Vide e Proezas de Aléxis Zorbás

Vide e Proezas de Aléxis Zorbás Nikos Kazantzakis


Compartilhe


Vide e Proezas de Aléxis Zorbás





A história é narrada por um intelectual grego que decide lançar-se em uma empreitada arrojada para explorar uma mina de linhito em Creta. Num bar do porto, pouco antes de embarcar, conhece Aléxis Zorbás, a quem contrata para chefiar os trabalhos. Ao chegar à ilha, instalam-se temporariamente na casa de Madame Hortense, uma velha atriz do amor francesa. De dia o narrador se enfurna em sua jornada interna banhada pelo mar Líbio e materializada no manuscrito que escreve. À noite ele fica a escutar suas histórias, ouvindo-o tocar seu santir, vendo-o dançar as coisas que não consegue expressar com palavras. Suas mulheres, as guerras que viveu, suas certezas, suas dúvidas, suas loucuras. O conflito entre alma e corpo, ou espírito e carne, ou divindade e homem, é um dos pilares da obra de Nikos Kazantzákis. A ele, o narrador é lançado com força através de confrontos de visão de mundo que poderão remodelar pensamentos.

Edições (1)

ver mais
Vide e Proezas de Aléxis Zorbás

Similares


Resenhas para Vide e Proezas de Aléxis Zorbás (1)

ver mais
A profundidade de uma amizade

Escrito em primeira pessoa, o livro é um relato de um homem que é considerado um intelectual ao ser julgado por suas relações com os livros. Esse homem, que em momento algum nos é dado seu nome, resolveu fazer uma viagem, influenciado pela partida de seu grande amigo, muito estimado, Stavridákis, que na sua despedida, o chamou de "roedor de papel". Tal frase, o fez acordar para a vida e perguntar a si mesmo "Eu que amava tanto a vida, como podia estar há tantos anos enredado nos papeis... leia mais

Estatísticas

Desejam8
Trocam1
Avaliações 5.0 / 5
5
ranking 100
100%
4
ranking 0
0%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

41%

59%

Silvio
cadastrou em:
04/09/2011 18:08:34

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR