Garotas Mortas

Garotas Mortas Selva Almada


Compartilhe


Garotas Mortas





Um dos grandes nomes da literatura argentina contemporânea, Selva Almada investiga três casos de feminicídio em seu país na década de 1980. E mostra que a situação não mudou com o tempo. Três assassinatos entre centenas que não são suficientes para estampar as manchetes dos jornais ou mobilizar a cobertura dos canais de TV. Três casos cujas notícias chegam desordenadas: uma rádio as anuncia, um pequeno jornal provinciano dá algum destaque, alguém se lembra dos ocorridos em uma conversa. Três crimes “menores” enquanto a Argentina celebrava o retorno da democracia. Três mortes sem culpado. Com o tempo, essas histórias se convertem em uma obsessão particular da autora, o que a leva a uma investigação bastante atípica. A prosa cristalina de Selva Almada mostra como as violências diárias contra meninas e mulheres acabam fazendo parte de algo considerado “normal”. Com este livro, a autora desbrava novos caminhos para a não ficção latino-americana.

Literatura Estrangeira / Não-ficção

Edições (1)

ver mais
Garotas Mortas

Similares

(4) ver mais
O vento que arrasa
El viento que arrasa
Arte e Letra: Estórias Z
Chicas Muertas

Resenhas para Garotas Mortas (9)

ver mais
Uma das histórias contadas por Clarissa Pinkola Estés em Mulheres que correm com os lobos é a da Mulher-Esquelo: aquela que é assassinada pelo pai e tem seus ossos jogados ao mar, retornando à vida quando um pescador desavisado retira sua ossada da água. Em Garotas Mortas, Selva Almada utiliza como recurso narrativo uma taróloga, a quem chama de Senhora, que em determinado momento conta uma história parecida, a da Mulher dos Ossos, aquela que recolhe os ossos dos que ficaram pelo camin... leia mais

Vídeos Garotas Mortas (1)

ver mais
Leituras de Julho 2019

Leituras de Julho 2019


Estatísticas

Desejam119
Trocam1
Avaliações 4.0 / 172
5
ranking 34
34%
4
ranking 48
48%
3
ranking 16
16%
2
ranking 1
1%
1
ranking 1
1%

16%

84%

Levi
cadastrou em:
27/04/2018 09:27:03
Alexsandra
editou em:
26/06/2018 20:58:28