Por Linhas Tortas

Por Linhas Tortas




Resenhas - Por Linhas Tortas


33 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


Aione 06/01/2012

Ultimamente, resenhei os livros lidos por mim após de um tempo finalizada a leitura, para refletir melhor sobre o que dizer antes de escrever. Entretanto, esse livro merece ser resenhado no segundo seguinte ao final do último ponto ter sido lido, porque ele merece ter todas as emoções que senti durante sua leitura transpostas nesta resenha.
Antes de tudo, preciso dizer que não sabia o que esperar de “Por Linhas Tortas”. Na verdade, eu tinha uma ideia do que se tratava a história, mas conforme iniciei a leitura, percebi meu engano e, a partir daí, não sabia mais o que esperar dele.
Logo quando a história se iniciou, sabia que esse seria um livro que me agradaria, porque sua narrativa me agradou desde o início: madura, bem estruturada, natural, fluída e cativante. Além disso, a boa narrativa contava uma história que se mostrou interessante ainda no começo: a história de Ester.
A personagem nos conta sua trajetória desde quando freqüentava a escola e se mostrava diferente de seus colegas pelos seus ideais e maneira de encarar a vida. Apesar de conhecermos praticamente toda a vida da protagonista, em nenhum momento isso se torna cansativo, uma vez que Cynthia França soube como narrar fatos importantes com detalhes e outros menos importantes mais superficialmente, relatando pontos principais e pulando, muitas vezes, grandes períodos de tempo cronológico, nesses casos, para que a história avançasse com mais velocidade. E ao avançar esses períodos, jamais deixou buracos no enredo.
Ester é incrivelmente real e é uma guerreira. Me apaixonei pela personagem porque a admirei ao extremo. Sua maneira de encarar a vida e a de lidar com as situações mais diversas possíveis a tornaram uma pessoa incrível e rara. Não há como não admirar as atitudes dessa nobre mulher, seu romantismo sempre presente, sua força, sua fé, seu otimismo, sua sabedoria. A personagem me cativou tanto a ponto de ter se tornado, para mim, um modelo a ser seguido. Se eu conseguir encarar minha vida pela maneira como ela encarou a dela, com ideais semelhantes aos dela, posso me dar por satisfeita.
A história é comovente e inesperada. Quando se iniciou, eu esperava um drama e uma mulher que perde o rumo de sua vida, escolhendo andar por linhas tortas. Depois, compreendi o significado do título, que complementa a frase iniciada por "Deus escreve certo...". Logo nas primeiras páginas, já senti o drama da história devido a alguns acontecimentos, inesperados para mim. Imaginava que algo aconteceria, mas imaginei fatos diferentes dos que ocorrem. A partir deles, supus que o enredo tomaria os rumos imaginados por mim inicialmente. Novamente, enganei-me e, a todo o momento, era surpreendida pela história, sempre tomando rumos próprios e não os das minhas suposições.
Algo que me agradou imensamente foram as inúmeras referências literárias no livro, sempre de grandes nomes da literatura mundial: de Dostoiévski a Elizabeth Gilbert, passando por Jane Austen e Machado de Assis, sem deixar de lado Shakespeare e outros tantos autores renomados e suas respectivas obras. Ester é uma mulher culta apaixonada desde cedo pela literatura e os livros fizeram parte de sua vida de diversas formas, marcando seus pensamentos, ensinamentos e dando sentido aos seus ideais, inclusive pelo apelido recebido na época de escola: Penélope, a personagem de Homero em "Odisséia".
Uma característica incomum do livro é o fato de não ter capítulos, as divisões se dão por blocos de parágrafos; uns maiores, outros menores. Acredito que essa tenha sido um artifício da autora para nos dar a sensação de continuidade da história tal qual há na vida, sem divisões. A inexistência dos capítulos só me incomodou em um momento: as duas únicas vezes que interrompi a leitura (porque precisei, senão teria o lido de uma só vez), precisei memorizar as páginas que parei (123 e 177, diga-se de passagem), uma vez que o li o ebook e não sabia como marcá-las. Caso tivesse lido o livro físico, isso jamais teria sido um problema, já que a sensação de continuidade é tão grande que não há a vontade de se interromper a leitura.
“Por linhas tortas” é um romance repleto de realidade. Assim como em "Um Dia", de David Nichols, ele é um retrato da vida, ou seja, marcado por situações inesperadas, perdas, ganhos, amadurecimento, tristeza, felicidade. O efeito do tempo é completamente notável e, principalmente, sentido pelo leitor. O livro é emocionante e não me recordo de qual o último livro que li e que me fez chorar em tantos momentos diferentes durante a leitura. Chorei no começo, no meio e no final, chorei por tristeza, chorei por alegria, sorri ao imaginar uma bela cena, fiquei com os olhos arregalados por contemplar outras. Principalmente, enxerguei tudo pelos olhos da Ester e pude sentir com a ela a magia de sua vida. Achei incrível, também, a maneira de como fatos ditos em momentos diferentes se interligaram perfeitamente na história, mostrando que nada do que aparece na leitura foi em vão.
Esse livro me tocou profundamente. A sinopse, que só li após já ter iniciado a leitura, não transmite em nada sua grandiosidade. A história trata sim sobre a busca de uma mulher por achar seu lugar, mas não transparece a maneira maravilhosa de como foi contada. Foi impossível para mim não mergulhar de cabeça no livro e o devorei em pouco tempo, visto que só realizei duas pausas, mesmo lendo no computador, o que não gosto de fazer. Não só pela escrita impecável da autora, o livro me ganhou por trazer emoções por trás de cada palavra cuidadosamente redigida.
Por fim, preciso acrescentar o que já ficou óbvio durante a resenha: esse foi mais um livro nacional que entrou sem pestanejar para minha lista de livros favoritos, não só dentre os nacionais. Só tenho a agradecer a autora pela parceria e por ter me possibilitado ler sua obra maravilhosa.
comentários(0)comente



Ju 29/04/2013

Por Linhas Tortas
Nem adianta que eu não vou conseguir me lembrar de como foi que descobri esse livro. Só sei que, ao comprá-lo, não imaginava que leria uma história tão maravilhosa. Tudo que parece ser um bom drama me atrai. Mas nem tudo que eu leio corresponde às minhas expectativas. Superá-las da forma que Por Linhas Tortas superou é ainda mais raro.

Houve um motivo especial para que eu adquirisse o livro: a autora é belorizontina, como eu (pausa para dizer que o corretor ortográfico não sabe escrever belorizontina direito... rs... só as pessoas da cidade conseguem essa proeza). A propósito, isso quer dizer que nós duas nascemos em Belo Horizonte - MG.

Ok, chega de ficar fascinada por ter encontrado uma autora tão absurdamente talentosa nascida em BH... rs... vamos à história.

Ester é carioca, e viveu no Rio praticamente toda a sua vida. Apesar de ser uma garota segura de si, determinada e com objetivos bem definidos, é tímida e não se considera muito bonita. Acaba tendo a sorte de encontrar o homem ideal logo de cara: casa-se com o primeiro namorado, Miguel, que conheceu enquanto cursava a faculdade. Mas sua vida perfeita sofre uma reviravolta absurda, e ela percebe que precisa encontrar novos motivos para seguir em frente.

"Estar só me permite entrar em contato comigo mesma, conhecer-me melhor. Eu gosto. E, no final das contas, estando onde estiver, nunca vou poder fugir de mim."

Ester é uma personagem fascinante. Desprendida, generosa, amorosa e gentil. Uma profissional séria, sempre disposta a dar seu melhor. Capaz de renúncias bem grandes, que conquistam nosso respeito eterno.

"Nunca quis ser normal, sempre quis ser feliz."

O livro é daquele tipo que não dá para largar. Mas só aconselho para quem realmente curte drama. Eu acho que, no fim das contas, acabei considerando a Ester uma pessoa muito sortuda. Mas garanto que ela sofre muito, e é testada pela vida de várias formas. Me comovi bastante com tudo o que ela teve que enfrentar.

"Acho que atingiremos um estágio evolutivo avançado quando conseguirmos sentir gratidão pela oportunidade de ter convivido por alguém por determinado tempo, independentemente da quantidade do tempo."

Ela é uma lutadora nata. Corre atrás do que quer, mas entende que existe a hora certa de parar. Ester, em nenhum momento, esquece que a liberdade dela termina onde a do outro começa. É um ser humano excepcional. Não deixa que a opinião dos outros defina sua vida. Não hesita em mudar de ideia ao conhecer novos fatos.

"Um homem não deve ser julgado por um ato, mas pela forma como conduz a sua vida."

E ela não é a única personagem que vale a pena. Todas são apaixonantes. Temos o personal trainer galinha que se torna um amigo inestimável; Miguel, um homem ambicioso e sonhador, capaz de tudo pela família; Luciana, a amiga doidinha sempre disposta a ajudar; Gonçalo, o misterioso fotógrafo que precisa ser encontrado, um homem reservado e que guarda um segredo doloroso. Sem falar na família da Ester, que é sensacional.

Por Linhas Tortas é um livro que traz esperança. Que nos mostra que, por piores que os fatos possam parecer, não devemos nos esquecer nunca que para tudo há um motivo. E que, para sermos felizes, precisamos cultivar a felicidade de dentro para fora.

"Se não quisesse sofrer ou sentir qualquer perda em minha vida, a única solução seria não gostar de ninguém, não sentir nada por ninguém, ser indiferente. Caso contrário, a dor era inevitável. E não é com medo de sofrer que se deve viver. Não pode ser. Concluí que o preço a pagar não era alto."

A Cynthia escreveu uma história que merece ser conhecida. É sensível e super tocante. O livro faz chorar, sim, mas também faz suspirar e nos lembra de viver a vida da forma mais plena possível. Ou seja, super essencial para qualquer um. Leiam se tiverem oportunidade, façam esse favor a vocês mesmos. =)

"Tinha comprovado que um problema podia dominar a minha vida ou fazer parte dela. Competia a mim decidir a preponderância que ele teria."

Postada originalmente em: http://entrepalcoselivros.blogspot.com.br/2013/04/resenha-por-linhas-tortas.html
Dani 01/05/2013minha estante
Eu nunca ouvi falar do livro e fiquei super curiosa a respeito, ainda mais com essa resenha super empolgada de ''nova-fã-da-autora'' hehehhe

Fiquei com vontade de ler mas na dúvida porque sou meio molenga para dramas :s


Thaís 01/05/2013minha estante
Adorei a capa desse livro, realmente apenas a capa ja consegue nos transmitir uma sensação diferente, não sou fa de drama mas adoro ler um. Ainda mais quando o livro nos faz chorar ou até mesmo rir pq isso mostra que estamos realmente envolvidos na história, realmente adorei o livro!


Lua 01/05/2013minha estante
O gênero drama, sempre nos trás uma lição, seja ela qual for. Por isso adoro esse tipo de leitura, me faz refletir sobre o que acontece na minha vida e na das pessoas que estão ao meu redor. Pelo o que me parece, Ester tem que acreditar em si mesma pra consegui superar seus problemas, a capa é bastante tocante.

hahaha bom saber que tem escritores maravilhosos na sua cidade, não é msm?! =D


Juh 06/05/2013minha estante
Tbm nunca tinha ouvido falar nesse livro, mas amei pela resenha. É muito bom ler essas histórias que nos trazem reflexão, que nos faz conviver com personagens que são totalmente humanizados, me indentifico muito!!!




Camila 21/12/2011

Se eu tivesse que definir Por Linhas Tortas em uma única palavra, esta seria DELICADEZA.

O livro de estreia da escritora Cynthia França nos apresenta a história de Ester, uma carioca inteligente e sensível, que mesmo apaixonada pela literatura acaba tornando-se advogada por aconselhamento da família. E é justamente na faculdade de Direito que ela conhece Miguel, aquele que se tornaria o namorado, o marido e, por que não dizer?, o anjo da guarda da nossa protagonista!

Como toda mulher moderna, Ester é batalhadora, dinâmica e ao lado de Miguel vive uma união absolutamente harmônica. Harmonia esta que se confirma com a gravidez de Ester, quando então passamos a entender a real dimensão desse amor.

Entretanto, é exatamente quando tudo parece irretocavelmente perfeito que Ester leva o maior golpe de sua vida! E para sobreviver, ela terá de aprender a se reeguer mesmo quando não existe mais chão.

Qual mulher não é capaz de entrar na pele de Ester, sentir sua dor e entendê-la?

Um concurso público e uma transferência para a cidade de Belo Horizonte, são apenas uma das mudanças que o destino reserva para Ester. Com o apoio da família e, principlamente, da irmã, Aretuza, a vida da balzaquiana segue e nós, leitores, acompanhamos sua adaptação na nova cidade, a criação do novo círculo de amizades, com os animados Diogo e Luciana e, enfim, seu amadurecimento. Aos poucos, Ester vai recuperando a autoconfiança, a fé na vida, nas pessoas e no amor.

Então, ao adquirir novamente a certeza de que merece ser feliz, nossa protagonista passa a ver o mundo de uma forma mais plena e assim, mesmo sem perceber, atrai a atenção de um geólogo super charmoso e inteligente que, como Ester, é apoixanado por literatura. (Aliás, Ester e Gonçalo descobrem não só esta, mas muitas outras afinidades!)

"Percebi que amar a vida era amar tudo o que eu vivia: Os momentos felizes e também as lutas, os desafios, os esforços. Senão não passaria de mera ficção."

pag 70


Por Linhas Tortas é um livro absolutamente envolvente e sentimental onde Cynthia brinca com a narração em primeira pessoa e nos propõe um tom tão intimista e natural, que por vezes temos a impressão de estarmos lendo um diário. Sistematicamente falando, até mesmo a forma como o texto é apresentado, sem a clássica divisão por capítulos, nos sugere essa ideia. Além disso, a autora concebeu personagens e conflitos muito bem construídos e de fácil identificação com o leitor.

Aliado à mensagem do livro que é linda, um verdadeiro incentivo à superação, a escrita de Cynthia é recheada de citações poéticas, referências à literatura e até letras de músicas, o que contribui para enriquecer sua obra, tornando a leitura ainda mais prazerosa.

Outro ponto fascinante e que me chama a atenção em Por Linhas Tortas é o fato de tratar-se de uma história sobre uma mulher real, com uma vida real, com problemas, perdas e incertezas absolutamente reais, numa trama que aborda também relacionamentos familiares e grandes amizades. Mas acima de tudo, eu diria que Por Linhas Tortas é uma história sobre superação. Uma visão totalmente realista e contemporânea do universo feminino.

Enfim, o livro de estreia de Cynthia Franca não deixa dúvida sobre seu grande potencial como autora! E meu conselho para quem vai ler o livro é: Desmarque todos os seus compromissos antes de começar a leitura, pois depois da primeira página você não vai conseguir largar o livro!

Livro recomendadíssimo! Quem gosta de romance, vai amar!
comentários(0)comente



Jéssica 18/01/2013

ótimo!
Um livro muito gostoso de ler! Conta a história de Ester, que parece ter o marido perfeito, e a vida perfeita, até que tudo em sua vida vira de cabeça pra baixo! Decidida a mudar o rumo das coisas e tomar as rédeas de seu futuro, Ester faz mudanças e se supera de várias maneiras!Uma surpreendente história de superação!
comentários(0)comente



Meire 01/03/2012

Por Linhas Tortas
Resenha feita exclusivamente para o blog Mania Literária. Link: http://migre.me/87K0i

Sou aquele tipo de pessoa que, se por acaso se identificar com alguma personagem existente em alguma obra literária, logo se apaixonada por ela ou faz a bendita se transformar em uma pessoa real, tão real que vira até amiga. Pode parecer estranho, mas comigo é assim: não gostei de uma personagem, o livro já murcha. Adorei uma personagem: livro já ganhou pontinhos e a personagem virou querida.

Por Linhas Tortas foi um livro que ao ler a sinopse já de cara soube: ele vai ser perfeito. Não só pelo romance existente em si ou o curioso fato inesperado e surpreendente que irá acontecer na vida da nossa querida personagem e tornará o livro todo especial. A questão é que, Ester é uma mulher tímida e introspectiva, que acredita que na hora certa o grande amor irá aparecer. Ou seja, Ester é uma Meireane da vida. Tamanha foi a minha identificação com a personagem principal que sem ao menos perceber, estava discutindo a minha vida pessoal e a vida da personagem com meus pais. Que tipo de coisa é essa?

Em seu livro de estreia, Cynthia França nos apresenta a vida de Ester, uma mulher que acredita no verdadeiro amor, e que, após encontra-lo recebe o maior golpe de sua vida. Ester sofre bastante e logo se muda para Belo Horizonte afim que ter uma vida nova e quem sabe esquecer o que lhe afligia. Isso é basicamente o que posso resumir sobre Por Linhas Tortas já que quero que vocês se surpreendam ao ler esse livro, assim como me surpreendi. Só adianto que em menos de 60 páginas muita coisa acontece.

Preciso falar da doçura e leveza usadas nesse livro, a escrita de Cynthia é algo que impressiona e não deixa a desejar. Ela consegue narrar detalhadamente sem se tornar confuso e consegue fazer de uma história dramática algo doce e lindo. Devo falar da jogada de Cynthia também. O livro não tem capítulos, logo pensamos que, isso foi sim uma joga muito bem bolada de marketing. Aquela história de ''vou terminar no próximo capitulo'' não funciona com esse livro e quando você vê já acabou ele e está com os olhinhos brilhando.

As personagens foram tão bem criadas. Ester que no começo era frágil e tímida, ao longo se torna uma mulher batalhadora, que corre em busca daquilo que quer e não desiste tão facilmente. Fiquei impressionada com as atitudes que ela tomava e percebi o grande erro que ela cometeu. O erro que creio eu, deu origem ao titulo Por Linhas Tortas.

Tudo que posso dizer para vocês é: Leiam! É um romance inesquecível, que vai fazer você suspirar e se emocionar com o drama da vida de Ester.

Beijão!
comentários(0)comente



Sandro Honorato 13/04/2012

A história é narrada em primeira pessoa onde Ester é uma mulher forte e decidida.

Logo no inicio do livro quando entra na faculdade conhece Miguel e se apaixona por ele. E não tem como não se apaixonar pela história de ambos.
Mas, nas nossas vidas sempre há um “mas” e na de Ester não foi diferente. Um imprevisto a fez mudar-se para Belo Horizonte e trabalhar na área de Direito.
Ah,não contei mas ela gostaria de fazer Letras mas cursou Direito para alegrar os pais.
E quando ela achava que estava tudo terminado ela conhece alguém especial que promete mudar sua vida para sempre (ou pelo menos parece ser).

Um ponto que achei positivo e diferente pelo menos pra mim é a ausência de capítulos no livro, ou seja, quando eu comecei a ler não queria mais parar.
Os personagens masculinos da história também são bem interessantes.
Miguel é um homem engraçado, trabalhador, um pouco bagunceiro, mas é um romântico que tenta sempre demonstrar o que esta sentindo. Já o Gonçalo é uma pessoa que nem sempre transparece seus sentimentos, tem como hobby o aeromodelismo,é culto e adora esportes/aventuras.

Enfim,é um excelente livro e espero que possam ler.

LINK no meu blog:
http://www.rimasdopreto.com/2012/04/o-preto-resenha-por-linhas-tortas.html
comentários(0)comente



Nicole Kloss 31/05/2012

   Recebi esse livro da autora para ler, e comecei num momento, digamos, complicado da minha vida, em que algumas coisas ruins tinham acontecido. Comecei a ler por Ester também passar muitas dificuldades durante sua história, e achei que tudo isso poderia me ajudar a compreender melhor meus próprios problemas. E como ajudou!
   Ester conheceu o amor da sua vida muito jovem e depois de muitos anos juntos, ela o perde de forma traumática. Sendo uma mulher doce, fica desolada depois da perda do marido e demora algum tempo para se reerguer. Ela decide então prestar alguns concursos públicos e acaba se mudando do Rio para Belo Horizonte. Chegando lá, se dedica ao seu trabalho e a recomeçar sua vida. Claro que em uma nova cidade, também surge um novo amor. E Gonçalo é o homem perfeito, que toda mulher deseja. Infelizmente o destino não é muito gentil com Ester, e muitas complicações ainda acontecem em sua vida.
   O livro não é dividido em capítulos, e eu (que prefiro capítulos pequenos) adorei esse detalhe. A divisão é feita através de fragmentos, com espaços em branco para marcar, que ao meu ver, deram mais personalidade à história do que capítulos conseguiriam fazer. Além disso, a trama não é enrolada, com detalhes e fatos desnecessários, a escrita flui naturalmente sem que a autora precisasse "encher linguiça" para dar continuidade.
   Para entender mais sobre essa linda história, só lendo mesmo. Eu só sei que vou guardar para sempre com muito carinho o meu exemplar na prateleira e a história no coração!

Resenha originalmente publicada no blog Teen's Books: http://teens-books.blogspot.com.br/2012/05/por-linhas-tortas-cynthia-franca.html
comentários(0)comente



Maritza Bom 10/12/2012

Um romance cativante, de narração leve e rápida.
Durante as primeiras páginas conhecemos Ester, uma mulher comum, amante da leitura, doce e feliz, que mantém um ótimo relacionamento com o marido. Ela conhece Miguel durante o período em que concluía a faculdade de Direito, ele é bonito, engraçado e companheiro. Eles começam a namorar, os dois se entendiam bem e eram muito amigos, adoravam assistir filmes, sair para jantar, conversar e ir ao teatro. O namoro naturalmente evolui para algo mais sério e eles se casam, Ester sente como se tanta felicidade fosse um prelúdio para um triste desfecho.

Como se seu pressentimento fosse uma revelação da verdade que estava por vir, em um dia nublado algo inacreditável acontece e Ester não consegue amenizar seu efeito. A vida de Ester se altera de forma irrevogável, depois da trágica morte de Miguel que aconteceu durante uma ação violenta de criminosos. Logo quando recebe a noticia, Ester descobre algo que deixa tudo ainda mais triste e duvida da sua capacidade de superar os fatos. Essa mudança é extremamente difícil e Ester fica inconsolável, apesar de sempre ser muito realista e sempre tender para uma análise racional dos fatos.

Após um grande período de sofrimento e desilusão, ela decide tomar as rédeas da própria vida e começar uma completamente nova. Neste caminho, em Belo Horizonte ela conhece outras pessoas, motivos para continuar a viver e um possível novo amor. Gonçalo é um fotografo que trás as cores de volta a vida de Ester e os dois vivem um grande momento. Apesar de esse recente rumo ser tudo o que Ester precisava para lidar melhor com a situação pela qual passou e da importância do seu relacionamento com Gonçalo, sua coragem é colocada novamente á prova quando ele toma uma decisão que provoca outra reviravolta na vida de Ester.

Neste primeiro título publicado por Cynthia, seu talento como escritora fica bastante evidente, esse romance nacional possui uma narrativa leve e rápida, que prende o leitor desde a primeira página. Os personagens são cativantes e muito bem explorados, as duas figuras masculinas são praticamente opostas, apesar de nutrirem um sentimento similar pela protagonista. A estória de Ester é encantadora, em primeira pessoa nos permite um envolvimento peculiar com toda a trama, com certeza é emocionante. Durante o desenrolar da narrativa, a autora incorporou algumas citações e informações de ótimas obras de literatura como a Odisseia, o que deu certo charme adicional e enriqueceu a estória. O final é ótimo, a autora nos faz refletir e insere no desfecho palavras como amor, superação e esperança, escapando da monotonia e previsibilidade de finais comuns.

Confira a resenha na integra postada no Prólogo da Leitura, acessando: http://prologodaleitura.blogspot.com.br/2012/12/por-linhas-tortas-cynthia-franca.html
comentários(0)comente



Nelly 16/03/2012

Uma história totalmente cativante
Li o livro em um dia. Pra vocês verem o quanto a história é cativante. Vamos a resenha? Vou tenar resumir ao máximo,pra não revelar todos os detalhes pra vocês.

Ester é uma mulher diferente. Tímida e única de muitos jeitos. Cresceu em uma família unida e se formou em Direito. Enquanto estava na faculdade conheceu o que ela acreditava ser o amor de sua vida, e acreditou que viveria com ele feliz para sempre. Até que acontece algo que ela nunca esperou ela perde o seu grande amor e junto dele o filho que estava esperando,e Ester é obrigada a se livrar do seu estado de conforto e encarar as adversidades da vida com a cara e a coragem. Será que depois de tudo seria capaz de amar outra vez? Qual o significado de felicidade? Um amor, família,ser realizada,superar as perdas,ser forte? Ester percorre um caminho difícil,mas no final ela descobre que mesmo por linhas tortas é possível ser feliz.

Confesso que há muito tempo não tenho acesso a uma história tão forte e tão delicada ao mesmo tempo. Nada daqueles romances água com açúcar que encontramos por ai. A autora consegue te fazer trilhar os caminhos da personagem junto dela. Acompanhamos o crescimento,as dificuldades e a vitórias de Ester como se ela fosse uma parte de nós,alguém da família. Muito fofa, muita cativante e muito bem escrita a história nos leva a pensar como estamos vivendo, se somos donos das nossas próprias escolhas ou se nos escondemos e nos deixamos a mercê das adversidades que aparecem em nossa frente. Uma história que trata de amadurecimento, amor e sem dúvida alguma de esperança.

Deu pra perceber o quanto amei o livro e o quanto me simpatizei pela autora? Ok. Se não deu estou expressando abertamente minha admiração pelo trabalho da Cynthia. E com todas essas fofuras a capa é MUITO fofa. Espero que vocês leiam.

Um trecho do livro:

"Essas reflexões me fizeram pensar na vida. No conceito de vida que tinha. Percebi que amar a vida era amar tudo o que eu vivia: o momentos felizes e também as lutas,os desafios,os esforços. Senão,não passaria de mera ficção." pag 70

E uma música que tem tudo a ver com a história (e que está na história,ok abri a boca e soltei). Só pra vocês terem a noção básica da delicadeza e profundidade da história: Por onde Andei-Nando Reis
comentários(0)comente



Rose 19/02/2012

Sabe aquele velo ditado: “Deus escreve certo por linhas tortas”? Lembrei-me dele conforme ia lendo este livro que logo no início me cativou. Ester nos conta sua vida, e eu em particular conforme ia lendo e conhecendo Ester, ia me sentindo sua Amiga. Aliás me identifiquei muito com ela, e tenho certeza que na vida real seríamos grandes amigas.

No livro você conhece suas dúvidas e incertezas, suas derrotas e vitórias, suas perdas e alegrias. Enfim, você conhece uma vida comum, com altos e baixos. É um livro envolvente, onde você realmente se sente próximo do personagem e vive junto com ele seus dramas diários que poderiam muito bem serem seus próprios dramas. Você torce para que tudo se resolva, para que Ester seja feliz e encontre um amor, assim, do mesmo jeito que torcemos e sofremos por um amigo.

Ester é uma carioca que aos 30 anos sofre uma grande perda, a maior de sua vida, e por conta disso decide depois de um bom tempo, voltar a viver, seguir em frente. Para isso ela volta a estudar e passa em um concurso público, indo morar em Belo Horizonte, onde ela se reencontra com sua própria vida. Com novos desafios pela frente, sozinha, longe da família e amigos, ela volta a se abrir para a montanha russa que é uma vida.

Como eu disse, desde o início senti uma grande empatia com o livro, ele é um desses livros que eu recomendo para todos, mas quando cheguei nas últimas páginas, se existia algum “porém”, ele caiu por terra. O motivo? A música oferecida para Ester. Eu AMO esta música, e ela descreve bem uma etapa da vida da personagem. E para atiçar mais ainda a vontade de vocês de lerem o livro, a música que falo é do nando Reis, Por Onde Andei.
Esta música eu tenho no celular, no laptop, no tablet, em tudo que é lugar, sempre a mão. Não disse que eu e Ester nos daríamos muito bem na vida real? Um pouquinho depois desta música, Ester escolhe outra para marcar uma etapa importante de sua vida, e por uma destas coincidências da vida, foi a mesma que eu escolhi para o meu momento. Não vou dizer qual foi o meu momento, para não tirar a graça de quem quiser ler, mas vou falar o nome da música: "Eu Sei Que Vou Te Amar".
É por estas e outras que eu recomendo esta leitura. Tenho certeza que vocês vão gostar de conhecer Ester, esta carioca que passou a ser minha Amiga e tenho certeza será de vocês também.

Deh 22/11/2012minha estante
Adorei o título e a capa. Parece ser bem legal.
Gostei da resenha.




Anna 09/02/2012

Resenha no www.pausaparaumcafe.com.br
Superar as expectativas do leitor deve ser um objetivo de cada autor, e com Por Linhas Tortas eu me senti completamente satisfeita. Passei a devorar o livro, e com uma leitura fácil e tranquila ler por linhas tortas não se tornou só mais uma leitura mais sim... um aprendizado.
Ester, nossa protagonista passa por tantas dificuldades que nos apegamos a ela. E julgo a dizer que queria me aproximar mais de Ester durante a leitura, eu realmente fiquei preocupada com a personagem, com as dificuldades que ela ia encontrando no meio do caminho e queria que tudo se resolvesse a ela. De tal forma que se não lesse a página seguinte me sentia como se também tivesse abandonando a advogada.
O que mais gostei no livro foi a autora ter colocado Ester como uma apaixonada por literatura, para nós que amamos ler até nos identificamos com ela.
Aprendi com Ester a superar perdas, a ser mãe, ser mulher, a amar mais um personagem de um livro e principalmente a dar nomes a cachorros.
Com uma protagonista forte, uma história que nos prende, Por Linhas Tortas apesar de não ser meu gênero preferido de leitura, me cativou em cada página.
Recomendo para todas as mulheres que algum momento de sua vida precisaram aprender com a perda.

Ester veio ao mundo para nos ensinar que conseguimos e que sempre conseguimos.
comentários(0)comente



Jacqueline 28/01/2012

Uma história que emociona até o mais duro coração...


Ester sempre foi uma daquelas mulheres que amava romances e poemas. Desde de quando era pequena adora ficar na biblioteca lendo um bom livro e é claro que as outras crianças achavam isso estranho. Ao se formar no colegial, ela decidiu que não iria seguir seu sonho e fazer faculdade de Letras, pois sabia que seu pai nunca aprovaria, então escolheu fazer Direito.
Ao entrar na faculdade logo conheceu Miguel, um homem muito bonito e a quem estregou seu coração sem pensar duas vezes. Após namorarem 5 anos decidiram casar, um casamento simples. Após 5 anos de casada, Ester começou a se sentir estranha, com tontura e acabou indo fazer um teste de farmácia para saber se estava grávida e então deu positivo. Nada conseguia esconder a felicidade da moça. Decidiu então comprar um par de sapatinhos brancos para fazer uma surpresa para Miguel e ele reagiu como ela espera. Ambos ficaram muito felizes.
Alguns meses depois sua vida simplesmente desmoronou, tudo o que ela mais amava tinha ido embora, para sempre.
Ester entrou em uma fase muito complicada, com depressão e preferia ficar sozinha quase o tempo todo, até decidiu ir embora do Rio e se mudou para Belo Horizonte e foi morar numa casa simples junto com uma cachorrinha chamada Capitu.
Tudo o que ela mais queria era exercer seu trabalho e conseguir superar toda aquela dor que ela estava sentindo, mas será que ela irá conseguir deixar a tristeza e a saudade de lado e seguir em frente? Por linhas tortas nos contará o final desta história emocionante que faz qualquer um se emocionar.


Estou fazendo essa resenha dia 21/01/2012 e posso afirmar que com certeza esse foi o melhor livro que li este ano. E tenho certeza que estará na minha lista de favoritos dos livros de 2012 ( e olha que o ano acabou de começar).
Não imaginavas que este livro seria desta forma. Me emocionou e me surpreendeu demais. Demais mesmo.
A escrita da Cynthia é tão forte e tão emocionante que não consigo nem definir o que eu senti lendo esse livro. Muitos podem achar a história um pouco clichê, mas eu simplesmente amei. Me senti parte da história o tempo todo e parecia que eu estava passando por tudo aquilo junto a Ester.
Um livro 5 estrelas (posso dar mais? ='/ ) e que com certeza entrou para minha lista de favoritos.

PLAYLIST: Lara Fabian - Love by grace

http://behind-thewords.blogspot.com/2012/01/resenha-por-linhas-tortas-cynthia.html
comentários(0)comente



Mirela L. 27/03/2012

Resenha que eu fiz para o Inteiramente Diva
Mais um livro nacional que leio, me encanto, me envolvo e me apaixono… Sou uma fã incondicional de romances, e algo que me deixa mega feliz é quando tenho a oportunidade de ler um, com uma história tão especialmente escrita, uma lição de vida. A escrita da Cynthia é algo tão cativante e envolvente; ela consegue contar uma história que, nas primeiras páginas, emociona, vivifica, traz esperança, amadurecimento, fé em dias melhores, além de nos fazer acreditar no amor! Me sinto mais feliz por ter tido a oportunidade de conhecer um livro tão ‘perto da realidade’ e ao mesmo tempo tão especial e único. Por Linhas Tortas conta a história de uma mulher que batalha até o fim, pela felicidade.

Ester é natural do RJ, filha de pais amorosos e irmã amiga de Aretuza. Enquanto Aretuza era quase uma top model, mas também delicada; Ester era comum, tímida e introspectiva, além de ser uma ávida leitora. Mas mesmo com essas pequenas diferenças, a relação das duas é muito linda! O início de Por Linhas Tortas parece um conto de fadas! *.* A narrativa da Cynthia é encantadora, as colocações são tão delicadas e profundas, que o sentimento fica à flor da pele. Em poucas páginas eu me vi sorrindo que nem boba e sofrendo junto com a protagonista. Fora que por Ester ser amante da literatura, vez por outra, Cynthia nos presenteia com algumas informações e citações de livros maravilhosos.

Na faculdade, ela conhece Miguel *pausa para os suspiros* que encanta completamente com sua fofura; um cara bonito, engraçado, gentil, amigo, companheiro e mesmo nos defeitos ele era especial; qual mulher vai querer mais alguma coisa? Tem até um mini-questionário que ele faz com ela que é extremamente fofo e que marca o início de uma história de amor!

Como dizia Drummond, “o amor dinamita a ponte e manda o amante passar.” Amar não é fácil. E talvez seja tão bom por isso – ela sintetizou. [pág. 146]

E foi num dia nublado que a vida de Ester dá uma completa reviravolta… O universo florido se torna tão nublado quanto o dia e é aí que começam as dificuldades [cheias de significados e ensinamentos], mas também a luta de uma pessoa pelo encontro com a verdadeira felicidade, com a paz interior. E daí começamos a perceber que o título Por Linhas Tortas reflete muito bem o que encontramos no livro!

Depois dos fatos inusitados, Ester vai morar em BH e um homem misterioso surge em sua vida, mostrando que sempre é possível recomeçar! E o que é mais gostoso é que nada acontece imediatamente, mesmo o livro sendo relativamente ‘pequeno’ para tudo há seu tempo e a autora soube expressar tudo muito bem.

A narração em primeira pessoa nos permite compartilhar ideias e pensamentos com a protagonista e no caso de Por Linhas Tortas, a narração só poderia ser assim, definitivamente. Um livro que me fez enxergar que as lembranças são únicas e especiais e que a saudade também faz bem ao coração; que é preferível viver e tentar sempre! Além de tudo, é permeado de objetivos, lembranças de aquecer o coração, muitos sonhos; também tem o charminho da conquista, as borboletas no estômago, criança fofa,…. Ou seja, SUPER recomendo!

Depois que acabei de ler, algo não saiu da minha mente por um tempo… O fato de que nunca devemos desistir, por pior situação em que estejamos e que nunca é tarde para amar! Por isso vamos amar HOJE e SEMPRE!

Mas, quando se trata de amor, nunca é tarde demais.” [pág. 301]

Confere lá: http://inteiramentediva.blogspot.com.br/2012/03/resenhando-53-por-linhas-tortas-cynthia.html :D
comentários(0)comente



Flávia Mattos 31/10/2012

Mais uma Autora Nacional que me surpreende! Estou amando ler livros de autores nacionais rsrsrs

a estória é totalmente envolvente,de fácil leitura e quando começa não dá vontade de parar de ler não!
Li o livro praticamente em 1 dia,e olha que para isso acontecer tem que me prender mesmo!! rsrsrs

Teve momentos na estória em que senti raiva, deu vontade de chorar, e teve momentos de compaixão.

Super Indico esse Livro, Parabéns a Cynthia pela Excelente Obra!
comentários(0)comente



camilaprietto 02/12/2011

Por Linhas Tortas - Cynthia França
Oie...

Todos sabem que sou fã de literatura fantástica e se for o caso de falarmos em realismo que seja um suspense de investigação, daqueles bem James Patterson. Mas pra minha surpresa apaixonei-me por um livro simples, delicado e singelo.

Tenho que dizer que já fazia tempo que eu não lia um livro tão rápido e sentia essa necessidade de ficar lendo tudo de uma vez. Pra mim, se formos julgar a qualidade de um autor, o primeiro quesito é esse: Consigo largar o livro? Não!

Então está feita a literatura, a obra e consagrado o autor. Isso, Cynthia França faz como poucos eu vi. No rol dos "não consigo para de ler" estão: Rubem Fonseca, Dan Brown e J.K.Rowling. Só pra citar o meu empate em primeiro lugar! E agora, tenho a honra e o prazer de colocar nessa minha lista uma autora nacional jovem e de quem ainda veremos ótimas obras, tenho certeza!

Dei cinco estrelas com prazer, orgulho e devoção. Por Linhas não seria nem de longe um livro que eu escolheria para ler, não por sua qualidade, atestada agora como impar, mas pela temática, realismo e pela narração em primeira pessoa. Assumo que gosto mesmo é de estórias contadas pelo autor, mas essa autora "fofa" acabou com todas as minhas definições.

Como é bom ter todo nosso castelo de cartas descontruído! O que me leva a crer que nossos padrões, certezas e verdades são construídos mais por nosso apego do que pela qualidade real das coisas. Comecei a lê-lo sem saber absolutamente do que se tratava. Ainda bem! Sem saber direito o nome do livro ou da autora. E qual foi a minha surpresa que após trinta ou quarenta páginas tive que saber mais sobre a autora.

Chorei como há tempos não chorava, e acredito que só outro livro me impressionou com sua estória real (literariamente falando! Não é historia da autora, certo?) emocionante e vivida. Foi As Pontes de Madison, e me lembro de ter que parar de ler, de emocionada que ficava!

Vivi coma protagonista cada mínima sensação e me reconheci e sofri junto em cada decepção. Ester é uma figura viva, presente e minha amiga. Só tenho a dizer obrigada a autora, por uma obra que me tirou de antigos parâmetros e me mostrou que boa literatura não tem tipo, conceito, predicado ou radical.

“O que estava acontecendo? Será que eu tinha me enganado tanto? Será que eu tinha me deixado envolver a ponto de ficar completamente cega? Será que nossa relação era minha relação? Era via de não única, e fui a única que não percebi? No final das contas, a minha fortaleza inexpugnável não passava de um castelo de cartas?” Pag. 188

Quer saber mais sobre a autora e seu livro? Acesse o blog da Cynthia – http://www.cynthia-porlinhastortas.blogspot.com/ ou seu perfil no Skoob http://www.skoob.com.br/usuario/389752

Bjim.
comentários(0)comente



33 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3