F*ck Love

F*ck Love Tarryn Fisher




Resenhas - F*** Love


30 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Denise 15/10/2020

Uma grata surpresa
Já li vários livros da autora, e esse foi completamente diferente. Amei. Nos livros anteriores as protagonistas eram mulheres neuróticas com um carga muito grande de sofrimento. Nesse existe uma leveza que encanta. Helena admite o tempo todo que está errada, mas faz de uma forma engraçada. Torci muito por ela. A personagem que deveria ser a "vítima", já que é traída pela melhor amiga, é muito chata e mimada. Gostei do final e Recomendo a leitura Com certeza irão gostar.
comentários(0)comente



Milley @meuslivros_minhavida 15/09/2020

📚 Minhas impressões:
Helena Conway se apaixonou contra sua vontade, mas não sem motivo pelo Kit Isley que é o oposto dela, desencanado, espontâneo, alguém diferente de todos os homens que conheceu.

Ele parece o seu complemento, poderia ser tão perfeito, se Kit não fosse o namorado da sua melhor amiga.

Helena deve desafiar seu coração, fazer a coisa certa e pensar nos outros, mas ela não o faz.

Tentar se afastar da pessoa amada é como tentar se afogar, você decide fugir da vida, pulando na água, mas vai contra a natureza não buscar o ar.

Seu corpo clama por oxigênio; sua mente insiste que você precisa de ar. Então você acaba subindo à superfície, arfando, incapaz de negar a si mesma essa necessidade básica de ar, de amor, de desejo ardente.

Você pode pensar que já viu histórias parecidas, mas nunca tão genuínas como essa.

Eu amei me fez fugir totalmente dos livros clichês, os conflitos e as loucuras da personagem foi incrível
comentários(0)comente



ViVi 21/08/2020

Decepcionante
Devorei os primeiros capítulos do livro, mas cheguei na metade e senti que a autora se perdeu legal. O livro em si nn é sobre o romance de Kit e Helena,mas ss sobre a mesma tentando se encontrar e infelizmente eu não estava buscando isso quando o comprei, esperava uma dramática e intensa história de amor. O relacionamento dos dois é mal desenvolvido, ela sonhou com ele e ficou obcecada entendo isso, porém, por que ele se apaixonou por ela?? a explicação de que eles tem uma conexão e só é bem chula. O final foi bem bléh tmb, achei a idéia boa com um desenvolvimento ruim. Eu não entendia porque ás pessoas odiavam tanto plot de gravidez até ler esse livro, meu deus...

Adendo: o Kit é detestável demais, acabei o livro com ódio e querendo matar ele.
comentários(0)comente



Flávia 17/08/2020

F*ck love
Comecei esse livro achando que ia me deparar com uma protagonista frustrada com o amor e os homens. Mas não, fala sobre como o amor pode ser difícil e que não, não existe conto de fadas por mais que o amor seja verdadeiro. É uma história real, com dificuldades e problemas reais.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Monica.Prupst 07/06/2020

Nossa!!!
Um dos livros mais loucos que já li. Foi uma leitura realmente agradável e boa. Aconselho para quem estiver com ressaca literária. Leve, divertido, com romance na medida certa. Não tem grandes reviravoltas, mas tem pequenas surpresas que tornam ele ainda mais sensacional. Foi uma grande e maravilhosa surpresa. Confesso que só comprei porque estava super barato e que não sabia nem sobre o que era, na verdade nem sabia que o livro existia. Porém, foi incrível!!!! Amei demais!!! Adoro livros em que não tenho nenhuma expectativa é ele se torna favorito!!! Vou procurar mais livros da autora!!!
comentários(0)comente



Lua 24/05/2020

Apaixonada
Eu estou totalmente apaixonada pela Helena e pela força que a personagem tem, ela é tão incrível e guerreira, ela consegue ser tão forte do lado de uma amizade tão tóxica, ela é o tipo de mulher que gostaria de me torna.
comentários(0)comente



Michelle.Feddersen 18/03/2020

Não se prendam ao título!
Comecei sem muita expectativa e agora estou pensando como vou viver sem Helena nos meus dias!!!!
comentários(0)comente



Blog Universo Paralelo 16/01/2020

Todo início de um livro é sempre um grande mistério, além de ser um ponto superestimado por muitos leitores, afinal de conta o início é o grande responsável por nos deixar intrigados pelo restante da leitura.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Em “F*ck Love” isso fica muito mais evidenciado do que em qualquer outro livro que eu já tenha lido.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Iniciando-se com um grande ponto de interrogação, Tarryn Fisher já te deixa com a pulga atrás da orelha: Kit é um viajante do tempo?
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Durante todo o desenrolar do livro ficamos nos perguntando onde a autora pretende chegar com essa estória.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Helena basicamente fez algo que, tenho quase absoluta certeza, é o que muitos gostariam de fazer: abandonar tudo o que é conhecido, e correr atrás do que quer para si.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Para mim essa personagem é como uma metáfora sobre o que nossa vida poderia ser caso renunciássemos ao que nos é cômodo e conhecido, e corrêssemos atrás de uma nova história. No mundo em que vivemos são poucas as coisas que fazemos que estão “fora da casinha”, geralmente buscamos o certo pois tem menos chance de algo dar errado.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Após ter um “sonho” em que seu futuro é ao lado da pessoa menos provável possível, a protagonista sai em busca de respostas, porém se depara com situações que apenas a sua vontade não tem muita valia.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
“F*ck Love” é um livro intrigante, apaixonante e cheio de mistério.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Será possível alguém viajar no tempo?
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Quais as possibilidades de você quebrar a cara no final?
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Qual a probabilidade de o início ser o seu fim?

site: https://www.instagram.com/p/B6-ua6gjHiN/
comentários(0)comente



vic 23/09/2019

Amei!!
eu não coloquei tanta expectativa nele, achei que não seria bom.. li a sinopse e me interessei. Eu simplesmente amei, é bem leve e muito rápido de ler. A diagramação dele é bem gostosa e eu me envolvi demais com a escrita da Tarryn. Favoritadissímo ??
comentários(0)comente



Carla 22/09/2018

Confesso que tinha algumas boas expectativas quanto a esse livro. Essa é a mesma autora que escreveu a trilogia 'A Oportunista' que está sendo lançada pela a faro Editorial por aqui. Quando li a sinopse desse livro, pensei que ele fosse seguir uma linha parecida com o livro acima mencionado. E de certa forma, ele até que segue, pois também é focado em um romance contemporâneo conflituoso. Mas infelizmente achei que faltou emoção nesse livro. Por essa razão, não consegui me conectar de forma alguma com a protagonista. Ao invés de me sentir ela, eu me senti como uma mera observadora. Dessa forma, o livro ficou distante para mim, não consegui me envolver a fundo na trama.
Bem, esse livro começa com a Helena sonhando com uma vida completamente diferente da que ela tem hoje. Nesse sonho, primeiramente, ela já está bem mais velha, com dois filhos, morando em outra cidade, uma profissão completamente diferente da qual ela vinha se preparando e o pior de tudo namorando ou casada com o namorado da sua melhor amiga. Sim, essa última parte é mesmo confusa. Acontece que no 'mundo real' a Helena tem um namorado Neil e a sua melhor amiga Della, namora o Kit, mas no sonho ela já não estava mais com o Neil e sim com o Kit vivendo uma perfeita vida em família.

Quando a Helena acorda, ela fica confusa porque nada do que sonhou eram coisas que ela algum dia desejou, principalmente o novo namorado da sua amiga, o qual ela pouco conhece. E por mais estranho que tudo tenha parecido, ela gostou do que viveu e agora "acordada" ela tenta entender o porquê do sonho e se ele poderia ter algum fundo de verdade. Intrigada e curiosa, ela começa a experimentar as coisas que ela gostava no sonho e até a olhar para o namorado da amiga com outros olhos.

Você não deveria precisar convencer alguém a te amar. Não há realmente uma escolha quando se trata de amor.

A Helena assim como todos os personagens femininos da Tarryn, é controversa. É possível se identificar em alto nível, mas ao mesmo tempo, é uma personagem impulsiva e que mete os pés pela as mãos. Na verdade, a achei caricata demais, no sentido da autora querer fazê-la ser muito descolada, mas sem convencer muito. E um pouco inconstante. Ao mesmo tempo em que ela é confiante, ela se acha desinteressante. Percebi que ela é uma personagem sem definições e quando se trata de um livro, não sei se isso é ou não uma boa coisa. Mas no fim, ela é muito melhor - em matéria de caráter - do que eu previamente achei que ela fosse.

