Mémoires d

Mémoires d'une jeune fille rangée Simone de Beauvoir


Compartilhe


Mémoires d'une jeune fille rangée





"Je rêvais d'être ma propre cause et ma propre fin; je pensais à présent que la litérature me permettrait de réaliser ce voeu. Elle m'assureait une immortalité qui compenserait l'éternité perdue; il n'y avait plus de Dieu pour m'aimer, mais je brûlerais dans des millions de coeurs. En écrivant une oeuvre nourrie de mon histoire, je me créerais moi-même à neuf et je justifierais mon existance. En même temps, je servirais l'humanité: quel plus beau cadeau lui faire que des livres? Je m'intérressais à la fois à moi et aux autres; j'acceptais mon "incarnation" mais je ne voulais pas renoncer à l'universel: ce projet conciliait tout; il flattait toutes les aspirations qui s'étaiet développées on moi au cours de ces quinze années."

Literatura Estrangeira / Biografia, Autobiografia, Memórias / Não-ficção

Edições (12)

ver mais
Memórias de uma moça bem-comportada
Memórias de Uma Moça Bem-Comportada
Memórias de uma Moça Bem-Comportada
Mémoires d

Similares

(11) ver mais
A mulher independente
Por uma Moral da Ambigüidade
Álgebra
O Muro

Resenhas para Mémoires d'une jeune fille rangée (8)

ver mais
on 31/7/13


Estava em um cartório com o livro de Simone de Beauvoir nas mãos,quando um homem desconhecido, que estava sendo atendido ao meu lado, perguntou o que eu estava lendo. Quando leu o título do livro, "Memórias de uma môça bem comportada" (a edição é antiga e ainda tem o acento em "moça"), comentou que era muito importante que as moças como eu fossem comportadas - o atendente do cartório completou - "existem poucas hoje em dia, parabéns!". O episódio serve para ilustrar o quando o conteúdo... leia mais

Estatísticas

Desejam520
Trocam2
Avaliações 4.3 / 314
5
ranking 54
54%
4
ranking 28
28%
3
ranking 16
16%
2
ranking 2
2%
1
ranking 0
0%

12%

88%

D.
cadastrou em:
05/02/2012 17:57:00
Sam
editou em:
05/08/2015 15:12:16