Por que não somos emergentes

Por que não somos emergentes Kevin DeYoung...


Compartilhe


Por que não somos emergentes


(Por dois caras que deviam ser)




Um púlpito, um microfone e um pastor. Combinação que pode resultar em uma grande pregação ou num grande espetáculo.

Colocado em altos pedestais, acima de suas ovelhas e, em alguns casos, adorado como o próprio Deus, o sacerdote pode perder o foco de sua verdadeira missão, ministério e vocação, levando a própria igreja para um abismo repleto de beijos, sorrisos, roupa da moda, afagos e pouca base teológica.

Vivemos um tempo em que pastores e lideranças, em busca de programações atraentes, têm envolvido seus membros em um ativismo desgastante e uma espiritualidade rasa. Desta forma, negligenciam a propagação do evangelho, enquanto investem tempo e dinheiro para lotar os bancos de suas congregações. O resultado disso é uma geração de cristãos aparentemente felizes, mas pouco familiarizados com os fundamentos bíblicos.

Kevin De Young e Ted Kluck sabem o quanto a igreja tem padecido por essa postura, mas estão certos de que ainda é possível resistir à igreja emergente, moderna e antenada e resgatar a essência do cristianismo, sem tornar a igreja uma instituição antiquada e engessada.

Religião e Espiritualidade

Edições (1)

ver mais
Por que não somos emergentes

Similares

(4) ver mais
Brecha em Nossa Santidade
Por que amamos a igreja
Faça Alguma Coisa
As Boas Novas que (QUASE) Esquecemos

Estatísticas

Desejam2
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 4.3 / 2
5
ranking 50
50%
4
ranking 50
50%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

71%

29%

Paloma.Araujo
cadastrou em:
15/09/2018 12:36:30
Paloma.Araujo
editou em:
15/09/2018 12:38:01