A Educação de Sebastian

A Educação de Sebastian Jane Harvey-Berrick




Resenhas - The Education of Caroline #1.5


15 encontrados | exibindo 1 a 15


Taty Assis 22/11/2015

Desde a divulgação do lançamento desse livro eu fiquei com vontade de lê-lo. Foi grande a minha surpresa quando uma das meninas que administra a página The Education of Sebastian, dedicada a série, entrou em contato oferecendo o livro para resenha. Eu, claro, nem pensei duas vezes e logo aceitei.

E ahhhh, eu fui tão feliz por ter aceitado essa cortesia. A Educação de Sebastian é um livro incrível! Fiquei completamente envolvida nessa história incrivelmente linda e dolorosa.

Caroline é uma mulher de 30 anos. Casada com um médico militar, ela nunca teve uma residência fixa, sempre estava se mudando conforme David, seu marido, era promovido. E é em uma dessas promoções que ela acaba voltando para San Diego, Califórnia. Caroline morou por algum tempo em San Diego, e quando volta acaba reencontrando Sebastian, um jovem que ela conheceu quanto ele tinha apenas oito anos.

Sebastian nunca teve o carinho dos pais, então, quando era criança acabou encontrando em Caroline uma grande amizade, e, ela acabou se tornando algo mais para ele... Anos se passaram, e reencontrá-la talvez tenha sido sua maior alegria, já que nunca conseguiu esquecê-la.


Caroline vive em um casamento, de certa forma, opressor. Seu marido a vê mais como uma empregada, do que como esposa. Sempre a crítica, nunca a elogia... e um casamento assim acaba se tornando desgastante. E Caroline acaba encontrando em Sebastian tudo o que ela nunca teve em seu casamento: amor, desejo, atração, magnetismo e uma química incrível.

"E finalmente meu coração, pobre e faminto, entendeu o que Sebastian estava me dizendo: ele me amava. Ele sempre havia me amado. Era um bálsamo para minha alma ressequida. Uma epifania que me atingiu com extraordinária claridade.
Eu também o amava. "

Mas se relacionar com Sebastian acabou se tornando algo muito complicado, já que, ele tem apenas 17 anos. Se envolver com ele era algo proibido, arriscado, que caso fosse descoberto poderia levá-la direto para cadeia.

Mas resistir a tudo o que ele lhe provoca se tornou uma provação, e esperar três meses até que ele complete os 18 anos se tornou impossível. O que seria de Sebastian e Caroline caso o relacionamento deles fosse descoberto? Como eles lidariam com a realidade em que estavam vivendo? Valeria a pena se arriscar em nome do amor?


Esse livro é bonito de tantas formas, doloroso em outras. Apaixonante para uns, polêmico para outros. Mas particularmente, ele se tornou inesquecível para mim.

Há tempos não me deparava com um livro que me fisgasse, a ponto de eu não querer fazer mais nada a não ser lê-lo. Fiquei completamente envolvida com a história e louca para saber como seria o desenrolar do livro; tanto é que acabei lendo o final antes de terminar o livro. Estava muito ansiosa.

A Educação de Sebastian superou e muito as minhas expectativas. Apesar de se tratar de uma temática polêmica: envolvimento com um jovem menor de idade, mesmo sendo consensual; é impossível não torcer para que eles não sejam descobertos. É impossível não torcer para que Caroline e Sebastian tenham seus felizes para sempre.

Eles se completam, fazem bem um para o outro, então por que não arriscar tudo pelo presente? Valer a pena vale, só resta saber se ambos estarão preparados para lidar com as consequências das escolhas deles.

O livro é incrível! É bonito ver como Sebastian faz bem a Caroline, e em como Caroline faz bem a Sebastian. Estou ansiosa pelo segundo livro, pois o final de A Educação de Sebastian é desesperador.

Leitura mais que recomendada!
comentários(0)comente



Meu Vicio em Livros 29/11/2015

Vale muito a pena! A vida real não é perfeita e as pessoas menos ainda, tenha isto em mente!
Esta foi uma leitura cheia de altos e baixos que fez meu coração disparar várias vezes. Estou ainda de ressaca, me recuperando do tremendo suspense no qual ele termina e que me fez definitivamente ansiar pela sequência. Antes de tudo quero ressaltar que não existe um triângulo amoroso neste romance. Caroline não era apaixonada pelo marido e seu marido não luta por ela. Caroline e Sebastian foram extraordinários!! Tão extraordinários, que a idade realmente não importava. O livro também não focou apenas nos detalhes sexuais, foi muito mais que isso.

Caroline se casou aos 19 anos e desde então viveu infeliz em um relacionamento de fachada, sem amor e sem emoção. Quando ela se envolve com Sebastian aos 30 anos, o casamento de 11 anos já está mais do que desgastado e o marido se comporta a cada dia de maneira mais e mais desprezível. No caso dela o assédio é moral. Ele é um médico militar e dá muita importância para as aparências. O que ele quer é uma mulher para exibir nas ocasiões formais, uma que prepare sua comida preferida e que ela esteja pronta e fresca quando ele retorna do trabalho, que mantenha a casa impecável, seu uniforme perfeitamente passado e chega ao ponto de decidir até o que ela deve vestir.

Ela acredita que Sebastian já tenha 18 anos, mas, na verdade, ainda faltam quatro meses para isto acontecer e por isso eles planejam esperar este tempo para assumir o relacionamento, visto que ela pode ser presa por infringir a lei. Ao se apaixonar por ele, Caroline se sente viva. Mesmo que ela seja mais velha que ele, houve momentos em que ele se comportava de forma muito mais madura. Pela primeira vez Caroline era amada por quem ela era, pela primeira vez alguém olhou para ela de verdade e ser desejada, ter alguém ao seu lado que se importava com seu prazer, trouxe para ela uma nova visão de si mesma.

Sebastian seguiu seu coração o tempo todo, nunca passou pela cabeça dele desistir. Impossível não se apaixonar por ele desde o primeiro momento, principalmente quando ele era tão doce e tão honesto ao se empenhar em planejar um futuro que não conseguia visualizar sem ela. Ele ama verdadeiramente e não admite que este amor seja questionado. Também não tenta ser o que não é, não tenta agir como um homem mais velho para impressionar, ele amava Caroline a tal ponto que estava disposto a fazer tudo por ela, não importando as consequências. Um personagem lindo por dentro e por fora e a autora foi brilhante em não deixar dúvidas de que o amor entre eles era verdadeiro e real.

A relação dos dois é intensa, cheia de química e angustia. Cada dia que passava, eles estavam cada vez mais envolvidos e o amor proibido trouxe um suspense em todos os encontros já que nem sempre eles eram cuidadosos e poderiam ser flagrados por qualquer pessoa. Apesar do medo que eu sentia disto acontecer e mesmo que eu já sabia antes de ler que o livro não tinha um final definido, a conexão do casal era tão incrível e tão linda que eu não conseguia parar de ler. Foi muito doloroso ver como eles mereciam ser felizes e sofreram tanto por não poderem estar juntos.



Caroline se comportava como um capacho do marido e isto me irritou. Me irritou também a demora dela em colocar fim a um casamento que nem deveria ter acontecido. Muita mulher vai se identificar com a ela, com o casamento fracassado, com o modo com que ela permite ser tratada, sim porque as pessoas só nos tratam de uma determinada maneira se a gente deixa e muitas esperam pelo "Sebastian" em suas vidas para poder dar uma basta nisto. Caroline é uma mulher linda, inteligente, talentosa, só precisava ser mais segura e foi isto que descobrir o verdadeiro amor fez com ela.

Eu não vou ser hipócrita e dizer que o tema não me incomodou, foram dois temas que costumo fugir no mesmo livro: a traição, que independente da situação não se justifica e o tabu da idade. Confesso sem vergonha nenhuma que não curto livros em que a mulher é mais velha e por isso não favoritei. A sinopse não conseguiu chamar a atenção para o que realmente importava, o preconceito já começa aí. O enredo também evidenciou demais a diferença de idade em algumas cenas e os próprios argumentos que a Caroline dava ao Sebastian faziam questão de me lembrar a toda hora do assunto, no entanto, sempre que era permitido, eu abstraia desta realidade e me envolvia, tive tanto sucesso nisto que devorei o livro em questão de horas e espero que com esta resenha totalmente honesta você resolva dar uma chance para esta incrível e cativante história de amor. Vale muito a pena! A vida real não é perfeita e as pessoas menos ainda, tenha isto em mente!

http://www.meuvicioemlivros.com/2015/11/resenha-educacao-de-sebastian-jane.html

site: http://www.meuvicioemlivros.com/2015/11/resenha-educacao-de-sebastian-jane.html
Lili 02/06/2016minha estante
EU Também não curto livros que tenham traição,e mulher mais velha,principalmente um menino de 17 anos,mas estou curiosas para ler esse livro!!!~ainda bem,que não é um triângulo amoroso,me irrito com essa situação!!!




Pick a Book 23/11/2015

A educação de Sebastian
lido em 2013
Releitura 2015.

4 "eu amo o Seb" estrelas

Eu li esse livro pela primeira vez em novembro de 2013 e, agora, em comemoração aos 2 anos da leitura (mentira, na verdade foi só coincidência haha)resolvi reler. E o melhor de tudo é que agora tive oportunidade de ler o Seb em português, lançado pela editora Novo Século no Brasil. E é tão bom ter os Seb em minhas mãos.

"Escolho o amor acima da lei. E não me importo.”

The Education Of Sebastian (A EDUCAÇÃO DE SEBASTIAN) é um livro polêmico, já que Caro, tem 30 anos e o Sebastian 17, próximo de fazer 18. No Brasil, a gente vê adoidado meninas com 17 anos namorando caras com mais de 25 (até beeeem mais que isso) e quase ninguém tá indo preso. Tem como sim, proibir como pedidos de restrição dos pais.. mas mesmo assim, é bem difícil ver isso acontecer de fato.

Nos Estados Unidos, não. A lei é bem mais rigorosa. Na maioria dos estados (alguns acho que a idade é 17) Independente se foi consensual, sexo com menor de 18 (mesmo se você tiver 19 ou 20 anos, por exemplo) é proibido e dá cadeia mesmo! Por isso essa história é até considerada tabu lá fora.

Caro é mulher de militar e vive se mudando com ele. Apesar de já conhecer o Sebastian e sua família a muito tempo, quando ela volta a morar na mesma cidade que ele, o garoto já se parece mais com um homem. Encorpado, alto, lindo. Presa em um casamento sem amor, e recebendo atenção demasiada de Seb, acaba que em uma noite eles não resistem e ficam juntos. E agora é esperar até que seja legalmente possível poderem ficar juntos.

Apesar de polêmico - já que ninguém vê isso com bons olhos - a autora consegue fazer a gente se apaixonar pelo casal e torcer por eles.

O final desse livro deixa claro que tem um segundo, já que você termina quase roendo as unhas. Graças a Deus que na época os dois livros já estavam lançados e pude ler na sequência. Foi tão bom reviver essa história. Sebastian é, com certeza, um dos meus namorados literários favoritos.

Super recomendo a leitura.História sofrida, mas não tem como não sensibilizar. A inocência e o amor do Sebastian é algo lindo de se ler. Drama forte, mas que vale muito a pena.

PS: Os dois livros são narrados pela Caroline e recentemente a autora lançou uma versão do segundo livro The Education Of Caroline (A EDUCAÇÃO DE CAROLINE) com o pov - ponto de vista - do Sebastian. O livro se chama SEMPER FI. E já que esta história está fresca na minha cabeça, vou ler o livro 2 sob os olhos lindos dele loiro!

“Eu amo você, Caro. Quero fazer amor com você. Quero fazer amor com você para sempre.”

site: www.facebook.com/PickBookAndGoRead
comentários(0)comente



Atitude Literária 29/11/2015

Perfeito, lindo, encantador
A EDUCAÇÃO DE SEBASTIAN chegou como uma brisa suave, que logo se transformou em um furacão e sem misericórdia alguma abalou todas as minhas estruturas. Este livro me deu, um baita tapa na cara, me obrigando a refletir sobre temas “polêmicos” e repensar cada julgamento besta que eu como ser humana falha já fiz na vida. Foi impossível não me sentir sugada, drenada e arrebatada pela trama, assim como torcer, vibrar, sorrir, me emocionar e me desesperar com os personagens. Esta história cativante e viciante entrou para meu TOP 05 da vida.

