Razão e Sensibilidade, Orgulho e Preconceito & Persuasão

Razão e Sensibilidade, Orgulho e Preconceito & Persuasão Jane Austen




Resenhas - Razão e Sensibilidade, Orgulho e Preconceito, Persuasão


239 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Giovanna Bertholo 16/05/2024

Jane Austen
Este livro tem três histórias em uma, sendo "Razão e Sensibilidade", "Orgulho e Preconceito" e "Persuasão". Eu nunca tinha lido nada da Jane Austen, mas depois dessa coletânea eu já posso dizer que é uma das minhas escritoras favoritas. Sobre as histórias, eu já era apaixonada pelo filme de "Orgulho e Preconceito" e tinha certeza que iria amar a leitura, e não foi diferente, favoritei um e os outros dois foram 5 estrelas. É muito gostoso de ler essa escrita de uma época diferente e tão romântica, as fofocas, os relacionamentos, as cartas, tudo é muito especial de se ler, me senti mergulhada naquela época e adorei cada segundo. Definitivamente indico essa leitura para qualquer romancista de plantão!

"Eu não teria dificuldade em perdoar o orgulho dele, se ele não tivesse ferido o meu."
- Orgulho e Preconceito
comentários(0)comente



Marydalle 09/05/2024

A Persuasão do Destino
QUE FAMÍLIA INSUPORTÁVEL!
Anne era a “faz tudo”, tinha que estar sempre a disposição não apenas da sua família, mas, também dos agregados.
Ela era a conciliadora, a Mãe e até o Pai se fosse necessário, o que me perturbou muito ao ler esse livro, a permissividade dela com os sanguessugas.
Porém, a melhor personagem disparada com sua sagacidade e inteligência, conseguia rir das mediocridades que estavam ao seu redor e ir levando até ter o seu ápice e desvencilhar-se de toda essa trupe de encostados.
Capitão Wentworth manja dos paranauês…
“Passei seis semanas com Edward — disse ele — e o vi feliz. Não podia sentir nenhum outro prazer. Não os merecia. Ele fez muitas perguntas sobre você, especialmente; perguntou até se você tinha mudado fisicamente, sem suspeitar que aos meus olhos você jamais poderia mudar.”😍
Jane Austen ❤️
comentários(0)comente



Erica1997 02/05/2024

Jane Austen
São 3 livros bons livros meu preferido sem dúvidas foi "Orgulho e Preconceito" que dispensa comentários, não a toa é um dos mais, se não for o mais conhecido dos livros da autora, ele é incrível em todos os aspectos, a evolução dos personagens, o conhecimento entre eles, é maravilhoso, rei e precursor dos enemies to lovers.
Em segundo lugar "Persuasão" uma bela história que tem um desenvolvimento longo e sofrido, mas muito enriquecedor para construção da história, é incrível como um livro escrito no século XIX pode demonstrar uma mulher como protagonista de sua história, mesmo sendo menosprezada por muitos e as vezes se mostra fraca tentando ser forte (se é que isso faz algum sentido kk)
Já razão e sensibilidade não gostei, poderia ter um final melhor, e a personagem principalmente não me agradou em nada.
comentários(0)comente



BlancBunny 02/05/2024

Todos concordamos que a Jane Austen é incrível, né?
Sou suspeita para escrever esta resenha, pois amo romances de época e os livros da Jane Austen sempre me satisfazem quando estou em busca de algo do gênero.
Mas esta edição da Martin Claret, além de muito bonita, é excelente pois leva 3 livros em um:
Razão e Sensibilidade;
Orgulho e Preconceito;
Persuasão.
Recomendo todas os três romances, são perfeitos para noites chuvosas, acompanhados por uma xícara de chá e docinhos, ou para dias ensolarados e com brisa refrescante!
Se você gosta de romances que te deixem angustiados quando as mocinhas se enganam, tristes quando você pensa que finalmente vai dar certo mas descobre uma carta maldosa de um homem e felizes quando vê um final feliz, esta edição é para você.
comentários(0)comente



olAvia6 30/04/2024

Atemporal
O que falar desses livros...
Tomei um gosto tremendo pela escrita mais clássica. E a Jane Austen foi uma revolucionária em ditar essa escrita de romance de época, digamos assim. Sendo precursora, mulher e à frente do seu tempo já seria extraordinário, mas não é só a história, é a forma como é contada! Eu me delicio nas palavras, no sarcasmo, ironias, tudo que eu li até agora não tem nada de enfadonho. Desses três difícil escolher o melhor! Orgulho e Preconceito tem um lugar especial no meu coração por ter sido o primeiro e com todas as peculiares do Sr Darcy, sei que a comunidade de leitores ama as referências também_risos_
Todos são incríveis! Lerei mais dela, com certeza
comentários(0)comente



Marydalle 27/04/2024

Tal Pai, Tal Filha
Sr. Bennet é o grande guardião dessa família e na base do escárnio, fez-se todo o seu charme,sempre afiadíssimo, principalmente com os seus desafetos.


Lizzy teve o melhor dos mentores.Não deixou que os interesses maternos e opiniões do Sr. Collins, das irmãs insuportáveis do Sr. Bingley ou da palerma Lady Catherine a afastassem de seus princípios ou a levassem a se relacionar/casar por outros motivos que não fosse pelo amor verdadeiro. Com diálogos ácidos e com muito humor, ela conquistou o seu final feliz ao lado do Sr. Darcy ??.


Os melhores "refrescos" foram servidos no diálogo intimidador de Lizzy com Lady Catherine e na suavidade da escrita do Sr. Bennet em forma de carta para o Sr. Collins.
comentários(0)comente



Isa 15/04/2024

Jane Austen e o seu talento em escrever romances
Apesar da linguagem mais antiga e de ter que ler o mesmo parágrafo várias vezes para entender, eu gostei tanto desses livros. Além que esse livro é LINDO.
Vou comentar e avaliar cada livro individualmente:

Razão e Sensibilidade ????????
Demorei muito pra terminar, achei a leitura no começo meio cansativa, tirando que as vezes a Senhorita Marianne me irritava. Mas me identifiquei muito com Elinor, a maneira como ela precisava ser madura e guardar seus sentimentos, tanto com os dela quanto os da irmã dela. Mas esse livro é lindo.

Orgulho e preconceito ??????????
Perfeito, apesar da enrolação do desenvolvimento do romance eu sei que tudo isso se dá a época em que o romance é vivido. Mas definitivamente esse foi o meu favorito, eu adoro histórias de época, em que o toque é tão valorizado, o beijo é proibido e o amor se dá em detalhes.

Persuasão ????????
No começo eu não estava tão empolgada com o livro, e eu achava que a Anne as vezes só inventava que o Capitão ainda amava ela, já que tinha passado tanto tempo. Mas Anne me conquistou, por ser tão amorosa e querida por todos, e que apesar de todos os anos o sentimento dela ainda se manteve vivo em seu coração.

Jane Austen é perfeita, com uma escrita impecável, com muitos detalhes e sempre envolvendo o amor, o amor doce e gentil.
comentários(0)comente



Caroline Fava 14/04/2024

Três em um
Como não se apaixonar pelos personagens de Jane Austen!!!
Esses livros estavam na minha lista de desejos e quando vi que tinha um livro com as três histórias, não resisti!
Sou suspeita para falar. Dos três livros, o mais apaixonante, para mim, é o Orgulho e Preconceito mas os outros dois são cheios de detalhes e simbolismos que encanta.
Jane Austen consegue traduzir em palavras o pensamento da época e coloca, nos três romances, as personagens femininas como protagonista.
A leitura é um pouco diferente do que estamos acostumados mas vale muito a pena!
comentários(0)comente



Maria10218 15/02/2024

Romance de época
Nesse especial, na qual estão os 3 livros de Jane Austen, orgulho e preconceito é o meu favorito! Gosto de fazer o combo ler o livro e depois assistir ao filme. Sim, me julguem.

Esse livro, um clássico de romance de época, aquece meu coração e me faz pensar acerca das falhas dos protagonistas que acabam complementando um ao outro.

Sobre o livro:
Uma mãe narcisista que pensa apenas em casar suas filhas, um pai ausente que ama apenas uma de suas filhas e uma sociedade orgulhosa e preconceituosa que dificulta um casamento por amor. Prato cheio para uma boa história, aproveitem.
comentários(0)comente



Gabriela3837 03/02/2024

Sem comentários
Não consigo entender como eu não gostei dessa leitura, eu estava torcendo para acabar durante todo o livro. enfim achei chato. gostei da carta. como sempre Jane Austen sabe o poder de uma declaração bem feita.

?A revolução que um instante fez em Anne quase não permitia descrição. A carta, com um cabeçalho praticamente ilegível, para ?Srta. A. E.?, era sem dúvida a que ele estivera dobrando com tanta pressa. Enquanto o acreditavam escrevendo apenas para o capitão Benwick, ele escrevia também para ela! Do conteúdo daquela carta dependia tudo o que o mundo poderia fazer por ela. Tudo era possível, tudo podia ser desafiado, menos o suspense. A sra. Musgrove se ocupava de alguns detalhes em sua própria mesa; precisava confiar naquela proteção. E, desabando sobre a cadeira que ele ocupara, seus olhos devoraram as seguintes palavras: ?Não posso mais ouvir em silêncio. Devo falar-lhe com os meios que estão a meu alcance. Meu coração está dilacerado. Estou em estado de semiagonia, semiesperança. Não me diga que cheguei tarde demais, que sentimentos tão preciosos se foram para sempre. Ofereço-me uma vez mais com um coração ainda mais seu do que quando quase o partiu, há oito anos e meio. Não ouse dizer que um homem se esquece mais depressa do que uma mulher, que o amor dele conhece primeiro a morte. Nunca amei outra pessoa. Injusto posso ter sido, fraco e rancoroso posso ter sido, mas nunca inconstante. Apenas por sua causa eu viria a Bath. Apenas por sua causa penso e planejo. Não percebeu tudo isso? Não foi capaz de compreender meus desejos? Eu não teria esperado sequer estes dez dias caso tivesse lido seus sentimentos, como acredito que deva ter interpretado os meus. Mal consigo escrever. A cada instante ouço algo que me angustia. Sua voz se abaixa, mas posso reconhecer os tons dessa voz mesmo quando se misturam aos demais. Boníssima, extraordinária criatura! Faz-nos justiça, sem dúvida. Acredita que existam a verdadeira afeição e constância entre os homens. Acredite serem mais ardentes, mais inalteráveis, em F.W. ?Preciso ir, incerto quanto ao meu destino. Mas voltarei aqui, ou me reunirei a seu grupo, o mais depressa possível. Uma palavra, um olhar, serão o bastante para que me decida a ir à casa de seu pai esta noite ou nunca.? De uma carta assim ninguém se recupera logo. Meia hora de solidão e reflexão poderiam tê-la tranquilizado, mas os dez minutos transcorridos antes que fosse interrompida, com todas as restrições de sua posição, nenhuma tranquilidade poderiam trazer. Pelo contrário, cada momento trazia nova agitação. Era uma felicidade devastadora. E, antes que superasse o primeiro estágio de sensação plena, chegaram Charles, Mary e Henrietta.?
comentários(0)comente



Maria.Clara 30/01/2024

Terminei Orgulho e Preconceito. Deixei por último porque já conhecia a história e já vi o filme muitas vezes. No livro, Sr. Darcy é tão insuportável do que no livro, é impressionante como não tem nenhum pudor em humilhar Elizabeth e sua família. Todavia nos livros a família dela é bem menos insuportável e pobre como mostra nos livros.
Por muito tempo, sempre fui apaixonada pela história, mas justamente pelo comportamento dele eu passei a não ter muito saco. Ainda que eu entenda o contexto em que se passa essa história e entenda que naquele momento mulheres era subestimadas pelos homens - ainda que eles as amassem -, no próprio livro tem exemplos de romances mais saudáveis do que o do casal principal.
comentários(0)comente



Julia4584 29/01/2024

Abençoada seja Jane Austen (ou foi rsrs)
Genteeeeeee...
Orgulho e preconceito sempre foi minha história preferida.. Mas os outros não deixam nada a desejar!

Escritora a frente de seu tempo!
Ameeeei!
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Fernanda de Lima 31/12/2023

Ás mulheres de Jane
É muito louco pensar que naquela época existiu uma escritora que pensava muito a frente do seu tempo e que colocava em suas histórias as personagens femininas como destaques e personagens fortes.

Todas as histórias tem esse destaque para as mulheres e as questões vividas naquela época.
comentários(0)comente



Karoline.Barbosa 26/12/2023

Trecho Destaque
?E afinal, Marianne, por mais fascinante que seja a ideia de um único e constante amor e apesar de tudo que se possa dizer sobre a felicidade de alguém depender completamente de uma pessoa determinada, as coisas não devem ser assim, nem é adequado ou possível que o sejam? (p. 181)
comentários(0)comente



239 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR