A Tulipa Negra

A Tulipa Negra Alexandre Dumas




Resenhas - A Tulipa Negra


40 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3


Lais.Mesquita 07/03/2021

Merece mais fama
No começo foi bem difícil de entender porque o livro se passa em 1600 e pouco, mas soi só dar um google que deu certo kkk outra coisa que complicou no começo foi a linguagem, mas a partir do cap 5, quando chega o Van Baerle fica tudo mais fácil e mais interessante
Inclusive a linguagem foi algo que me surpreendeu muito porque com o passar da história ela ficou TAO fluida e mesmo sendo um livro antigo, eu consegui ler sem ter que ficar voltando na mesma frase mil vezes
A história é realmente muito interessante. Nunca fiquei tão eletrizada e curiosa com um clássico. Todas as empreitadas do Boxtel me deixaram muito nervosa e com muita vontade de continuar lendo. Acho que nenhum clássico conseguiu me fazer emergir tanto assim e não conseguir largar ele
A única coisa na história que eu não gostei foi o rmance sem uma base bem construída. Eles literalmente se conheceram e se apaixonaram... não gosto muito de romance assim não
De novo sobre a linguagem, tinha momentos tão literariamente bonitos, uma escrita tão linda.. eu amei muito. Me deu muita vontade de ler mais obras do Alexandre Dumas. Uma coisa que eu gostei muito é que se ele começava uma frase e fazia uma explicação no meio dela, ele repetia toda a frase (ex: a maçã, que é uma fruta vermelha muito suculenta, a maçã estava na mesa (ele não flaa isso, é só pra ilustrar kkk mas é nesse estilo) e isso facilitou MUITO a leitura, porque você não se perde no meio da frase
Sinceramente esse livro é incrível. Só não dei 5 estrelas por causa do começo complicado, mas achei perfeito, viu
comentários(0)comente



Sara Muniz 27/01/2021

RESENHA - A TULIPA NEGRA
A Tulipa Negra, do autor francês Alexandre Dumas (pai), foi publicado pela primeira vez em 1850. Esse romance de cavalaria, inicialmente, foi publicado em três volumes, mas acabou sendo adaptado e traduzido para inúmeras línguas. Saiba mais:

Em 2016, eu li uma das maiores obras de Alexandre Dumas Filho, "A Dama das Camélias" (clique aqui para ler a resenha que escrevi). Quatro anos depois, eu tive a felicidade de adquirir por R$5,00 uma obra do Alexandre Dumas Pai em um sebo. Infelizmente, não foi dessa vez que consegui ler A Tulipa Negra na versão original, mas eu geralmente só percebo que é uma adaptação quando finalmente pego o livro para ler, e não quando vou comprar (eu deveria prestar mais atenção? hahah).

De qualquer forma, esse foi um primeiro contato muito marcante. A Tulipa Negra, na verdade, é um romance sem grandes diferenciais e que se encaixa perfeitamente nos padrões das novelas e dos romances de cavalaria europeus. Entretando, não deixa de ser uma história deliciosa de ler.

A obra conta a história de um botânico chamado Cornélio Van Baerle e a sua paixão por uma tulipa negra e por uma garota chamada Rosa. Na cidade de Harleem, na Holanda, a cidade das tulipas, abrem um concurso que visa premiar a pessoa que conseguir produzir uma tulipa negra, algo nunca visto antes.

A partir daí, inicia-se uma grande competição entre os botânicos de todo o país para receber o prêmio e ganhar reconhecimento. Cornélio Van Baerle é um burguês que perdeu os pais muito cedo e que, por muito tempo, passou a vida tentando gastar a herança que os pais lhe deixaram. Depois de muito tempo de tédio, ele descobriu um novo motivo para viver a partir do cultivo de tulipas. Por isso, quando surgiu o concurso, ele fez de tudo para produzir uma tulipa negra e, quando estava prestes a conseguir, acabou sendo preso.

Nesse ponto da história, percebemos que, muito mais do que um romance clichê, Alexandre Dumas Pai também retrada o pano de fundo histórico e político daquela época. O protagonista acaba na prisão por ter ajudado Cornélio De Witt, um homem odiado e perseguido pelas autoridades do país.

"Sofre-se tanto na vida que ninguém pode dizer que, de fato, é uma pessoa feliz." (p. 170)

Na prisão, Van Baerle se apaixona por Rosa, a filha do carcereiro. Ele a ensina a ler e ela cuida dos brotos da tulipa negra para ele, pois apesar de estar preso, ele ainda queria participar do concurso. Obviamente, há um inimigo na história, Isaac Boxtel, vizinho de Van Baerle, que deseja roubar a tulipa negra para vencer o concurso.

Apesar de parecer previsível o que irá acontecer, irei parar por aqui com o enredo para não dar spoilers. Se você procura um romance cheio de drama, aventuras, intrigas históricas, angústias e cenas de um amor que aparentemente é impossível pela posição em que os personagens se encontram, esse livro é o clássico que você procura.

Apesar de essa edição ser uma adaptação do tradutor, ainda acabou sendo muito útil para a compreensão dos pormenores da história, uma vez que há explicações bastante didáticas de Francisco Balthar Peixoto. Em outras palavras, você irá entender TUDO sobre a obra e as intenções do autor. Recomendo muito a leitura e espero poder ler a versão original um dia.

Para mais imagens do livro e citações completas, visite o meu blog:

site: http://interesses-sutis.blogspot.com/2020/07/resenha-tulipa-negra.html
comentários(0)comente



Henrique 27/09/2020

Aventura rápida e sem compromisso
“A Tulipa Negra” é considerado um dos livros mais populares de Alexandre Dumas, que nos trouxe, entre outros, clássicos universais “Os Três Mosqueteiros”. Fãs do gênero de aventura encontrarão aqui ação, romance, heróis e vilões que são construídos de forma inequívoca.

Dumas é um escritor eficiente e este é, na minha opinião, o seu maior pecado. A escrita adotada por ele é veloz, clara e bem construída, mas genérica: todas as cartas são colocadas na mesa para agradar ao leitor e entregar um produto (com as reviravoltas de praxe). Dumas escreveu, em seu tempo, o equivalente aos super-heróis de hoje em dia e o resultado de sua escrita povoam as nossas imaginações durante a infância e a adolescência (até que tenhamos a maturidade para seguir adiante a paragens mais sombrias e complexas).

Se o seu “cup of tea” é uma aventura para passar o tempo, recomendo.
comentários(0)comente



Físico 18/09/2020

Gostoso de se ler
Dumas conversa com o leitor à medida que conta a história envolvente e bem construída.
comentários(0)comente



Li 09/09/2020

Ah que livro lindo!!
Delicado, fofo, amei muito. :-) S2
Gostei do jeito que Alexandre Dumas escreve também, falando com o leitor.
comentários(0)comente



Dábyne 14/08/2020

Primeiro livro do Dumas que leio, a história é muito flúida e prende sua atenção do início ao fim, li o livro em uma sentada. Ele não se atenta a detalhar às personagens nem os cenários em que elas estão, isso fez um pouco de falta. A tulipa negra é uma narrativa com um quê de inocência, trata de amor, cuidado, dedicação, inveja, corrupção. Vale a leitura!
comentários(0)comente



Moises Celestino 12/08/2020

Revisão do Livro...
Um dos meus romances clássicos favoritos, "A Tulipa Negra", na minha avaliação precisa, sempre foi um livro fascinante e atemporal. O autor elaborou uma obra contextualizada e instigante. Estou tentando adquirir um novo exemplar, mas tá difícil encontrar online...
comentários(0)comente



Suuh | @leitora.ansiosa 10/06/2020

Um leve romance de época.
Primeiro romance de época que eu leio e confesso que gostei. Resolvi iniciar nesse gênero com uma leitura mais curta para testar e deu certo.⁣

A Tulipa Negra é uma história que envolve romance, intrigas, fatos históricos, inveja, superação e uma mistura de personagens fictícios e reais que só enriquecem mais a trama.⁣

A história se passa em 1672 na Holanda, país tradicional pelos moinhos de vento e belas flores, e tudo começa quando um grande prêmio em dinheiro é oferecido a quem produzir uma tulipa de cor negra.⁣

Logo os plantadores e botânicos da região iniciam o difícil trabalho de criar essa maravilhosa e valiosa flor.⁣

Van Baerle é um grande botânico que teve o amor pelas flores despertado e usa todo seu dinheiro para tentar criar a tulipa negra.⁣

O problema é que existem pessoas que não conseguem viver em paz quando estão sendo corroídas pela inveja. E por conta disso, Van Baerle acaba sendo condenado.⁣

Mesmo sabendo que nada de errado fez, Van Baerle não perde sua essência. Apesar das injustiças e perdas que ocorrem com ele, esse personagem continua integro e com esperança.⁣

Dividido entre o amor por uma bela jovem e pela criação da tulipa negra, Van Baerle tenta superar as adversidades nos mostrando que a resiliência é algo importante em nossas vidas e que vale a pena ser praticado.⁣ P.S: Alexandre Dumas é, também, autor de O Conde de Monte Cristo.


site: https://www.instagram.com/p/CBRig6AjZMG/?utm_source=ig_web_copy_link
comentários(0)comente



Ivy 23/04/2020

Descobri o Alexandre com essa tão bela história
Um livro muito gostoso de ler. Uma trama bem definida que consegue te surpreender no final.
comentários(0)comente



Lu Tenorio 11/04/2020

A Tulipa Negra é um livro bem rápido e com uma linguagem simple e fluída. Achei que tudo nessa história foi bem superficial,não há um aprofundamento nos personagens e nem na história em si e acabei ficando com uma sensação de vazio.
Acho que a única coisa que eu realmente gostei nessa obra foi como ela trata questões como a desonestidade e a injustiça podem ser como venenos em uma sociedade.
comentários(0)comente



Mateus Sant'Ana 08/04/2020

O romance possui as fórmulas de Dumas: reviravoltas, coincidências, romance... Não deixa de ser um bom romance, mas não se compara a suas obras mais famosas. Infelizmente eu já conhecia toda a trama, e ler um romance de Dumas sabendo de todos os "plot twists" tira bastante do elemento folhetinesco, já que o autor não busca fazer grande reflexões.
comentários(0)comente



Beth 25/02/2020

Adorei.
Rápido e divertido de ler! Em momento algum fica entediante.
comentários(0)comente



Gladston Mamede 19/07/2019

Até aqui, o pior Dumas que li. Ainda assim, um grande livro. Houve uma opção por um enredo popularescos, onde virtudes e vícios, bons e maus, bondades e maldades são exagerados. Como foi publicado como um folhetim de jornal, suponho que isso se deva ao público visado. Gostei, mas não me fascinei. Sigo fã. Sigo lendo Dumas.
comentários(0)comente



Alê 30/06/2019

A tulipa Negra
Achei os primeiros capítulos um pouco morosos, mas ao insistir na leitura tive uma festa surpresa com o desenrolar de uma história intrigante e inteligente. Ri,senti raiva, me emocionei e amei o final. Como li aqui, um pouco clichê, mas não menos maravilhoso!
Edilene.Klock 30/06/2020minha estante
Que bom que você fez esta resenha, porque eu desisti de ler o livro por duas vezes. Achei entediante. Mas vou recormeçar. Obrigada.




Aline 19/06/2019

A Tulipa Negra
E eu estou muito feliz pela leitura desse livro. Meu primeiro Alexandre Dumas.

A história se passa na Holanda no século XVII mais precisamente entre o início de 1672 e 15 de maio de 1673. Injustamente acusado de traição Cornelius Van Baerle médico e cultivador de tulipas é preso, apaixonando-se por Rosa a bela filha do carcereiro. Esse amor quase impossível se entrelaça com outro feito também quase impossível: a produção de uma tulipa negra desafio proposto pela Associação Hortícola de Haarlem com o vultuoso prêmio de cem mil florins. Dumas entrelaça fatos históricos (como o assassinato dos irmãos De Witt e a especulação econômica em torno da tulipa) com uma história de amor e aventura. E quantas aventuras e reviravoltas ele consegue imaginar em torno do dia-a-dia de um prisioneiro!

Linda história. Fica aqui minha indicação pra vocês. Leiam!!!
Eu ri, me emocionei, gargalhei, levei sustos, botei várias vezes a mão no coração, suspirei e terminei a leitura bem satisfeita.
Alê 30/06/2019minha estante
Achei fantástico tb! Alexandre Dumas é sensacional. Não deixe de ler O Conde de Monte Cristo! Bjos


Aline 05/09/2019minha estante
Eu amo o filme, o livro com certeza é ainda melhor. Vou ler??


Aline 05/09/2019minha estante
Eu amo o filme, o livro deve ser melhor ainda. Vou ler sim ???


Aline 15/02/2020minha estante
Vou ler ?




40 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3