que ele tenha deixado de ser bom, mas se afastou do gênero de leitura que eu aprecio e que me envolve mais, questão de gosto pessoal, não deixando de reconhecer que é competentemente escrito. Recomendaria para leitores mais jovens, entre 14/ 16 anos, se o autor abraçar esse público, acho uma escolha bem acerta, apenas dando uma polida em situações que não são adultas, apenas inadequadas pra menores, não acrescentam a história, mas não prejudicam (a não ser limitando um público de menos idade), uma vez que são pontuais. Um livro competente, fico ansioso pelo desenrolar da carreira do autor.
comentários(0)comente



Santos 30/03/2018

Acessem o ig: @universodeutopia
Universo de Utopia
10/02/18
Jardim dos famintos - Adams Pinto

Aterrorizador, desconfortante, impressionante e surreal!

Jardim dos famintos é um livro que me deixou atônita durante toda a leitura, de escrita impecável, Adams Pinto provocou um mim uma sensação de aflição, o leitor não sabe o que esperar da narrativa, já que a todo instante uma surpresa surge, um personagem age de maneira completamente diferente do esperado e aqueles que você cria amor ou ódio, se mostram merecedores do contrário. Uma mistura de fantasia e ficção cientifica com uma originalidade estupenda que vai te arrebatar e te prender nos laços da curiosidade.

O livro apresenta uma narrativa não linear, focado em dois grupos de indivíduos mascarados que chegaram a Mahedra misteriosamente, sem memória de quem são, de onde vieram e do que são capazes e destinados a fazer, eles vagam por esse mundo enfrentando criaturas inimagináveis, obscuras e sombrias que espreitam no escuro, atritos dentro do próprio grupo e emoções a flor da pele.

O primeiro é constituído por Rod, Karle, Samara e Dave já o segundo um pouco mais peculiar, é composto por Aranha, Lagarto, Pássaro-negro e Luka, a única criança dos oito. Eles contam a mesma história de surgir numa pedra circular com gravações mas em tempos distintos, nesse mundo há uma terrível maldição em que seus habitantes são acometidos por uma loucura quando sangue toca o solo, chamado pandemônio, essas pessoas viram canibais a partir da exalação do doce cheiro de sangue, a humanidade deixa de existir nesses indivíduos e eles atacam até a si mesmos. Mas por algum motivo, ao estarem com as máscaras, cada um representado por um animal ou coisa, não são influenciados pelo cheiro.

Ação, suspense e terror não faltam nesse livro, as cenas são bem descritas a ponto de vir imagens na cabeça de toda a trama, os personagens são bastante desenvolvidos, e possui tudo que uma boa história precisa, traições e amores para apimentar todo o contexto, além de ilustrações maravilhosas que nos fazem ter uma melhor noção dos personagens e cenários.

O autor não subestima a inteligência do leitor, deixando pontas para serem tecidas por nós e conectando fatos ao longo do livro, uma leitura que não te deixa parar de ler, dando cada vez mais folego para a curiosidade nata de um leitor, fico feliz de saber que um livro tão bom faz parte de nosso portfólio nacional, esperando ansiosamente o próximo volume para sanar todas as minha duvidas e anseios por mais um pouco desses mascarados tão queridos agora por mim.
comentários(0)comente



Nathalia.Rodrigues 22/02/2018

Saindo da Zona de Conforto
Leitura concluída!! Não só mexeu com meu estômago mas tb com minha mente... que história!!

Recomendo fortemente para quem gosta de RPG, fantasia, sci-fi, horror... (enfim, pra vc que é ?nerdinho? como eu rsrsrs) nunca tinha lido esse gênero ?dark fantasy? foi uma grata surpresa ?

E a cereja do bolo é que este livro é a primeira olha de um autor brasileiro, orgulhinho que senti ??

Adams Pinto, obrigada pela história ????????????
comentários(0)comente



Lyh 08/02/2018

Melhor livro que ja li em 2017
RESENHA, INDICAÇÃO E QUOTES.

Livro: Jardim dos Famintos (
Autor: Adams Pinto
Gênero: Romance (Fantasy/horror)
Ilustrações: Jon Bosco (
Páginas: 411
Capítulos: 19
Diagramação: Samuel Cardeal
Nota: 10

Quando uma mulher acorda no coração da floresta, sem memória e desorientada, ela é completamente tragada por seus temores mais primitivos.
Uma máscara de corvo talvez seja a única conexão com seu passado. Ao usá-la, ganha misteriosas habilidades; intrigada, parte em uma jornada rumo ao desconhecido, penetrando regiões inóspitas, dignas de pesadelos.
Logo ela descobre que não está sozinha no mundo. Existem outros. Alguns igualmente mascarados e perdidos, além de criaturas inomináveis, que rastejam à noite e espreitam com olhos vorazes.
No caos e em nome da sobrevivência, quais seriam seus aliados e inimigos?
A cada capítulo, os véus que cobrem a trama são retirados e o leitor passa a imergir cada vez mais nas relações das personagens e nos motivos que permeiam suas atitudes mais extremas.
Em seu primeiro romance, Adams Pinto apresenta um cenário sombrio e escancara o lado indómito da natureza humana.
Bem-vindo ao Jardim dos Famintos.


Misterioso, enigmático, Fantástico, horror, Sobrenatural, Tenso, Raiva, Agonizante, Surpreendente, Selvagem.
Cada personagem tem características únicas, e as máscaras os tornam seres mais fantásticos do que já são, todos usam máscaras? De onde veio cada uma delas? Qual será seu favorito?
É algo hipnotizante e devastador, existe a necessidade de ler cada vez mais, ao mesmo tempo que, sentimos medo de encontrar algo pior pela frente, será possível?
A história não é monótona em momento algum, nos prende principalmente pela mudança de cenários que não se acomodam em um único lugar.
Apesar das intrigas, traições, ciúmes e sarcasmo, podemos encontrar amor e compaixão humana, a todo momento estamos em equilíbrio com os exploradores, eles se descobrem aos poucos e nós acompanhamos esse desenvolvimento da mesma forma, o desfecho da trama foi impactante!


A escrita é ótima, consegui entender tudo o que li do começo ao fim, é uma publicação independente, muito bem elaborada, entrei numa ressaca literária brava mas não estou achando ruim, eita livro bom!
Tenho meus personagens favoritos e os que não gosto também, creio que não será diferente com vocês.
A experiência em ler Jardim dos Famintos foi algo espetacular, minhas palavras não são o suficiente para expressar toda a minha admiração por essa obra, assim que bati o olho foi amor à primeira vista, adotei como a melhor leitura de 2017.
Recomendo demais esse livro, meu apego por ele já é enorme, lindo, surpreendente, as belíssimas ilustrações aguçaram ainda mais minha mente para melhor imaginar os personagens, me prendeu de uma forma inexplicável, adquira o livro e sonhe também.

"O conhecimento é a arma mais poderosa entre todas, capaz de dilacerar qualquer escudo, trincar qualquer lâmina e perfurar qualquer armadura. É invisível e de alcance inimaginável".

"Um rosto novo sempre haverá de ser um mistério. Pode significar uma faca na garganta, assim como uma mão estendida para salvá-lo da morte".

