O mez da grippe

O mez da grippe Valêncio Xavier


Compartilhe


O mez da grippe





Essa narrativa-kinema trata da gripe espanhola, das "tropas alliadas", de relatos do passado (ah, D. Lucia, danadinha), das moléstias do peito, dos "obitos de hontem". Contempla dos bairros, cinemas e missas de Curityba à grande angular da Europa na Guerra, numa poética de fluxo e motilidade composta de anúncios e recortes de jornal, quadras eróticas, colagem, deslocamentos temporais, absurdo, ironia, comicidade. Tudo isso sim, pela mão firme do Valêncio Xavier que, como poucos, alcançou excelência no tratamento da fragmentação; sua obra, que depura e atualiza o Nouveau Roman, o coloca ao lado de Osman Lins, Julio Cortázar e outros grandíssimos.

Comunicação / História

Edições (1)

ver mais
O mez da grippe

Similares

(1) ver mais
Rremembranças da menina de rua morta nua

Resenhas para O mez da grippe (6)

ver mais
on 9/12/20


O MEZ DA GRIPPE (1981), de Valêncio Xavier. Há pouco mais de um século, o Brasil e o mundo passavam por um surto de influenza (ou gripe espanhola, como ficou popularmente conhecida). Comércios, indústrias e escolas foram fechadas; campeonatos esportivos foram suspensos; quarentenas foram decretadas. Nos jornais, através das cartas de leitores, ou de boca em boca, circulavam receitas e remédios caseiros milagrosos, nenhum cuja eficácia era comprovada cientificamente. Cerca de 65% da ... leia mais

Vídeos O mez da grippe (1)

ver mais
O Mez da Grippe - Valêncio Xavier (Dica de Leitura)

O Mez da Grippe - Valêncio Xavier (Dica de Le


Estatísticas

Desejam7
Trocam1
Avaliações 4.3 / 35
5
ranking 51
51%
4
ranking 43
43%
3
ranking 6
6%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

44%

56%

Carlos.Eduardo
cadastrou em:
06/07/2020 17:02:47
Fernando
editou em:
23/07/2022 17:15:22

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR