Faça seu login para ter acesso a todo conteúdo, participe também do sorteio de cortesias diárias. É rápido e gratuito! :) Entrar
Login
Livros | Autores | Editoras | Grupos | Trocas | Cortesias

Histórias Íntimas

Sexualidade e Erotismo na História do Brasil

Mary Del Priore
Resenhas
Recentes
24 encontrados | exibindo 1 a 5
1 | 2 | 3 | 4 | 5


Guarilha 24/01/2014

Em 1500, Pedro Álvares Cabral e sua comitiva chegaram à terra que seria batizada de Brasil e encontraram índios, nus e limpos. Não houve excitação; não houve erotismo. Ao contrário, os portugueses os viram como “animais ingênuos”. Enquanto isso, na Europa, artistas retratavam o nu – pura arte poética, nenhuma conotação erótica.

No século XVIII, praticava-se o sexo no mato, pois dentro das casas a falta de um artigo caríssimo, a fechadura, impedia qualquer privacidade. Numa época na qual a Igreja regulava até as relações sexuais entre marido e mulher, era na missa que casais se encontravam. E lá, aproveitando a parca iluminação e os lugares bem escondidinhos, transavam.

A visão dos seios não excitava; mas a dos pezinhos, única parte feminina nua, sim. Quanto mais roupa a mulher usasse, mais interesse causaria no sexo oposto. Casais devidamente casados iam para a cama cheios de ordens da Igreja: sexo era para procriar (crescei e multiplicai). Tirar a roupa, nem pensar. Prazer? Só para os homens.

Mary Del Priore, conceituada historiadora, conta essa história, com detalhes, em seu livro. Nele, a autora revela a relação entre homens e mulheres, família e Igreja, tabus e hábitos, machismo e feminismo, fidelidade e adultério, filhos legítimos e ilegítimos, escravas e senhores.

Com linguagem fácil e esclarecedora - e por vezes irônica, “Histórias Íntimas” foi escrito por quem sabe tornar agradáveis assuntos que em outras mãos seriam chatos. O livro também conta com ilustrações divertidas, que mostram de um jeito bem humorado a evolução da nossa sexualidade e do nosso erotismo.
comentários(0)comente



Edu-sjc 30/12/2013

A História em prosa
A autora é bem sucedida ao escrever este livro. Essa é minha singela opinião, mas demonstrada também pelas expressivas vendas. É o segundo livro da autora que leio, e fico feliz que, a exemplo de Laurentino Gomes, está resgatando (ou criando inédito) o interesse dos leitores pela História do Brasil.

O livro explora a intimidade e a sexualidade do brasileiro, desde a época colonial. Pela bibliografia apresentada no livro, a pesquisa foi intensa, porém a linguagem é bastante simples e direta. O texto é muito facilmente assimilado, e leva o leitor a ter ideia de como era a vida íntima dos nossos tataravós. Escrito dessa forma, o texto é muito mais acessível que os textos da coletânea " A História da Vida Privada" - Dubois G. et. al.

Em alguns trechos do livro há um pouco de repetição de textos do mesmo autor, como os de Gregório de Mattos, e com tantas fontes pesquisadas era de se esperar um pouco mais de diversidade de citações, mas acredito que essa opção da autora foi proposital, pois algumas publicações da época eram mais diretas e ficam mais atraentes no texto.

