Onde Termina o Rio

Onde Termina o Rio Charles Martin




Resenhas - Onde Termina o Rio


33 encontrados | exibindo 16 a 31
1 | 2 | 3


Duda 07/12/2016

Onde Termina O Rio, por Charles Martin
Doss Michaels foi um menino pobre, que sempre morou com sua mãe em um trailer em um parque de caravanas junto ao rio St. Mary e tinha uma doença respiratória que o impedia de levar uma vida totalmente normal; seu maior sonho sempre foi ser pintor, e sua mãe sempre o apoiou para que ele pudesse realizar esse sonho, mas ele a perdeu cedo demais e a partir dai passou a viver sozinho e teve que fazer de tudo para que seu sonho não morresse.
Abigail Coleman, filha única de um senador muito importante, foi criada pelas empregadas da casa, já que devido a profissão, seu pai nunca tinha tempo para ela; com o passar dos anos Abbie, como prefere ser chamada, se tornou uma modelo muito famosa e requisitada e o tempo e sua profissão só tornou o relacionamento entre pai e filha cada vez pior.

Duas pessoas completamente diferentes, vivendo em mundos completamente diferentes, mas que, apesar das grandes diferenças, ao se conheceram, logo que se apaixonam, mas, parar ficarem juntos, eles vão ter que enfrentar muitas dificuldades; a maior de todas aparece quando eles já estão casados: Abbie é diagnosticada com um câncer terminal.

Resenha Completa Em:

site: http://palavrasradioativas.com/onde-termina-o-rio-por-charles-martin-2/
comentários(0)comente



Kamylla Cristina 14/06/2017

Onde Termina o Rio, de Charles Martin
Doss e Abbie são casados há 14 anos. Ela é uma modelo famosa, designe de interiores prestigiada e filha de um influente senador. Ele é um pintor talentoso constantemente criticado pela falta de inovação em seu trabalho; criado à beira do rio por uma mãe solteira, Doss vive em pé de guerra com o sogro que não aceita o casamento dos dois.
Em meio às turbulências da vida os dois constroem uma boa vida juntos até que Abbie recebe o diagnóstico de câncer.

Cansada da rotina de cortar, queimar e envenenar o câncer, Abbie cria uma lista com dez coisas que quer fazer antes de morrer e consegue fazer Doss prometer que a ajudaria a completar cada item. O problema é que ela está muito debilitada e talvez não sobreviva à viagem.

1- Andar num carrossel antigo;
2- Fazer um looping num avião velho;
3- Tomar vinho na praia
4- Nadar pelada;
5- Nadar com os golfinhos;
6- Ir pescar;
7- Posar;
8- Dançar com meu marido;
9- Rir até doer;
10- Descer o rio... inteiro desde Moniac.

Sem perspectivas de melhora Doss decide que está na hora de dar a Abbie o que ela quer, e os dois iniciam sua jornada no rio.

“O câncer pode fazer muita coisa. Pode destruir sua vida, roubar tudo o que você ama, estilhaçar sonhos, minar sua autoconfiança, desconectar sua alma e deixa-lo devastado e esmagado. Pode roubar-lhe as esperanças, sussurrar mentiras nas quais você aprende a acreditar e apagar as luzes ao longo do rio. Vai lhe roubar a voz, a saúde e a imagem de si mesmo. Vai alimentá-lo com náusea e ensiná-lo a diferença entre estar cansado e estar exausto. E quando você acreditar que não vai aguentar e não consegue mais pensar, ele despeja o desespero sobre você como um cobertor. “

Charles Martin trouxe como personagens neste livro Doss, Abbie e o câncer. Querendo ou não a doença se torna um intruso presente na vida deles, sugando sua força e esperanças durante todo o livro. O livro é escrito em primeira pessoa, através do ponto de vista de Doss. Para mim essa escolha foi perfeita e deu um toque de desabafo o que acabou tornando a narrativa mais dramática, e acabou me prendendo ainda mais na leitura.


