Nós somos os santos de sangue durante a noite

Nós somos os santos de sangue durante a noite Alec Silva




Resenhas - Nós somos os santos de sangue durante a noite


17 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2


Léo 31/03/2021

Bom...
Curti a história, gostei bastante de ter contato com uma perspectiva do nordeste diferente, com histórias que respeitam nossa cultura e trazem um requinte punk underground muito bom.
comentários(0)comente



Giovana 06/03/2021

Suspense + futuro + folclore nordestino + machismo
No mesmo universo do “A Noite tem mil olhos” (não dá pra saber se é continuação ou se acontece antes). Achei o outro conto mais intrigante e misterioso, enquanto nesse o momento de ação acontece logo no começo da história e é bem mais intensa. Segue o debate de polícia junto com folclore, nesse adicionando uns toques não só de Nordeste vs Brasil mas também Brasil vs Europa (ou Nordeste vs Europa). Também tratou um pouquinho de como acabam criando “folclores de estimação” com o objetivo de matar humanos “inferiores”. No meio disso tudo também caracterizaram o machismo e violência contra mulher (e gostei da vingança no final).
comentários(0)comente



Fernanda.Alves 24/02/2021

Encontro de monstros literalmente, o q + vai ter é monstro
Leitura continua rápida, mas desta estória gostei menos. A protagonista da estória é a mesma menina índia negra cafuza da outra história, porém desta gostei menos do desenvolvimento da estória, mas ainda sim é bem bacana e com muita ação. Nesta estória a menina acaba se envolvendo em uma briga com o filho do coronel e leva a melhor. Mas como o coronel é o manda chuva do lugar e um bandido de mão cheia, ele ficou com sangue no olho para se vingar pelo seu filho que acabou envergonhando a família apanhando de uma menininha pequenina e não deu em nada bom esta batalha por vingança vai ser sangrenta, muito, mas muito sangue mesmo será derramado. Não dá para saber qual a estória vem primeiro, se é esta ou a do livro A noite tem mil olhos de modo que elas podem ser lidas em qualquer ordem que não vai atrapalhar o entendimento e nem vai completar uma a outra.
comentários(0)comente



Raquel 10/02/2021

Conto magnífico com muita cultura brasileira e sobretudo traços nordestinos, além da presença do folclore que nos traz ainda mais perto dos estórias contadas na nossa infância.
comentários(0)comente



@ruthlunang 29/12/2020

Que continuação maravilhoooosa!!!!

Vontade de ler mais histórias nesses universo.
comentários(0)comente



Gabriel.Safo 29/12/2020

Inovador
Se tem uma coisa que fico feliz, foi de ter discutido com o autor desse conto no twitter. A arrogância do Alec me fez buscar a sua obra pra saber se elas tinham algo de especial pra ele diminuir tanto outros autores conhecidos. Acontece que tem realmente algumas coisas boas saídas da mente dele.

Confesso que não conhecia o conceito do sertão punk e fiquei fascinado. O universo é muito divertido e interessante. Os contos são rápidos, frenéticos e sangrentos. A leitura desse gênero é realmente cativante e espero que ela consiga um espaço maior na nossa cultura
comentários(0)comente



Laila Laudina 05/12/2020

ResenhasLabirinto
Um conto primordial.
Incrível com uma escrita maravilhosa onde o autor trás pontos históricos como coronelismo mesclados com um futuro altamente tecnológico.
Simplesmente amei o contexto.
comentários(0)comente



Rafa 21/11/2020

Virei fã do Alec após ler a noite tem mil olhos seu primeiro conto nesse universo. Nesse segundo conto Alec continua excelente expandido para o leitor o universo, que se for como eu ficou com o gostinho de quero mais. E assim termino o conto de novo, querendo conhecer mais esse universo tão bem distribuído na narrativa de Alec.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Karina Cruz 02/11/2020

Tome aqui 5 estrelas, tome.
(A seguir só tem spoilers, você foi avisado)
--
Adorei a capelobo! É meu segundo "contato" com ela, e me pergunto se haverá um terceiro (e se nele ela terá terminado A Hora do Lobisomem).
Gostei muito do delegado, por um momento lá no comecinho achei que ela estaria condenada a passar por maus bocados (não que não tenha passado, mas se você leu, entendeu o que eu quis dizer), o caso é, é bacana encontrar bons personagens no meio de tantos problemas.
A cada vez que pego um exemplar do Carcarás pra ler, me deparo com a mesma aura de perigo, e é incrível que os autores consigam passar essa sensação de agonia, essa adrenalina toda nas palavras. E aí vem política, opressão, problemas sociais, violência, ação, nossa!
É tudo muito criativo, e novamente, a narrativa do Alec não deixa a desejar. Você começa a ler e só consegue parar quando de fato termina a obra, tudo acontece sem pressa, detalhamente e de forma que faça visualizar tudo.
Uma leitura sem arrependimentos, super indico.
comentários(0)comente



Matheus Bonfim 26/10/2020

Quero mais!
Um conto bem bacana, a escrita do Alec é boa, ele não perde tempo, a história é rápida e frenética, esse universo fantástico criado pelo autor é incrível, preciso de mais!
comentários(0)comente



Yas (@vestigiosdesolitude) 25/10/2020

Carcarás
Não deixou nada a desejar, gostei muito de saber um pouco mais da garota do primeiro livro "a noite tem mil olhos" e gostei muito de conhecer esse monstro folclórico que desconhecia totalmente o "Capelobo"!!! Parabéns ao autor!!!
comentários(0)comente



Renata 21/09/2020

Simplesmente amei
Fiquei tensa do inicio ao fim, que conto maravilhoso, que escrita envolvente, perfeito!

site: https://anchor.fm/com-spoiler-podcast
comentários(0)comente



Dougvdr77 24/08/2020

Uma bela continuação, com ainda mais ação
Eu sou suspeito para falar, já tinha gostado bastante do A Noite tem Mil Olhos, e essa "continuação" seguiu com a mesma qualidade. A mistura entre o terror/horror e o cyberpunk com a ótica nordestina é uma combinação fantástica que o Alec encontrou em seus contos sertaopunk, fazendo com que fiquemos sempre curiosos em saber como ocorreu os movimentos separatistas e etc. Espero que ele ainda nos brinde com isso.
comentários(0)comente



Brenda.Cardoso 24/08/2020

estou amando essa coletânea de contos curtinhos, a mistura de máquinas, passado, futuro e misticismo
comentários(0)comente



17 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2