"Não existe mais humanidade, não existe mais compaixão, não existe nada no mundo além de garras, presas e morte! Somos animais!
SOMOS ANIMAIS!"



site: Facebook.com/jardimdosfamintos Facebook.com/AdamsPintoArt Instagram: @adamspinto Twitter: @AdamsPinto Página oficial: www.jardimdosfamintos.com.BR Adicionem o livro no Skoob
comentários(0)comente



alexememo 01/02/2018

Grata surpresa
Muitas pessoas próximas a mim, já haviam lido este livro e sempre me perguntavam o que eu estava esperando para ler.
Meu medo era começar a ler com uma expectativa muito alta e depois me desapontar. Esperei um tempinho, até o "hype" passar.
Não me arrependo consegui saborear cada passagem do livro, cada referência como se o livro fosse uma descoberta minha.
O universo criado é muito rico e os personagens cativantes. É um universo que várias histórias podem se desdobrar, particularmente, eu gostaria muito de saber mais sobre que acontece antes deste livro.
Fantasia, ficção cientifica, até de anime vocês encontrarão referências nesta história.
Essas máscaras ainda vão dar muito o que falar.
Ótimo livro. Recomendo!
comentários(0)comente



Alloane 21/01/2018

Depois de Eduardo Spohr e Affonso Solano, não achei que gostaria tanto de outro livro de fantasia que fosse nacional. Mas Adams Pinto me surpreendeu, encantou e envolveu com sua escrita genial e personagens tão originais.

Jardim dos Famintos, narra a estória de oito pessoas que acordam em uma pedra, aparentemente local de rituais sagrados, ou coisa parecida. Todos com máscaras, que representam um animal, sobre seus rostos. Sem memória nenhuma do passado e sem saber até mesmo os próprios nomes. Eles partem em busca de respostas, e somente juntos podem sobreviver aos terríveis perigos que os esperam, nesta terra selvagem, onde se o sangue tocar o chão, desperta uma sede e fome por carne humana intensa, fazendo com que pessoas antes boas, se tornem canibais, até mesmo de sua própria carne. Nossos personagens tem as máscaras em seu favor, ajudando-os a conter a maldição do sangue, mas outros mistérios envolvem o significado e o real missão por traz de cada máscara que eles carregam.

Adams Pinto se revelou um escritor sagas, não nos entregando a estória tão rápido, despertando a cada página nossa vontade de ler mais e mais, para saber o que aguarda cada um dos personagens, fazendo você ficar intrigado e ao mesmo tempo fascinado. O que antes você achava que sabia sobre o que poderia acontecer, muda em um virar de páginas.

Um livro que indico sem medo, com muita alegria e admiração.
comentários(0)comente



Ana Paula 20/01/2018

Deveria ser publicado pela Darkside
Não imaginam como fico feliz em me deparar com uma obra fantástica que não dá vontade de parar a leitura, e melhor, de um autor nacional. Adams Pinto com a cara e a coragem, ciente de seu bom trabalho nos entregou essa maravilha que tem a cara do selo da caveirinha (fica a dica Darkside olha esse menino rsrsr).
O que mais gostei é que o autor não entrega nada de mão beijada. Ele solta os fatos.. você junta e..."putz!!!! Caraca!!!". Narrativa que não diminui a inteligência do leitor!!
Merece ser divulgado aos quatro cantos, ter todo o apoio pra continuar.
Se você já leu "As ruínas" (não lembro o autor agora), vai gostar demais de Jardim dos famintos. A trama de um mundo fantástico, com criaturas sem descrição no nosso (Lovecraft); porque que seus habitantes não se lembram de nada anterior ao despertar numa colina cheia de pedras?
A estranha maldição que ninguém poder sentir cheiro de sangue, que a besta interior aflora para a carnificina...as máscaras e seus significados...tudo isso bem narrado. A história neste volume fecha, muita coisa é explicada, mas o final abre para uma continuação.
Mais um motivo gente, pra apoiar o projeto. Temos que ter a continuação!!!!
Podem ver a resenha no canal Jotapluft e TLT da Tatiana Feltrin. Comprei o livro diretamente com o autor, chegou rápido e certeiro rsrsr.
Recomendo!!!!!
comentários(0)comente



John.Vitor 09/01/2018

Jardim dos Famintos | INDiETV
Apenas incrivel, uma escrita leve e gostosa!

site: https://www.youtube.com/watch?v=nFjVedPUnzQ
comentários(0)comente



Desireé (@UpLiterario) 06/12/2017

Prepare-se para se surpreender. E tente sobreviver. (@upliterario)
Jardim dos Famintos é um daqueles livros que nos surpreendem a cada novo capítulo. Uma fantasia que nos envolve completamente, seja pelos seus personagens bem definidos e carismáticos, ou pela ambientação e construção de um mundo obscuro e sombrio, mas, também, pelas reviravoltas na trama que deixam o leitor mais e mais ansioso e curioso pelo final. Nada é o que parece ser e você não pode confiar em ninguém.
.
Oito desconhecidos acordam em uma mata, sem lembranças ou qualquer conhecimento de quem realmente são. Cada um deles veste uma máscara de um diferente animal, havendo uma coruja, um gato, um urso, etc, e eles não fazem ideia do que tais máscaras podem significar. Mas como se não bastasse o desafio de entender aonde estão e quem realmente são, eles terão que sobreviver a um mundo repleto de perigos e seres sombrios e resistir a um forte desejo de consumir carne humana, cada vez que sentem cheiro de sangue. 🔪
.
Em Jardim dos Famintos, fantasia e terror se mesclam e a cada nova descoberta surgem mais e mais perguntas que são resolvidas em um final surpreendente. Com capítulos focados em cada grupo de personagens, suas histórias se intercalam e alcançam um denominador comum jamais esperado.
.
Além da bela trama que se desenvolve ali, apresentando batalhas, fugas, traições, amores e aquela boa pitada de ironia e sarcasmo, o livro traz, ainda, uma série de ilustrações de tirar o fôlego e que intensificam o clima de mistério e perigo.
.
Uma obra completa e que arrasou com a minha vida naquele epílogo, então, por favor, preciso do volume 2 pra ontem! (Fiquei em estado catatônico por uns 10 min depois de fechar o livro).
.
Leitura mais que recomendada! Para quem ama reinos, mistérios, terror e seres sombrios, é leitura obrigatória!

site: www.instagram.com/upliterario
comentários(0)comente



Walis 05/12/2017

UM TERROR FANTÁSTICO COM UMA PITADA DE SCI-FI
Jardim dos Famintos é um livro nacional incrível que traz uma mistura de fantasia, terror e uma pitadinha de ficção científica.
Em Jardim dos Famintos vamos acompanhar a história de oito personagens principais, que acordam com máscaras estranhas no rosto em um ambiente hostil e selvagem sem saberem quem são ou porque estão alí. No decorrer da história você vai perceber que esses oito protagonistas despertaram em épocas diferentes e por isso, eles acabam se afastando um dos outros e percorrendo caminhos opostos, onde eles irão enfrentar seres e criaturas perigosas para tentar se manterem vivos.
Confesso que quando comecei a ler eu fiquei um bom tempo confuso, sem saber o que estava acontecendo, e haviam muitas perguntas na minha cabeça e poucas respostas, mas a escrita e a maneira que o Adams trata a história te deixa tão empolgado pra saber o que vai acontecer, que tu acaba entrando de tal maneira no livro, que a curiosidade não te deixa parar de ler. Mesmo havendo uns pontos bem pesados, em que envolvem canibalismo e esquartejadamento, o livro me deixou bastante curioso a todo momento.
Outro ponto fortíssimo de Jardim dos Famintos é a criação de mundo onde se passa a história. Todos os lugares, mitos e criaturas nesse livro vão te deixar de boca aberta, porque a criatividade que o Adams colocou nessa trama é realmente de tirar o fôlego. Em todo o livro você vai encontrar cenários belíssimos, com lindas cachoeiras e flores exóticas, mas também lugares macabros e muito esquisitos. Mas cuidado, porque nem sempre o belo é o mais seguro...
Como não poderia deixar de citar os personagens tenho que dar os meus mais sinceros parabéns ao autor, pelo trabalho bem feito com os protagonistas de Jardim dos Famintos. Todos os personagens, incluindo os secundários, tiveram uma importância enorme no decorrer da história, todos foram extremamente muito bem desenvolvidos e criados, onde cada um tem suas próprias e únicas características, seus defeitos e suas qualidades. Os diálogos entre eles são riquíssimos e bem encaixados em cada situação no decorrer da história. O livro também é cheio de ilustrações magníficas feita pelo Jon Bosco, que já desenhou para a DC e para a Marvel. Você quer lacre @?
Sinceramente eu fico imaginando a dificuldade que foi para desenvolver esses personagens e atrelar eles a trama, porque os protagonistas em boa parte da história caminham por lugares completamente diferente um dos outros, e o Adams soube organizar tudo tão direitinho sem ficar confuso, e isso me surpreendeu bastante.
E sobre esse final, meu Deus do céu, quando eu me toquei do que estava acontecendo, e todas as minhas perguntas estavam enfim ganhando respostas, eu aplaudi de pé, porque sinceramente o autor me surpreendeu de todas as formas, eu realmente não esperava que toda a história levaria àquele final. Esse livro explodiu a minha mente de certa forma que será difícil outro livro fazer o mesmo. Então, se você está procurando por um livro que traga uma história original, muito bem escrita, com personagens memoráveis e um final inesperado, Jardim dos Famintos é a melhor opção pra você!
comentários(0)comente



