Tartarugas Até Lá Embaixo

Tartarugas Até Lá Embaixo John Green


Compartilhe


PDF - Tartarugas até lá embaixo


Depois de seis anos, milhões de livros vendidos, dois filmes de sucesso e uma legião de fãs apaixonados ao redor do mundo, John Green, autor do inesquecível A culpa é das estrelas, lança o mais pessoal de todos os seus romances: Tartarugas até lá embaixo.

A história acompanha a jornada de Aza Holmes, uma menina de 16 anos que sai em busca de um bilionário misteriosamente desaparecido – quem encontrá-lo receberá uma polpuda recompensa em dinheiro – enquanto lida com o transtorno obsessivo-compulsivo (TOC).

Repleto de referências da vida do autor – entre elas, a tão marcada paixão pela cultura pop e o TOC, transtorno mental que o afeta desde a infância –, Tartarugas até lá embaixo tem tudo o que fez de John Green um dos mais queridos autores contemporâneos. Um livro incrível, recheado de frases sublinháveis, que fala de amizades duradouras e reencontros inesperados, fan-fics de Star Wars e – por que não? – peculiares répteis neozelandeses.





Tartarugas Até Lá Embaixo

Leia o PDF do primeiro capítulo de Tartarugas Até Lá Embaixo

Visualizar

O Skoob é a maior rede social para leitores do Brasil, temos como missão incentivar e compartilhar o hábito da leitura. Fornecemos, em parceira com as maiores editoras do país, os PDFs dos primeiros capítulos dos principais lançamentos editoriais.

Vídeos Tartarugas Até Lá Embaixo (87)

ver mais
TARTARUGAS ATÉ LÁ EMBAIXO, John Green | Resenha

TARTARUGAS ATÉ LÁ EMBAIXO, John Green | Resenha

Resenha - Tartarugas até lá embaixo , John Green

Resenha - Tartarugas até lá embaixo , John Green

Tartarugas até lá embaixo, de John Green

Tartarugas até lá embaixo, de John Green


Resenhas para Tartarugas Até Lá Embaixo (461)

ver mais


Este novo livro de Green, TARTARUGAS ATÉ LÁ EMBAIXO, sofre dos mesmos problemas dos outros livros do autor. Ele cria situações que são propositalmente direcionadas para atender a narrativa de forma não orgânica, e constrói personagens que tentam passar credulidade, mas têm atitudes e diálogos que não condizem com a realidade. Tá, eu sei que ficou confuso, e você deve estar se perguntando: “de que merda ele tá falando?”. Bem, vou tentar explicar, usando A CULPA É DAS ESTRELAS como ex...