Slam

Slam Nick Hornby




Slam





Autor de sucessos de público e crítica como Alta fidelidade, Febre de bola e Um grande garoto, o britânico Nick Hornby, que conquistou leitores em todo o mundo ao expor as crises por que passam os homens na casa dos 30 anos, dedica-se agora a um protagonista mais jovem. Em Slam, ele conta a história de Sam, arremessado à paternidade ainda na adolescência, e as mudanças que o jovem precisa enfrentar para antecipar a chegada na idade adulta. O romance é temperado pelo bom humor, pela linguagem fluida, repleta de referências da cultura pop, e pelo inconfundível talento do escritor inglês para refletir sobre a alma masculina. Com direitos de tradução comercializados para 26 países e com adaptação garantida para o cinema, pelas mãos do próprio Nick Hornby, Slam chega às livrarias do Brasil a partir de 26 de abril.

Sam vivia aquela que parecia ser a melhor fase da sua vida. A mãe tinha se livrado daquele namorado mala do Steve, a professora de arte o incentivava a fazer faculdade, ele tinha aprendido duas novas manobras no skate e ainda havia a Alicia, a garota mais linda e descolada do mundo. Para completar, tinha também os conselhos de Tony Hawk, tirados diretamente do pôster da parede do quarto e das linhas do livro autobiográfico do campeão de skate – que Sam leu mais de 50 vezes. Mas como nada permanece igual por muito tempo, não demorou para tudo começar a mudar. E neste caso, um pouco para pior.

Mas antes de contar como ele levou o maior tombo de sua vida, um verdadeiro "slam", o protagonista passa algumas informações importantes para o leitor. Agora, enquanto escreve, ele já tem 18 anos. E é aí que rememora o que aconteceu aos 16, quando estava no último ano do colégio, planejava estudar arte, passava horas andando de skate e começava a ter relacionamentos mais longos do que duas semanas. Naquela época, a mãe estava com 32 anos e o pai, 33. E quanto a ele. Bom, Sam também estava prestes a ser apenas 16 anos mais velho que seu primeiro filho... E nem o pôster de Tony Hawk, com suas respostas para tudo, sabia exatamente o que dizer sobre isso. Em questão de minutos, Sam levou um tombaço que virou sua vida de cabeça para baixo. Ele mal sabia que aquilo era só o começo.

Para deixar a história mais curiosa para o público adolescente e um tanto mais atraente para os adultos, Hornby manda o garoto para o futuro. Não um futuro muito distante, mas longe o suficiente para deixar qualquer um - adultos e adolescentes – em estado de alerta. Aos poucos, o escritor revela os questionamentos que vão tomando conta do rapaz e as mudanças impostas pelo seu amadurecimento forçado, sempre com o tom engraçado e casual que faz dele um mestre em captar no cotidiano de homens em busca da sua identidade matéria-prima para seus romances. E demonstra a mesma habilidade para falar aos mais jovens que lhe rendeu milhões de fãs na casa do 25 aos 40 ao redor do mundo.

Literatura Estrangeira

Edições (2)

ver mais
Slam
Slam

Similares

(2) ver mais
Um Grande Garoto
Skate na pista do Amor

Resenhas para Slam (27)

ver mais
on 15/4/09


Eu sabia que me apaixonaria por "Slam" mesmo antes de tocar no livro, então não me surpreendeu em nada querer lê-lo várias e várias vezes depois. É apaixonante. Nick Hornby realmente exagera muito às vezes, mas a maior parte do tempo o livro é muito, muito engraçado. Daqueles que te obriga a reconhecer a sua idiotice. A história tem um bom ritmo, é atual e Nick faz com que a gente ache que Sam poderia ser eu ou você, ele é só um adolescente normal - talvez não muito, mas é - tentando e... leia mais

Estatísticas

Desejam121
Trocam7
Avaliações 3.7 / 838
5
ranking 29
29%
4
ranking 28
28%
3
ranking 32
32%
2
ranking 8
8%
1
ranking 2
2%

27%

73%

Bail
cadastrou em:
24/12/2008 13:50:04
- bia !
editou em:
14/07/2016 21:16:08