Fazes-me falta

Fazes-me falta Inês Pedrosa


Compartilhe


Fazes-me falta





Um romance de duas vozes – um homem, uma mulher – sobre o modo como as suas vidas se cruzam e descruzam, até que a morte, inesperadamente, arrancou a mulher, ainda jovem, aos seus projetos políticos e pessoais. A carreira política da mulher afastara-a desse homem, um ex-militar da guerra colonial, bastante mais velho, que começara por ser seu aluno e depois se transformara no seu mais íntimo amigo. O livro indaga incessantemente de que matéria se faz esse exercício de compromisso a que chamamos amizade. A mulher fala já do lado de lá da vida, num lugar intermédio onde tudo observa e em nada pode interferir. Ela recorda o que viveu com ele, ele recorda o que viveu com ela – e essas memórias, factualmente idênticas, narram duas histórias diferentes: cada um deles tem a sua versão dos mesmos acontecimentos, e essas versões nunca coincidem. Este é um romance sobre o poder dos pequenos equívocos e a solidão irredimível da experiência individual. É também um romance sobre um erotismo que extravasa o amor, e sobre Deus ou a sua ausência - esse Deus em que a mulher acredita e que, para o homem, é apenas um personagem de ficção. Une-os, todavia, a fé nesse encontro definitivo entre dois seres – na concordância como na discórdia, na presença como na ausência, no corpo como na alma, mesmo quando a morte os separa. Uma fé no possível que se afirma ainda quando o impossível foi declarado. A voz feminina continua a falar, do lado da morte, como se essa mudança fosse apenas um pormenor: "talvez não haja idades. Só mortos ressoando pelos canais do Tempo, mortos que, como ímans, aproximam e afastam os que ainda não morreram. Tu trazias tantos mortos na sombra do teu sorriso." E por isso a voz masculina dirá que "Deus é uma conspiração de mortos contra a amnésia dos vivos."

Ficção / Literatura Estrangeira / Romance

Edições (4)

ver mais
Fazes-me Falta
Fazes-me falta
Fazes-me falta
Fazes-me Falta

Similares

(7) ver mais
Lavoura Arcaica
Hibisco roxo
Se um viajante numa noite de inverno
Dentro de ti ver o mar

Resenhas para Fazes-me falta (40)

ver mais
Trecho
on 2/3/12


Porque tu morreste, experimento pela primeira vez o sopro de eternidade - acredito agora que há um lugar do lado de lá onde tu me esperas. Não sorrias - não é ainda a Fé. Esse lugar de mortos, vejo-o como uma planície de cinzas. Um sítio largo onde habita a melancolia dos que se recusam a largar a vida, como tu. Um lugar sem Deus - mas contigo. Recomendar? com que palavras?... leia mais

Estatísticas

Desejam151
Trocam6
Avaliações 4.1 / 439
5
ranking 45
45%
4
ranking 31
31%
3
ranking 18
18%
2
ranking 5
5%
1
ranking 2
2%

21%

79%

Lia
cadastrou em:
14/01/2009 19:09:23
Daniel
editou em:
22/05/2020 11:11:30