Caroline durante sua juventude podia contar apenas com seu pai, já que sua mãe nunca se interessou por ela. Por esta razão quando ela conheceu David viu nele a chance de encontrar o que sempre lhe faltou... Amor e família. O problema é que nada saiu como esperado e Carol acabou presa em um relacionamento totalmente opressor. David é um médico-militar, rude, grosseiro, egoísta e egocêntrico, que sempre faz de tudo para minimizar, menosprezar e desvalorizar sua esposa. Em sua mente machista somente o fato dele ter uma carreira e ser o “provedor”, o torna o centro de tudo. Fazendo com que Carol se sinta obrigada a se anular, a aceitar o que estava sendo oferecido sem questionar ou reclamar, muitas vezes por comodismo, por não conseguir enxergar uma nova perspectiva de vida, por ter aceitado que o que ela tinha era tudo que ela poderia ter. E nesse ponto da trama é muito fácil notar a insegurança, a fragilidade, a vulnerabilidade de Caroline, na maneira como ela se porta, no modo como ela age e acata cada grosseria dele.

A verdade é que Caroline é uma personagem extraordinária, ela é inteligente, talentosa, forte, brilhante, uma lagarta presa em seu casulo apenas esperando o momento certo de se transformar em uma bela borboleta. E a partir do momento em que decide que vai se dar uma chance, que percebe que merece sim ser feliz, ela se transforma. Deixando de ser a mulher oprimida e insípida e passando a ser um ser que vai atrás do que quer. Se dedicando ao que realmente sempre sonhou, que passa a correr atrás do tempo perdido, buscando se realizar profissionalmente e como mulher. Ela descobre o amor próprio, seu valor, ela passa a perceber que vale muito mais do que ela acreditava valer, muito mais do que David sempre a fez sentir que merecia.

Sebastian é um menino, um jovem que precisou amadurecer e crescer muito rápido, que desde muito pequeno teve que aprender a se virar sozinho, preso em uma família totalmente quebrada, com pais que sempre o desprezaram e o trataram com insignificância, cobranças e maus-tratos. Seb fascina por sua personalidade doce, pela maneira como ele consegue amar, cuidar e proteger mesmo que nunca tenha tido um vislumbre disso em qualquer etapa de sua vida, exceto quando conheceu Caroline e seu pai, quando tinha 8 anos de idade. Ele nos hipnotiza pela maneira linda como ele consegue enxergar o lado positivo, traçar planos, pensar em futuro com a maturidade de um adulto, por não perde o ar sonhador e inocente mesmo diante de tanta rejeição e amargura.

Seb surge como um raio de sol em meio à tempestade, eu o enxergo como o caminho, a luz que Caroline precisava para acordar. Ele aprende tanto quando é capaz de ensinar, ele não fica em segundo plano, ele não é apenas uma criança, ele é um homem, um ser com personalidade, vontades, desejos, voracidade e determinação.

“Seus lábios eram macios e quentes e um choramingo me escapou quando ele aumentou a pressão contra os meus. “

Caroline conheceu Sebastian quando ele era apenas um menino de oito anos, na mesma época seu pai estava passando férias em sua casa e meio que adotaram o pequeno, o ensinando muito sobre a cultura Italiana e amor familiar. A aproximação entre eles foi interrompida quando Caroline precisou seguir seu marido que havia sido transferido para outra base. Anos depois eles retornam e o que Caroline não esperava era reencontrar Sebastian, agora já não mais um menininho de olhos doces, mas sim um belo jovem deslumbrante que detém um poder de fazê-la se sentir desconfortável e atraída, o problema é que Sebastian tem apenas 17 anos e ela além de ter 30 é casada.

“(...) Ele havia me mostrado como ser forte. Talvez tivesse me dado sua própria força, eu não sei... “

Traição sempre será um tema polemico, diferença de idade também, assim como o fato de mulheres que são submetidas a opressão dentro de suas próprias casas, mas a autora foi majestosa e tão sutil em sua escrita que mesmo abordando temas tão complexos ela soube nos conduzir para o meio de um conto de fadas do dia a dia, repleto de altos e baixos, dramas, intrigas e muito amor. A história pode sim ser sobre um amor proibido, mas tudo acontece de maneira tão intensa, e voraz demais, não deixando tempo para se pensar ou planejar, não foi premeditado, só aconteceu. Foi algo natural, doce e inspirador.

“O destino nos jogara um para o outro: quem era eu para negar? Não, isso não era certo. Eu simplesmente não me importava mais. Eu havia escolhido: livremente, sabidamente, deliberadamente. Escolhi o amor em vez das leis. E eu não me importava. ”

O livro transborda amor, superação, aprendizado e amadurecimento. Jane tem uma escrita fantástica, viciante, bem elaborada, ela sabe como explorar cada detalhe, como criar cenários bem feitos, personagens bem construídos com personalidades marcantes. Sua abordagem é sutil, leve, ela conseguiu deixar o que tanto julgamos e menosprezamos bonito, inspirador, nos obrigando a refletir, manter a mente e o coração aberto, nos convidando não apenas para ler o livro, mas para senti-lo e o final é... Não tem como colocar em palavras o quanto o final é surpreendente.

“(...) Porque Sebastian me ensinou a amar. “

Para os leitores que não gostam muito da literatura adulta, pode ler sem medo. Ele contém sim cenas adultas, mas acima de tudo é um livro muito bem escrito focado principalmente no enredo, na trama geral do que apenas no erotismo.

Mais que recomendado.

site: http://www.atitudeliteraria.com.br/2015/11/resenha-educacao-de-sebastian-jane.html#more
comentários(0)comente



Heloisa 30/11/2015

4.5
Traição não é um dos meus temas favoritos, mas aqui não me senti tão incomodada com isso.

Sebastian é bem mais novo que Caroline, eles se conhecem desde que ele era criança, ficaram afastados por muitos anos e quando se reencontraram Caroline ainda estava presa à um casamento fracassado e estremamente infeliz.

Juntos eles se entendem e a amizade que surge é linda. Ele não nega em nenhum momento o que sente por ela, que sempre amou, mas com tanta coisa contra Caro luta pra não se envolver, principalmente quando descobre a idade do bonitão.

Achei lindo, lindo, lindo. Cada momentinho dos dois juntos é incrivelmente apaixonado.

Mas nem tudo são flores, e quando tudo desmorona meu coração ficou tão pesado. Sofri por eles, por todas as angústias, todo preconceito, toda incompreensão, e me apaixonei a cada toque, cada palavra, cada explosão de amor.

Sebastian apesar da pouca idade é super maduro e não tem dúvida do amor que sente por Caro.
Caro também não tem dúvida do amor que sente por Seb, mas é insegura e acha que ele vai se cansar dela e vai encontrar uma novinha pra esquecer o tédio, o que é um absurdo pois o menino é louco por ela.

Não sei se te algum sentido ou é apenas coincidência, mas os dois livros que li sobre essa coisa de diferença de idade foram lindos e apaixonantes, primeiro Na Ilha que tem o tudão do TJ e agora o Sebastian perfeitão. Amei esses livros e recomendo muito, muitíssimo.
Alessandra 30/11/2015minha estante
Amooo essa série!!!!


Rah 30/11/2015minha estante
Não conseguir gostar!! Tenho problemas !!?? kkkkk


Heloisa 30/11/2015minha estante
Acho que vc tem sim Rah!! Kkkkkkk brincadeira. Questão de gosto mesmo, ou até do momento que vc lê. Tem livros que todo mundo amou e eu odiei. Nesse caso quem tem problemas sou eu. Mas viva a diversidade literária.;)


Heloisa 30/11/2015minha estante
Tbm amei a série toda Ale, e gostei bastante do Sebastian no livro 3.


Rah 30/11/2015minha estante
kkkkkkkkkkkkkk vou tentar ler, de novo kkk




Nana 01/06/2016

Caroline Wilson tinha apenas dezenove anos quando casou com o oficial da marinha, David Wilson. Sua a mãe o achara um ótimo partido e praticamente, deu a filha para o homem. Meses depois, David já não parecia nada como o homem que conhecera no início de namoro. Não tinha interesse em seus assuntos; não gostava do jeito que ela se vestia. A juventude de Caroline foi completamente sugada e aos poucos se tornara uma domesticada dona de casa, que seu único dever era não deixar o marido estressado.

Aos 21 anos, Caroline conheceu o pequeno Sebastian Hunter. Ele tinha oito anos e ela fora obrigada a se amigar com a família dele, por ordens de David. O garoto gostava da atenção e os ensinamentos dela, como a língua italiana. Os pais nunca foram muito atenciosos com Sebastian, viviam em seu próprio mundo. Eles viviam na Base em San Diego, rodeados de outros navais e suas famílias. O pai de Sebastian sendo Comandante, era bem respeitado na área. Com o marido sendo solicitado em outro estado, Caroline se mudou de San Diego, deixando apenas lembranças para Sebastian.

Dez anos depois, David é promovido e eles retornam à Base em San Diego. Sebastian agora é um jovem prestes a entrar na faculdade e constantemente lida com brigas violentas, entre seus pais. Ele e o pai não vivem de forma harmoniosa, em vista que Donald Hunter, prevê um futuro diferente para o filho. Enquanto o clima em casa é insuportável. seu refúgio é a praia e o surfe. Até a volta de Caroline. A reaproximação entre os dois é inevitável e a amizade vai além de momentos de recordações. Afinal, Sebastian não é mais um garotinho e sua admiração por Caroline está com um gosto diferente.

"David franziu o cenho. ele não gostava que interrompessem sua história. Eu me levantei rapidamente para retirar os pratos - não estava com energia para uma briga ou sermão." - pág: 39.

Desde 2011 resenhando para o blog, sei que, se tem uma coisa que irrita os leitores, é traição fazer parte de um enredo. Já recebemos diversos comentários como: "Ah, essa parte da traição eu não gostei." ou outros derivados. No livro de Jane Harvey-Berrick, o assunto é tratado como forma de libertação, em vista que sua protagonista Caroline, está presa à uma união cheia de baixos, precisando medir palavras para lidar com o marido. Ele escolhe até as roupas que ela deve vestir, em certos momentos. Isso faz com ela seja tão carente quanto Sebastian. Em termos, me deixou triste que a traição foi o motivo para ela se mexer e repensar a vida e dar valor aos seus sonhos, porém o conforto financeiro, às vezes não basta.

Sebastian é um amorzinho. Poderia ser mais um personagem revoltado, devido a criação e conflitos com os pais. Eles não aceitam seu amor pelo surfe, não aceitam que ele deseja ser de Humanas - nesse ponto acho que qualquer pai fica com pé atrás =x - mas, tudo de forma meio violenta. O pai de Sebastian, quer que ele siga a carreira militar e se aliste. A relação com Caroline, desperta nele a vontade de fugir daquele lugar, com ela, e se estabilizarem em outro local. Só que Caro, como ela a chama, tem suas dúvidas nessa relação. E se Sebastian quer apenas uma aventura? E se aparecer uma novinha e ele desistir de tudo? E se...?

"- Podemos ir para a cama? - perguntou ele. - Eu...eu preciso muito de você, Caro. Tocar você...mostrar o quanto eu te amo. Por favor." - pág: 256.

A autora apresenta sua narrativa polêmica, com um clima praiano de fundo, o que passa impressão de que seja mais um romance de verão. Caroline não tem interação com muitas pessoas, diferente de Sebastian que está rodeado por seus amigos. Tirando os pais dele e David, os coadjuvantes são, em parte, esquecíveis. Outros são importantes, por descobrir o relacionamento ou querer destruí-lo. A escrita de Jane é fluída e se torna questionadora pelas ações de sua protagonista, mesclando com um tom doce e inocente de Sebastian, tornando um personagem adorável. Sua Caroline, parece perdida algumas vezes, mas no fim toma a única decisão plausível para terminar toda confusão. Em outros tempos eu até diria que o final não fora clichê. Contudo, já é de praxe, livros do estilo terminarem assim em vista que, há uma continuação.

Com passar das páginas, A Educação de Sebastian começa a ser predominado por cenas quentes entre Caroline e Sebastian. O menino é insaciável. Mas, nada que tome capítulos inteiros e são bem escritas, sem aquele palavreado pesado que me faz sentir como se eu estivesse assistindo vídeo no RedTube. Bem agradável, para quem já está acostumado com o gênero.