Neste belo romance vemos sim o clichê habitual onde a garota rica se apaixona pelo garoto pobre, eles se casam e vivem felizes para sempre, nesse caso até onde o câncer permitir. Mas também vemos uma pessoa se entregando totalmente para que a outra possa ter o mínimo de conforto, o companheirismo, a fidelidade e a lealdade, mas acima de tudo podemos observar a dor de perder alguém. Ao longo das páginas comecei a sofrer com o Doss pelo destino iminente da Abbie e como a maria mole de sempre, derramei algumas lágrimas ao final dessa jornada.


“Em algum momento nesses dois anos, me dei conta de algo. Uma célula normal tem um botão de autodestruição automática que dispara depois que já serviu a seu propósito. Elas vivem, fazem o que foram feitas para fazer e apertam o botão. O suicídio é esperado. No fim das contas, o câncer é apenas um monte de células que se recusam a morrer. E, para piorar as coisas, células cancerosas não são estrangeiras. Não é como se viessem de outro lugar. Nosso próprio corpo cria aquilo que nos mata."

Onde Termina o Rio me surpreendeu bastante. É uma história muito profunda sobre os limites do amor. Até onde você está realmente preparado para cumprir à risca os votos matrimoniais, na saúde ou na doença, até que a morte os separe?

P.S: Se meus marcadores piscassem, meu exemplar seria uma bela árvore de natal de tantas marcações que fiz. :D

site: http://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/2016/08/onde-termina-o-rio-de-charles-martin.html
comentários(0)comente



Gleise 28/05/2015

Triste, profundo e repleto de amor verdadeiro
Terminei de ler aos prantos...um ataque de choro mesmo. Foi um livro angustiante de ler, é uma história muito triste, de muito sofrimento, dor, mas muito amor...um amor profundo, puro, de alma mesmo.
Abbie é filha de um senador, Doss cresceu em um rio, morando em um trailler, e os dois tem uma história de vida completamente diferentes...mas tem o amor em comum...se encontraram um no outro, se completam e são felizes até que o maldito câncer é descoberto.
Não dei 5 estrelas para a história, porque na minha opinião, a narrativa é muito detalhada, eu não gosto.
Mas as outras partes são lindas, e são contadas de uma forma tão intensa que, agora que o livro terminou, sinto como se Abbie e Doss fossem da minha família...estou me sentindo tão triste por eles...escrevo com os olhos marejados e se falo choro novamente...
Não é um livro que vai agradar muitas pessoas porque é extremamente triste, mas pelo menos para mim, mostrou que o câncer pode ser capaz de destruir tudo, menos o AMOR. Este permaneceu com Abbie e Doss dentro do coração deles...e um pouquinho no meu também.

site: www.sugestoesdelivros.com.br
comentários(0)comente



Deza Farias 25/12/2017

"MARAVILHOSO E ENVOLVENTE"
Esse livro foi umas das surpresa de 2017 . Ganhei esse livro no ano passado em um evento da "Galera Record". Nunca tinha de fato me interessado por ele , só que como tenho mania de usar o "book jar" ( aquele potinho , onde colocamos os nomes dos livros e tiramos um ,para ler. Então saiu esse livro seu comecei a devorar .

O livro é contagiante e muito dramático , uma coisa eu garanto , eu nunca li um livro que mostrasse o câncer , como esse livro me mostrou . Se você chorou com "A culpa é das estrelas" então você vai desidratar com esse.

A capa pode não ser o atrativo desse livro ( não gostei da capa rsrsrrs ) mais o demais eu não tenho do que reclamar , a escrita do autor flui , muito rápido e os personagens aaaaaaaaaaaah , queria pôde guarda-los dentro da minha casa , sob a minha proteção 24hrs , não todos é claro kkkk , mais a maioria .

O livro conta a luta de Abbie contra o câncer e o apoio e amor do seu marido. Casados a 14 anos Abbie e Dos colecionam muitas história e poderia colecionar mais , se o câncer não tivesse roubado toda a energia de Abbie .

Abbie está cansada de está atracada a uma cama , apenas sobrevivendo ao câncer. Então cansada de cortar, queimar e envenenar o câncer, Abbie cria uma lista com dez coisas que quer fazer antes de morrer e consegue fazer Doss prometer que a ajudaria a completar cada item. O problema é que ela está muito debilitada e talvez não sobreviva à viagem.

1- Andar num carrossel antigo;
2- Fazer um looping num avião velho;
3- Tomar vinho na praia
4- Nadar pelada;
5- Nadar com os golfinhos;
6- Ir pescar;
7- Posar;
8- Dançar com meu marido;
9- Rir até doer;
10- Descer o rio... inteiro desde Moniac.

Sem perspectivas de melhora Doss decide que está na hora de dar a Abbie o que ela quer, e os dois iniciam sua jornada no rio.


Esse é aquele livro que eu queria que o mundo lesse. Espero que um dia adaptem ele , porque eu vou amar , ver essas história na tela.de um cinema.

Minha nota foi 4 1/2 e sim eu favoritei o livro. Poderia ter dado 5 estrelas , mais umas coisas me incomodaram na leitura , o que acabou pesando na hora de classificar , mas nada que interfira no prazer da leitura.

Boa leitura a todos :)
Dany 26/12/2017minha estante
Me instigou


Deza Farias 26/12/2017minha estante
Leia , vale a pena :)




Marina 15/05/2019

Tive vários problemas com esse livro. Sinceramente, eu esperava muito mais dele, tendo em vista a avaliação alta e o tanto que as pessoas falam bem.

Vamos lá, apesar de eu adorar um dramão, esta história não conseguiu me comover. Achei que os personagens são rasos demais. Ela, menina rica, linda, modelo, sociável, simpática, se sai bem em qualquer contexto social, bem sucedida, boa pessoa, enfim, perfeita. Depois de toda a doença, ela continua cândida e agradável até o fim. A pessoa está morrendo (não só literalmente, como também de dores) e consegue ser educada, bem humorada, faz piadas, etc. Continua a mulher perfeita até o fim.
O marido, o príncipe encantado, protetor, com sua honra, fidelidade e paciência inabaláveis até o final (mesmo atendendo a pedidos esdrúxulos).
Achei o romance como um todo um conceito muito tradicionalista e idealizado, e por isso mesmo meio raso. Não consegui estabelecer simpatia ou vínculo emocional com nenhum dos personagens.
As partes das descrições do rio também eram extremamente enfadonhas.

Enfim, definitivamente, não foi um livro pra mim, uma pena.
comentários(0)comente



Mafi 17/01/2013

Um romance emocionante
Opinião aqui:

http://algodaodoceparaocerebro.blogspot.com/2012/12/opiniao-contemporanea-ate-que-o-rio-nos.html
comentários(0)comente



Gabi 06/01/2012

O que você faria por amor?


Doss e Abigail Grace estão casados há quatorze anos, nos últimos quatro anos eles vêem lutando contra uma doença que assolou as suas vidas. Abbie tem câncer e os médicos lhe deram apenas uma semana de vida, juntos eles decidem cumprir uma lista com dez desejos que Abbie gostaria de realizar antes de falecer.

O casal decide ir para onde tudo começou, o rio, sempre juntos eles embarcam em uma jornada emocionante, romântica e perigosa. Contra tudo e contra todos, Doss só quer realizar os últimos desejos de sua esposa e Abbie, só quer presentear seu esposo com algo que jamais esquecerá.

Uma história verdadeiramente emocionante, do princípio ao fim a narração traz sábios ensinamentos. É uma linda história de amor que com certeza comoverá a todos que lerem, o livro nos remete ao amor, puro e verdadeiro, um amor que não se preocupa com a aparência, mas sim com a essência.

O que ficou gravado em mim e pensei nisso durante toda a leitura é que, nós só teremos certeza que amamos alguém quando descobrirmos o que somos capazes de fazer por amor a este alguém…

Onde termina o rio é verdadeiramente uma leitura excepcional, o livro é bastante descritivo, detalhista e isto só nos leva a vivenciar profundamente a história de amor de Doss e Abbie.