Quanto ao Kit, para um personagem central, achei ele desinteressante. Mas de certa forma, já esperava por isso. Os personagens masculinos não são muito o forte da Tarryn e por vezes, eles acabam sendo bem irritantes, o que aos meus olhos não chega a ser algo ruim, pois particularmente não gosto de personagens perfeitinhos e padronizados demais. O Kit é um cara que parece não saber o que quer da vida. Ele deseja uma coisa, mas não vai atrás e luta por ela. É extremamente passivo e também muito inconstante.

"- Estou tentando me encontrar. - Isso, minha querida é a coisa mais assustadora que irá fazer. - Por quê? - Porque você pode não gostar do que vai encontrar."

Achei a primeira metade do livro melhor do que a segunda. Na realidade, isso foi algo que achei bem estranho, porque de repente do nada a história muda completamente. Algumas coisas ficaram muito jogadas e sem ter um desenvolvimento adequado. Por vezes, eu me perguntava de onde que determinada coisa havia surgido. Isso me deixou meio perdida e ainda mais "desconectada".
Apesar disso tudo, a gente consegue claramente ver as diversas marcas da autora pelo o livro. Principalmente aquelas auto reflexões e o desenvolvimento da personagem principal. A sensação de nós não conseguirmos relaxar por saber que a qualquer hora algo possivelmente poderá acontecer e por ai vai...

Mas enfim, no todo o livro é bonzinho. Agora, se você já for fã da Tarryn Fisher, talvez você fique um pouco decepcionado, porque a mulher já estabeleceu um padrão muito alto para os livros dela, então quando a gente encontra um "mais ou menos", dá uma sensação de que faltaram algumas coisas, o que claramente foi o meu caso com esse livro.

Algumas outras quotes do livro que gostei:

"Arte é uma guerra contra o que escolhemos não sentir. É a guerra das cores, palavras, sons e formas. Ela se enfurece a favor ou contra o amor."

"A gente costuma achar que controlamos as nossa vidas, mas é a nossa vida que nos controla. E tudo o que toca a nossa vida nos controla. As pessoas tem menos poder do que elas acham que tem. São apenas as reações que controlamos. "

"Existe apenas a guerra no amor. Se alguém te falar o contrário, estarão mentindo. A luta contínua para manter o amor relevante enquanto se cresce e muda como ser humano, é uma batalha. Você luta por eles, luta para mantê-los, luta para ama-los. Você luta por você ou luta pelo o seu relacionamento? "

Confira a senha em: https://carlabookblog.blogspot.com/2016/02/review-fuck-love-tarryn-fisher.html

site: https://carlabookblog.blogspot.com/2016/02/review-fuck-love-tarryn-fisher.html
comentários(0)comente



Tailine.Brandao 12/01/2018

#ResenhaSonhoPossivel
Helena e uma moca muito certinha, tem um namorado, uma melhor amiga, estuda para ser contadora. Após uma sonho com o namorado da sua melhor amiga a sua vida vira de cabeçHelena e uma moca muito certinha, tem um namorado, uma melhor amiga, estuda para ser contadora. Após uma sonho com o namorado da sua melhor amiga a sua vida vira de cabeça para baixo, ela fica entre o sonho e a realidade, ela tem que decidir se segue o seu coração ou a sua cabeça.
Nesse meio tempo em que ela tem que decidir o que fazer, muitas coisas acontecem, como uma mudança de ar, um bebe, uma cidade muito simpática, uma fada, uma descoberta pela paixão pela arte e uma amor que surge e fod* com a sua cabeça . Ela fica entre uma amizade de infância e uma grande amor.
Helena ira descobrir que a vida nem sempre segue o curso que queremos, as vezes ela toda uma outro rumo e todos os planos mudam, os gostos mudam, e as coisas que eram reprimidas afloram.
Um livro diferente de tudo que eu já havia lido, personagens reais, uma historia que não ha vilões nem mocinhas, apenas pessoas que tentam se descobrir, que tem um lado bom e um lado um pouco sombrio, assim como todos os humanos.
a para baixo, ela fica entre o sonho e a realidade, ela tem que decidir se segue o seu coração ou a sua cabeça.
Nesse meio tempo em que ela tem que decidir o que fazer, muitas coisas acontecem, como uma mudança de ar, um bebe, uma cidade muito simpática, uma fada, uma descoberta pela paixão pela arte e uma amor que surge e fod* com a sua cabeça . Ela fica entre uma amizade de infância e uma grande amor.
Helena ira descobrir que a vida nem sempre segue o curso que queremos, as vezes ela toda uma outro rumo e todos os planos mudam, os gostos mudam, e as coisas que eram reprimidas afloram.
Um livro diferente de tudo que eu já havia lido, personagens reais, uma historia que não ha vilões nem mocinhas, apenas pessoas que tentam se descobrir, que tem um lado bom e um lado um pouco sombrio, assim como todos os humanos.


site: https://www.instagram.com/_sonho_possivel_/
comentários(0)comente



Mari 13/11/2017

Tarryn Fisher é autora Best-Seller do New York Times. Aqui no blog, já resenhamos a trilogia Amor e Mentiras, dela, e a trilogia Nunca Jamais, que escreveu juntamente com a autora Colleen Hoover.

Desta vez temos a resenha de um dos livros únicos da autora. F*ck Love foi lançado em 2015 nos EUA e em 2017 ganhou sua versão em portugês, lançada pela Faro Editora.

Helena Conway sempre foi a amiga certinha, namorada previsível; aquela com quem todos poderiam contar, que era tida como garantida independente do que fizessem com ela... Até o dia em que Kit Isley, o namorado de sua melhor amiga, colocou aquele pilot em sua mão e a transportou para um futuro onde os dois eram casados e tinham dois lindos bebês, ou ao menos foi o que ela achou que havia acontecido.

"O melhor tipo de amor é aquele que não estava previsto para acontece."

Sem conseguir tirar aquele "futuro possível" da cabeça, Helena começa uma luta interna entre a fidelidade que tem pela amiga e os sentimentos que começa a desenvolver por Kit. Ela tenta se afastar, voltar a sentir pelo próprio namorado o que sentia antes, mas quanto mais o tempo passa e ela conhece o Kit Isley dos dias atuais, mais mexida e desesperada ela fica com toda a situação, ainda mais quando Kit parece começar a correspondê-la.

Mesmo assim, ela resiste, tentando se convencer de que tudo não havia passado de um estanho sonho, que ela estaria exagerando e vendo mais do que o que realmente existia... Então uma das "previsões de futuro" se realiza. Agora ela tem apenas duas escolhas: se jogar de cabeça em seu amor por Kit ou fugir, tentando preservar o pouco que ainda resta de sua amizade de anos.

"Tentar se afastar de algo que você ama é como tentar se afogar. Você quer, mas não é natural não ansiar por ar; seu corpo precisa dele, sua mente diz que você precisa dele. Eventualmente, você vai até a superfície, arfando, e não consegue negar a si mesmo a necessidade básica de ar. De amor. (...)"

Durante muito tempo Helena foi a perfeita coadjuvante na vida de sua melhor amiga, a líder de torcida mega popular da escola e perfeitamente estereotipada em toda a sua insegurança e manipulação, mas agora ela queria virar a protagonista de sua própria existência.

Como todos os livros de Tarryn Fisher, F*ck Love busca surpreender o leitor trazendo algumas reviravoltas. Dá certo? Bem, acho que depende de quem é o leitor.

Kit não é o príncipe encantado típico, ao contrário, é um homem com qualidades sim, mas também vários defeitos. Para mim, ele era um covarde de marca maior que fica investindo em Helena sem terminar com a melhor amiga dela para não correr o risco de, se ela não quiser, ele não precisar ficar sozinho; entretanto, também o vi sendo pintado em muitas resenhas como um pobre apaixonado sofredor, vítima da manipulação de uma líder de torcida insegura.

O livro me conquistou nas primeiras linhas; gostei da luta da personagem para se descobrir, achei que a autora se valeu de um excelente equilíbrio entre romance e drama. Apesar de eu ter desejado um final diferente para a história, não nego que fui capaz de gostar da escolha da autora e recomendo a leitura.

site: http://www.conchegodasletras.com.br/2017/11/leituras-da-mari-fck-love-tarryn-fisher.html
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



30 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2