" Seu otimismo me fez sorrir; também me deixou um pouco triste. Eu não achava que a vida seria tão fácil quanto ele parecia esperar. Podíamos estar mudando para o outro lado do país, mas levaríamos vários de nossos problemas conosco." - pág: 364.

Gostei do trabalho da editora, sem erros, boa edição e a capa achei bem melhor que a original. Quando vi que seriam quase quatrocentas páginas me assustei, acreditando que boa parte delas seriam preenchidas por intermináveis cenas de sexo e repetição [trauma causado por um certo livro do gênero]. Mas, usando Caroline como narradora, a autora explora o emocional dos personagens, e claro, com momentos felizes e dramas.

E devo dizer que adorei a forma que Sebastian chamava o David porque passei boa parte da leitura, chamando o David de cuzão, também.

site: http://cantocultzineo.blogspot.com/2016/06/livro-educacao-de-sebastian-jane-harvey.html
Daniele 01/06/2016minha estante
Eu AMO esse livro


Nana 01/06/2016minha estante
Oi Dani, já leu o segundo? Espero curtir, também :D


Daniele 01/06/2016minha estante
Já li sim, é muito bom também, mas o primeiro foi melhor :D




Taisa 01/12/2015

Um garoto jovem que se apaixona por uma mulher mais velha. Essa sinopse se destacou para mim como neon no meio de tantos romances "cinzas" onde há sempre um homem super confiante, sabe-tudo e altamente controlador atraído por uma garota virginal e insegura. A desconstrução desse retrato de casal modelo foi para mim uma ótima surpresa e adorei ver a fragilidade de respectivas tão diferentes.

O primeiro contato deles é quando ele tinha uns 9 anos e ela 21. Anos mais tarde por conta das transferências de base do marido da Caroline eles acabam se encontrando, e definitivamente muita coisa mudou. Ela vive um casamento de fachada, o que era para ser uma maneira dela fugir e se ver livre se mostrou um novo tipo de prisão. Esposa de um militar rígido ela está mais para empregada do que para companheira. Já Sebastian cresceu (eufemismo do ano), filho de pais extremamente (por incrível que pareça a mesmo tempo) negligentes e controladores sonha com o dia em que viverá sua vida bem longe dessa desgraça que é sua casa.

A relação entre eles foi construída de forma relativamente rápida, mas não me senti incomodada. Eu enxerguei-os como duas pessoas extremamente carentes que acabaram buscando um no outro uma maneira de fugir de suas vidas. É lindo o amor que o Sebastian tem por ela, é tão puro, é uma admiração difícil de se escapar.

Já Caroline, me identifiquei com ela mais do que eu gostaria de admitir. Ambas balzacas, naquela fase da vida que você se sente muito velha para novas coisas, muito nova para não tentar e meio sem forças para mudar a maioria delas. Felizmente paro por aí nas semelhanças, o marido dela é uma puta pedra no sapato, por mais que a Caroline se culpe e eu detestando traição, não tive força para julgá-la.

Talvez por ser mais velha ela deveria ter se mostrado o alicerce da relação. Mas não, ele confia tanto nesse amor que a linha entre a ingenuidade e convicção dele era tênue. Houveram momentos que eu suspirava e sentia pena ao mesmo tempo porque eu sinceramente não conseguia ver um futuro próximo para eles.

Eu gostei muito do final, apesar de não ter uma ideia do que tanto mais ela tem para acrescentar (que precise de um intermediário e um livro 2), minhas expectativas estão altas. Essa não é uma série que vá agradar a todos mas eu indico mesmo assim porque foi ótimo ver uma história onde não há um dominante e nem uma submissa, onde os dois estão desesperados um pelo outro na mesma medida e principalmente porque há mais do que a diferença de idade, há uma inversão na concepção que temos do gênero homem/mulher, pois os dois podem ter tanto as mesmas fraquezas quanto as mesmas fortalezas, e um menino doce e inexperiente pode ser um homem e tanto......... em mais de um sentido.

- See more at: http://leiturasdataisa.blogspot.com.br/2015/12/leitura-educacao-de-sebastian.html#sthash.A0iLi4gY.dpuf

site: leiturasdataisa.blogspot.com.br
comentários(0)comente



Em cada página 30/12/2015

A Educação de Sebastian | Em cada página
Há livros que nos emocionam, nos chocam, nos faz sofrer junto com os personagens, nos faz torcer pelo felizes para sempre, nos faz amar e odiar alguns personagens, nos deixam com o coração na mão, e nos faz ansiar pelo desfecho do livro a ponto de não aguentarmos de curiosidade, e claro, também há livros que nos fazem ansiar pela sequência.

Já imaginou encontrar tudo isso em apenas um livro? Não?! Pois bem, a minha dica de hoje contém tudo isso e muito mais.

Acredito que o que mais me chamou atenção para a Educação de Sebastian, foi o fato de a temática do livro fugir dos padrões. Porque querendo ou não, o envolvimento entre uma mulher de 30 anos com um jovem de 17, ainda hoje, gera polêmica.

Mas a história, o romance são tão incríveis, que o fato da diferença de idade entre os protagonistas acabou ficando como um pano de fundo, isso na minha opinião, pois acredito que o amor, o companheirismo são o que realmente importa.

Você arriscaria suas chances de “viver” normalmente perante a sociedade em nome do amor?

Caroline resolveu se arriscar, mas se arriscar poderia fazê-la perder o único que foi capaz de amá-la e de fazê-la sentir-se especial. E então, o amor valeria a pena?

Caroline vive em um casamento sem amor. Se casou muito cedo para sair de casa, já que o seu relacionamento com a mãe não era dos melhores, em contrapartida seu pai sempre a apoiou.

Caroline se casou com David, um médico militar, e um homem mais velho do que ela. David nunca foi de elogios e mostrar seus sentimentos, na verdade com o tempo apenas criticava e tratava Caroline como uma empregada.

Caroline morou algum tempo em San Diego, mas com as promoções de David ela acabava não tendo uma residência fixa. Depois de alguns anos ela acaba voltando para San Diego e reencontrando alguns conhecidos.

Sebastian é um jovem de 17 anos. Vive em uma família opressora, que nunca cuidou dele. Quando tinha apenas 8 anos, acabou encontrando refúgio na casa de Caroline, e mesmo depois de anos sem vê-la, ele nunca conseguiu esquecê-la. Ela era a mulher dos seus sonhos. A mulher da sua vida.

O reencontro foi inevitável, e Sebastian não consegue conter seus sentimentos e acaba se declarando para Caroline.
Caro, como ele a chama carinhosamente, acaba encontrando em Sebastian tudo o que ela nunca teve em seu casamento. Ele a fazia se sentir completa, desejada, querida. E mesmo sendo casada ela acaba se envolvendo com ele. Mas o que ela não sabia era que Sebastian tinha apenas 17 anos, e se caso eles fossem descobertos isso poderia leva-la direto para a cadeia, já que na Califórnia envolvimento com de menor de idade é considerado crime.

Caro e Sebastian até tentam refrear o que sentem, mas cada dia que passa se torna mais difícil, e esperar o aniversário de 18 anos de Sebastian para se entregarem novamente era impossível. E durante o tempo que passam juntos, eles planejam o futuro, mas seria possível um futuro juntos para os dois?

Esse livro é uma montanha-russa de emoções. Me vi encantada, apreensiva, apaixonada, eufórica, triste e com o coração arrasado, mas também pudera, aquele final é de estraçalhar qualquer coração. Senti medo pelos personagens, a realidade que eles estavam vivendo era muito arriscada, é impossível não sentir por eles, e também é impossível não torcer por eles.

O livro é incrível, e estou louca para saber o desfecho desse amor doloroso e ao mesmo tempo bonito.

Se eu recomendo? Claaaaaaaaaaaaro!!! Espero que vocês se apaixonem pelo Seb como eu me apaixonei!

site: http://www.emcadapagina.com/2015/12/resenha-educacao-de-sebastian-jane.html
comentários(0)comente



LT 14/02/2017


Alguém aqui já ouviu falar do termo "Bipolaridade Literária"?

Pois é, esse é o sentimento que me definiu durante a leitura desse livro, mas para vocês entenderem o porque disso, tenho que contar um pouco sobre a história.

A Educação de Sebastian conta a história de Caroline Wilson, ela é uma mulher que se casou muito nova com um militar, e tardiamente descobriu que foi pelo motivo errado. Sendo assim, hoje, com 30 anos de idade, a nossa protagonista se vê presa em um casamento fracassado e é extremamente explorada pelo marido.

Anos atrás, o casal morou na Califórnia e foi onde a Caroline conheceu Sebastian, uma criança que sofria maus tratos por parte dos pais, por causa da falta de carinho que o menino tinha em casa, uma amizade muito grande se formou entre os dois.

O livro em si começa a acontecer quando eles voltam para a cidade e logo no primeiro dia, Caroline reencontra Sebastian, mas ele não é mais uma criança inocente. Ele é um adolescente de dezessete anos muito lindo e envolvente que logo de cara mexeu com a mocinha da história.

O tempo passa e de um lado da história vemos David maltratando sua esposa, e do outro lado temos um jovem completamente apaixonado e louco por ela pronto para fazer qualquer coisa que ela desejasse.

Não sei como falar isso, mas tem sempre a questão do: "quem não dá assistência, abre para a concorrência". Logo nas primeiras páginas percebemos que a Caroline tinha um déficit de amor próprio e uma carência muito grande. Quando aparece uma pessoa disposta a lhe dar isso, a mostrar que de fato pode ser amada, é difícil não se envolver, certo?

Não sou ninguém para julgar ninguém, mas sei que existem pessoas que vão ter problemas por causa da diferença de idade entre os protagonistas, mas eu sou totalmente a favor de todas as formas de amor, e o que importa, é, de fato, a felicidade.

Confesso que tive dificuldades em seguir com a leitura da obra, mas não por preconceito do envolvimento entre eles, foi porque sou um pouco chata e tudo aconteceu rápido demais para o meu gosto. Eles se reencontraram, se envolveram, passaram a se relacionar, juraram amor eterno e pronto. Mas tudo tinha uma questão mais profunda, e o marido dela? E a família dele? Não é tudo tão fácil assim...

Outro problema para mim foi a grande quantidade de cenas de sexo. Gosto de livros hot? Sim! Mas em excesso? Não... não.

Nossa, acho que se eu levantar aqui todas as questões que senti lendo esse livro, vocês podem levar para o lado de que ele é muito ruim, porém, vou só pontuar uma outra observação: A forma que o marido da Carol tratava ela me deu nojo. Eu tinha vontade de entrar no livro e dar na cara dele, e ela aceitava tudo de cabeça baixa. Isso me revoltava demais, por isso, que direto eu falava que queria tacar o livro na parede. haha

Agora vamos falar dos pontos positivos?

A escrita da autora, apesar de rápida, é extremamente fluida e simples. O livro é inteiro narrado em primeira pessoa pela visão da Caroline, por isso que a revolta era mais real ainda em mim, pois estava lá, na pele o que ela estava sentindo no momento.

A capa do livro é inquestionavelmente maravilhosa, e foi justamente ela que me puxou para a leitura do mesmo, e apesar de todos esses poréns que relacionei, eu não me arrependo de ter realizado essa leitura, pois tudo tem o seu porque.

Acredito que o nome do livro está totalmente ligado a isso, A Educação de Sebastian se dá justamente pelo fato de que um adolescente que passou por maus bocados em sua vida mostra para uma mulher de 30 anos que a vida em si vale a pena e que ela pode e deve ser feliz, mas que isso só depende dela. Todas as coisas ruins acontecem por um motivo.

Tocando no assunto das coisas ruins, vem a pior parte do livro.

O final!

Meu Deus do céu! Que autora mais sem noção e mais sem coração...

Imagina a cena: Você espera o livro inteiro na expectativa de algo acontecer, chega no último capítulo, a bomba estoura e então... pá... FIM!

Isso não é de Deus, não, Dona Jane!!

Você não tem amor aos seus leitores não?
Cadê a consideração?
Cadê a retribuição do carinho?
Cadê o seu coração? Autora do mal!!!!!!

Fiquei desesperada pela continuação do livro! Novo Século, se vocês quiserem me dar de presente, eu aceito e prometo resenhar! haha

Então, é assim: esse livro é aquele que vai te levar aos extremos. Uma hora você vai ficar com raiva, na outra vai se apaixonar, então você se envolve e por fim você se debulha em lágrimas com esse final arrasador.

Simplesmente, leiam!

QUOTES
− Eu te amo. Eu… eu faço qualquer coisa, vou para qualquer lugar. Você pode escrever − nós seremos felizes.

– Sebastian, eu nem tinha um futuro até você me fazer pensar sobre isso. Deus sabe quanto tempo ainda eu seguiria vagando.

– Não seja condescendente comigo, Caro – disse ele, soando ainda mais zangado. – Você acha que eu não sei o que significa assumir esse compromisso, mas eu sei. Você acha que estou abrindo mão de tudo e que vou me arrepender mais tarde, só que está errada. Eu já vi como é um casamento ruim; vi como meus pais têm sido infelizes. Porém, quando estou com você, eu me sinto… tão incrivelmente feliz, como se o mundo valesse a pena, afinal. Eu sei o quanto isso é raro; eu vi o quanto isso é raro. Não despreze o que sinto só porque… só porque eu sou mais novo que você. Você é linda e boa e talentosa e você tem um dom: as pessoas são atraídas por você, e você nem mesmo vê isso. E isso é só uma das coisas que eu amo em você.

− Você me trouxe à vida, e jamais vai saber o quanto eu te devo por causa disso. Mas você está apenas começando sua vida. Não é justo lançar meu peso sobre você. Você merece mais que isso. Eu tenho que abrir mão de você.

Senti uma dor surda no peito. Uma parte de meu coração estava se partindo, sabendo que era muito provável que eu não tornasse a ver Sebastian. Respirei fundo e encarei o horizonte: era hora de eu crescer, finalmente.

Resenhista: Mayara Milesi.

site: http://livrosetalgroup.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Natasmi Cortez 15/03/2016

[RESENHA] A Educação de Sebastian
O enredo foca na relação proibida entre Caroline e Sebastian. Movida a sexo, promessas vazias e muita imaturidade. E pasmem, não por parte do jovem Sebastian, que aos 17 anos já sabe o que quer, ao contrário de Caroline, uma mulher de 30 anos que passou a vida recebendo ordens e aceitando de cabeça baixa as imposições machistas de seu marido.

No entanto, o que era para ser um relacionamento intenso e cheio de amor, me pareceu uma fuga, da intensa infelicidade e solidão vivenciada pelos dois personagens. Parece que Caroline apenas quer uma aventura, e demora para que a descrição de seus sentimentos no livro, denotem outra coisa que não atração física e carência.

Sobre Caroline, me peguei pensando diversas vezes em sua situação de submissão. Há vários livros que relatam relações de abuso, onde a mulher continua a viver com um homem que lhe machuca, tanto física quando moralmente, porém claramente há sentimento envolvido. A mulher não abandona esse homem, por medo da solidão, por achar que não pode viver sem ele, ou que nunca mais encontrará a felicidade em um novo relacionamento, o que é compreensível e pode até mesmo ser explicado. E isso é o que difere nossa protagonista das sofríveis mocinhas das demais histórias. Ela não ama seu marido, porém não o deixa por não ter apoio financeiro ao mesmo tempo que não quer abrir mão do prazer proporcionado por Sebastian.

O livro todo é muito lento. Caroline aos poucos vai adquirindo coragem e auto-estima, o que aborrece e torna seu marido ainda mais intragável e sua relação com o jovem de 17 anos, ainda mais perigosa. Então temos outro ponto, essa tensão toda, em torno do proibido, só prometeu e não cumpriu. Tudo se encaminha para um ápice no final e você percebe que faltam poucas páginas para tudo se resolver de forma adequada. E foi isso que ocorreu.

O final foi a parte mais emocionante do livro todo. Senti a paixão da autora no último capítulo, a escrita forte, a tragédia bem desenvolvida, um circo cheio de vergonha, ressentimento e assombro. Fiquei surpresa com as reações externadas pelos personagens envolvidos. E para mim, houve certo exagero na demonstração de ódio gratuito por parte de um dos envolvidos no caso.

Porém há sim pontos positivos no livro. A história de Caroline e Sebastian mostra que não há idade para se apaixonar, nem para reencontrar a si mesmo. Mostra uma mulher fragilizada, se tornar alguém que toma decisões e que enfrenta o desconhecido em nome do amor. Mostra um jovem que precisou amadurecer rápido demais, que é sonhador e consegue ver aquela esperança tão necessária para seguir adiante. E mostra que a traição, mesmo romantizada, pode trazer grande prejuízo para quem é afetado por ela.

site: http://claquetegeek.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Tânia (@ritmoliterario) 29/12/2015

Apaixonante!
Caroline é uma mulher de 30 anos, mas que não teve experiencias na vida que condizem com sua idade. Quando conheceu David, um medico da marinha americana 11 anos mais velho e que foi uns dos poucos homens na vida de Caroline, e quando esse a pediu em casamente, ela não hesitou, pois queria sair de casa devido a convivência com sua mãe estar no limite.

Caroline achou que amasse David, mas com o passar dos anos, foi percebendo que não havia sentimento nessa relação. Era conveniente para David te-la como esposa e conveniente para ela ter para onde ir, sem ser a casa de seus pais, ou seja, um aturava o outro.

Com a profissão do marido, Caroline era obrigada a viajar para muitos lugares, mas um lugar especifico onde passou um bom tempo deixou saudades. Era em San Diego, onde lá conheceu o lindo garotinho Sebastian, que apesar de ter apenas 8 anos, transformava seus dias tediosos em algo bom e divertido. Só que mais um vez ela teve que partir, deixando Sebastian triste.

Passam-se então 9 anos e depois de muitas mudanças Caroline e David retornam para San Diego. E ao reencontrar Sebastian, que agora não é mais um garotinho lindo e sim um homem lindo. Forte, alto, bronzeado, surfista, mas que ainda demonstra ser muito doce e gentil.

Os dias se passam e o casamento de Caroline continua na mesma, ela é obrigada a lavar, passar, cozinhar, fazer sexo sem vontade, vestir o que David manda e ainda posar de esposa feliz para seus colegas da Base, só que tudo isso já esta a deixando cansada, mas ainda se vê presa a David, por não ter para onde ir e nem como se manter.

As coisas começam a mudar quando Sebastian se aproxima dela, estando em lugares próximo a ela, e isso começa a incomodar-la pois tem medo que ele confunda as coisas. Mas Sebastian é jovem e no fundo sabe da fragilidade de Caroline, por isso não tem medo de arriscar e se declara.

Então ela se vê tentada, por sua beleza, por sua jovialidade e sua doçura, coisas que mesmo com 30 anos ela nunca conheceu. E acaba se rendendo a essa tentação e mergulha de cabeça nesse sentimento novo, mesmo sabendo dos grandes riscos que corre caso tudo seja descoberto.

"Cada pedaço do meu controle cuidadosamente construído foi levado na inundação de sensações desconhecidas."

E o que parecia ser um pequeno caso, se torna algo forte e intenso, até mesmo avassalador. Eles descobrem que há muito mais do que uma relação carnal, é algo muito profundo. Caroline em seu mundo novo de sentimentos e prazeres e Sebastian em um mundo no qual sempre desejou estar.

Esse livro mexeu tanto comigo, que não conseguia parar de ler. Sebastian me conquistou de um jeito que estou boba até agora. Ele é simples, leve, espontâneo, inocente, maduro, doce, carinhoso. É um homem menino, e que suas atitudes e decisões impressionam mesmo tendo pouca idade, e fica difícil não se apaixonar por ele, sendo que faz tudo aquilo que se espera que homens maduros façam, mas ele faz não porque quer impressionar, ele faz porque sente vontade de agradar e esse amor que ele sente transborda.

Já Caroline é uma boa mulher e que apesar de cometer adultério e para piorar com um menor de idade, não consegui ter raiva dela, pelo contrario fui solidária ao seu sofrimento, pois muitas vezes precisamos de um luz, de um choque para poder acordar e mudar de vida e ela teve isso, esse estalo. E depois de descobrir o que é ser feliz, criou coragem e forças de onde não se imaginava para dar sentido a tudo.


"Tentei entender os sentimentos que me preenchiam, deixando-me mais leve do que o ar. Eu me senti linda pela primeira vez na vida, sã e salva.Amada.Apreciada."

A autora soube muito bem desenvolver esses personagens, eles combinam, ambos sofredores em seus lares, mas dispostos a seguir em frente, um fazendo o bem ao outro. E não tem como não torcer para que eles fiquem juntos, mesmo a historia se tratando de uma temática polêmica.

E só posso dizer que amei esse livro, mesmo tendo muitas cenas de sexo, acho que encaixou perfeitamente com o contexto, não ficou vulgar e com certeza esta na minha lista de favoritos. Recomendo muito para quem gosta de ler romances assim.


Já inciei a leitura do segundo livro, pois a forma como termina esse despedaçou meu coração e em breve farei resenha aqui também.

Espero que gostem.

Beijos e até!

site: https://www.youtube.com/watch?v=9TtnFH2ulFc
comentários(0)comente



Bia 19/04/2017

“Sempre foi você, Caro. "
Começamos conhecendo Caroline, uma mulher que se casou jovem e que dedicou sua vida toda ao seu marido. Ele por trabalhar na Marinha Americana, foi transferido para lugares diferentes, e ela sempre o acompanhou, sendo sua esposa perfeita. Um dos primeiros lugares que eles passam é por San Diego, em uma comunidade basicamente militar. Nesse tempo, Caroline conhece Sebastian, filho dos superiores do seu marido, uma criança adorável que passa mais tempo em sua casa brincando com ela e com seu pai do que com seus próprios pais. Mas a profissão do seu marido força que eles se mudem novamente, deixando essa vida para trás. Ela consegue seu diploma de jornalismo mas sua vida ainda gira em tordo do seu marido, uma rotina sem fim cozinhando, passando roupa e limpando.

Agora Caroline tem trinta anos e está de volta a San Diego com David, um lugar que ela não tem nem amigos nem um trabalho. Mas é em um dia de sol na praia que ela reencontra Sebastian, agora com dezessete anos. Uma amizade improvável, sim, mas há muito mais nesse menino do que as pessoas conseguem ver. Uma amizade que logo se torna muito além, um encontrando no outro a força que precisam para continuar. A vida de Caro era engessada mas ela nunca percebeu isso até que Sebastian a ajuda ver que ela merece muito mais. Mas será que o que eles sentem um pelo outro é o suficiente para sobrepor a barreira da idade?
[...]

Para conferir o resto da resenha, acesse o blog e aproveite e deixa lá seu comentário ;)

site: https://paginaebooks.wordpress.com/2016/05/23/resenha-de-segunda-a-educacao-de-sebastian-the-education-of-1/
comentários(0)comente



Gi 13/11/2016

Seb e Caro
Gentem q livro lindooo.
Caroline uma mulher de 30 anos, vivendo uma vida miserável ao lado do marido militar.
Sebastian 17 anos filho de um casal de bêbados, vivendo abusos físicos do pai.
Juntos vão mostrar que o verdadeiro amor supera as barreiras da diferença de idade.
comentários(0)comente



Portal JuLund 30/03/2016

A Educação de Sebastian, @NovoSeculo
Olá pessoal, hoje vou falar pra vocês desse livro que eu realmente AMEI!!! Levei muito tempo para lê-lo, já tinha visto varias opiniões e visto algumas resenhas, mas sempre protelei e deixava pra depois, resultado: arrependida em nível hard!!!

Apesar da sinopse não fazer jus a intensidade da história, já digo a vocês que se vocês não gostam de romances onde A protagonista é mais velha, podem para de ler aqui. Acho tudo isso uma tremenda bobeira, mas há quem não goste então já estou avisando.

Caroline casou-se muito cedo com um homem mais velho, oficial da marinha, dono de um charme ao qual ela não estava acostumada, que dirigia um carro esportivo lindo, e como sua relação com sua mãe sempre fora muito ruim ela caiu de cabeça nesse relacionamento e obviamente se estrepou.

Leia resenha completa no

site: http://portal.julund.com.br/resenhas/educacao-de-sebastian-novoseculo
comentários(0)comente



Ru 13/04/2017

Amor não escolhe idade
Lindo! Apaixonante.
comentários(0)comente



15 encontrados | exibindo 1 a 15