Mad Maria

Mad Maria Márcio Souza


Compartilhe


Mad Maria





Mad Maria, escrito em 1980, é o segundo livro de Souza e a narrativa transcorre no interior da Amazônia. O livro relata a construção da ferrovia Madeira-Mamoré, entre 1907 e 1912. Na época os investidores tinham o objetivo de construir uma estrada que pudesse competir com o Canal do Panamá.
A ferrovia integraria uma região rica em látex na Bolívia com a Amazônia, mas no caminho, encontraria obstáculos descomunais: 19 cataratas, 227 milhas de pântanos e desfiladeiros, centenas de cobras e escorpiões, árvores gigantescas e milhões de mosquitos transmissores de malária. Antes de terminadas as obras, 3,6 mil homens estavam mortos, 30 mil hospitalizados e uma fortuna em dólares desperdiçada na selva.




“Mad Maria é um romance sem complacência, uma Ilíada proletária onde os deuses são substituídos por políticos corrompidos, Norte-Americanos rapinantes. Chefes sem piedade, e seria errôneo acusar Márcio Souza de maniqueísmo: nenhum de seus personagens redime o outro, Finnegan, o mais confiante, o mais idealista, o mais fraternal, acabará na pele de um assassino. Assim são as coisas em uma Amazônia que deveria inspirar coesão, solidariedade, mas que exacerba egoísmo, multiplica suscetibilidade e conflitos, sacrifica o melhor pelo pior...




Há algo de Zola e de Jack London em Mad Maria. O importante não é este ou aquele personagem, mas a vitória do sistema. Ninguém sai ileso. Aqueles que tentam escapar terminam em bordéis ou, mais radicalmente, acabam decapitados.




Com Mad Maria, Márcio Souza assinou um romance amargo e vingador, sarcástico às vezes. Porém, para dizê-lo cinicamente, o que pode uma flecha de curare contra um exército de bulldorzes?” Jacques Meunier, Lê Monde, 21 de agosto de 1986.




Ao escolher os episódios mais macabros e inacreditáveis dos registros históricos dos cinco anos da construção da ferrovia e concentrando-os em três meses de pesadelo, Márcio Souza força o leitor - neste momento já quase um personagem emaranhado na vegetação - a confrontar o inferno. Mad Maria é um romance amargo e vingador, sarcástico, às vezes. Uma obra-prima da literatura brasileira.

Edições (4)

ver mais
Mad Maria
Mad Maria
Mad Maria
Mad Maria

Similares

(9) ver mais
Breve História da Amazônia
A Amazônia Misteriosa
Fitzcarraldo
Galvez, Imperador do Acre

Resenhas para Mad Maria (7)

ver mais
Ferruada Maria Louca
on 17/4/09


Quando comecei a ler o livro não consegui mais parar. Ácido,realista,triste,necessário,irônico,bizarro,e também humano. Pouco se sabe fora desse eixo Rio-São Paulo e isso parece ser um tipo de anafalbetismo que só com o tempo se lamenta.Antes fosse só geográfico,porém envolve outras terminologias/conceitos/áreas. Não é um choque idealista/especulativo de quem têm razão ou de onde vive/nasce/e aonde a verdade vai parar, é antes de mais nada uma adaptação de situações surreais,de condi... leia mais

Estatísticas

Desejam27
Trocam9
Avaliações 3.8 / 211
5
ranking 27
27%
4
ranking 36
36%
3
ranking 28
28%
2
ranking 8
8%
1
ranking 1
1%

49%

51%

Helena
cadastrou em:
21/01/2009 23:24:18