Os Cães de Riga

Os Cães de Riga Henning Mankell


Compartilhe


Os Cães de Riga (Inspetor Kurt Wallander #02)





Em fevereiro de 1991, o inspetor Kurt Wallander é chamado à capital da Letônia para ajudar a esclarecer o assassinato de um colega, o major Liepa. Logo que chega a Riga, é invadido por uma sensação de enorme tristeza. Prédios decrépitos, filas de ônibus imensas, janelas que não vedam, radiadores que não esquentam, aparelhos de escuta, lojas vazias e um descontentamento generalizado - é nesse ambiente que Wallander, já bastante propenso a depressões e dúvidas existenciais, tem de trabalhar. Ali, tenta solucionar um crime que guarda relações com a situação política do país, em luta contra o domínio soviético.

A trama tem início quando um bote salva-vidas encalha no litoral sueco, com dois corpos enlaçados num abraço. Os mortos são identificados pelo major Liepa, da Letônia, como cidadãos de seu país. As vítimas encontradas na Suécia estariam envolvidas num plano tramado do outro lado do Báltico, na então República Soviética, envolvendo até a KGB. O major Liepa, que investigava havia tempo as ligações entre a máfia local e setores do poder letão, volta a Riga e, horas depois, é assassinado.

Chamado para ajudar nas investigações, Wallander se vê num labirinto de intrigas por onde circulam dois coronéis suspeitos: um deles seria o culpado pela morte de Liepa. Vigiado de perto, o inspetor persegue obstinadamente os culpados, numa sucessão de peripécias por trás da esgarçada Cortina de Ferro.

Com a perspicácia de hábito, o inspetor usa passaporte falso, cruza a antiga Alemanha Oriental e a Polônia, mantém encontros clandestinos, foge por becos escuros, rouba carros e até invade a central da polícia de Riga para desvendar um mistério com conseqüências políticas, criminais e amorosas surpreendentes.

Romance policial

Edições (2)

ver mais
Os Cães de Riga
Os Cães de Riga

Similares

(7) ver mais
Assassinos sem rosto
Um Passo Atrás
A Leoa Branca
O Homem Que Sorria

Resenhas para Os Cães de Riga (3)

ver mais
Obra elementar do suspense nórdico
on 28/8/22


Meu primeiro contato com romances policiais de países escandinavos, que se destacam pela crueza dos crimes em meio às gélidas paisagens do norte europeu. É uma obra melancólica, marcada por um detetive pessimista e em conflito com a vida pessoal, a separação recente, a morte do amigo, o dilema de continuar ou não na polícia, bem como a dificuldade no trabalho, sentindo-se incapaz e ineficiente ao desempenhar sua função, marcada pelo contato constante com a tragédia e a morte. Dessa v... leia mais

Estatísticas

Desejam26
Trocam2
Avaliações 3.7 / 83
5
ranking 18
18%
4
ranking 39
39%
3
ranking 39
39%
2
ranking 5
5%
1
ranking 0
0%

35%

65%

Yasmin
cadastrou em:
11/10/2009 12:51:44
Vinny Britto
editou em:
19/10/2019 12:05:05

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR