A Sabedoria do Condado

A Sabedoria do Condado Noble Smith




Resenhas - A Sabedoria do Condado


59 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4


Capitu 10/04/2020

Seja como um Hobbit
"A Sabedoria do Condado" é um livro para quem busca simplicidade para a vida e você aprenderá isso com os maiores entendedores do assunto: Os Hobbits. Você vai dar um belo passeio pelo Condado e aprender com eles o quanto você pode ser feliz fazendo caminhadas ao final da tarde, ciar suas próprias canções como o Bilbo fazia cantarolando pelo caminho, começar o seu próprio jardim e como distribuir presentes para os convidados no seu aniversário pode ser uma experiência gratificante e curiosa. Nesses tempos moderno, perdemos a capacidade de nos contentarmos com as coisas simples da vida, qual foi a ultima vez que você sentou lá fora para ver as estrelas? Qual foi a ultima vez que você se permitiu fazer um caminhada ao ar livre? Ou mesmo sentar e apreciar o gosto da comida e sentir-se realmente agradecido pelo que tem em sua mesa?
Os Hobbits são pessoas simples, de um lugar simples e rodeado por natureza, sabem conviver e respeitá-la, cultivam boas amizades e jardins, apreciam boa comida e bebida. Seus corações podem ser tão nobres quanto a de um guerreiro de Rohan e quando surge um aventura, podem descobrir a coragem dentro de si mesmo para enfrentar qualquer situação, como já dizia Gandalf o Cinzento “O mundo não está em seus livros e mapas, está lá fora”.
comentários(0)comente



Biblioteca Álvaro Guerra 11/03/2020

Noble Smith busca mostrar que uma toca-hobbit é, na verdade, um estado de espírito, e como até as menores pessoas podem ter o valor de um Cavaleiro de Rohan. Ele explora assuntos considerados importantes para os hobbits, como cerveja, comida e amizade, mas também assuntos mais sérios, como coragem, vida em harmonia com a natureza e bem versus mal. Como prazeres simples como jardinagem, longas caminhadas e refeições deliciosas com amigos podem fazer qualquer um significativamente mais feliz? Por que o ato de dar presentes no seu aniversário em vez de recebê-los é uma ideia tão revolucionária? ´A Sabedoria do Condado´ busca apresentar a resposta para essas perguntas.

Empreste esse livro na biblioteca pública.

Livro disponível para empréstimo nas Bibliotecas Municipais de São Paulo. Basta reservar! De graça!

site: http://bibliotecacircula.prefeitura.sp.gov.br/pesquisa/isbn/9788581630618
comentários(0)comente



Gladston Mamede 08/12/2017

Sou um grande fã de Tolkien, por isso comprei este livro. Li até o final por disciplina, mas acho que faltou ao autor capacidade para desenvolver o que se propôs. Houve uma "superficialização" da obra, incluindo erros como a alusão a um "epicurismo" em Merry e Pippin (Epicuro propunha a "simplicidade do jardim" e nunca os excessos). Em suma, a obra de Tolkien é muito, mas muito mais profunda que a leitura de Noble Smith e seu sua "auto-ajuda pseudo-hobittiana".
comentários(0)comente



Nanda 10/09/2017

Livro maravilhoso
Sou suspeita para falar já que eu sou mega fã da trilogia O Senhor dos Anéis e talvez por isso eu poderia não gostar desse livro, mas devo confessar: me apaixonei!

O autor traz temas interessantes abordados na trilogia, além de ter feito observações muito valiosas sobre o modo de vida na terra dos Hobbits tudo de uma forma bem adaptável ao nosso mundo "moderno".
Cada capítulo fala de um tema específico e relembrado como ele foi tratado nos livros da trilogia, logo após é inserido de forma bem natural ao nosso dia a dia, feito uma pequena comparação e conclusões de como podemos aproveitar aquele ensinamento para nossas vidas.

