Malícia

Malícia Chris Wooding




Resenhas - Malícia


31 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3


Flavia 09/11/2012

Macabro e viciante!!
Malícia é uma revista lendária... Muitos ouvem falar a respeito, mas ninguém tem certeza de que ela de fato existe. Há rumores de que os personagens são pessoas reais e que sumiram misteriosamente, mas muitos acreditam que o cartunista apenas copia os rostos da sessão de desaparecidos nos jornais para causar essa impressão, afinal, é impossível que as pessoas entrem dentro de uma revistinha, que é feita de papel e tinta! Tudo não passa de um grande boato só para chamar a atenção dos adolescentes e fazer com que eles busquem incessantemente por mais detalhes e informações desse mistério.
Até que Luke aparece com um exemplar de Malícia querendo provar para Heather que tudo é brincadeira. Ele folheia a revista e explica que iria precisar realizar um ritual que todos conheciam, mas que ninguém tinha coragem de fazer, para que Jake Gigante, o famoso personagem que comanda Malícia, viesse buscá-lo. O ritual consistia em reunir alguns ingredientes esquisitos numa tigela, e depois atear fogo. E enquanto tudo queima, a frase "Jake Gigante, me leve embora!" deveria ser pronunciada seis vezes.
Como nada acontece, Luke, por mais que tenha ficado com a horrível sensação de que algo errado estava acontecendo, pensou ter provado que tudo é uma grande besteira.
Só que ele desaparece misteriosamente, e ninguém sabe de seu paradeiro... A mãe dele acha que ele fugiu, a polícia não sabe de nada e Seth e Kady, seus melhores amigos, começam a investigar, acreditando que Malícia tem tudo a ver com seu sumiço, mas ao encontrarem a revista, ficaram surpresos, pois ela estava em branco... Eles começam a seguir pistas e chegam até a Black Dice Comics, uma loja de revistas em quadrinhos, mas ao perguntarem pela revista, o vendedor desconversou, alegando que nunca ouviu falar de Malícia na vida... Os dois, claro, não acreditam e enquanto Kady despista o cara, Seth encontra um exemplar e o esconde pra só abrirem quando estivessem em segurança. Mais tarde, ao darem uma olhada na revista, ficam completamente incrédulos e aterrorizados: O garoto em apuros, sendo perseguido por monstros e correndo risco de vida nos quadrinhos, era Luke...
E em meio a essa confusão, em que rumores se tornaram realidade, Seth resolve arriscar a própria vida, embarcando nesse mundo cheio de mistérios e perigos a fim de tentar encontrar Jake Gigante e impedí-lo de continuar levando garotos para Malícia, um lugar super macabro, que apesar de ter algumas regras, faz com que quem esteja lá precise lutar com unhas e dentes pela própria sobrevivência!

Quando peguei "Malícia", mesmo sem saber do que se tratava, já fiquei empolgada. A capa é super bonita e caprichada e a diagramação é genial! Podemos acompanhar as partes que acontecem em Malícia e que são em quadrinhos, que estão intercaladas entre a narrativa, que é em terceira pessoa.

Os personagens foram muito bem construídos e a narrativa, que flui maravilhosamente bem, fez com que eu imaginasse a mim mesma assistindo a um filme, encolhida e esperando pelo próximo susto ou agoniada querendo saber quando todo aquele desespero iria acabar.
Seth é um garoto super determinado e sempre preocupado em ajudar os amigos, mesmo que ele tenha que sofrer por isso.
Kady é uma menina com um passado misterioso e que vive inquieta... Ela guarda algumas tranqueiras que não sabe bem o que são e nem de onde vieram, como uma nota branca de um dólar que acredita lhe dar boa sorte e um objeto em forma de ovo com um monstro cheio de tentáculos. Ela ainda tem um gatinho, Marlowe, que simplesmente apareceu em sua casa e acabou sendo adotado.
Somos apresentados a outros personagens no decorrer da história, como os pais de Kady, que parecem sempre esconder alguma coisa; a prima dela, Jess, com quem mantém contato por mensagens escritas em "internetês"; e até Justin, um garoto que está preso em Malícia, tem seus planos e táticas para sobreviver alí e é muito destemido e impaciente. Todos os personagens tem sua importância, por menores que sejam as participações.