Lei já! Vale à pena, pra quem ainda duvida, o amor verdadeiro ultrapassa a morte: ele (o amor) não se vai com ela (a morte), mas fica pra sempre em quem ficou.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Dani de Casa 05/09/2019

Onde termina o rio
Ufa! depois de quase 2 meses consegui enfim terminar esse livro ... Rsrsrs ele me atrasou um pouco nas metas que eu tinha pra esse ano, agora vou precisar dar uma acelerada nas próximas leituras ?
Mas o livro não é de todo ruim não, a história é realmente linda "Um amor sem limites, uma doença terminal e dez coisas para fazer antes de morrer..."
Lendo a sinopse vc acaba comparando o enredo com o livro do Nicholas Sparks "Um amor para recordar" onde a menina tb tem uma doença terminal e o cara apaixonado realiza todos os desejos dela antes de morrer. É mais ou menos isso que acontece, só que neste livro você embarca numa viagem intensa, rio abaixo, cheia de aventuras e percalços, um rio do tamanho do Rio São Francisco com todos os seus afluentes e pensa num cara guerreiro, não foi mole não, bandidos, furacão, correnteza.
A história é narrada por Doss Michael, o marido de Abbie que está em estágio terminal de câncer. Ela quer resolver uma lista de 10 coisas antes de morrer e uma delas é descer o rio inteiro até Moniac. Porém o pai de Abbie, o Senador, nunca aprovou o genro e por isso eles embarcam nessa aventura sem a permissão dele que não se conforma com o sumiço da filha. Ele põe a mídia, a guarda nacional, o mundo atrás de Doss, dizendo que ele está querendo na verdade matar a sua filha. E para conseguir chegar onde termina o rio Doss vai ter muito trabalho e também muito amor.
O que cansa realmente a leitura desse livro é que o autor descreve excessivamente os detalhes do rio, das estradas, com uma descrição técnica de tamanhos e medidas, etc... Que torna a leitura maçante e tem horas que eu desistia mesmo de ler e deixava de lado, acho que não havia necessidade de tantos detalhes que em nada acrescentaram na história.
Mas enfim, é uma linda e comovente história de amor, e muito importante se você já passou por algum caso de câncer na família , você deveria ler esse livro, os detalhes de sentimentos, exames, angústias, pensamentos são tão minuciosos que nos faz aprender muito desse mundo obscuro e criar uma empatia e entender o que acontece com quem já passou ou está passando por isso, vale a pena a leitura. @editorarecord #ondeterminaorio
comentários(0)comente



marcia 09/12/2010

O casal desse livro é fantastico. Um humor acima da dor, uma postura unica dinte do inevitável. Eu adorei!!!
comentários(0)comente



Psychobooks 15/10/2010

Realmente não sei por onde começar a resenha. Essa leitura me tocou muito fundo. Só quem já esteve perto de uma pessoa que luta contra o câncer sabe que pequenas coisas, desejos que aparentemente são bobos, significam o mundo para quem está lutando pela vida.

A história é contada pelo personagem de Doss Michaels e os capítulos se alternam entre o presente e o passado, contando toda a história de amor entre Doss e Abbie. É claro que as partes mais doces e engraçadas são aquelas que aconteceram logo depois de eles terem se encontrado e enfim casado escondido e contra a vontade do pai de Abbie, um senador muito influente.

Abbie é uma personagem muito forte, mesmo nos seus piores momentos enquanto lutava contra o câncer e chegou a duvidar do merecimento do amor de Doss, ela nunca deixou de desistir, seja por ela ou pelo seu marido. Tudo o que Doss teve que suportar e transpassar também não foi nada fácil, ficar lutando lado a lado com a pessoa que se ama contra uma ‘coisa’ que não se vê, mas que sabe que está matando a pessoa amada, não é fácil. Muitos casais não sobrevivem a esta provação.

Leia mais: http://www.psychobooks.com.br/2010/09/resenha-e-sorteio-onde-termina-o-rio.html
comentários(0)comente



Paula.Graziela 05/05/2020

Uma triste e linda história, um romance, que mesmo relatando uma doença terrível, consegue ser leve.
Um livro que já te fala o final logo no começo.
comentários(0)comente



Mariana Dal Chico 15/10/2010

Realmente não sei por onde começar a resenha. Essa leitura me tocou muito fundo. Só quem já esteve perto de uma pessoa que luta contra o câncer sabe que pequenas coisas, desejos que aparentemente são bobos, significam o mundo para quem está lutando pela vida.