Pedro Sena 01/12/2017

Mergulhe nesse universo e tema o desconhecido junto com os personagens
“Um grupo de pessoas acorda em um local desconhecido e sem nenhuma memória de quem são, onde estão e seguem em busca de sobrevivência e respostas. Tudo envolto em mistério, violência, batalhas, sangue, canibalismo, fantasia e um mundo caótico”

Nesta história acompanhamos um grupo de pessoas que acorda em um lugar selvagem, sem memórias de quem são e portanto estranhas máscaras nos rostos. A cada capítulo, nos pegamos como um dos personagens, apegados a cada detalhe, pista ou diálogo a fim de desvendar os mistérios que o autor preparou nesse Jardim. O ritmo frenético tem uma alternância de núcleos incomum entre os livros do gênero, como assim? quem já leu alguma coisa do gênero de fantasia tá acostumado com histórias que alternam, um capítulo do núcleo X e o outro capítulo segue a história do Núcleo Y, em Jardim dos Famintos não, você tá lá empolgado com uma passagem núcleo da Cidadela de Akhilon e percebe que a história segue no próximo capítulo do ponto onde parou no anterior e aí você fica maluco pra continuar e quando vê tá emendando um no outro, essa estrutura funcionou muito bem nessa história, pois é cheia de momentos de tensão e mistério.

As ilustrações do Jon Bosco entre os capítulos feitas e o fato de o próprio Adams também ser ilustrador certamente contribuíram para que o feeling entre livro e ilustrações conversem bem entre si, elas passam um clima de mistério e aquela sensação de perigo sempre à espreita casa? é assustador! Te faz mergulhar nesse universo e temer o desconhecido junto com os personagens.

Na história, o autor se apropria um pouco dos mitos envolvendo a origem do universo e da humanidade presentes na mitologia Suméria, mas é bem pontual, pois como toda mitologia, o conhecimento é muito fragmentado e possui dezenas de interpretações, o que não torna isso negativo, o mundo criado aqui tem uma cara que é só dele. Além dessas referências, alguns fãs leitores apontam Tolkien, HP Lovecraft e Bernard Cornwell como inspirações do autor que, com toda razão, não nega (risos).

Eu iniciei a leitura sem saber muito sobre o que se tratava a história e acredito que isso tornou a experiência bem mais completa do que se soubesse as proporções que a história tomariam no final do livro, que por sinal, te prende até que termine. Como leitor, acho muito massa poder acompanhar projetos desde o início darem certo aqui no Brasil e principalmente do gênero Fantasia, que antes não ganhava muito destaque e graças ao trabalho dos autores e leitores vem mudando essa realidade.
Se você gosta de uma boa história permeada por Fantasia e Horror do melhor estilo RPGistico, minha indicação é não perca tempo e embarque nessa história!
comentários(0)comente



Laila.Cavalcante 21/11/2017

Um primogênito promissor
"As lembranças são como grãos de areia. O sopro do tempo pode arrastá-los, escondê-los, misturá-los, mas eles sempre estarão lá, mesmo que indefinidos"

A memória talvez seja o aspecto mais misterioso da existência humana. Tão importante quanto lembrar é ter o poder de esquecer. Já disse Nietzsche sobre isso: o ser humano não vive sem esquecer, ou enlouqueceria. O que será que a gente guarda nas profundezas da mente, escondido no inconsciente como um mecanismo de defesa contra a loucura? Terminei de ler O Jardim dos Famintos e fiquei pensando nisso. Pra quem gosta de histórias na linha de Game of Thrones, Cavaleiros do Zodíaco, H. P. Lovecraft, George Romero, e não tem o estômago fraco, taí um livro de respeito. Parabéns pelo Primogênito, @adamspinto! Que venham os próximos.
comentários(0)comente



Quennick 07/11/2017

Incrível e bem forte!
Muitos poucos livros tratam do assunto, e eu confesso fiquei com medo. As cenas são tão bem descritas que eu - que tenho uma imaginação fértil - sai imaginando as cenas. Porém, o lado bom é que é uma história empolgante. Perfeito para quem gosta de terror e fantasia.

Aqui acompanharemos uma viagem de um grupo de mutantes em universo paralelo. Esse grupo de pessoas acordam nesse universo carregando máscaras de animais ou plantas e totalmente sem memória. A partir daí conhecemos Mahedra, o primeiro local onde um dos  protagonistas acordam e vemos ele enfrentar todos os perigos "canibais" que viram.

Em todo o livro nos deparamos com muitos perigos, Monstros, desafiantes e mistérios que cada protagonista enfrenta. Disso eles lidam com de comer carne humana  ao sentir cheiro de sangue, que o fazem sentir uma vontade absurda. Porém,  se eu me alongar vou acabar dando spoiler.

Vamos para a parte física deste livro: a diagramação é bem sinples mas ao mesmo tempo linda. Há muitos desenhos das cenas retratadas em cada capítulo assim podemos ter a certeza de que estamos imaginando o que realmente é.

O livro contém no total 411 páginas com 19 capítulos mais prólogo e epílogo. Além disso este é o primeiro livro do autor Adams Pinto. A linguagem do livro é realista, há momentos em que os personagens soltam uns palavrões mas nada de erro ortográficos - Ufa!
comentários(0)comente



Leila Macedo 19/10/2017

Uma fantasia com pitadas de terror...
Jardim dos Famintos é o primeiro livro do autor nacional Adams Pinto, e foi um ótimo começo! A obra começa, mostrando a visão de pessoas que acordam em uma terra diferente, sem memória e carregando uma máscara que mostra a face de algum animal ou planta. A partir daí somos levados a conhecer a Mahedra, o lugar em que cada um dos protagonistas acordou e a personalidade e habilidades de cada um deles. Muitos são os perigos, "monstros", desafiantes e mistérios pelo caminho; e ainda há o pandemônio, que nada mais é, do que a necessidade de comer carne humana ao sentir o cheiro de sangue... Não vou me alongar na resenha, por que a medida em que falamos, os spoilers vão chegando... O que posso indicar é apenas a leitura! Jardim dos Famintos é um bom livro pra quem gosta de fantasia e de um pouco de terror mesclado, que vai levar você a uma mitologia e um universo totalmente diferente do que estamos acostumados...
comentários(0)comente



29 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2