Já li que este livro é uma espécie de auto ajuda, o que discordo completamente. Este livro é um conjunto de valores trabalhados em O Senhor dos Anéis e que são colocamos na nossa cara como sendo uma indireta tipo "olhaaa aqui nessa história maravilhosa os valores adotados, adote na sua vida também, ela pode ganhar mais magia e você mais qualidade de vida", mas isso é feito de uma forma quase de bate papo.

Dá para perceber o quanto a tecnologia pode ajudar e o quanto pode atrapalhar, começamos a ter uma noção mais clara dos valores que admiramos nos livros e os quais não adotamos na nossa vida, ficamos só no "essa história é linda, queria que todos fossem como aquele personagem" porém nada fizemos para que tenhamos valores heroicos, algo que sim, podemos ter.

Um livro para deixar na cabeceira da cama e ser lido seguidamente pequenos trechos. Claro, entrou para minha lista de favoritos.

site: http://trilhas-culturais.blogspot.com.br/2016/03/resenha-sabedoria-do-condado.html
comentários(0)comente



Nat 28/05/2017

Sinope: Um guia do Hobbit para a vida de milhões de fãs do J.R.R. Tolkien. Smith mostra que uma toca-hobbit é, na verdade, um estado de espírito e como até as menores pessoas podem ter o valor de um Cavaleiro de Rohan. Ele explora assuntos importantes para os hobbits, como cerveja, comida e amizade, mas também assuntos mais sérios, como coragem, vida em harmonia com a natureza e bem versus mal. Como prazeres simples como jardinagem, longas caminhadas e refeições deliciosas com amigos podem fazer você significativamente mais feliz? Por que o ato de dar presentes no seu aniversário em vez de recebê-los é uma ideia tão revolucionária? E como podemos carregar nosso próprio “anel mágico” sem sermos devorados por ele? "A Sabedoria do Condado" tem a resposta para essas perguntas.

"Gosto de acreditar que Tolkien tenha sido o primeiro historiador da realidade alternativa."

É assim que Noble Smith começa seu livro. Foi uma leitura fácil e rápida, até porque eu queria muito ler esse livro faz tempo. Fui deixando de lado porque minha lista de leitura estava muito grande, e também eu achava que seria mais um desses livros em que o autor pega as obras de Tolkien e sai analisando cada parte deles de acordo com temas filosóficos. Na verdade, o livro é uma análise, mas Noble colocou algumas de suas próprias experiências para ilustrar seu ponto de vista, e isso fez o livro valer a pena. Sua maneira de escrever é clara, a linguagem não é complicada, o que deixou a leitura ser divertida. Lançado na época do filme d’O Hobbit, esse pequeno livro-guia de como-a-sua-vida-pode-ser-boa-se-você-tiver-bons-ideais é muito recomendado.

site: http://meucantinholiterario.blogspot.com.br/2017/05/a-sabedoria-do-condado-noble-smith.html
comentários(0)comente



Fah Mattos 10/01/2017

A Sabedoria do Condado
Para fãs da obra de Tolkien.
Dá exemplos fáceis de como viver de forma mais simples e mais feliz, num estilo Hobbit.
(Ainda quero cultivar uma horta)
comentários(0)comente



Igor.Bavand 16/06/2015

A sabedoria do condado
A sabedoria do condado. Noble Smith, é um escritor, roteirista e produtor, o livro; A sabedoria do Condado foi o responsável por ele ficar conhecido no Brasil.
Esse livro vale ouro pra quem é fã da saga O senhor dos anéis, pois ele retrata praticamente tudo dos hobbits e da terra média onde fica o condado.
Ele praticamente te ensina a ser um hobbit de verdade, também tem alguns testes para descobrir se você já é um hobbit, esse determina seu nível de hobbit.
Esse livro é ótimo, como eu já disse, vale ouro pra quem é fã de O senhor dos anéis.
Quando conheci a saga, fiquei muito curioso pra descobrir mais sobre o lugar e as curiosidades do lugar e dos habitantes, o livro também conta tudo sobre a terra média.
comentários(0)comente



Letícia Garcia 14/05/2015

É autoajuda, e não análise
Eu estava esperando mais uma análise do estilo de vida hobbit e das ideias que envolvem estes seres (meio como em "A sabedoria dos Simpsons", de Steven Keslowitz). Mas o livro acaba se parecendo muito com autoajuda, meramente se apoiando nas criações de Tolkien e, claro, no sucesso dos filmes de Peter Jackson para vender mais. Me decepcionou, porque eu esperava mais, a ideia do livro tem potencial. Mas não vou negar que, para fãs (como eu!), é uma leitura divertida. Traz curiosidades legais e é um gancho para voltar aos livros de Tolkien. Coisa que vou fazer agora mesmo ;)
comentários(0)comente



Debb Cabral 16/02/2015

O Gato leu: A Sabedoria do Condado
Para os amantes da Terra Média esse livro é um delicioso carinho.

O autor, Noble Smith é um grande fã das obras do Tolkien e vem, a partir desse livro, contar como o povo do Condado tem muito a nos ensinar. Ele mostrar como é possível pegar os hábitos dos Hobbits e usá-los para tornar a nossa vida melhor. Eu sei que parece viagem, mas não tem como não ler sem sorrir.

Mas não pense que é um livro de auto-ajuda, não é mesmo! É um guia, com lições reais e significativas para toda a vida. Noble é um fã e dá pra sentir o amor e a admiração em suas palavras.

Achei alguns errinhos chatos de revisão, mas que não doem tanto pelo fato do livro não precisar ser lido corrido, dá pra deixar na cabeceira da cama e ler quando quiser relaxar e ser transportado para esse mundo mágico.

site: Leia mais: https://gatoqueflutua.wordpress.com/2014/11/28/o-gato-leu-a-sabedoria-do-condado/
comentários(0)comente



Lerissa K. 30/01/2015

A Sabedoria do Condado nos ensina...
A Sabedoria do Condado é uma preciosidade para qualquer fã de Tolkien. O autor interage com o leitor de uma forma dinâmica e fascinante, com linguagem simples e fatos sem dúvida muito interessantes.
Relacionando a encantadora vida dos hobbits com a vida de qualquer ser humano atual, Noble Smith traz um grande número de lições e reflexões que fazem com que o leitor reflita acerca da maneira como está vivendo sua própria vida. Arrisco dizer que esse livro é um tesouro, não apenas para os fãs de Tolkien, mas para qualquer pessoa que goste de desfrutar bons momentos em sua vida, especialmente se, como qualquer hobbit, esses momentos estiverem relacionados a uma boa leitura diante da lareira, ou a uma farta e divertida refeição com os amigos mais próximos, ou, enfim, qualquer coisa que envolva alegria e aconchego.
Analisando o contraste existente entre o lar de um hobbit e uma casa moderna, Smith levanta diversos questionamentos capazes de fazer com que qualquer indivíduo repense seus ideais: afinal, quando foi que nos tornamos tão incapazes que não sabemos fazer ou consertar até as coisas mais simples?
Noble Smith deixa, no decorrer da obra, diversas sugestões que qualquer pessoa pode pôr em prática no seu dia-a-dia, a fim de tornar sua vida mais simples, agradável, alegre, saudável e econômica.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Zay 01/04/2014

O livro não é bom só para quem curte o mundo de Tolkien, mas para quem procura paz de espirito também. Neste livro Noble Smith conta suas experiências e filosofias de vida que aprendeu com os hobbits e seu estilo aconchegante de viver. Um ótimo livro!
comentários(0)comente



Cris 20/03/2014

Impossível não se encantar pelo Condado
" A prosperidade não é medida em ouro, mas em boa saúde, boa companhia e coisas deliciosas para comer e beber" Pág. 32

Eu acho que este livro é leitura obrigatória pra quem gosta de Tolkien. Revelou detalhes dos Hobbits que passou despercebido por mim, mesmo já tendo lido a Trilogia "O Senhor dos Anéis" e " O Hobbit".
O estilo é meio de auto ajuda mesmo, mas é muito bem fundamentado nas passagens dos livros e em alguns fatos pessoais da vida do autor, que é grande fã das obras de Tolkien.
Fácil, leve e super gostoso de ler, dá vontade de reler e rever todos os filmes.

" O amor verdadeiro deve ser defendido bravamente, com a alma de um guerreiro, mas deve ser cuidado com a paciência de um jardineiro". Pág. 117
comentários(0)comente



Samy 13/02/2014

Confesso que comecei a ler A Sabedoria do Condado só por causa do Desafio Literário, que pedia a leitura de um livro de autoajuda. Como esse estilo não está entre os meus favoritos, eu de cara pensei que teria dificuldade em achar um livro minimamente interessante e ler até o fim. Olha como são as coisas. Um estilo literário que não nos interessa, pode acabar ficando interessante se abordado pelo “lado correto”. Gostei muito de ter tido a chance de ler esse livro e assim que puder pretendo compra-lo. Como minha mãe disse quando eu estava mostrando o desafio a ela – e falei que não leria o livro de autoajuda – “esse pode ser o que mais vai te surpreender”, e acabou sendo mesmo, por eu não ter muitas expectativas.

Para começar, me apaixonei pela capa. Quem não ama essas portas das tocas-hobbit? Eu sei que eu amo! O fato da capa ser toda em tons de cinza e marrom também me agradou. Achei que combinou com uma toca-hobbit. Não posso dizer sobre a diagramação em geral e tamanho da letra pois ainda não tive o livro de papel em mãos.

Para quem não entendeu, esse é um livro de autoajuda, mas que leva em consideração o modo de vida dos Hobbits, as queridas criaturinhas criadas por Tolkien, escritor de O Senhor dos Anéis, O Hobbit, O Silmarillion e por aí vai.

Os Hobbits prezam muito a natureza e uma vida saudável, com muita caminhada, ainda que regada à muita comida e bebida. Mas não é só à saúde física a que me refiro. Também falo da saúde mental. O amor ao próximo (com exceção, talvez, aos chatos dos Sacola-Bolseiro), a proximidade à natureza, a coragem – que pode aparecer quando você mais precisa e menos espera – e, principalmente, o coração bom e puro. Por esses motivos, o autor – Noble Smith – achou por bem fazer um livro de autoajuda que mostrasse essas qualidades às pessoas e às incentivasse a levar o estilo de vida dos hobbits e, assim, ter uma vida longa e feliz. Ele usa como exemplo também as outras raças da Terra-Média, como a paciência das Ents (mas saber agir sem muito ponderar quando for extremamente necessário), a graça e sabedoria dos elfos, a humildade, modéstia e sabedoria dos Istari – sobretudo Gandalf –, a força e orgulho dos anões.

Durante a narrativa, Smith conta várias curiosidades sobre Tolkien e relembra várias passagens de suas obras, principalmente O Senhor dos Anéis, O Hobbit e O Silmarillion. Inclusive, aconselho a não ler esse livro quem ainda não leu essas obras, se não quiser spoiler. Não que ele conte o que acontece, mas narra algumas passagens para ilustrar o que deseja nos mostrar naquele determinado capítulo. Achei bem interessantes essas passagens, pois algumas delas eu já havia esquecido. Ficou obvio todo o estudo e conhecimento que o autor tem sobre as obras de Tolkien e o próprio estilo de vida do mesmo. Como ele mesmo diz, é fruto de uma vida inteira de interesse e pesquisa.

A sensação que se tem durante toda a leitura é de uma conversa com um amigo. A narração é fluida e despretensiosa. Ele conta fatos que aconteceram na sua vida desde que ele optou por levar um estilo de vida mais próximo a esse que fala no livro.

Todo início de capítulo tem um título com o tema que será tratado e, no final dos capítulos, tem uma frase de “Sabedoria do Condado” na qual Smith resume a ideia do capítulo com uma passagem ou ditado ou síntese do que ele apreendeu das obras de Tolkien.

Esse não foi um livro de leitura rápida – talvez por não ter uma estória propriamente dita – e eu nem acho que esse seja o objetivo desse tipo de leitura. É bom ler com tempo para refletir no que nos foi passado. O capítulo “O Amor na Terceira Era” foi o que achei mais bonito e, pelas histórias contadas, foi perceptível o amor e cuidado que Tolkien tinha com sua esposa, Edith.

Para finalizar, deixo um ditado élfico para vocês, que significa um desejo de amizade forte e duradoura... “Que a estrela brilhe na hora da nossa reunião”.

site: http://www.infinitoslivros.com/2014/02/resenha-sabedoria-do-condado-noble-smith.html
comentários(0)comente



Telma 18/10/2013

Feito de fã para fã
Resenha feita por Isamara Miriãn para o blog Livro com Dieta:

Não é um auto-ajuda. E também não é um livro que tá pegando carona com o sucesso de J.R.R. Tolkien. A Sabedoria do Condado é um livro original, feito por um fã para fãs. Noble Smith é um hobbit sem sobra de dúvida, e ser um hobbit - ou um Pequeno - não significa ter que morar no Condado na Terra-Média, ou ter baixa estatura e pés peludos. Ser um hobbit é um estilo de vida, e você pode ser um hobbit tendo um coração bondoso e amável, e sendo corajoso mesmo quando a situação seja de extremo perigo. A Sabedoria do Condado para mim é mais que um livro: é uma conversa com o leitor. O autor tem uma narração fluente, e você se sente confortável com as coisas que ele diz. Noble usa muitas metáforas acerca da história e do mundo criado por Tolkien, ensinamentos que podemos empregar em nosso dia a dia, para termos uma vida melhor em todos os aspectos. Há muito que aprender com a vida dos hobbits.E não só com os hobbits. O autor também usa como exemplo as outras raças da Terra-Média. Smith fala sobre a graça dos elfos, o orgulho dos anões, o protocolo dos Istari, a ambição de dragões, a paciência das ents... E o autor não para por ai. Noble diz muitas coisas interessantes sobre a obra de Tolkien, e percebemos que ele fez um verdadeiro estudo antes de escrever A Sabedoria do Condado.


É um livro muito interessante, especialmente para aqueles que querem uma leitura tranquila e descontraída sobre a vida e o modo de ser dos Hobbits O livro apresenta Informações interessantes sobre os personagens do mundo de Tolkien, além de sempre conter ao final de cada capítulo um ensinamento chave. O livro conta também com receitas de comidas típicas dos Hobbits e ao final um questionário para teste do quanto você é considerado ‘hobbitesco’. –


Não recomendo sua leitura para quem ainda não leu ao “O Hobbit” ou a “Trilogia”. Existem spoilers gigantescos nas passagens que o autor fala sobre o que se passa na Terra Média quando os usa como exemplo. Então vão por mim, é bem melhor ler Tolkien antes. Para quem já o fez, não esperem o tanto que eu esperei para ler este livro. É leitura rápida, de um dia, prazerosa, recompensadora, que te trará uma experiência plena.


Então CINCO merecidas ESTRELAS para esse livro



CURIOSIDADES.:
* Tolkien lutou na Primeira Guerra Mundial. Durante o conflito, ele contraiu a chamada “febre das trincheiras”, uma infecção comum em locais sem as mínimas condições de higiene. O autor de O Senhor dos Anéis se recuperou da enfermidade na Inglaterra, para onde foi levado.

* Também foi na guerra que ele começou a criar o esboço do que se tornaria o mundo dos hobbits, elfos, orcs e dragões – mundo que, mais tarde, seria o dos livros O Hobbit, O Senhor dos Anéis e O Silmarillion.

* Tolkien foi grande amigo de C.S. Lewis, criador do clássico As Crônicas de Nárnia

Resenha feita por Isamara Miriãn para o blog Livro com Dieta:


site: http://livrocomdieta.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



59 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4