Cartas da zona de guerra

Cartas da zona de guerra Michael Moore


Compartilhe


Cartas da zona de guerra


Algum dia voltarão a confiar na América?




Desde seu famoso discurso na cerimônia de entrega do Oscar 2003, quando ganhou o prêmio de melhor documentário por Tiros em Columbine, Michael Moore tem sido um crítico fervoroso da administração Bush e da guerra no Iraque. Desta vez, Moore aponta os holofotes para aqueles que ele considera os verdadeiros heróis de protesto: os homens e mulheres que lutaram no Iraque e que desejam levar a público como eles se sentem em relação a sua missão no campo de batalha. Para este livro, Moore selecioneo 107, das milhares de cartas pessoais que lhe foram enviadas pelos soldados durante o conflito - muitas delas dirigidas para seu website - além de cartas de familiares e de veteranos de outras guerras. As correspondências de Michael Moore com o front estão aí para provar que estão equivocados aqueles que pensam que os soldados convocados para a guerra do Iraque apóiam a iniciativa de George W. Bush.

Após terem sido enganados sobre as armas de destruição em massa e a conexão entre a al Qaeda e o Iraque e de terem sido obrigados a ampliar as tropas e continuar o combate mesmo muito tempo depois do presidente George W. Bush ter declarado "missão cumprida" no Iraque, esses soldados têm muito a dizer. Publicadas pela primeira vez, as mensagens revelam, de maneira comovente, as verdadeiras mentes e corações dessas pessoas que arriscaram suas vidas para "proteger" os compatriotas e "cumprir o dever", engajadas na "guerra contra o terror", propagada de forma tão alarmante pelo presidente George W. Bush. As cartas expressam suas angústias e frustrações, dores e lágrimas, esperanças e orações, revelando um lado da história que não foi mostrado em nenhum outro lugar. O livro contém ainda uma introdução do próprio Michael Moore e é permeado de comentários adicionais.

Edições (1)

ver mais
Cartas da zona de guerra

Similares

(2) ver mais
Stupid White Men
Cara, cadê o meu país?

Resenhas para Cartas da zona de guerra (9)

ver mais
Errar é humano. Persistir no erro é...
on 5/1/10


Segue a transcrição de um diálogo entre eu e meu marido: Aline: Terminei de ler "Cartas da Zona de Guerra" ontem. Marido: Ah é? E daí? Aline: Achei uma bobagem sem tamanho. Incrível como esses americanos são idiotas. Lá em mil-novecentos-e-sessenta-e-alguma-coisa eles já se ferraram no Vietnã por uma desculpa esfarrapada. Daí o Oliver Stone fez "Platoon", eles não aprenderam nada e ainda foram repetir a dose no Iraque! Marido: Aline, os americanos não assistiram "Platoon". Eles ass... leia mais

Estatísticas

Desejam6
Trocam12
Avaliações 3.3 / 137
5
ranking 15
15%
4
ranking 20
20%
3
ranking 47
47%
2
ranking 15
15%
1
ranking 3
3%

50%

50%

Vitor Joenk
cadastrou em:
06/01/2009 19:32:12