É uma boa aquisição para leitura de férias.
comentários(0)comente



Luiza 21/10/2013

Comentário Histórias Intimas - Sexualidade e Erotismo na História do Brasil
Comentário – Histórias Intimas –
Sexualidade e Erotismo na História do Brasil
Título: Histórias Intimas – Sexualidade e Erotismo na História do Brasil
Autor: Marie Del Priore
Editora: Planeta
Páginas: 238
ISBN : 978-85-7665-608-1 (2011)
Sinopse:
Quando o Brasil era a Terra de Santa Cruz, as mulheres tinham de se enfear e os homens precisavam dormir de lado, nunca de costas, porque “a concentração de calor na região lombar” excitava os órgãos sexuais. E nos momentos a dois- geralmente no meio do mato, e não em casa, porque chave era artigo de luxo e não era possível fechar as portas aos olhares e ouvidos curiosos-, as mulheres levantavam as saias e os homens abaixavam as calças e ceroulas. Tirar a roupa era proibido. E beijas na boca? Bem..sem pasta e escova de dentes difícil.
Entre muitas histórias do cotidiano brasileiro desde a época colonial, imperial, ditadura até os dias de hoje Mary Del Priore nos leva numa viagem pelo moralismo em torno do sexo, religião como fenômeno de dominação do comportamento humanos e até mesmos disseca a hipocrisia de uma sociedade que tentava a todo o momento conter os avanços da sexualidade humana. Com uma habilidade de contar histórias baseada em arquivos de pesquisa nos dando verossimilhança aos seus textos a autora nos conduz ao conhecimento e desvenda o quanto as práticas sexuais influenciaram o comportamento de nossos antepassados nos relegando um patrimônio hipócrita quanto a nosso desenvolvimento sexual. O Livro tem uma missão de informar por períodos históricos diferentes o quanto estávamos numa escuridão que nos obrigava a pensar e agir de acordo com um código de condutas que nos era imposto sem ao menos podermos questionar. Neste livros vamos começar a conhecer nossos personagens históricos e suas posições ideológicas. Percebe-se um contraste social muito forte em ambos os ambientes narrados. O livro é com certeza uma das melhores leituras que tive no ano de 2013 e autora definitivamente me conquistou.
O que acha da capa do livro?
A capa é linda e traduz a atmosfera de curiosidade que invoca no leitor porque na minha opinião representa o lado das ideias que envolvem os ambientes narrados simbolizando como proibido e que remete a cultura do castigo e da culpa. O Símbolo da capa com sua fechadura nos mostra o quão obscura e curiosa é a história de nossos antepassados no tocante ao seu comportamento erótico.. A diagramação está ótima, as páginas são amarelas que ajuda muito na leitura. A fonte é grande e não atrapalha a leitura do livro e o espaçamento é normal. O livro possui 238 páginas dividas cinco partes. A Editora Planeta fez um trabalho maravilhoso e merece nossos parabéns pela arte do livro e o sucesso que está fazendo.Gostou da resenha? Deixe seus comentários. Vamos compartilhar mais informações sobre leitura e suas opiniões são importantes para a melhoria deste blog e das resenhas aqui descritas. Obrigada por ler. Contato – leiturasdaluiza@gmail.com – Luiza Nogueira


site: http://leiturasdaluiza.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Bruno Rodrigues 29/09/2013

Resenha: “Histórias Intimas”, de Mary del Priori
História do Brasil e sexo. É sobre esse assunto que a autora Mary del Priori discorre em Histórias Intimas, lançado em 2011 pela editora Planeta. Se o nome do livro já gera expectativa, a capa gera entusiasmo. Nada como a curiosidade para fazer o leitor se apaixonar.

O chato primeiro capítulo é importante para compreensão da noção de intimidade que existia nos séculos XVI ao XVIII e que mudaram bastante no inicio do século XXI, alterações que acontecem de acordo com as modificações sociais. Não desista do livro nessa parte. Ele melhora. E muito!

Para ler a resenha completa, acesse:

site: http://www.leitoranalogico.com.br/resenha-historias-intimas-de-mary-del-priori/
comentários(0)comente



Carina 10/09/2013

A história do sexo no país do carnaval
A capa do mais recente livro de Mary Del Priore foi elaborada criteriosamente: uma fechadura de porta antiga indica não só a historicidade do assunto narrado, mas também o olhar curioso da pesquisadora sobre o que se passou sexualmente no Brasil, desde sua colonização.

O vermelho vivo que se destaca na imagem aponta para o erotismo, bem como para a violência que muitas vezes rege(u) as relações amorosas em nosso país. Por fim, o buraco suculento da porta pode ser visto, nada menos, como uma alegoria da vagina - escrito desde um ponto vista feminino, o olhar da autora se propõe a ser sério, porém não imparcial.

Há uma desconstrução de mitos eróticos que é essencial para a melhor compreensão da carnalidade e também da história do Brasil: nem sempre o seio foi objeto de desejo; o quarto não era o lugar do sexo; o pé já foi alvo de muito gozo. A única falha do livro me pareceu ser a falta de uma cronologia mais criteriosa para o entendimento de cada período; entretanto, ao se falar sobre sexo, a linearidade pode ser um freio para a leitura. E a leitura desta obra é e tem de ser feita de puro prazer.
comentários(0)comente



24 encontrados | exibindo 1 a 5
1 | 2 | 3 | 4 | 5



Publicidade


logo skoob beta
"Uma ferramenta como essa pode certamente ser usada por professores para incentivar a leitura"

Jornal do Brasil