A história é contada pelo personagem de Doss Michaels e os capítulos se alternam entre o presente e o passado, contando toda a história de amor entre Doss e Abbie. É claro que as partes mais doces e engraçadas são aquelas que aconteceram logo depois de eles terem se encontrado e enfim casado escondido e contra a vontade do pai de Abbie, um senador muito influente.

Abbie é uma personagem muito forte, mesmo nos seus piores momentos enquanto lutava contra o câncer e chegou a duvidar do merecimento do amor de Doss, ela nunca deixou de desistir, seja por ela ou pelo seu marido. Tudo o que Doss teve que suportar e transpassar também não foi nada fácil, ficar lutando lado a lado com a pessoa que se ama contra uma ‘coisa’ que não se vê, mas que sabe que está matando a pessoa amada, não é fácil. Muitos casais não sobrevivem a esta provação.

Leia mais: http://www.psychobooks.com.br/2010/09/resenha-e-sorteio-onde-termina-o-rio.html
comentários(0)comente



Quemlefazfilme 30/08/2010

Onde Termina o Rio por www.quemlefazseufilme.com.br
Onde Termina o Rio
Charles Martin
Editora Record

" Aprendera alguns anos antes a usar o que quer que pudesse para alimentar as esperanças dela; mantê-la pensando em algo além do momento presente. Porque, se ela se concentrasse no aqui e agora, pioraria rapidamente. Foi assim que aprendi a dar um passo de cada vez."

Abigail Coleman é a filha única de um senador da Carolina do Norte. Nascida sob os holofotes em uma família tradicional e muito rica, Abbie vive unicamente sob os seus princípios. O que nos revela que ser feliz e amar verdadeiramente estão em primeiro lugar.

Doss Michaels não nasceu em berço de ouro, ao contrário, nasceu e cresceu em um estacionamento de trailers as margens do rio St. Mary. Doss possue algo raro e extraordinário que não se aprende na escola e também não se compra: o talento. Exímio pintor, ele consegue capturar a essência da imagem e transferi-la para as telas com a perfeição que só um talento nato possui.

As vidas de Doss e Abbie se colidem e contrariando tudo e todos, nasce um amor regado somente a felicidade.
Tudo o que Abbie toca vira ouro e não foi diferente com Doss. Após a chegada de Abbie em sua vida, um mar de pedidos o invadiu e suas pinturas passaram a ser vendidas por 4 dígitos.

Dez anos casada com Doss, no topo de sua carreira e dona de sua própria fama, Abbie de repente precisa enfrentar um inimigo mortal e silencioso : o câncer.

" Aquilo tinha tomado tanta coisa. E ainda assim, tudo que eu podia fazer era ficar parado e assistir. Enquanto segurava a mão de Abbie, lhe dava sopa, banho ou penteava seus cabelos, aquilo não desistia. Não importava o que você jogasse nele. Eu queria tirá-lo fora. Queria matá-lo. Cortá-lo em mil pedacinhos dolorosos, depois pisar nele no chão, moê-lo até que não fosse mais nada e erradicar seu fedor do planeta. Mas ele não havia chegado tão longe por ser estúpido. Ele nunca mostra a cara, e é difícil matar algo que você não vê. "

O Câncer tirou a saúde, seus seios, sua beleza e até um pouquinho de sua dignidade mas tinha uma coisa que Abbie não poderia entregar assim tão facilmente: a vontade de viver.
E assim, Abbie e Doss decidem fugir para cumprir uma lista de 10 desejos. Começaram pelo número dez que era descer o rio St.Mary inteiro desde Moniac.
Um tempo de vida intenso em que eles puderam encontrar desde fãs de Eric Clapton passando por um piloto muito especial e até ladrões.

Um relato apaixonado sobre uma doença que não se curva ao dinheiro, posição social e muito menos a nossa vontade.

O livro em uma palavra: intenso

Como quem lê faz seu filme, eu comecei a ler sem maiores pretensões mas me apaixonei pela história de vida de Doss e Abbie. Abbie nunca se lamentou, lutou sim para viver o máximo possível sorrindo e com muito bom humor.
Doss deu um show de amizade e lealdade. Ele foi leal ao amor e o colocou acima de tudo.
Um livro para ler e reler !
comentários(0)comente



33 encontrados | exibindo 16 a 31
1 | 2 | 3