O Conto da Aia

O Conto da Aia Margaret Atwood


Compartilhe


PDF - A história da aia


Escrito em 1985, o romance distópico O conto da aia, da canadense Margaret Atwood, tornou-se um dos livros mais comentados em todo o mundo nos últimos meses, voltando a ocupar posição de destaque nas listas do mais vendidos em diversos países. Além de ter inspirado a série homônima (The Handmaid’s Tale, no original) produzida pelo canal de streaming Hulu, o a ficção futurista de Atwood, ambientada num Estado teocrático e totalitário em que as mulheres são vítimas preferenciais de opressão, tornando-se propriedade do governo, e o fundamentalismo se fortalece como força política, ganhou status de oráculo dos EUA da era Trump. Em meio a todo este burburinho, O conto da aia volta às prateleiras com nova capa, assinada pelo artista Laurindo Feliciano.





O Conto da Aia

O PDF do primeiro capítulo ainda não está disponível

O Skoob é a maior rede social para leitores do Brasil, temos como missão incentivar e compartilhar o hábito da leitura. Fornecemos, em parceira com as maiores editoras do país, os PDFs dos primeiros capítulos dos principais lançamentos editoriais.

Vídeos O Conto da Aia (86)

ver mais
BOOKSHELF TOUR 2018 (parte 3) | Caverna da Leitura

BOOKSHELF TOUR 2018 (parte 3) | Caverna da Leitura

Assista e Leia THE HANDMAID'S TALE - O CONTO DA AIA | Podcast Heroicamente | Episódio #32

Assista e Leia THE HANDMAID'S TALE - O CONTO DA AI

O Conto da Aia

O Conto da Aia

O CONTO DA AIA (comentários com spoilers)

O CONTO DA AIA (comentários com spoilers)


Resenhas para O Conto da Aia (349)

ver mais
Sugestão de Leitura


Precisei respirar fundo e me reorganizar para escrever este post, afinal, tenho diante de mim a tarefa de escrever sobre um dos melhores livros que já li (e já li muito ao longo da minha vida). Margaret Atwood já havia conquistado meu coração com seu maravilho "Oryx e Crake" e, agora, depois de ler "O Conto da Aia", ela definitivamente tornou-se uma das minhas escritoras preferidas. "O Conto da Aia", publicado em 1985 (o ano em que nasci, aliás), é categorizado como distopia e como ...