A Linha de Sombra

A Linha de Sombra Joseph Conrad


Compartilhe


A Linha de Sombra


Uma Confissão




Última obra-prima escrita por Joseph Conrad, "A linha de sombra" (1917) marca o limite — tão indefinível e incompreensível, quanto inquietante e doloroso — que num determinado momento da vida configura, de modo irrevogável, o fim da juventude. Para o protagonista deste romance intenso, a ultrapassagem dessa fronteira coincide com uma experiência excepcional e dramática: oficial da marinha mercante, em seu primeiro comando se defronta com uma interminável calmaria no clima insalubre dos mares do sudoeste asiático, enquanto vê sua tripulação ser dizimada por uma violenta epidemia de febre. A imobilidade cada vez mais ameaçadora e sinistra do navio contrapõe-se a intensificação, nos homens que o deveriam conduzir, de uma angústia e de um medo que deixam o comandante na desolada solidão de sua responsabilidade e de sua importância. Nos vinte dias de calmaria — metáfora de um tempo e de um espaço espantosamente concentrados, ele parecerá atravessar todas as fases de uma existência, descobrindo a maravilha no terror, a ânsia irremediável nos sobressaltos e de alegria ou ainda a sutil sensação de derrota que permeia um episódio de libertação. Quando vencer essa situação, o comandante exibirá o traço indelével de uma ferida da alma, no fundo da qual encontrará confusa e corajosamente a consciência definitiva da condição humana.

Literatura Estrangeira

Edições (2)

ver mais
A Linha da Sombra
A Linha de Sombra

Similares

(7) ver mais
A casa de papel
O Negro do Narciso
Lord Jim
O Passageiro Secreto

Estatísticas

Desejam2
Trocam4
Avaliações 3.6 / 31
5
ranking 16
16%
4
ranking 42
42%
3
ranking 35
35%
2
ranking 6
6%
1
ranking 0
0%

46%

54%

Rodrigo ~BoB~
cadastrou em:
20/09/2010 11:38:23
P.
editou em:
15/06/2019 18:34:54