Destroy Me

Destroy Me Tahereh Mafi




Resenhas - Destroy Me


34 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3


Jess 07/01/2021

Eu amei demais ler esse conto no ponto de vista do Warner e saber mais sobre ele. Foi muito bonito e triste ver ele se identificando tanto com as palavras que a Juliette escreveu em seu diário.

É um personagem incrível que eu não demorei muito para amar. Certamente, um dos mais interessantes da série.
comentários(0)comente



rafa 21/01/2021

envolvente.
esse livrinho ia ganhar meu coração se fosse um pouquinho maior. foi bem interessante ver tudo pelos olhos de outro personagem. a autora apresentou um lado dele que foi impossível de perceber no primeiro livro. realmente surpreendente.
comentários(0)comente



Gabi 07/10/2012

www.livrosecitacoes.com
Destroy Me é o conto que acontece entre o primeiro e segundo volume da trilogia Shatter Me (Estilhaça-me, no Brasil), de Tahereh Mafi. Narrado por Warner, o livro conta a história do vilão mais amado da blogosfera.

"Eu não sou de pedir nada a ninguém. E agora, tudo que quero é outra chance."


Após Juliette escapar do Restabelecimento seduzindo Warner e, em seguida, colocar uma bala em seu ombro, Warner está preso no Setor 45 prestes a encarar as consequências de suas escolhas. Enquanto a população está ávida por uma rebelião, os soldados do Setor estão vibrando com os erros de seu líder, e tudo isso só aumenta o ódio que Warner nutre por Adam e Kenji. Porém esse sentimento deverá ser deixado de lado quando uma pessoa ainda mais odiada aparece: o comandante supremo e pai de Warner. E quando o comandante decide que Juliette deve ser liquidada, Warner não está disposto a permitir.


"Eu acredito que o homem mais perigoso do mundo é aquele que não sente remorso. Aquele que nunca se desculpa e, portando, não busca o perdão. Porque no final são nossas emoções que nos fazem fracos, não nossas ações."

Esse conto deixa claro que o sucesso de Mafi em Shatter Me não foi por um acaso e sorte de principiante. A autora simplesmente tem a fagulha necessária para escrever um bom livro e quando ela se empenha a coisa pega fogo. Apesar de ser somente um conto (com 150 páginas mas ainda um conto), o livro me sugou tão completamente, fiquei tão perdidamente apaixonada por Warner, e acabei o conto torcendo por ele, não sei como ele pode chegar a ter uma chance com Juliette mas sei que a autora é mais do que capaz de me surpreender.

"Essa garota pode estilhaçar-me."

Eu demorei para me engajar na leitura mas, nossa, quando foi para cair, eu cai de boca. A complexidade do personagem, seu passado e o que ele tem em comum com Juliette, sua empatia e, logo, amor por ela, foram descritos de tal forma, com o lirismo leve que já é uma característica da autora, que o conto está mais do que recomendado.
Dany 19/03/2013minha estante
Terminei o livro ainda pouco. Já amava Warner por Estilhaça-me, Destroy me só aumentou o meu afeto. Estou tentada com o ebook de Unravel me, mas estou me segurando para o lançamento nacional, que vai acontecer mês que vem.




JBartholomei 07/01/2013

Mentecaptos Por Livros | www.mentecaptosporlivros.blogspot.com
O livro começa exatamente onde o Warner deixa a cena em Estilhaça-me: ele está no chão, baleado e muito, muito puto da vida.

É oficial, virei fã de Tahereh Mafi e de agora em diante estou lendo tudo o que ela publicar.

Meu maior medo em relação a essa novella era de que, de alguma forma, a Tahereh romantizasse o Warner, fizesse dele aqueles típicos heróis YA. Para a felicidade geral da nação, ela não o fez. Ele é um vilão maléfico? Não. Ele é realmente uma pessoa ruim, fria e sádica como a Juliette pensa que ele é? Não. Mas ele mata, ele comanda com um punho de ferro e faz todo tipo de coisas repreensíveis. Coisas que o deixa enjoado consigo mesmo, mas desde que não fazê-las significa perder seu lugar no poder, ele as faz. E não se desculpa com ninguém. Muita gente diz que acha o Adam muito certinho, muito perfeitinho e muito dentro do estereótipo good boy. Warner não é assim; ele não é ruim, mas ele não é um santo. Um personagem multifacetado, é o que Warner é.

Obviamente, a narração de Destroy Me é bem diferente da de Estilhaça-me. É menos poética e fantasiosa, mas muito mais subjetiva. A maior surpresa aqui foi descobrir o quão intenso Warner é. Não vou estragar a leitura entrando em detalhes, mas lendo vocês vão entender o que eu estou falando. Ele tem sérios problemas. Tipo, ele pode rivalizar a Juliette, e os dois deviam começar um grupo de apoio.
E a narração mostra isso, e dá a entender muito mais. Subjetivo, com certeza.

Por mais que a sinopse dê a entender que o clímax da história tem a ver com o fato do Comandante Supremo (papai querido do Warner) querer a Juliette morta, não se engane. O ponto alto de Destroy Me são as consequências do tiro disparado por Juliette, e do insight que temos dela.

Mas, wait a minute. Se a novela é narrada por Warner, como assim temos um insight melhor de Juliette? Exatamente. A mente de Warner é muito interessante; ele tem, obviamente, uma voz mais limpa que a da Juliette, e portanto, é mais direto. Desse jeito, Destroy Me é muito mais carregado de informações que Estilhaça-me, seja informações sobre Warner, quanto da Juliette.
Juliette viveu maior parte da sua vida em clínicas psiquiátricas barbáricas, mas Warner passou a sua vida no mundo. Vivendo, comandando na sociedade. Portanto, ele sabe o que está acontecendo no mundo naquele momento, e pela sua posição de poder, tem acesso a todo tipo de informações. Como por exemplo, acesso ao histórico médico de Juliette. Crianças, vocês querem ler isso, acreditem em mim.

Em Throne of Glass, a protagonista é um personagem misterioso. Em Destroy Me acontece a mesma coisa. Warner ainda é um grande ponto de interrogação; descobrimos um pouco mais sobre ele e suas verdadeiras intenções, mas a fundo? Não. Droga, não conhecemos nem 1/4 da história dele, mas ainda é muito mais do que nos foi mostrado em Estilhaça-me. O que deixa o leitor aberto à especulações; minha amiga, que teve que me aturar durante a leitura do livro (Oi Lary!), sabe do que eu estou falando. Há trechos do livro que acusam, por exemplo, a possibilidade de abuso sexual. Mas não é claro, não é óbvio, o leitor tem que ler nas entrelinhas e torturar a imaginação. Isso faz do livro uma obra apelativa, e da Tahereh uma autora talentosa.

Já reli Destroy Me umas quatro vezes, e a cada leitura peguei detalhes e novas informações que eu não havia percebido antes. Tahereh Mafi é boa desse jeito.

Ok, isso aqui já está comprido demais para um conto de 150 páginas, então resumindo: gostei muito da voz do Warner, a novella foi interessante, Tahereh sabe escrever um POV masculino crível, Warner me seduziu fácil (cenas sexys, COF COF) e eu mal posso esperar por Unravel Me!

OBS: No conto, é incluído um monte de Extras, inclusive os dois primeiros capítulos de Unravel Me. So, read it!
JBartholomei 04/02/2013minha estante
Obg! Lá fora, só saiu em ebook, então as chances são que a Novo Conceito vai manter só em ebook no Brasil tbm. Mas vai que pelo fato do brasileiro não estar acostumado com livros digitais eles acabem lançando em papel? Não sei. Mas a promessa é que sai o conto em portugues ainda esse semestre, então vc vai descobrir logo logo.


Made 24/03/2013minha estante
Concordo em todos os pontos da sua resenha! Li Destroy me essa semana e acabei seduzida pelo Warner. Não fui com a cara dele em Estilhaça-me, mas as contradições que sua personalidade apresentava me deixaram intrigada. E depois de Destroy Me só posso dizer que um personagem masculino nunca me deixou tão fascinada como Warner.

Se antes eu era Team Adam, agora ele parece desbotado em comparação ao Warner.

Enfimmmm... resenha sua resenha é perfeita e expressou exatamente o que senti enquanto lia o livro. Adorei!


JBartholomei 04/05/2013minha estante
Exatamente, Made! Exatamente.




Maya LaRue Galathynius 28/10/2020

coisas que o Warner e eu temos em comum
"Tenho uma tolerância extremamente baixa para a desordem; ela ofende meu ser."

"Quero colocar uma bala na coluna vertebral de Adam Kent."

"Às vezes desejo sair por uns instantes do meu corpo."

"Respiro fundo. Tomo outro gole do café.
Estou surpreso ao perceber como gostei do seu gosto amargo."

"Estou levantando muros no meu cérebro novamente. Paredes brancas. Blocos de concreto. Cômodos vazios e espaços abertos.
Não existe nada dentro de mim. Nada lá dentro"

"O toque da sua mão na minha pele é abrupto e inesperado, e isso mexe alguma coisa dentro de mim, algo obscuro e profundo que me faz sentir fisicamente mal."

"Não preciso de nada além de palavras para viver. Sem elas eu não existiria."
comentários(0)comente



lia 06/02/2021

Amei a experiência de ler um conto no ponto de vista do Warner, foi muito enriquecedor para a minha visão da história.
Através desse conto podemos perceber que ele é um louco? Sim. Psicopata? Sim. Mas no fundo, está quebrado por dentro, não sabe lidar com os sentimentos e tem boas intenções, então vejamos o desenrolar da história.
Assim como no primeiro livro, a história fluiu super rápido e me deixou muito presa. Valeu super a pena.
comentários(0)comente



caravalight 04/04/2020

bem explicativo e necessário.
é uma leitura MUITO necessária para entender o ponto de vista do Warner. amei saber mais sobre ele e com certeza isso vai ajudar muito a entender melhor o segundo livro.
comentários(0)comente



Fran 14/09/2020

Warner mto cadelinha da Juliette
Eu amei ver a perspectiva do Warner e espero que durante o decorrer da série aconteça mais vezes
comentários(0)comente



Giovana 05/11/2020

Conto
Achei que não valeria a pena ler os contos e posso dizer com toda certeza que eu estava ERRADA
comentários(0)comente



luvnands 17/11/2020

Amor e ódio por Warner
Ele é TÃO fofo, e ao mesmo tempo tão errado. Eu aprendi a gostar dele nesse pov.
comentários(0)comente



egotisthic 14/06/2020

Não sei que nota dar NÃO SEI DE NADA só sei que minha vontade de socar o Warner passou.
comentários(0)comente



guicepeda 04/10/2012

“This girl is destroying me.” ― Tahereh Mafi, Destroy Me
Terminei de ler Destroy Me, da autora Tahereh Mafi. Muito bom o livro (tanto quanto Shatter Me). O ponto de vista do Warner é o melhor da série, e mesmo sendo curto o livro é bem interessante e só me deixou com mais vontade de ler UNRAVEL ME. Pra quem tiver o ebook, no final tem os primeiros capítulos de UNRAVEL ME \o\

“This girl is destroying me.” ― Tahereh Mafi, Destroy Me
Maria Eduarda 04/11/2012minha estante
Você me dizer onde eu poderia comprar??


guicepeda 04/11/2012minha estante
Oi Maria Eduarda, você pode comprar o Ebook pela Amazon :) http://www.amazon.com/Destroy-Me-ebook/dp/B0076790LA




Naomy.Uchida 18/12/2020

Esse conto foi melhor que o primeiro livro da série
O que foi esse conto do Warner? Que personagem cheio de camadas que a Tahereh criou, depois que li Destroy Me passei a entender um pouco mais o por quê das pessoas gostarem tanto do personagem.
Warner é vítima de uma criação extremamente tóxica, e fica bem claro que ele tem vários problemas por conta disso. Eu entendi que a "obsessão" que ele tem pela Juliette é um resultado disso, já que a personagem assim como ele tiveram relações com os pais muito conturbadas.
Esse conto é extremamente necessário e me fez ver um pouco mais do Warner que as pessoas tanto amam.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Laís Schlüter 15/04/2020

Não acredito que esse livro me fez gostar um pouco do Warner. É um livro curto e muito bom de ler para entender mais o personagem, e confesso e achei bem melhor esse livro do que Shatter Me, o personagem Warner é bem mais interessante que os outros, e o "romance" dele com a Juliette parece sem mais picante e melhor, mesmo eles não tendo uma relação. O romance entre Adam e Juliette é fofo, mas acho muito clichê e as vezes forçado demais.
comentários(0)comente



34 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3