"Seth pensou por um minuto. Não era o suficiente para explicar por que Malícia se mantinha em segredo por tanto tempo.
- É como religião, certo? - disse Justin. - Se todo mundo soubesse que Deus existe, se a gente pudesse vê-lo, então não haveria a questão da fé. Seria idiotice não idolatrar o cara, isso se não quisesse um bom espancamento. Mas, se ele continuar um boato, - e vamos ser realistas aqui, é apenas isso que Ele é - então você realmente precisa acreditar. De coração e alma. Senão estaria perdendo seu tempo. O mistério é o que faz o poder, sabia?" - pág. 261

Enfim, Malícia tem aquele tipo de narrativa que empolga e nos deixa sem fôlego, cheio de mistérios, segredos e revelações surpreendentes! É impossível largar!
Encontrei alguns erros de revisão, mas não interferiram na minha empolgação e no meu desespero em devorar 430 páginas em poucas horas! A perfeição da história e a forma como é contada, além de superar os errinhos, superou minhas expectativas, pois realmente não imaginava que era tão bacana assim! Suuuuper recomendo e entrou pra minha lista de favoritos! Aguardando pelo segundo volume, Caos, ansiosamente!


*Postada em www.livrosechocolate.com.br
comentários(0)comente



keyla 15/12/2021

parece uma história pra dormir, é bem raso. mas é um livro infanto-juvenil, então era o objetivo do autor. apesar disso, ele soube construir o universo de malícia. é ok. talvez um dia eu leia a continuação..
comentários(0)comente



Alysson 03/04/2021

Simplismente incrível!!! Esse livro tem uma linguagem bem fácil. A história vai te prendendo cada vez mais. Se você gosta de ficção, esse livro é perfeito pra você. Vale a pena.
comentários(0)comente



Phill 05/06/2021

Um suspense/terror juvenil
Chris Wooding é sem dúvidas um dos melhores autores de suspense/terror que eu já vi!
Este é o terceiro livro que leio e a sensação é a mesma: a narrativa prende, é cheia de plots interessantes, e ele consegue criar um clima sombrio único, e olha que este parece ter uma direção mais infanto-juvenil.
É surpreendente também como Wooding é capaz de criar universos bem elaborados que fazem a gente ficar ansioso por mais. Notei as referências sobre outras mitologias mas ainda assim a história tem seus próprios elementos e canones mto bem feitos. É uma pena que no Brasil não haja o segundo volume da saga ??
comentários(0)comente



ilhanesx 10/01/2022

RECOMENDO MT!! ?
Confesso que estou pegando o hábito de leitura agr, e eu já tinha esse livro desde 2018, minha mãe tinha comprado p mim e foi super baratinho na época, mas eu smp pegava, lia um pouquinho e abandonava a leitura, tanto que só fui pegar ele p ler msm no final de 2021 e gente...EU AMEI!!!
Sabe aquele livro que vc começa e não consegue parar de tão bom que é, foi isso que aconteceu kkkkkkk tinha começado dia 31/12 (sexta) e terminei no dia 02/01 (domingo), fiquei até surpresa pq nunca tinha lido um livro com tanta vontade assim, ainda mais com 400 e poucas páginas kkkkkkk mas é isso gente, se vcs gostam de um terror, com mistérios e suspense, esse livro é uma boa escolha.
OBS: Só fiquei um pouco triste pq a história continua em outro livro ?
comentários(0)comente



Maria.Eduarda 09/04/2020

Deveria ter me esforçado um pouco mais no início para pegar o ritmo da história, apesar do começo ser um pouco desanimador vale a pena ler o livro por inteiro. Ótima história!
comentários(0)comente



Joy 30/09/2015

Incrivelmente bem escrito e surpreendente.
Comprei apenas para passar o tempo e me surpreendi, sem conseguir tirar os olhos das páginas. Ansiosíssima para a continuação.
comentários(0)comente



Ana Luiza Silva 16/07/2013

Malícia – Chris Wooding #InsoniaNerd
O livro começa e já conhecemos um garoto, Luke, e a amiga, Heather, no quarto dele. Luke quer contar algo para ela e, de repente, saca um pacote, todo embrulhado. Mesmo sem trocarem uma palavra, Heather sabe o que está dentro daquilo: Malícia – uma revista em quadrinhos que, segundo boatos, se você fizer um certo ritual, o absorveria para o mundo retratado em suas páginas. Os dois começam a lê-la, nervosos. Heather, horrorizada com o realismo e o horror das páginas, para de ler. Luke, então, conta seus planos: quer fazer o ritual para provar para ela que tudo – o traço realista dos desenhos, o desaparecimento de quem faz o ritual – é mentira. Depois de feito, coisas extraordinárias começam a acontecer na casa do garoto, deixando os dois apavorados.

Somos apresentados, logo em seguida, a Seth e Kady. Os dois amigos, que há pouco estavam escalando um penhasco, encontram-se com Luke, que parece inquieto e muito distante. Enquanto iam para casa, Seth começa a conversar com o amigo, que lhe conta sobre a revista. Após se despedirem, Luke pede para Seth ligá-lo à noite, para conversarem sobre Malícia. Aquela foi a última vez que os dois se falaram: Luke desapareceu logo em seguida. Isso, junto de uma conversa bastante reveladora com Heather, fez Seth concluir que Luke tinha ido para Malícia, de alguma forma.

Começa então a ação, com Kady e Seth investigando o desaparecimento de Luke – e sua possível ligação com Malícia. Embora Kady não saiba completamente das suspeitas de Seth, ela o ajuda. Os dois acabam envolvendo-se em algo que nunca imaginariam possível…

O livro, que mistura quadrinhos e texto, tem um ritmo aceleradíssimo – ação atrás de ação atrás de ação. Além de ser completamente viciante. Os personagens são decididos e determinados a cumprirem seus objetivos, sejam eles quais forem. E há alguns contrastes entre os protagonistas; Seth, um jovem impulsivo, determinado a não se tornar um Morto – um adulto que vive a rotina de “trabalho-casa-televisão” -, e Kady, jovial e radiante, a solucionadora das confusões em que a dupla se mete.

Apesar de ser “apenas um boato” Malícia, de fato, existe. De acordo com as histórias, você faz um ritual e em seguida chama Jake Gigante – uma espécie de “guardião” desse mundo – e então é transportado para lá. Embora muitos garotos façam o tal ritual apenas para mostrarem-se corajosos, para pagar apostas, existem aqueles que fazem por desespero, para fugir de uma realidade que não os acolheu e acham que, entrando em outro mundo, talvez sua sorte possa mudar.


“ – Não. Prosseguimos com cautela. Deixe como um boato. Um boato é mais poderoso. Damos a eles algo em que acreditar. E temos a certeza de que seus pais não vão ficar sabendo de nada.”


Viajar por Malícia é uma experiência deliciosa, com a escrita viciante de Chris Wooding e as ilustrações de Dan Chernett – cujos desenhos fazem jus ao “terror” que os jovens sentiam ao ver o traço realista de Grendel – o misterioso desenhista da revista. É sensacional você ler sem parar e ainda ter a representação desenhada dos personagens.


“ – Os personagens nos quadrinhos, eles não são reais – Luke disse. – É apenas boato. Dizem que o cartunista olha na seção de desaparecidos dos jornais e usa garotos e garotas como modelos para os personagens nas histórias. Coisa perversa demais, se for isso.”


A mistura de quadrinhos e texto foi genial! Se você é fã de quadrinhos, livros de investigação, fantasia e ação do início ao fim, Malícia é O livro para se ter, ler, reler…! E se você gostou, a sequência do livro – Caos (ou Havoc) – será lançada no próximo ano. Aqui uma leitora ansiosíssima para o lançamento!

site: http://insonianerd.com/leitura/livros/resenha-malicia-chris-wooding/
comentários(0)comente



Din 11/08/2021

razoável
fui ler com a expectativa bem baixa, então me surpreendeu bastante!! O livro me prendeu bastante, e o universo é super interessante.
Me deixou com mt vontade de saber oq aconteceu no final

No começo não entendi nada do que estava acontecendo, mas acredito que isso seja normal com qualquer livro. Então super recomendo!
comentários(0)comente



Juju Scofield 26/05/2020

Romance e HQ
Um bom livro infanto-juvenil com aventuras e vilões que despertam a curiosidade. As partes em quadrinhos são boas, porém as ilustrações são um pouco difíceis de serem entendidas.
comentários(0)comente



Lidy Laís 21/02/2017

Não sou acostumada a ler histórias em quadrinhos, e Malícia é parte romance, parte quadrinhos.
A história fala a respeito de uma revista em quadrinhos que abriga um mundo paralelo, Malícia. Existem duas formas de se chegar até lá, a mais conhecida (e assustadora) é através de um ritual onde Jake Gigante é chamado para levar a pessoa para Malícia. Basta seguir os passos e esperar, ele vai te encontrar quando você estiver sozinho.
Nessa aventura embarcam Seth e Kady, em busca do amigo Luke. Em Malícia, eles descobrem diversos segredos e se deparam com perigos inexplicáveis.
É incrível como o autor consegue cativar o leitor. Impossível não querer saber o que vai acontecer no próximo capítulo.
comentários(0)comente



