O Livro dos Mortos do Antigo Egito

O Livro dos Mortos do Antigo Egito E. A. Wallis Budge


Compartilhe


O Livro dos Mortos do Antigo Egito





O Livro dos Mortos (cujo nome original, em egípcio antigo, era Livro de Sair Para a Luz ou Saída para a Luz do Dia) é a designação dada a uma coletânea de feitiços, fórmulas mágicas, orações, hinos e litanias do Antigo Egito, escritos em rolos de papiro e colocados nos túmulos junto das múmias. O objetivo destes textos era ajudar o morto em sua viagem para o outro mundo, afastando eventuais perigos que este poderia encontrar na viagem para o Além. O livro era posto sob a cabeça da múmia ou junto dela, ou então copiavam-se trechos dele na tumba.

A ideia central do Livro dos Mortos é o respeito à verdade e à justiça, mostrando o elevado ideal da sociedade egípcia. Era crença geral que diante da deusa Maat de nada valeriam as riquezas, nem a posição social do falecido, mas que apenas os atos seriam levados em conta. Foi justamente no Egito que esse enfoque de que a sorte dos mortos dependia do valor da conduta moral enquanto vivo ocorreu pela primeira vez na história ocidental, visto que entre os habitantes do Vale do Rio Indu já existiam as noções de Karma e Dharma, ações que resultariam numa reação nesta e em outras vidas . Mil anos mais tarde, — diz Kurt Lange - essa ideia altamente moral não se espalhara ainda por nenhum dos povos civilizados que conhecemos. Em Babilônia, como entre os hebreus, os bons e os maus eram vítimas no além, e sem discernimento, das mesmas vicissitudes.

Não resta dúvida de que o julgamento dos atos após a morte devia preocupar, e muito, a maioria dos egípcios, religiosos que eram. Para os egípcios esse conjunto de textos era considerado como obra do deus Thoth. As fórmulas contidas nesses escritos podiam garantir ao morto uma viagem tranquila para o paraíso e, como estavam grafadas sobre um material de baixo custo, permitiam que qualquer pessoa tivesse acesso a uma terra bem-aventurada, o que antes só estava ao alcance do rei e da nobreza. Em verdade, essa compilação de textos era intitulada pelos egípcios de Capítulos do Sair à Luz ou Fórmulas para Voltar à Luz (Reu nu pert em hru), o que por si só já indica o espírito que presidia a reunião dos escritos, ainda que desordenados. Era objetivo desse compêndio, nos ensina o historiador Maurice Crouzet, fornecer ao defunto todas as indicações necessárias para triunfar das inúmeras armadilhas materiais ou espirituais que o esperavam na rota do "ocidente".

História / Religião e Espiritualidade

Edições (2)

ver mais
O Livro dos Mortos do Antigo Egito
O Livro dos Mortos do Antigo Egito

Similares

(5) ver mais
O Livro Egípcio dos Mortos
o grande livro da mitologia egípcia
O olho de Hórus
As Melhores Histórias da Mitologia Egípcia

Resenhas para O Livro dos Mortos do Antigo Egito (38)

ver mais
Não pense que entendeu de 1ª
on 17/3/21


Equivocadamente chamado pelos Ocidentais de "O Livro dos Mortos", "O Livro da Saída para a Luz" é uma coleção de textos sagrados de inestimável grandeza, um convite à morada das almas, uma jornada pelo submundo ao lado de Osíris, o senhor de Un-nefer. Os desenhos do papiro de Ani, além de belíssimos, mostram-se repletos de mensagens ocultas, um verdadeiro convite ao mistério. O conteúdo abordado no texto também é riquíssimo, cuidadosamente elaborado e dispensa comentários. Extremame... leia mais

Estatísticas

Desejam73
Trocam1
Avaliações 3.7 / 200
5
ranking 25
25%
4
ranking 45
45%
3
ranking 28
28%
2
ranking 3
3%
1
ranking 1
1%

34%

66%

João gregorio
cadastrou em:
22/10/2019 19:34:50
Mauricio (Vespeiro)
editou em:
12/07/2021 20:41:00

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR