Seus olhos viam Deus

Seus olhos viam Deus Zora Neale Hurston




Resenhas - Seus olhos viam Deus


7 encontrados | exibindo 1 a 7


spoiler visualizar
comentários(0)comente



Day 10/01/2022

Simplesmente perfeito
Assisti no final 2021 uma live da Alice Walker com a Conceição Evaristo, mediada pela Djamila Ribeiro, onde a Alice indicava fortemente esse livro.
Durante a live mesmo eu fiz o pedido online do livro e só li agora.
Assim como no livro, as coisas acontecem quando tem que acontecer, e o li quando se fez necessário e nem sabia.
Saio da leitura emocionada.

"Amor não é que nem pedra de amolar, que é a mesma coisa em toda parte, e faz a mesma coisa com tudo que toca. O amor é que nem o oceano. É uma coisa que se move, mas mesmo assim toma forma da praia que encontra, e é diferente em toda praia."

Janie Woods parace uma flor que nasce e resiste em meio ao caos.
A lado submisso dela me ferio em diversas partes do livro, mas a sua força e forma de ver a vida me ganhou no final.
comentários(0)comente



Carolina 09/01/2022

Um romance atemporal
Para mim, o que faz um clássico é a sua capacidade de continuar produzindo empatia e reconhecimento através de tempos muito diferentes. Nessa definição, "Seus olhos viam Deus" é definitivamente um clássico. Livros escritos há muitas décadas sempre podem perder um pouco do propósito, girar em torno de desafios que ficaram presos em outra época e deixam de comunicar com o leitor em um nível mais profundo de reconhecimento. Os clássicos superam esse desafio, e esse é um desses livros.

A protagonista é uma mulher inconformada com as limitações impostas a sua liberdade por ser mulher. Não é um livro sobre a busca pelo amor, é um livro sobre a busca por liberdade em um sentido muito mais sensível e abstrato do que o óbvio para uma protagonista negra nos Estados Unidos das leis de Jim Crow. A sua busca por liberdade pode ou não incluir o amor - se incluir, melhor - mas a prioridade está bem colocada.

É por isso que o livro é tão bom. Ele traz as camadas de amarras que prendem essa mulher em uma história que é ao mesmo tempo mundana e cativante, (literalmente) contada na tranquilidade de uma varanda no cair da noite.

Terminei o livro já ansiosa por novas leituras com a sensibilidade de Zora Neale Hurston.
comentários(0)comente



Pablo. 31/10/2021

Seus olhos viam muitas coisas
Livro muito bom, a ponto de o reler (maratonar?) nessa noite/madrugada insone. Além da boa prosa literária em si mesma, Zora Hurston, antropóloga de formação, não discute identidade, mas o contrário; neste livro a personagem, em busca de (bons) afetos, tenta justamente fugir das identidades que mais a aprisionam do que a libertam, tanto que fora deixada de lado nos anos 1960 pela crítica que não a compreendeu, isto é não percebeu o cansaço e o peso que a 'identidade' muitas vezes trás para determinados indivíduos (tanto à personagem quanto talvez para a escritora).

Mas algumas reflexões sobre casamento, divórcio e luta contra o destino que se desenrola mais no cenário do cotidiano do que no palco da "Grande História" são muito originais. A autora é daquelas que tem um olhar muito próprio e visão pessoal sobre relacionamentos. Acho que o título se refere a isso. Que bom que a editora relançou uma segunda edição em 2021 porque essa primeira tinha virado raridade nos sebos; custava o olho da cara até há pouco tempo..
comentários(0)comente



Bruna.Toledo 05/03/2021

A linguagem simples da narração e os diálogos extremamente fiéis aos personagens me lembrou um pouco "Vidas Secas", de Graciliano Ramos. É simplesmente maravilhoso refletir como um vocabulário "requintado" e norma culta nada têm a ver com profundidade e qualidade literária.
"Seus olhos viam Deus" é a história de uma mulher que tem dentro de si muita força e que, contrariando os esforços da sua comunidade, tem plena consciência disso. Zora conseguiu trazer essa força ao cotidiano de um jeito muito bonito (e sem criar o estereótipo hollywoodiano da mulher bruta que suporta tudo mas "não sabe" amar).
comentários(0)comente



May 30/09/2020

Essa é uma resenha meio que injusta. Injusta pois acabei de sair da obra, então vou falar menos com palavras e mais com a emoção.

"Seus Olhos Viam Deus" é uma história sobre se conhecer (se descobrir) a partir do amor. O amor, para a protagonista, não perpassa somente as pessoas que teve uma relacionamento romântico, mas um amor pelo ambiente em que está, pelas pessoas, pela fase da vida em que esta e esteve, é um amor metafísico que circunda a personagem em seu cotidiano. E, vejam só, "cotidiano" é outra boa palavra para falar sobre o livro. A obra possui diversos momentos em que só demarcam o dia a dia dos personagens. São momentos bobos, inúteis, e por isso que são tão reais e fortes. É seguindo essa realidade que nos apaixonamos pelos personagens, que nos infiltramos em tudo o que a obra que nos dizer.

E o que ela quer nos dizer em toda essa jornada? Te falar: Muita coisa. Zora, a autora, tem uma escrita poética em palavras, e certeira na estrutura. Ela consegue mediar os temas da história, sempre os renovando, os tratando por novos pontos de vista, e isso enriquece o texto e a mensagem. É uma mensagem sobre identidade que tem como proposta trabalhar o racismo na sociedade, o machismo em todo o local. São temas amplos, mas a autora tem uma esperteza imensa em exemplificar a mensagem em certos causos, o que cria uma profundidade narrativa, que embola subtexto, texto e história.

Quase spoillers daqui pra frente
.
.
.
.
.

Quanto ao climax da história: criei uma cena tão viva em minha cabeça, tão dolorida, que não consigo me desassociar dela. É uma situação tão penosa, esquisita, forte, que não só me surpreendeu, mas me comoveu. Que imagem, mano!

A cena pós o climax narrativo seria, em minha interpretação, o climax temático. É onde a autora vira e fala: "oh, isso aqui, sacou?" E, te falar, fiquei curioso com aquilo, visto que ela fez os negros se tornarem quase vilões naquele momento, mas a explicação é perfeita. Tipo, sério, perfeito!

.
.
.
.
FIM DO QUASE SPOILLER

Amei sa porra!!!!
comentários(0)comente



7 encontrados | exibindo 1 a 7


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR