Uma Sensação Estranha

Uma Sensação Estranha Orhan Pamuk


Compartilhe


Uma Sensação Estranha





O principal personagem da obra de Orhan Pamuk não costuma ser uma pessoa, mas uma cidade: Istambul. Em “Uma sensação estranha” não é diferente. A transformação da cidade ao longo de várias décadas é apresentada pelos olhos de um vendedor ambulante, Mevlut, que passeia pelas ruas com potes de iogurte, arroz, ervilha e boza — uma bebida turca típica, feita com trigo fermentado. Nascido num pobre vilarejo, Mevlut sai de casa aos doze anos rumo à cidade grande. Ali começa uma série de tentativas falhadas de estudar, abrir negócios, engajar-se politicamente. Quando Mevlut chega à meia-idade, todos a seu redor estão de olho nas benesses fugazes de uma Turquia que se moderniza. Em “Uma sensação estranha”, Pamuk pinta um quadro brilhante da vida entre os recém-chegados que transformaram Istambul ao longo dos últimos cinquenta anos.

Romance

Edições (1)

ver mais
Uma Sensação Estranha

Similares

(1) ver mais
Dicionário Kazar - Edição feminina

Resenhas para Uma Sensação Estranha (3)

ver mais
"Lendo Nobel": sobre uma carta de amor à Istambul
on 20/7/20


Depois de me aventurar nas incríveis páginas de “Neve” e nas enfadonhas de “O livro negro”, era com receio que eu encarava o próximo livro de Orhan Pamuk, um autor que, antes de conhecer, tinha a sensação (sem trocadilhos) de que ia adorar logo de cara – o que acabou não acontecendo. Em dúvida entre o magnum opus “Meu nome é vermelho” e o recente, porém não pouco aclamado “Uma sensação estranha”, optei pela segunda, assim a frustração poderia ser menor. A grandiosidade desta obra, n... leia mais

Estatísticas

Desejam79
Trocam1
Avaliações 4.3 / 46
5
ranking 59
59%
4
ranking 30
30%
3
ranking 7
7%
2
ranking 2
2%
1
ranking 2
2%

30%

70%

Srta. Oliver
cadastrou em:
13/02/2017 22:26:29

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR