Com Você

Com Você Laurelin Paige




Resenhas - Com Você


15 encontrados | exibindo 1 a 15


Jenny 16/02/2020

Simplesmente perfeito!! Impossível parar de ler!!
comentários(0)comente



Ana Paula FZ1 21/05/2019

SE VOCE NÃO LEU O PRIMEIRO LIVRO, PASSE LONGE DESSA RESENHA, PORQUE O SPOILLER É CERTO
Terminei o segundo com uma sensação muito comum depois de ler livros assim. A historia é quase a mesma, só mudou o nome do personagem rs... Aqui temos um Grey, uma Ana, um negocio comprado contra a vontade da muié, mentiras, uma ex namorada/caso/pretendente fdp ... Mas poderia ser um Gideon, uma Eva um prédio gigante que o ricaço é dono, um terno de tres peças, uma outra Ex fdp e por ai vai gente... kkkkk Viu as semelhanças. Só muda o nome dos personagens.

Hudson e Alayna estão de verdade namorando agora... são um casal real, nada de fake news. Só que aqui alguns papeis estão invertidos. A Alayna que é a perseguidora documentada e tratada está calma com o fato de que agora ela é capaz de amar sem ser uma perseguidora, controladora e doida... mas Hudson é o controlador, ciumento, possessivo. Ou seja, ambos tem problemas sérios de controle e confiança. Mas à maneira deles, eles conseguiram se adequar, estão conseguindo se adaptar às suas inseguranças, aos medos que relacionamentos anteriores causaram neles.

Só acho que Alayna é um pouco besta as vezes, imatura, mas ela tem problemas por amar demais e muito rápido, então essa imaturidade é até um pouco ¨justificável ¨no caso dela. Já Hudson tem tanto amor no coração por essa nova mulher na sua vida virou seu mundo de cabeça pra baixo, e apesar de toda sua insistência em não ser capaz de sentir amor, é tudo o que seu coração transborda nas atitudes por ela.

Mas nem tudo são flores lógico. A mãe de Hudson continua sendo a vaca que é desde o primeiro livro. Celia.... posso comparar ela com a Virgem Escriba da serie Irmandade da Adaga Negra, com a Steph da série After, ou seja uma vaca total. Desde o primeiro livro eu tava desconfiada da bondade dela, mas nesse livro ela se superou, e eu xinguei muito Alayna por confiar nela.

Agora o ápice desse livro foi aqueles capitulos finais, durante a reunião da familia do Hudson... fiquei tipo...oiiiiii, o WHT this, como assim??? foi sensacional a forma como a autora deu uma resolução pra aquela situação... cambada de gente podre ...caraca

Vamos ver o que vem por ai no próximo livro, mas confesso que to com medo da próxima ¨vilâ ¨que aparecerá pra infernizar a vida do casal apaixonado.


site: http://paixaoporleituras.blogspot.com
comentários(0)comente



Lucy 20/05/2019

Como confiar em quem se ama?
Layne continua cada vez mais com dificuldades em não voltar aos velhos hábitos. Em não perseguir Hudson e confiar nele, mas Célia está disposta a impedir sua felicidade e minar sua confiança. Não é apenas uma vilã, é uma jogadora, mas a questão é: qual jogo ela está jogando?
Será que Hudson também tem voltado aos velhos hábitos?
Mais um livro onde vemos Hudson dar tudo de si por Layne, menos o que ela precisa: as palavrinhas eu te amo, que ela acha que pode mudar tudo e lhe dar mais confiança.
comentários(0)comente



Lidiane- @amorporlivros_1991 24/01/2019

Intenso
Um romance intenso, erótico, fluido, envolvente.
É o tipo de leitura que eu preciso ler de uma vez, fiquei ansiosa com cada parte, esperando os problemas do casal.
Alayna, não sei nem o que falar dessa personagem, essa doença dela de perseguição é doida, ela acredita nas pessoas erradas, ninguém quer confiar muito nela, mas de tudo ela é uma personagem que eu gosto, as vezes ingênua, mas aprendeu muito nesse livro.
Hudson, sem comentários é aquele homão, caraaaaaa ainda bem que ele é muito paciente com a Alayna, ele consegue se desdobrar, tentar ter a confiança dela, fazer dela uma mulher diferente.
Os dois tem muitos problemas e segredos, isso me deixava tensa demais, mas eles são um casal que consegue se resolver bem demais.
"Eu nunca falei mais sério, Alayna. Você é a primeira pessoa que conheci que me faz acreditar que eu posso não ser louco. Isso é a melhor coisa que já me aconteceu. Você é a melhor coisa que já me aconteceu."
Como não se apaixonar pelo Hudson?
Alguém me explica? Já estou doida para ler o próximo e o pov, doida para saber o que se passa na cabeça dele.
Amei o livro, mais um favorito para a minha lista.
DanielaF 28/03/2019minha estante
^^




Fernanda 06/07/2018

Com você
Resenha no blog:

http://modoliterario.blogspot.com/2018/07/resenha-com-voce-laurelin-paige-rocco.html

site: http://modoliterario.blogspot.com/2018/07/resenha-com-voce-laurelin-paige-rocco.html
comentários(0)comente



Andressa 09/03/2017

E tem como se apaixonar mais??
"Com Você" o segundo livro da trilogia fixed tem tudo para ser perfeito e apaixonante o que realmente é.

Com uma pegada mais romântica o "Com Você", te faz se apaixonar ainda mais por Hudson Pierce e juntamente te deixa com certas questões sobre esse homem maravilhoso e misterioso, sem contar, é claro, com a agonia que se sente por saber o que ele sente por Alayna mas não consegue dizer com palavras (aquela frasezinha de 3 palavras que amamos ouvir) e sim com atos, as vezes rudes, as vezes românticos e as vezes super românticos (sem espoiler ok, mas fica a dica), exceto, é claro, por uma unica menção da qual Laynie não consegue compreender mas é utilizado palavras (ok foi quase um spoiler, mas preste atenção a essa ultima sentença).
Quase spoilers a parte Laurelin Paige segue com a mesma pegada do primeiro livro da trilogia, com escrita leve, só que dessa vez, com uma linguagem mais "urbana" em momentos mais hots; com uma leitura rápida ainda se consegue sentir a passagem do tempo, embora descobri não ser tanto assim (eis um clichê que Paige poderia ter evitado, para que a sensação de passagem de mais dias, do que o de fato ocorreu, fosse mais conexa, entretanto ainda assim da uma certa dimensão de como funciona a mente desse casal aparentemente incomum). Em "Com Você" conseguimos entender melhor a cabeça de Alayna enquanto a de Hudson se torna um pouco mais clara assim como se aprofunda mais na relação de Célia com Laynie até entendermos "amizade" das duas e a de Célia com Hudson.
No segundo livro da trilogia "Fixed" Laurelin se aprofunda na mente e nos sentimentos de Alayna que se mostra mais parecida com qualquer mente feminina diante dos mesmos fatos e das mesmas incertezas proporcionadas por uma falta de conhecimento mais concreto da mente do seu amado somado com alguns conselhos errados de pessoas erradas e de decisões erradas, o que claramente poderia acontecer com qualquer uma.
Com relação a Hudson conseguimos ter uma ideia, ainda que superficial, dos sentimentos dele para com Laynie, dos quais, da para se perceber, que não são superficiais e nem fracos, o que o torna mais possessivo, por não saber lidar com tal sentimento tão forte, e ao mesmo tempo Pierce tenta ser mais compreensivo com Alayna e tenta ser o que ela quer que ele seja, isso por não saber como lidar com um relacionamento, o que, em parte, se torna um erro pois na mente dela Laynie também não sabe como.
No meio desse enredo romântico temos uma visibilidade e um destaque um pouco maior de Célia, a ("unica") amiga de Hudson. Onde podemos entender melhor o relacionamento deles assim como se revela uma grande parte (considerado um segredo de família) do passado de Pierce. Embora varias coisas aconteçam entre os três, a visibilidade de Célia é peça crucial para o relacionamento de Hudson e Alayna.

PS.: A serie continua com as 4 pimentinhas ;)
comentários(0)comente



priscila.wenzel 03/11/2016

Ta ficando bom!

O livro começa do mesmo ponto onde terminou o primeiro: com Alayna indo conhecer o apartamento de Hudson, o local onde ele realmente mora e não levou nenhuma mulher antes.
Envolvidos pela atração que sentem um pelo outro, os dois decidem parar de fingir um relacionamento e embarcar em um namoro de verdade. Completamente apaixonada Laynie se entrega a Hudson, mas a forma como ele continua cheio de mistérios com ela, não lhe contando coisas faz com que ela acabe se aproximando da única pessoa que pode lhe dar alguma resposta sobre Hudson: Celia Werner.

Alayna convencida por Celia acaba não contando a Hudson sobre seus encontros, porque, por alguma razão Hudson não quer Alayna perto de Celia. Além disso, Laynie acaba escondendo algumas outras informações sobre Hudson que cedo ou tarde pode acabar afetando o relacionamento e a confiança, que estão construindo e ainda é muito frágil.

Nesse segundo livro o casal está mais próximo então todas as interações entre eles acabando terminando em sexo, que neste livro está mais detalhado e com mais frequência que o anterior.


“Hudson se esticou em cima de mim, segurando-me no chão, com minhas duas mãos pregadas acima da cabeça com uma das suas. Ele mordiscava a minha orelha.
- Deus, você é tão enlouquecedora. Como posso querê-la tanto se você me deixa tão louco?
Usando todo seu corpo, ele virou-me embaixo dele e esmagou sua boca contra a minha em um beijo feroz - um beijo forte, dominador e cheio de tanta emoção”


E apesar de Hudson não dizer o que sente por Alayna, suas ações denunciam que ele está apaixonado por ela, no mesmo grau que ela está por ele.


“- Eu posso ficar fora por vários dias. Mas não posso suportar ficar longe de você por muito tempo. E você me mata se achar que pode...
Esse era o tipo de palavras que eu sempre sonhava em ouvir. Porque a pegajosa sempre tinha sido eu. Eu era a porra da garota que se apegava demais aos caras. O que havia em Hudson que mantinha minha obsessão congelada? Será que isso significaria que eu não estava tão apaixonada por ele como quanto pensava que estivesse? Que eu realmente não o amava?
Não eu o amava verdadeiramente.... Era porque eu me sentia segura sobre seus sentimentos por mim, só Deus sabe o porquê, que eu era capaz de permanecer tranquila.”


Alayna me irritou ao esconder algumas coisas de Hudson, mas o que me surpreendeu mesmo foi o final do livro. Super recomendo.


“- ...E ele disse que, uma vez que a sua vida era vida dele, isso significava que ele não poderia vê-la nunca mais também.
- Puta merda... Sério?
Mira tinha me cativado totalmente.
- Sim, muito sério. Por que você ainda duvida? Eu continuo dizendo que ele a ama. Você é muito especial para ele. Hudson fará qualquer coisa para que vocês fiquem juntos. Você não consegue ver isso?”
Lari 19/04/2017minha estante
Oie , você tem esse livro em PDF ?


priscila.wenzel 21/04/2017minha estante
Infelizmente naum!


priscila.wenzel 21/04/2017minha estante
Procura no site lelivros, quem sabe vc acha!




Tatireads 20/03/2016

Resenha - Com Você
Hudson está empenhado em seu plano de conquistar completamente o coração de Alayna e enquanto ela se apaixona ainda mais por ele, suas duvidas sobre o relacionamento dos dois aumentam e ela acaba desabafando e se aproximando da única amiga de Hudson, Célia Werner.

Continuação da resenha no site.

site: http://setimacabine.com.br/resenha-com-voce/
comentários(0)comente



Bruna 12/10/2015

Em Por você conhecemos o casal Hudson Pierce e Alayna Whiters. Ele é um poderoso e milionário CEO, e é o novo dono da boate onde Alayna trabalha. Apesar do clichezaço que essa apresentação passa, a série traz uma história bem diferente das atuais, por causa dos problemas psicológicos que os dois protagonistas apresentam. Alayna sofria de transtorno obsessivo por relacionamentos, traduzindo: ela era uma stalker profissional que já foi até presa por perseguir um ex! O problema de Hudson só nos foi apresentado mais para o final do primeiro livro, por isso não vou falar qual é aqui, mas saibam que é tão sério quanto o de sua amada.

No primeiro livro acompanhamos o início desse relacionamento, que começou como uma farsa, e agora, em Com você, temos os dois tentando fazer a relação dar certo, o que é complicado, porque esse é praticamente o primeiro relacionamento de verdade dos dois. Alayna está insuportavelmente insegura, carente e desconfiada. Hudson é super paciente, e parece gostar e se divertir com o ciúmes dela, mas não facilita, ao ser super controlador e fechado. Resultado: muitos segredos, e consequentemente, confusões.

Agora eu estava sendo ridícula. Paranoica, mesmo. Mas eu sabia que essa percepção não iria alterar a sensação furiosa e doentia que estava se retorcendo em meu estômago.


Essa rede de segredos e semi verdades permeiam todo o livro, até uma explosão em uma cena excelente, nos capítulos finais. Sério! A autora soube desenvolver esses acontecimentos e os personagens envolvidos muito bem e com inteligência. Muitas questões relacionadas a esses segredos e suas consequências ficaram para ser resolvidas no próximo livro, mas isso não impediu que Com você tivesse um final fechado, pelo menos no que diz respeito ao casal principal.

O livro é narrado em primeira pessoa, pela Alayna, e talvez por isso ela tenha me irritado tanto. Enquanto isso, Hudson ainda é mantido com um certo ar de mistério, pois nunca sabemos o que ele realmente está pensando ou sentindo. Eu gostei do livro, mas menos que do primeiro, porque a Alayna estava muito chata. E em sua insegurança total, ela acabou cometendo uma burrada enorme.

Mais uma vez a autora me conquistou com sua escrita fluida, gostosa, e com uma história que foge do padrão dos eróticos atuais, por ser recheada de problemas reais. Enquanto no primeiro livro as doenças de Alayna e Hudson ganharam apenas nome, em Com você nós finalmente temos algumas explicações mais profundas, com exemplos de comportamentos passados dos protagonistas, e vou te falar uma coisa: Esses dois era mesmo pirados! Além disso, tivemos mais algumas doses das famílias loucas e imperfeita dos dois (a do Hudson, em especial).


Certamente, até mesmo pessoas como nós, pessoas que tinham sido tão abaladas e partidas ao meio que destruíram os que estavam à nossa volta, mereciam a felicidade. Nós não teríamos que passar toda a nossa existência compensando os nosso erros. Será que teríamos?


As cenas sensuais são beeeem intensas e descritivas, mas muito bem feitas, e sem cair na vulgaridade. Porém, são muitas cenas, muitas mesmo, uma vez que praticamente todas as interações entre Hudson e Alayna levavam a sexo. Então estejam avisados!

A diagramação desse é um espetáculo a parte. As páginas tem uma coloração rosa nas bordas, como na foto. A numeração dos capítulos, e os detalhes da numeração das páginas também são rosa, no tom do título. Minha única ressalva é a capa, que achei um pouco apelativa, em especial se comparada a do primeiro livro, que era sexy sem ser vulgar. E já os deixo de sobreaviso, porque a capa do último livro é apelativa mesmo!

site: http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/2015/08/resenha-com-voce-laurelin-paige.html
comentários(0)comente



Meu Vício em Livros 04/05/2015

Romance sobre amor e obsessão
Creio que vocês já leram a resenha do primeiro livro estou certa? Se não leram confiram aqui. Quem leu já sabe que o Hudson é um macho alfa delicioso e tudo de bom. Nesta segunda parte, a Alayna está prestes a descobrir que estar em um relacionamento com esse homem é uma verdadeira montanha russa de emoções.

A estória começa exatamente de onde o primeiro livro parou. Neste, tanto Alayna como Hudson cresceram como indivíduos e como casal. Ambos conhecem o passado um do outro e com isto a confiança se instala no relacionamento. Eles tentam aprender com os erros e não há como negar o amor e a atração entre eles. O que era para ser uma farsa se transforma em um relacionamento super intenso e Alayna também tem que aprender a ter um relacionamento real, o que diz não saber.
"Toda vez que eu estava certa de ter chegado à minha capacidade máxima de amor por ele, que eu tinha me apaixonado tanto quanto possivelmente poderia, Hudson fazia ou dizia alguma coisa espetacular, e eu ficava achando que o amava ainda mais."
Parece que Hudson tem medo de mostrar o quanto Alayna significa para ele, então, ao invés de dizer isso, ele mostra com seu corpo. E uau, ele é demais! Todas as cenas são sensuais e perfeitas. Me abanem aqui, oh calor!
"... Deus, você é tão enlouquecedora. Como posso querê-la tanto se você me deixa tão louco?...Eu mal posso respirar quando você não está perto de mim, quando não estou tocando em você. Agora, isso é tudo que posso fazer para me segurar de pegá-la em meus braços."

Alayna torna-se mais amigável com Célia, na verdade, é Célia quem se aproxima de Alayna com aquela ladainha de que não quer nada com Hudson, é sua amiga, deseja que ele seja feliz, blablablá. Eu fiquei o tempo todo achando que ela estava aprontando alguma e adivinhem? eu acertei! Claro que não darei detalhes para não estragar o suspense, mas o que posso dizer que ela foi uma vaca!

Aliás, quem também continua uma vaca transtornada é a mãe de Hudson, no entanto, na vida existe a lei do retorno e ela quebra a cara feio. Achei o máximo aquela cena, ainda foi pouco. O livro dois termina sem eu entender, de novo, o porque deste plano inicial que Hudson criou para enganar a mãe. Também temos Stacy, um caso antigo dele, que diz ter um terrível segredo a ser revelado e que promete desestabilizar o relacionamento com Alayna.

A estória de Alayna e Hudson é simplesmente linda, mas também é complexa. A forma como eles falam um com o outro, agem sobre as necessidades um do outro e demonstram o amor, sem, necessariamente dizer as palavras "eu te amo", faz a gente sonhar e ficar de ressaca depois de vários dias após a leitura.

Já disse que virei fã da autora? Vou dizer agora. Laurelin Paige tem um jeito incrível de contar uma estória, agarrei e larguei só no final. Se você quer um romance sobre amor e obsessão eu recomendo! Aguardando ansiosamente a conclusão desta série.Leia mais: http://meuvicioemlivros.blogspot.com.br/2015/05/resenha-com-voce-trilogia-fixed-livro-2.html

site: http://meuvicioemlivros.blogspot.com.br/2015/05/resenha-com-voce-trilogia-fixed-livro-2.html
comentários(0)comente



Lori 20/02/2015

Sexy!!!!
Não é nenhum segredo que normalmente o segundo seguimento de uma trilogia vem para solidificar a trama. Ao meu ver, ele é de praxe mais forte e mais envolvente. Mas, eu sempre considero uma feliz surpresa quando ele consegue me cativar tão completamente. E foi exatamente isto que Com Você fez. Se o primeiro volume desta séria me conquistou, este simplesmente arrebatou o meu coração. Neste completamente viciante e caliente enredo, eu me encontrei absolutamente enfeitiçada.

“Com Você” traz uma química ainda mais explosiva entre Alayna e Hudson. Uau... eles levam o significado de quente para outro nível. Eu tenho certeza de que o meu kindle estava soltando fumaça. Enquanto Hudson ainda não consegue expressar o seu amor por Alyana por meio de palavras ele certamente não economiza esforços ao demostra-lo através de ações. Várias ações. Ações de todas posições possíveis, digo formas possíveis. Mas, não me entendam mal, a conexão sexual existente entre nossos heróis não é tudo o que eles têm, é possível, sim, sentir uma ligação emocional entre eles. Contudo, quando tudo o mais parece falhar, é na cama que eles realmente se encontram.

Infelizmente eu não posso entrar muito no enredo porque é quase impossível fazê-lo sem dar spoilers. Basta dizer que Hudson está mais sensual do que nunca e com certeza te dará constantes taquicardias. Aqueles que gostam de um protagonista do tipo dominante e confiante e ao mesmo tempo traumatizado e confuso, não se decepcionarão. E vê-lo aos poucos se apaixonar por Alayna foi uma bálsamo para o meu coração romântico.

Mas, obviamente nem tudo são flores e Hudon possui um segredo. Um segredo do qual ele não se orgulha e tem medo que possa destruir o que ele construiu com nossa heroína... E, eu não vou negar que me surpreendi com algumas revelações deste livro. Aqui não há nada do gênero: herói se sente culpado por algo que lhe fugiu o controle ou do qual ele não teve uma conexão direta. Não. Hudson tem muita culpa no cartório no que se refere aos seus erros passados. Mas, ele parece ter mudado...

Ou será que ele mudou mesmo? Daí em diante eu passei a questionar tudo e todos.... Por vezes eu acreditava que estava criando coisas na minha cabeça, outras eu julgava que Alayna estava confiando nas pessoas erradas.

Eu queria poder dizer a vocês que eu estava errada...

Eu diria que este volume certamente foca na confiança. É sobre ganhá-la e conseguir mantê-la; é sobre saber em quem confiar e se deixar confiar. Os segredos aqui divulgados certamente colocaram em prova este traço, principalmente em vista do passado de nossos heróis e a suas propensões a insegurança, ciúmes e medos irracionais.

“Com Você” possui um ritmo envolvente e consegue mexer com todos os nossos sentidos. Sua escrita é forte e o seu enredo intrigante. Se você é um fã da série Cinquenta Tons de Cinza e Crossfire, então eu diria que esta trilogia é para você!
comentários(0)comente



Livros e Citações 16/02/2015

Só queríamos ser amados
Autora: Laurelin Paige
Editora: Rocco Fábrica231
Páginas: 399
Classificação: 3/5 estrelas

Com você é o segundo livro da série Fixed e se você ainda não leu o primeiro livro, por favor não siga em frente pois essa resenha conterá spoilers referentes ao livro anterior.

"Não desista de mim."

Nesse livro, a conturbada relação entre Hudson e Alayna ganha mais força e o que deveria ser somente um contrato torna-se um namoro sério. Porém, com ambos sofrendo de suas próprias manias e a desconfiança aumentando, está cada vez mais complicado seguir em frente.

E enquanto tentam construir uma relação, os erros do passado retornam para desestabilizar ainda mais Alayna e fazê-la confiar em seu pior inimigo. Já Hudson está ao seu lado para o que der e vier, mas dessa vez o que Alayna precisa não é apoio, e sim fé.

"Estou tão perdida sem você. Encontre-me, Hudson."

Gostei TANTO de Por Você, a história de pessoas obsessivas e controladoras protagonizarem e mostrarem como agem em um relacionamento realmente é algo com potencial, e em Com Você a autora continua com sua escrita leve e fácil do primeiro livro, mas Laurelin Paige se perdeu um pouco ao desenvolver a trama. Diria que muitas vezes senti até que ela forçava um pouco.

Alayna me deu nos nervos com seus draminhas desnecessários, sem pé nem cabeça, quando o problema em questão era bem pequeno, e ainda havia suas saídas dramáticas para levar em consideração. Você já assistiu novelas mexicanas onde a mulher vai embora desvairada esperando que o mocinho tudibam corra atrás dela? Pois é, essas cenas definem bem Alayna nesse segundo livro, com a vantagem de que as cenas logo seriam seguidas por sexo alucinante com Hudson. Pior, ela ainda se envolvia em problemas tão óbvios, evidentes, que era como pedir para ser passada para trás pelas cobras da vida.

E nem Hudson escapou dos erros da autora. O cara simplesmente decidiu ganhar o prêmio de homem meloso do ano, era tudo tão forçado e sem química, que minha vontade mesmo era colocar o dedo na garganta e vomitar a dose de pieguice que engoli ao ler.

"Cada parte de mim estava em profunda dor. E esse tipo de dor só se pode sofrer sozinho."

Mas calma, o livro não foi completamente ladeira abaixo. Como eu escrevi antes, parece que a autora forçou certos acontecimentos para preencher espaço, e a parte final do romance até que foi bem interessante, principalmente quando a acidez rolava solta e alguém se engalfinhava.

Com Você certamente deixou de ser uma história de pessoas com desequilíbrios emocionais para envolver problemas comuns. Na verdade, agora me pergunto o quanto de obsessivos e manipuladores há em todos nós e como isso abre espaço para inseguranças e medos tomarem conta.

"Nós não éramos loucos, ou sociopatas, ou pessoas horríveis. Nós só queríamos ser amados."

Resenha por: Gabrielle

site: http://www.livrosecitacoes.com
Mah @leitura.encantada 19/02/2015minha estante
ainda não tem a venda do terceiro livro? eu não achei




Clã 31/01/2015

Clã dos Livros - Com Você
"- Estou com você - disse ele novamente, enquanto suas mãos reuniram o tecido de meu vestido em torno da minha cintura ( ... )"

Laurelin Paige conseguiu construir uma história sexy e envolvente, com um enredo que se difere de tantos outros pela carga emocional que os dois protagonistas carregam.

