Ritos de Passagem

Ritos de Passagem Octavia E. Butler


Compartilhe


Ritos de Passagem (Xenogênese #2)





Indicado ao Prêmio Locus de Melhor Romance de Ficção Científica

Nessa sequência de Despertar, Lilith Iyapo deu à luz ao que parece um menino saudável de nome Akin. Porém, Akin tem na verdade cinco pais: um homem e uma mulher, um Oankali macho e um fêmea, e um Ooloi agênero. Os Oankali e os Ooloi são parte de uma raça alienígena que resgatou a humanidade de uma devastadora guerra nuclear, mas o preço a ser pago a eles é alto, uma vez que os alienígenas são obrigados a unir seu material genético com o de outras raças, alterando drasticamente ambos no processo.

Nesse planeta Terra em reabilitação, essa “nova” raça está emergindo através da mistura de humano/Oankali/Ooloi, mas há também humanos “puros” que escolhem resistir aos alienígenas e a salvação que oferecem. Esses resistentes são esterilizados pelos Ooloi para que não possam passar para frente o defeito genético que os faz destruírem a si mesmos, mas, fora isso, são deixados em paz (a menos que se tornem violentos).

Quando humanos resistentes sequestram o jovem Akin, os Oankali escolhem deixar a criança com seus captores para que ele, a mais “humana” das crianças Oankali, decida se os humanos resistentes devem ter sua fertilidade e liberdade devolvidas, mesmo que isso signifique apenas a volta da sua autodestruição.

Esse é o segundo volume da série Xenogênese, uma poderosa história de existência alienígena.

Ficção / Ficção científica / Literatura Estrangeira

Edições (1)

ver mais
Ritos de Passagem

Similares

(1) ver mais
Despertar

Resenhas para Ritos de Passagem (0)

ver mais
“Livro” estranho, com gente esquisita, eu não to legal...não aguento mais “alienígena
1 week, 6 days ago


Eu amo a Octavia E. Butler mas se eu falar que eu gostei desse livro, vou estar contando uma das minhas maiores mentiras literárias, eu demorei quase 1 mês pra ler e não porque a escrita é ruim, mas porque achei a trama monótona, o engraçado é que eu curti muito o livro “Despertar”, então o problema não foi nem o cenário apocalíptico com personagens estranhos e repugnantes, a questão é que não me prendeu mesmo. No primeiro livro acompanhamos a trajetória de Lilith pra escapar desses... leia mais

Estatísticas

Desejam164
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 4.0 / 9
5
ranking 22
22%
4
ranking 67
67%
3
ranking 11
11%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

19%

81%

Jully @juliannevituri
cadastrou em:
31/07/2019 15:58:04
Jully @juliannevituri
editou em:
05/08/2019 13:48:50