Treblinka

Treblinka Jean François Steiner

Compartilhe


Treblinka (Clássicos Modernos #48)





Jean-François Steiner, judeu preocupado com sua raça, considera-se acima de tudo francês, pois, além de ter nascido em Paris em 1938, assimilou toda a cultura francesa e se formou na Sorbonne. É casado com Grit von Brauchitsch, nascida em Berlim e neta do comandante-chefe da Wehrmacht nas campanhas da Polônia em 1939, da França em 1940 e da Rússia em 1941.

Em 1959, Steiner foi enviado à Argélia num regimento de pára-quedistas francês. Era o tempo do movimento de libertação daquele país. De volta à França, escreveu Como Se Faz Um Pára-Quedista, publicado na revista Les Temps Modernes, de Jean-Paul Sartre.
Jornalista, colabora nas revistas Réalités, L'Express, e le Nouveau Candide.

Aos dois anos de idade perdeu seu pai, deportado para Auschwitz. Segundo sua própria declaração, o massacre dos judeus o preocupou desde que dele tomou conhecimento. Levantando depoimentos e pesquisando em arquivos sobre o nazismo, os judeus e a Segunda Guerra Mundial, Steiner reuniu o material que lhe permitiu escrever Treblinka, terrível narrativa sobre as condições de vida num campo de concentração e a revolta que resultou em sua destruição em 1943.

Publicado na França em 1966, Treblinka despertou protestos e acusações. Muitos viram no livro uma tentativa de condenação da passividade dos judeus levados aos campos de concentração e extermínio. Mas a verdadeira intenção de Steiner foi relatar a revolta ocorrida no campo que deu a oportunidade de fuga e sobrevivência a seiscentos judeus.

História / História Geral

Edições (4)

ver mais
Treblinka
Treblinka
Treblinka
Treblinka

Similares

(7) ver mais
Capesius, o Farmacêutico de Auschwitz
Holocausto
Holocausto
Os Diários de Victor Klemperer

Resenhas para Treblinka (10)

ver mais
Onde perdi minha inocência...
on 14/12/09


Sabe aquele livro que, certa hora, dá vontade de atirar contra a parede de raiva? Não? Pois comigo teve essa vontade... Li com tenros nove aninhos de idade e o reli outras vezes mais tarde. Foi com ele que descobri que as nuvens não eram de algodão... Obra seminal para quem quer saber a fundo todo o horror do holocausto. Esqueçam qualquer filme ou série: leiam este livro. Ponto.... leia mais

Estatísticas

Desejam210
Trocam3
Avaliações 4.5 / 162
5
ranking 65
65%
4
ranking 23
23%
3
ranking 11
11%
2
ranking 1
1%
1
ranking 0
0%

31%

69%

Flucado
cadastrou em:
18/11/2012 22:28:21
Allysson Falcon
editou em:
10/02/2017 11:28:36