Inlectus 11/12/2016

Legal.
Bem psicológico.
comentários(0)comente



Raquel 25/01/2016

Uma mistura de quadrinhos e escrita temperada com terror
Verdade ou mito? Essa é a pergunta que alimenta o mistério sobre a existência de “Malícia”, uma revista em quadrinhos. A famosa frase, “Jake Gigante, me leve embora... associado ao ritual preconizado pela lenda e a estória em cada edição, vem despertando a curiosidade de muitos leitores, inclusive de Luke, que conseguiu um exemplar e decidiu realizar o ritual para desmistificar a lenda. De acordo com os boatos, as vitimas são transportadas para o mundo em quadrinhos da revista, e retratadas para o leitor nas próximas edições. Os prisioneiros são sujeitos às condições de sobrevivência no universo paralelo de Malícia: lutas para sobreviver aos inimigos robóticos e que se alimentam da vida das suas presas humanas; péssimas condições de nutrição e a inclusão de ambientes estressantes e caóticos para sobreviver, ou seja, o cenário perfeito para a construção de novas narrativas bizarras para alimentar o entusiasmo dos leitores nas próximas edições.
O desaparecimento de Luke é responsável por colocar Seth e Kady em contato com a revista para tentar solucionar o caso. Temos aqui dois personagens bem cativantes: Seth é movido pela adrenalina do desconhecido, pois acredita que a vida só vale a pena quando a emoção está presente e novas aventuras surgem diariamente. Seu maior medo é acabar com uma rotina sem alterações como a dos seus pais, que considera acomodados e mortos. A primeira vez que aparece no livro, apresenta-se em uma situação de perigo, quase caindo durante uma escalada por não usar o equipamento de segurança. Impulsivo e corajoso, geralmente se joga de cabeça quando o assunto é a segurança daqueles que ama.

Kady é sua melhor amiga, desde a primeira vez que a viu. Um pouco mais racional e com um senso de humor peculiar, conquista o leitor de cara. Esperta e metódica é responsável por encontrar as primeiras pistas para resolução do mistério. Durante a narrativa, o leitor se surpreende com algumas revelações sobre seu passado e sua ligação com a Malícia.
No desenvolvimento da aventura, Luke acaba tornado-se secundário, mas ainda assim o motivo pelo qual seus amigos decidem conhecer um pouco mais sobre a lenda. Temos um outro coadjuvante rude, calado, Justin ainda sim consegue cativar o leitor. Ele é um garoto que vive no universo de Malícia há algum tempo e ajudará Seth a sobreviver durante sua jornada no desconhecido. Há muitos elementos utilizados na construção desse universo bizarro e misterioso: a presença de túneis, lugares sombrios e mirabolantes, personagens dotados de certo poder como o Senhor do tempo, o próprio Jake Gigante que parece invencível e continua a transportar pessoas para esse mundo obscuro e a própria realidade dos desaparecidos, presos e indefesos nas páginas da revista contribui para a construção do clima aterrador.

Outra coisa que achei legal foi à forma como o livro foi construído: quadrinhos mesclados à escrita normal, bem inovador. É um livro de leitura rápida, pois a escrita e a diagramação contribui satisfatoriamente para isso. Três estrelinhas de cinco, pela criatividade e trabalho. Considerando que a narrativa é infantojuvenil, acredito ter alcançado o público com êxito. O livro termina por deixar o leitor aguardando pela próxima aventura; espero que haja uma conclusão desse relato macabro.
comentários(0)comente



sentilivros 07/11/2015

resenha de Malícia
O livro é ótimo! Acredito que agradará ao público infanto-juvenil ao qual foi destinado.
Uma mistura de prosa e revista em quadrinhos com ilustrações "fodásticas" você mergulha nesse universo viciante, macabro, assustador e cheio de mistérios.
Sabe aquelas lendas urbanas ( tipo a loira do banheiro, a mulher de algodão, etc) que todos nós já escutamos e uns e outros já tentaram fazer o ritual para ver o que acontece?
É nessa vibe que a história é construída. Malícia é uma HQ cheia de mistérios e especulações.
A leitura é rápida e fluída. Uma linguagem simples para atender a seu público.
Não vou contar mais, vão ler, pois vale muito a pena.
Super recomendo!
Aprenda sobre este mundo. Para poder derrotá-lo. pg.149

site: http://sentimentonoslivros.blogspot.com.br/2015/10/ola-pessoal-to-de-volta-com-nova.html
comentários(0)comente



jackfowl 30/10/2015

Uma página puxa outra
Não há como parar de ler esta aventura que mistura um mundo fantasioso dentro do universo real. Cada situação tem um gancho que puxa outra e em raros momentos há calmaria no livro. Não vejo a hora da tradução do próximo livro chegar.
comentários(0)comente



31 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR