A Rosa da Meia-Noite

A Rosa da Meia-Noite Lucinda Riley




PDF - A Rosa da Meia-Noite


Atravessando quatro gerações, A Rosa da Meia-Noite percorre desde os reluzentes palácios dos marajás da Índia até as imponentes mansões da Inglaterra, seguindo a trajetória extraordinária de Anahita Chavan, de 1911 até os dias de hoje.

Uma paixão para a vida toda. Uma procura sem fim.

No apogeu do Império Britânico, a pequena Anahita, de 11 anos, de origem nobre e família humilde, aproxima-se da geniosa Princesa Indira, com quem estabelece um laço de afeto que nunca mais se romperia. Anahita acompanha sua amiga em uma viagem à Inglaterra pouco tempo antes da eclosão da Primeira Guerra Mundial. Ela conhece, então, o jovem Donald Astbury, herdeiro de uma deslumbrante propriedade, e sua ardilosa mãe.
Oitenta anos depois, Rebecca Bradley é uma jovem atriz norte-americana que tem o mundo a seus pés. Quando a turbulenta relação com seu namorado, igualmente rico e famoso, toma um rumo inesperado, ela fica feliz por saber que o seu próximo papel uma aristocrata dos anos 1920 irá levá-la para muito longe dos holofotes: a isolada região de Dartmoor, na Inglaterra. As filmagens começam rapidamente, e a locação é a agora decadente Astbury Hall.
Descendente de Anahita, Ari Malik chega ao País sem aviso prévio, a fim de mergulhar na história do passado de sua família. Algo que ele descobre junto com Rebecca começa a trazer à tona segredos obscuros que assombram a dinastia Astbury.





A Rosa da Meia-Noite

O PDF do primeiro capítulo ainda não está disponível

O Skoob é a maior rede social para leitores do Brasil, temos como missão incentivar e compartilhar o hábito da leitura. Fornecemos, em parceira com as maiores editoras do país, os PDFs dos primeiros capítulos dos principais lançamentos editoriais.

Vídeos A Rosa da Meia-Noite (1)

ver mais
A rosa da meia noite, Lucinda Riley

A rosa da meia noite, Lucinda Riley


Resenhas para A Rosa da Meia-Noite (124)

ver mais
Alto teor de exoticidade


*suspiro fundo* Esse livro foi um pedido atendido por um anjo bom... :) Estava querendo ler algo desses que a gente começa e não quer parar mais, sabe? Tentei alguns romances mas, nada me prendia e eu recolocava na estante para ler mais tarde. Já meio desanimada fiquei pensando se o problema estava comigo... talvez eu é que não estivesse no pique para ler (o que é estranho, mas...). Nesse ínterim, a Rosa da Meia-Noite passou na minha frente várias vezes sem que eu desse ouvidos (ou o...