No livro 1 da Trilogia Fixed, descobrimos que Alayna e Hudson tiveram no passado, problemas sérios de comportamento quando o assunto era relacionamentos.

" Porque eu não tinha dúvidas. Não sobre ele. Minhas dúvidas eram sobre mim, sobre se eu poderia lidar com o nosso relacionamento. E, na verdade, se eu deixasse as minhas esperanças se enraizarem - esperanças de que eu poderia finalmente ter um relacionamento verdadeiro com outra pessoa sem me perder em meus medos e nos hábitos do meu passado obsessivo (... )"

Se já não bastasse a forte atração que sentem um pelo outro ( alguém por favor, liga o ventilador, estes dois juntos são muito quentes ), eles acabam se descobrindo pares perfeitos em suas imperfeições.

"Não precisei dizer que deixaria que ele me comesse mais tarde, ainda usando esses sapatos. Ele sabia. De qualquer maneira, ele seria o único a decidir qualquer coisa. Hudson poderia me dominar do jeito que quisesse."

Com Você começa com Hudson e Alayna juntos. O que a princípio era apenas um acordo comercial e muito desejo, acabou virando um relacionamento, quando Alayna se descobriu apaixonada por Hudson e viu que ele a queria por perto. Ele a leva até sua cobertura, onde nenhuma outra mulher, com quem se envolveu, já esteve.

Para evitar problemas, os dois combinam não guardar segredos um do outro. Nunca mais.

O relacionamento deles está bem interessante. Ficam juntos muito tempo e Alayna está sempre na cobertura dele, onde dorme todas as noites. Seu trabalho a deixa feliz, pois com novas ideias sente que pode crescer mais e fazer tudo dar certo. Não quer ser apenas a garota do chefe.

" Mas nenhum deles reconheceu a raridade que estava diante deles. Uma princesa. (...)
Lágrimas ardiam nos cantos dos meus olhos. Ninguém nunca tinha me visto daquele jeito. (...) Ninguém."

Mas mesmo com tantas coisas dando certo, ela ainda sofre com a desconfiança e insegurança características de seu problema com relacionamentos e com o medo de errar e destruir a relação dos dois. Por conta dessa insegurança, surpreendentemente, acaba se abrindo com Célia. Vocês se lembram de Célia, certo? A mulher que deveria se casar com Hudson. Aquela escolhida por sua família.

Célia se mostra uma amiga solícita e sempre disposta a ajudar Alayna com suas dúvidas e inseguranças, dando conselhos e um ombro para se apoiar e Alayna acaba guardando segredo de seus encontros.

" - Então eu não vou dizer a ele, também - Celia colocou a mão para cima e balançou seu último dedo. - Juro.
Sua promessa me fez sentir melhor. Fez-me sentir como se eu tivesse alguém do meu lado. Fez parecer que a mentira estivesse menos propensa a explodir na minha cara."

Se já não bastasse a culpa pelos encontros e desabafos com a quase ex- de Hudson, a moça ainda se encontra acidentalmente, com alguns problemas do passado dos quais deveria manter distância.

Com intrigas, falsidade, segredos, dúvidas, inseguranças e muito ciúmes, a relação já tão frágil dos dois será capaz de resistir?

Hudson continua muito intenso e maravilhoso. A maneira como tenta lidar com seus problemas e os de Alayna mostra o quanto parece maduro e disposto a fazer tudo dar certo.

"Minha respiração ficou presa em um momento de adoração completa por aquele homem na minha frente. Este homem que tinha lutado para abrir caminho através de seus próprios demônios e me deixado entrar em sua vida, ( ... ) estava tentando o máximo para ficar comigo da maneira que nós dois queríamos."

Apesar dos vacilos da moça, também achei que ela lida com algumas dificuldades com muita força e maturidade, afastando-se e se acalmando para poder enxergar com mais clareza.

Esses problemas e a maneira como enxergamos os sentimentos de Alayna, torna a história mais verossímil e um pouco dolorosa também.

Alguns segredos são esclarecidos em Com Você, porém novas perguntas vem para nos deixar com uma pulga ou duas, atrás da orelha. Quero muito o próximo!

site: http://cladoslivros.blogspot.com.br/2015/01/resenha-com-voce-livro-2-da-trilogia.html
comentários(0)comente



15 encontrados | exibindo 1 a 15