Admirável Mundo Novo

Admirável Mundo Novo Aldous Huxley




PDF - Admirável Mundo Novo


Você já sentiu um gosto de vida controlada em nome do bem social? Já sentiu que o mundo a sua volta parece uma gaiola de felicidade? Ou um manual da vida perfeita? Num mundo desses, todos deveriam ler Admirável mundo novo, de Aldous Huxley (1894-1963). Membro de uma família da elite britânica, envolvida com discussões que iam da teologia ao darwinismo, Huxley inventou esse mundo admirável para denunciar o risco das utopias (o sonho de um mundo perfeito). Sua distopia (o contrário de uma utopia) descreve um futuro horrível fruto de uma utopia que deu errado. Essa utopia é o projeto utilitário. O utilitarismo é a escola ética de maior impacto no mundo contemporâneo, pois elegeu como princípio maior da vida a eliminação do sofrimento e a otimização do bem-estar. Sempre preocupados com a administração pública, os utilitaristas imaginaram um mundo sem contradições. Por isso, em nome da felicidade, sacrificariam a liberdade. Bem-vindos ao nosso mundo. Luiz Felipe Pondé Colunista da Folha





Admirável Mundo Novo

O PDF do primeiro capítulo ainda não está disponível

O Skoob é a maior rede social para leitores do Brasil, temos como missão incentivar e compartilhar o hábito da leitura. Fornecemos, em parceira com as maiores editoras do país, os PDFs dos primeiros capítulos dos principais lançamentos editoriais.

Vídeos Admirável Mundo Novo (51)

ver mais
TAG: 5 LIVROS DA MINHA ESTANTE QUE AINDA NÃO LI | Livraneios

TAG: 5 LIVROS DA MINHA ESTANTE QUE AINDA NÃO LI |

A borra do café + leituras de abril 2018

A borra do café + leituras de abril 2018

TAG | TODO mundo LEU menos EU

TAG | TODO mundo LEU menos EU

UNBOXING E BOOKHAUL DE FEVEREIRO | LIVROS E AUDIOBOOKS BARATINHOS

UNBOXING E BOOKHAUL DE FEVEREIRO | LIVROS E AUDIOB


Resenhas para Admirável Mundo Novo (737)

ver mais
DESAFIO LITERÁRIO 2011 - Tema: Ficção Científica / Mês: Abril (Livro 2)


Admirável Mundo Novo me deixou inquieta assim como 1984 de Orwell. Ainda que este último tenha me afetado de forma bem mais opressora, Huxley não ficou muito atrás. Já nos primeiros capítulos o autor nos apresenta um mundo inimaginável (porém provável) onde as pessoas são condicionadas biologicamente e psicologicamente a existirem em concordância com as leis e normas sociais da época que não possuíam as éticas religiosas e apegos morais que regem a nossa atual sociedade. Quando algum i...