Kafka de Crumb

Kafka de Crumb Robert Crumb


Compartilhe


Kafka de Crumb





"O que tenho em comum com os judeus? Não tenho nada em comum até mesmo comigo." Nada poderia expressar melhor a essência de Franz Kafka, um homem definido por seus amigos como vivendo detrás de "uma parede de vidro".
Kafka escreveu seguindo a tradição dos grandes contadores de histórias iídishes, cujo material era a fantasia bizarra, salpicada com hilaridade e auto-depreciação. O que ele aportou a essa tradição foi uma quase insuportável consciência expandida. Alienado de suas raízes, de sua família, de sua circunvizinhança e primariamente de seu próprio corpo, Kafka criou uma linguagem literária única na qual esconder-se, transformando-se numa barata, num macaco, num cachorro, numa toupeira ou num artista de circo que se obriga a morrer de fome frente ao público.
O texto brilhante de David Mairowitz e as ilustrações do maior artista underground de histórias em quadrinhos do mundo, Robert Crumb, nos ajudam a ver além do clichê "kafkiano" e a observar, através da parede de vidro, a criatura única ali exposta.

Edições (3)

ver mais
Kafka de Crumb
Kafka de Crumb
R. Crumb

Similares

(3) ver mais
Kafka e a marca do corvo
Kafka
Franz Kafka, sonhador insubmisso

Resenhas para Kafka de Crumb (5)

ver mais
Uma autobiografia não autorizada
on 15/3/10


Uma autobiografia não autorizada: isto seria um contra-senso até para Franz Kafka, mas o livro chega tão perto disso quanto se pode desejar. O escritor de origem judia nasceu na Praga de 1883 e o quadrinista de origem católica, na Filadélfia de 1943, mas não se precisa saber muito da vida e obra de ambos para se suspeitar de que Robert Crumb foi motivado por mais que uma afinidade superficial. O Kafka de Crumb, em parceria com o escritor David Zane Mairowitz, não é uma mera quadriniza... leia mais

Estatísticas

Desejam67
Trocam1
Avaliações 4.3 / 194
5
ranking 51
51%
4
ranking 33
33%
3
ranking 15
15%
2
ranking 1
1%
1
ranking 0
0%

58%

42%

Lucas
cadastrou em:
25/08/2010 15:46:50